Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
6Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Apendice_F Livro Van Wyler

Apendice_F Livro Van Wyler

Ratings: (0)|Views: 440|Likes:
Published by paulamodesto

More info:

Published by: paulamodesto on Mar 04, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/19/2013

pdf

text

original

 
 Este capítulo apresenta uma análise termodinâmica simples dos escoamentos compressíveisem bocais, passagens e difusores. Esses escoamentos são importantes e facilmente encontrados emmuitos equipamentos utilizados nos ciclos térmicos apresentados no Cap. 11. Por exemplo, váriosconjunto de bocais fixos são utilizados nas turbinas a vapor para provocar o aumento davelocidade do vapor a partir da queda de pressão no escoamento. Observe que essa operação énecessária para que o vapor entre nas passagens móveis (formadas pelas palhetas móveis) a altavelocidade. O escoamento nos motores a jato também apresenta regiões onde a velocidade é alta osuficiente para que os efeitos da compressibilidade no escoamento se tornem significativos. Seanalisarmos o escoamento numa turbina do tipo “turbofan”, nós detectamos que o ar entra noequipamento através de um difusor e escoa através de um ventilador e de um compressor. Acâmara de combustão é alimentada com o ar comprimido e combustível. Após a combustão, osprodutos escoam para uma turbina e, finalmente, são descarregados na atmosfera através de umbocal. Outro exemplo importante de escoamento compressível é aquele encontrado no sistema dealimentação de ar dos motores diesel modernos. Os escoamentos no compressor, no sistema dealimentação (admissão) e nas passagens das válvulas desses motores também apresentamvelocidades relativamente altas. É muito importante considerar os efeitos da compressibilidade dofluido na análise dos escoamentos encontrados nos equipamentos mencionados porque elesinfluem sobre a vazão em massa no equipamento, no trabalho realizado e na transferência de calorno processo.Os aspectos geométricos dos escoamentos mencionados no parágrafo anterior são bastantecomplicados. Além disso, a descrição exata do comportamento do fluido que escoa nos equipa-mentos pode ser bastante complexa e trabalhosa. Esses motivos nos levaram a apresentar apenasum modelo simplificado para o escoamento e só abordaremos neste capítulo os escoamentosunidimensionais de substâncias puras. Nós também vamos admitir que, na maioria das aplicações,o fluido que escoa se comporta como um gás perfeito. Apesar das restrições impostas, nós vamosidentificar os aspectos mais importantes dos escoamentos compressíveis. Nós mostraremos que avelocidade
 
do
 
som
no fluido que escoa é um parâmetro importante nos escoamentos compressíveis
e que onúmero de Mach surge como uma variável importante nesse tipo de escoamento.
F.1 Propriedades de Estagnação
A introdução
 
do
 
conceito
 
de
 
estado
 
de
 
estagnação
 
isoentrópico,
 
e
d
as
 
propriedades
 
a
 
ele
 
associadas, pode simplificar muito as discussões e o desenvolvimento das equações relativas aosescoamentos. O estado de estagnação isoentrópico é o estado que o fluido teria se sofresse umadesaceleração adiabática e reversível até a velocidade nula. Neste capítulo, este estado é indicadopelo índice 0. Podemos concluir, a partir da primeira lei da termodinâmica, que para um processoem regime permanente,
h h
+ =
V
20
2 
(F.1)
 
