Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Pedro Demo

Pedro Demo

Ratings: (0)|Views: 261 |Likes:
Published by mss007
A inclusão digital mais promissora é aquela feita pela aprendizagem. As estratégias em curso- laboratório de informática; distribuição de computadores; cursinhos de digitalização; cursos a distância mal feitos e consumismo digital-, não funcionam mais. Os principais pontos da aprendizagem são, primeiramente, a figura do professor, seguido da figura do aluno e, por terceiro, da matéria pedagogia que prepara para o aprender. O curso de Pedagogia ainda não chegou à era digital, continuando ainda inserido no modelo de uma universidade de ensino e pesquisa, cujo enfoque também deveria mudar. Há ainda o desafio das escolas de tempo integral que também repetem as experiências falidas das escolas de tempo comum. Cursos de Pedagogia tecnologicamente corretos demandam jogos eletrônicos com pesquisa e discussão on-line, com etapas do tipo “scaffolding” de Vygotsky, motivação e autonomia, a Wikipédia para aprender a fazer textos discutíveis e a serem discutidos. Os maiores desafios dessa nova aprendizagem são: preparar o professor que ao voltar para a escola não dê mais aula, mas motive o aluno a aprender, usar a Internet para pesquisar e não para cópia e inserir na aprendizagem Algumas boas idéias são: - computador/ Internet na escola; lanhouses públicas com algum cuidado pedagógico, web 2 e exercício de autonomia. Os riscos existem e são: coisa pobre para pobre, programa de compra de computadores e não de educação e tecnologias novas para reempacotar a velharia. É preciso, portanto, incluir a Pedagogia na sociedade do conhecimento, destacando: a cidadania que sabe pensar, comentar, refletir; o aprendizado incessante; chance no mercado com habilidade digital e qualidade de vida para que as pessoas melhorem suas vidas.
A inclusão digital mais promissora é aquela feita pela aprendizagem. As estratégias em curso- laboratório de informática; distribuição de computadores; cursinhos de digitalização; cursos a distância mal feitos e consumismo digital-, não funcionam mais. Os principais pontos da aprendizagem são, primeiramente, a figura do professor, seguido da figura do aluno e, por terceiro, da matéria pedagogia que prepara para o aprender. O curso de Pedagogia ainda não chegou à era digital, continuando ainda inserido no modelo de uma universidade de ensino e pesquisa, cujo enfoque também deveria mudar. Há ainda o desafio das escolas de tempo integral que também repetem as experiências falidas das escolas de tempo comum. Cursos de Pedagogia tecnologicamente corretos demandam jogos eletrônicos com pesquisa e discussão on-line, com etapas do tipo “scaffolding” de Vygotsky, motivação e autonomia, a Wikipédia para aprender a fazer textos discutíveis e a serem discutidos. Os maiores desafios dessa nova aprendizagem são: preparar o professor que ao voltar para a escola não dê mais aula, mas motive o aluno a aprender, usar a Internet para pesquisar e não para cópia e inserir na aprendizagem Algumas boas idéias são: - computador/ Internet na escola; lanhouses públicas com algum cuidado pedagógico, web 2 e exercício de autonomia. Os riscos existem e são: coisa pobre para pobre, programa de compra de computadores e não de educação e tecnologias novas para reempacotar a velharia. É preciso, portanto, incluir a Pedagogia na sociedade do conhecimento, destacando: a cidadania que sabe pensar, comentar, refletir; o aprendizado incessante; chance no mercado com habilidade digital e qualidade de vida para que as pessoas melhorem suas vidas.

