Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
251Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Todos Os Tipos de Sensores

Todos Os Tipos de Sensores

Ratings:

2.0

(2)
|Views: 72,060|Likes:
Published by devifanta
contem todos os tipos de sensores
contem todos os tipos de sensores

More info:

Published by: devifanta on Mar 04, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOC, TXT or read online from Scribd
See More
See less

09/09/2013

pdf

text

original

 
Fundação Universidade Federal do Rio GrandeColégio Técnico Industrial - Prof. Mário AlquatiDivisão de Ensino de Eletrotécnica
SEMANA ACADÊMICA DE PROJETOS E INSTALAÇÕES ELÉTRICAS
Minicurso de Introdução à Instrumentação
 Prof. José Eli S. dos Santos
Outubro de 2006
 
I
NTRODUÇÃO
 
À
I
NSTRUMENTAÇÃO
Uma infinidade de equipamentos eletrônicos depende de um interfaceamento com o mundo exterior  pra funcionar. Máquinas industriais, eletroeletrônicos, equipamentos médicos, automotivos e equipamentosde eletrônica aeroespacial, além de instrumentos de pesquisa são alguns exemplos. Neste especial analisa- se de uma forma bastante resumida os principais tipos de sensores que são encontrados em aplicaçõeseletrônicas, verificando e comprovando seu funcionamento e uso.
Existem diversos tipos de sensores utilizados em equipamentos eletrônicos. Pode-se usar simpleschaves ou dispositivos de acionamento momentâneo do tipo mecânico, até transdutores especiais queconvertem alguma grandeza física em uma grandeza elétrica, como, por exemplo, uma tensão.Estes sensores servem para informar um circuito eletrônico a respeito de um evento que ocorraexternamente, sobre o qual ele deve atuar, ou a partir do qual ele deva comandar uma determinada ação.A seguir, relacionam-se os principais tipos de sensores que se encontram nas aplicações eletrônicas,com suas características e aplicações. Seria impossível, pela quantidade, abordar todos os sensoresexistentes, o que poderá ser assunto para artigos futuros, com maior detalhamento.
1) Sensores Mecânicos:
Denomina-se sensores mecânicos aqueles que sensoriam movimentos, posições ou presença usandorecursos mecânicos como, por exemplo, chaves (
 switches
).Nesta categoria inclui-se os
microswitches
echaves de fim-de-curso. Estes sensores, como o nome sugere, são interruptores ou mesmo chavescomutadoras que atuam sobre um circuito no modo liga / desliga quando uma ação mecânica acontece noseu elemento atuador.É possível usar estes sensores de diversas formas, como para detectar a abertura ou fechamento deuma porta, a presença de um objeto em um determinado local, ou ainda quando uma parte mecânica de umamáquina está numa certa posição.Uma variação deste tipo de sensor é o “sensor de fim-de-curso”que, conforme o próprio nome indica, detecta quando uma partemecânica de um dispositivo atinge seu deslocamento máximo.A finalidade da chave de fim-de-curso é evitar que o motor dosistema, por exemplo, continue atuando mesmo depois que a peça queele movimenta chega ao seu ponto máximo. Isso poderia forçar omecanismo ou ainda causar uma sobrecarga do motor ou do própriocircuito de acionamento.
2) Sensores do tipo Reed-Switch
Estes sensores podem ser utilizados para detectar a posição de uma peça ou de uma parte de ummecanismo pela posição de um pequeno ímã que é preso a ela. Pode-se classificar estes sensores tambémcomo sensores magnéticos, uma vez que eles atuam com a ação de um campo, mas como são interruptoresacionados por campos, será melhor separá-los em uma outra categoria, dentro de uma classificação deatuação mais simples.Este tipo de sensor que tanto pode ser utilizado paradetectar a simples aproximação de uma peça quanto gerar pulsosde controle a cada passagem de uma peça móvel. Caracteriza-se por sua velocidade de ações limitada e também pela pequenacapacidade de corrente que os tipos comuns apresentam. Nestas aplicações destacam-se, por exemplo, suautilização como sensor de fim-de-curso, para detectar quandouma peça atinge seu deslocamento máximo, atuando sobre osensor pela ação de um pequeno ímã.
 