 
582
 
Fundamentos da Termodinâmica
 
Os estados de estagnação real e isoentrópico, para um gás típico ou vapor, estão representados nodiagrama
h-s
mostrado na Fig. F.1. Algumas vezes é vantajoso fazer uma distinção entre osestados de estagnação real e isoentrópico. O estado de estagnação real é o estado atingido depoisde uma desaceleração real até a velocidade nula (como aquele encontrado no nariz de um corpocolocado numa corrente de fluido). Assim, são consideradas as irreversibilidades associadas aoprocesso de desaceleração. Por isso, o termo propriedade de estagnação é algumas vezes reservadopara as propriedades associadas ao estado real, e o termo propriedade total é usado para o estadode estagnação isoentrópico.É evidente, a partir da análise da Fig. F.1, que a entalpia é a mesma para os dois estados deestagnação, real e isoentrópico (admitindo que o processo real seja adiabático). Portanto, para umgás perfeito, a temperatura de estagnação real é a mesma que a temperatura de estagnação isoen-trópica. Contudo, a pressão de estagnação real pode ser menor do que a pressão de estagnaçãoisoentrópica. Por esta razão, o termo pressão total (significando pressão de estagnaçãoisoentrópica) tem um significado particular.
Exemplo F.1
Ar, a 150 kPa e 300 K, escoa em um conduto com velocidade de 200 m/s. Determine atemperatura e a pressão de estagnação isoentrópica.
Solução:
Se admitirmos que o ar se comporta como um gás perfeito e que o calor específico éconstante e dado pela Tab. A.5, a aplicação da equação F.1 resulta em
( )( )( )
K9,319 300004,1 100022002
0020002
==×==
chh
 p
V
 A pressão de estagnação pode ser determinada da relação:
( )
kPa81871503009319
028600100
 , p p , p p
 , / 
=
    
=
    
=
 Nós também poderíamos ter utilizado a tabela para o ar (Tab. A.7) na resolução do exemplo.Observe que esta tabela foi obtida a partir da Tab. A.8. Assim. a variação do calor específico com atemperatura seria levada em consideração. Como os estado real e o de estagnação isoentrópicaapresentam a mesma entropia, podemos utilizar o seguinte procedimento: Na Tab. A.7,
( )
kPa8187114613956115039561K320 473201000220047300247300 11461 K300
00220
 , , , p , p , ,hh  ,h , p
=×====×+=+= ===
V
 
 
Escoamento Compressível
 
583
 
F.2 A Equação da Conservação de Quantidade de Movimento Para umVolume de Controle
Antes de prosseguirmos, será vantajoso desenvolver a equação da conservação da quantidadede movimento para um volume de controle. A segunda lei de Newton estabelece que a soma dasforças externas que agem sobre um corpo, numa dada direção, é proporcional à taxa de variação daquantidade de movimento nesta direção. Então, a equação referente a direção
 x
é:
( )
dt m
x x
V
 Para o sistema de unidades utilizado neste livro, essa proporcionalidade pode ser diretamenteescrita como uma igualdade. Assim,
( )
=
dt m
x x
V
 
(F.2)
 A Eq. F.2 é válida para um corpo de massa fixa, ou, em linguagem termodinâmica, para umsistema. Agora deduziremos a equação da conservação da quantidade de movimento para volumesde controle e seguiremos um procedimento semelhante ao utilizado na dedução das equações dacontinuidade, primeira e segunda leis da termodinâmica adequadas a volumes de controle.Considere o volume de controle mostrados na Fig. F.2. O volume de controle é fixo emrelação ao seu sistema de coordenadas. Observe que os escoamentos que cruzam a superfície decontrole transportam quantidade de movimento para dentro ou para fora do volume de controle.Nós podemos utilizar um procedimento similar ao empregado na obtenção das equações deconservação da massa, primeira e segunda leis da termodinâmica adequadas para volumes decontrole no desenvolvimento da equação de conservação da quantidade de movimento na direção
 x
 para o volume de controle. A expressão que resulta deste procedimento évariaçãodeTaxasaiqueoentraqueo
=+
x
 
(F.3)
 Note que apenas as forças que atuam na massa contida no volume de controle (por exemplo, aforça gravitacional) e na superfície de controle (por exemplo, o atrito) devem ser levadas emconsideração na equação anterior e que os escoamentos que cruzam a superfície de controle podemcontribuir para a taxa de variação da quantidade de movimento.A equação da quantidade de movimento, na direção
 x
, que pode ser obtida a partir daEq. F.3 é
( ) ( )( )
dt mmm
x xss xee x
v.c.
VVV
=+
&&
 
(F.4)
 Equações análogas podem ser escritas para as direções
 y
e
 z
.
( ) ( )
( )
dt mmm
y yss yee y
v.c.
VVV
=+
&&
 
(F.5)
 

Activity (6)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
ivan182 liked this
gerardorocha liked this
tarlensantana liked this
gabriel_cuca liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->