More info:

Published by: mss007 on Mar 01, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/02/2010

pdf

text

original

 
III Workshop Desafios e Perspectivas da Inclusão Digital na Sociedade da Informação:Elementos para uma Estratégia AbrangenteBrasília, 14/15 de dezembro de 2009Anais do Evento
Pedro Demo
Consultor do IBICT
Inclusão Digital e AprendizagemResumo
: A inclusão digital mais promissora é aquela feita pela aprendizagem.As estratégias em curso- laborario de informática; distribuão decomputadores; cursinhos de digitalização; cursos a distância mal feitos econsumismo digital-, o funcionam mais. Os principais pontos daaprendizagem são, primeiramente, a figura do professor, seguido da figura doaluno e, por terceiro, da matéria pedagogia que prepara para o aprender. Ocurso de Pedagogia ainda não chegou à era digital, continuando ainda inseridono modelo de uma universidade de ensino e pesquisa, cujo enfoque tambémdeveria mudar. Há ainda o desafio das escolas de tempo integral que tambémrepetem as experiências falidas das escolas de tempo comum. Cursos dePedagogia tecnologicamente corretos demandam jogos eletrônicos compesquisa e discussão on-line, com etapas do tipo “scaffolding” de Vygotsky,motivação e autonomia, a Wikipédia para aprender a fazer textos discutíveis ea serem discutidos. Os maiores desafios dessa nova aprendizagem o:preparar o professor que ao voltar para a escola não dê mais aula, mas motiveo aluno a aprender, usar a Internet para pesquisar e não para cópia e inserirna aprendizagem Algumas boas idéias são: - computador/ Internet na escola;lanhouses públicas com algum cuidado pedagógico, web 2 e exercício deautonomia. Os riscos existem e são: coisa pobre para pobre, programa decompra de computadores e o de educação e tecnologias novas parareempacotar a velharia. É preciso, portanto, incluir a Pedagogia na sociedadedo conhecimento, destacando: a cidadania que sabe pensar, comentar, refletir;o aprendizado incessante; chance no mercado com habilidade digital equalidade de vida para que as pessoas melhorem suas vidas. (resumoacrescentado)1
 
III Workshop Desafios e Perspectivas da Inclusão Digital na Sociedade da Informação:Elementos para uma Estratégia AbrangenteBrasília, 14/15 de dezembro de 2009Anais do Evento
2
 
III Workshop Desafios e Perspectivas da Inclusão Digital na Sociedade da Informação:Elementos para uma Estratégia AbrangenteBrasília, 14/15 de dezembro de 2009Anais do Evento
[A hipótese do trabalho é a de que a inclusão digital é mais duradoura seestiver dentro de um ambiente de aprendizado, com a chance de ficar para avida toda. As estratégias que não funcionam mais são:Laboratório de informática dentro da escola, onde nem o professor e nem oaluno aprendem. A segunda é a distribuição de computadores pelas escolas esempre se imagina que quando se compra tantos computadores,] alguém estálevando alguma coisa. A gente não sabe bem se é um programa de educaçãoou se é um programa de compra.A terceira é a dos cursinhos de digitalização. Nós comentamos muito isso noBrasil porque o Brasil gosta de cursos pequenos, cursos rápidos de um dia oudois dias, mas que não ficam na vida das pessoas, não tem na verdade maiorimportância. No computador existe um problema conhecido por todos nós. Sevocê aprende um monte de comandos e não usa, daí dois ou três meses jáesqueceu todos. Você vai precisar ficar fazendo cursinho de digitalização a vidatoda, quando na verdade você não usa o computador para o que é importante,que seria, na minha hitese, continuar aprendendo, continuar lendo,continuar trabalhando, pesquisando e coisas do gênero.A quarta é a dos cursos a distância mal feitos. Cursos a distância hoje em diaestão consolidados; por mais que a gente critique eles vieram para ficar. Porisso que eu costumo dizer que é melhor fazer bem, porque eles vão ficar, masmuitos são mal feitos, e se são mal feitos usa-se a tecnologia para coisasinauditas. Em primeiro lugar, para aperfeiçoar uma aula instrucionista, aulacopiada para o aluno copiar, e que fica mais bem copiada ainda quando é feitadigitalmente. Então nós usamos muitas vezes toda essa parafernália paracoisas muito duvidosas.A quinta estratégia é o consumismo digital. Nós badalamos muito no Brasil quea população, em grande proporção, já é proprietária de celular. Não é tãochegada a Internet ainda por óbvias razões, mas isso aí tem uma pinta deconsumismo; nós empurramos o gosto do mercado para que todo mundocompre os “bagulhos” eletrônicos, mas não se sabe bem porque e não temuma grande finalidade em termos de aprendizagem.3

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->