Welcome to Scribd. Sign in or start your free trial to enjoy unlimited e-books, audiobooks & documents.Find out more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
4Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Apostila de Introducao Biblica

Apostila de Introducao Biblica

Ratings: (0)|Views: 54|Likes:

More info:

Published by: Jonas Cardoso Bergamini on Mar 01, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/18/2010

pdf

text

original

 
APOSTILA DE INTRODUÇÃOBÍBLICA
Pr. Expedito José
Igreja de Cristo El Shadday
1
 
INTRODUÇAO BÍBLICA
A Bíblia, sendo a Palavra de Deus, embora considerada por alguns apenas umaobra literária, é o mais notável livro que o mundo tem visto. Ela contém uma série deacontecimentos do mais vivo interesse. A história da sua influência é a história dacivilização. Os melhores e mais sábios dentre os homens têm testemunhado o poder dasEscrituras, como um instrumento de luz, de santidade, e tendo sido as Escrituras preparadas por homens que “falaram da parte de Deus, movidos pelo Espírito Santo” (2Pe1.21), pararevelarem “o único Deus verdadeiro e a Jesus Cristo, a quem Ele enviou” (Jo 17.3), tem aBíblia por este motivo os mais fortes direitos ao nosso atento e reverente respeito:O uso de uma obra de estudo bíblico requer as seguintes preocupações:1)A primeira é que não devemos contemplar este majestoso edifício da Verdade divinacomo espectadores somente. O nosso fim não deve ser admirar de fora tão belaobra, mas estar dentro para que possamos crer e obedecer.2)Em segundo lugar somente a entrada no edifício da Verdade nos dá luz. O alvo, portanto, do nosso estudo, é tornar mais claro o impressionante livro de Deus, olivro por excelência, a Bíblia.
I - A ORÍGEM DA BÍBLIA
A - Houve um tempo em que a Palavra de Deus não era ainda escrita.Não há evidências de que o homem tivesse a Palavra de Deus escrita antesdo dia em que Jeová disse a Moisés, “escreve isto para memorial num livro (Ex 17.14)”.Daquele tempo em diante os homens de Deus escreveram inspirados peloEspírito Santo.Entretanto, houve homens santos aos quais Deus falou, como Noé, Abraão eJosé. Mas não lemos que alguns deles foram inspirados para escrever a Palavra deDeus. Às vezes Deus revelou a Sua vontade oralmente, numa maneira direta e pessoal aAdão, Caim, a Noé, a Abraão, a Abimeleque, a Isaac, a Jacó e muitos outros.B – Devemos lembrar-nos de que havia sempre duas testemunhas de Deus:1) As suas obras – Sl 19.1; Rm 1.19-202) A consciência do homem – Rm 2.15
Assim o homem possuía desde o princípio um conhecimento sem as leisescritas. No entanto, a consciência não serve como um veículo derevelação divina, porque pode ser cauterizada e fica quase inutilizada.Conseqüentemente havia necessidade uma revelação que durasse parasempre. Tal é a Palavra escrita, “que permanece para sempre.” (I Pe 1.23)2
 
 Introdução BíblicaC – O estudo metódico da Bíblia ensina que Deus escolheu um
povoparticular
para ser o intermediário da revelação. Deus escolheu o povo judaico (Dt14.2) e o separou para que fizesse dele repositório da sua verdade e por ele entregasse aBíblia ao mundo.D – “Deus fez de homens livros” antes de dar a Palavra escrita. Podemostraçar a história da transmissão verbal da palavra de Deus desde o dia em que Ele faloua Adão (Gn 1.28), até o tempo em que ordenou a Moisés que a escrevesse num livro(Ex 17.14).
II – OS NOMES DA BÍBLIA 
A – O nome
Bíblia
foi usado pela primeira vez por Crisóstomo no século IV. éderivado da palavra grega “biblos” que significa “livros”. Mas empregamos o singular 
livro,
e não o plural
livros,
afirmando a sua unidade e preeminência. A Bíblia é umlivro, e a sua unidade das suas partes, e a unidade na adversidade, tem sido aceita pelaconsciência cristã através dos séculos.B – A Bíblia é dividida em duas partes: O ANTIGO TESTAMENTO E O NOVO TESTAMENTO. O nome “testamento” não se encontra como um título naBíblia. É derivado do latim “
testamentum”
. Na língua grega significa “
concerto oupacto”
(Hb 7.22). A mesma palavra é usada em II Co 3.6,14 como testamento (aliança).C – Alguns nomes internos (dentro da Bíblia) são:1) A Palavra de Deus(Hb 4.12)2) A Escritura de Deus(Ex 32.16)3) As Sagradas Letras (II Tm 3.15)4) A Lei (Mt 12.5)5) A Escritura da Verdade (Dn 10.21)6) As Palavras de vida (At 7.38)
III – AS LÍNGUAS DA BÍBLIA
Deus usou a linguagem escrita de uma forma especial para transmitir Suavontade aos homens. Uma das vantagens da linguagem escrita sobre os demais veículosde comunicação é a precisão, a permanência, a objetividade, e a disseminação.O estudo das diversas línguas é interessante e de muito proveito. As línguasestão sempre se modificando e mudando com o desenvolvimento dos povos e o inter-relacionamento das nações.3

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->