3) Sensores Fotoelétricos
Os sensores mecânicos têm por principal desvantagem o fato de terem peças móveis sujeitas à quebrae desgaste, além da inércia natural que limita sua velocidade de ação. Outro problema está no repique que pode falsear o sinal enviado quando são acionados.Por outro lado, sensores que trabalham com a luz são muito mais rápidos, não apresentando praticamente inércia e não têm peças móveis que quebram ou desgastam. Os sensores fotoelétricos podemser de diversos tipos, sendo empregados numa infinidade de aplicações na indústria e em outros campos.O tipo mais simples de sensor consiste em um elemento foto-sensível que tem luz incidenteinterceptada quando a parte móvel de um dispositivo passa diante dele.Existem diversos dispositivos sensores que podem ser utilizados como sensores de luz, e sua escolhavai depender basicamente de suas características. A seguir são encontrados alguns exemplos de sensores:
3.1Foto resistores (LDRs)
Os LDRs (
 L
ight 
 D
ependent 
 R
esistor 
) possuem uma superfície de Sulfeto de Cádmio (CdS) que temsua resistência elétrica dependente da quantidade de luz incidente.A curva característica destes sensores nosmostra que a resistência cai enormemente à medida que a intensidade da luz incidente aumenta. A grandevantagem no uso de LDRs como sensores fotoelétricos está no fato de que eles podem trabalhar comcorrentes relativamente elevadas, sendo muito sensíveis, o que simplifica o projeto de seus circuitos. Noentanto, a desvantagem está na sua velocidade de resposta.Os LDRs são sensores lentos, não operando em velocidades maioresdo que algumas dezenas de quilohertz. Deve-se, ainda, destacar a curva deresposta dos LDRs que se aproxima bastante da curva de resposta do olhohumano, o que permite sua operação com fontes convencionais de luz, como aluz ambiente, lâmpadas incandescentes, fluorescentes, eletrônicas e de LEDscomuns de diversas cores. Nas aplicações industriais, sensores com base em LDRs apresentamum encapsulamento que vai depender justamente de sua aplicação. Assim, osdesenvolvedores de equipamentos que fazem uso destes sensores podemencontrar nos catálogos das grandes empresas de sensores uma infinidade devariações de formatos para esses componentes, já destinados a aplicaçõesespecíficas.
3.2Fotocélulas
As Fotocélulas ou Células Fotoelétricas são dispositivos que geram uma pequena tensão elétricaquando são iluminados. As fotocélulas podem ser usadas para gerar energia elétrica a partir da luz solar, outambém como sensores, em diversos tipos de aplicações.Diferentemente dos LDRs, as fotocélulas são sensíveis e rápidas, podendo ser utilizadas numa faixade aplicações mais ampla do que os próprios LDRs.Os circuitos sensores para as fotocélulas, entretanto, são diferentes dos circuitos usados como LDRs, pois elas atuam como geradores, fornecendo uma tensa ode saída. Transistores, amplificadores operacionaissão as soluções mais comuns empregadas em projetos práticos que fazem uso deste tipo de sensor.
3.3 Fotodiodos
Os fotodiodos operam segundo o princípio de que fótons incidindo numa junção semicondutoraliberam portadores de cargas. Estes portadores tanto podem fazer com que apareça uma tensão entre osterminais do diodo quanto também afetar sua resistência à passagem da corrente.Os fotodiodos o o muito sensíveis, exigindo bons circuitos de amplificão mas, emcompensação, são extremamente rápidos podendo detectar pulsos de luz em tavas que chegam a dezenas oumesmo centenas de megahertz.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->