Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Os Requisitos Para a Vida Espiritual (Português)

Os Requisitos Para a Vida Espiritual (Português)

Ratings: (0)|Views: 56 |Likes:
Palestra de Swami Paratparananda, líder espiritual do Ramakrishna Ashrama, Argentina e do Ramakrishna Vedanta Ashrama, São Paulo, Brasil (1973-1988).
Palestra de Swami Paratparananda, líder espiritual do Ramakrishna Ashrama, Argentina e do Ramakrishna Vedanta Ashrama, São Paulo, Brasil (1973-1988).

More info:

Published by: Estudante da Vedanta on Mar 06, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/24/2010

pdf

text

original

 
OS REQUISITOS PARA A VIDA ESPIRITUAL
Swami Paratparananda
1
 
13-6-1972
É conhecimento comum que todos os homens do mundo, qualquerque tenha sido a esfera de sua ação, obtiveram êxito e chegaram aocume de suas carreiras mediante perseverança, dedicação e métodossistemáticos. Tomemos por exemplo os pintores e músicos renomadosque apreciamos muito; os que têm aptidão para estas artes e querembrilhar como eles devem estudar seus métodos e segui-los. Não há atalhopara a grandeza. É o trabalho árduo e persistente que lhes permitemalcançá-la. Igual é na vida espiritual. Mais vale algumas gramas deprática que toneladas de teoria, como dizia Swami Vivekananda. Aqueleque aspira levar esta vida deve seguir as rotas dos grandes seresespirituais, ou seja, praticar as disciplinas com que eles mesmos seexercitaram. “Não existe outro caminho para chegar ao Altíssimo”, disseum dos Upanishads.Estando claro a importância e a necessidade da prática, agoravamos falar das disciplinas. A
veracidade
ocupa o primeiro lugar entreelas, pois Deus é a Verdade, declaram os Upanishads. Como se podealcançar a Verdade seguindo um caminho oposto? Além disso, averacidade é indispensável mesmo em nosso trato cotidiano com aspessoas. O homem confia em uma pessoa veraz mui facilmente. Pelocontrário, ainda que seja atraído por outra com suas promessasfascinantes, perde a fé nela quando descobre que não é honesta, que nãocumpre com suas promessas. Há um ditado sânscrito: “Unicamentetriunfa a Verdade, nunca a mentira.” Esta, a primeira vista, pareceria umadeclaração tonta porque percebemos que no mundo só prosperam os queseguem o caminho da astúcia e da mentira. Mas se temos a paciência deobservar os chamados êxitos dessa gente, veremos que tudo o que élogrado pelo mau caminho não dura muito tempo, nem tampouco lhesproporciona a felicidade e paz que buscavam. Pois têm medo de seremdescobertos, medo de confiar em alguém, incluindo seus parentes maispróximos. Podemos qualificar então essa sua existência como feliz?Distinta é a situação de um seguidor da verdade. Se um homem falacomo pensa, atua segundo suas palavras e aceita tudo o que resulta desuas ações com calma, então não tem medo de nada. Porque pensa bem
1
Swami Paratparananda foi o líder espiritual do Ramakrishna Ashrama, Buenos Aires, Argentina e do Ramakrishna VedantaAshrama, São Paulo, Brasil (1973-1988).
 
1
 
e corretamente antes de falar e atuar; não deixa nada oculto. Só quandose oculta algo ou se faz alguma ação má ou contra as leis sociais ou dopaís e as escondidas, é que se teme ser descoberto e castigado e paraencobrir uma mentira se recorre a mil outras; no entanto não se podeesconder a verdade. Esta, como o sol do meio-dia não deixa nada deescuridão, mostra a luz, revela toda mentira. É por isso que todos ospreceptores espirituais, desde os tempos remotos, deram uma posiçãoproeminente à verdade entre as disciplinas espirituais. Dizem osUpanishads: “Não deveis desviar-vos da verdade.” “O caminho do céuestá feito da verdade”. Entre as qualidades piedosas ou divinas que SriKrishna enumera no Bhagawad Gita também encontramos a veracidade.Sri Ramakrishna, a quem milhões na Índia e fora dela aceitam como aEncarnação Divina desta época, declara: “A veracidade constitui a maiordisciplina espiritual para a era atual.” E continua: “Se um homem adere-se com tenacidade à verdade, ao final realiza a Deus. Sem este respeitopor ela [a verdade], gradualmente perde-se tudo. Depois que tive a visãoda Divina Mãe, lhe roguei, com uma flor em minha mão: ‘Mãe, aqui estáTeu Conhecimento, e aqui está Tua ignorância. Tome ambos e brinde-mesolo com o amor puro. Aqui está Tua santidade e aqui está Tua corrupção.Tome ambas, Mãe, e dá-me o amor puro. Aqui está Tua bondade e aquiestá Tua maldade. Tome ambas, Mãe, e proporcione-me o amor puro.Aqui está Tua correção e aqui está Tua injustiça. Tome ambas e brinde-me com o amor puro.’ Mencionei tudo isto, mas não pude dizer, ‘Mãe,aqui está Tua verdade e aqui está Tua falsidade. Tome ambas.’ Submetitudo aos Seus pés mas não pude decidir em abandonar a verdade.” Nesta citação encontramos uma frase mui reveladora: “Se umhomem adere-se com tenacidade à verdade, ao final realiza a Deus.” Talvez se pergunte: ‘Mesmo um homem que não é religioso chega a ter avisão de Deus se é veraz?’ Mui possivelmente, se esse homem não seafastar da verdade por nada, em todas as circunstâncias e durante todasua vida, por mais adversas que elas sejam, então os véus de ilusãodiante dos olhos de sua mente desaparecerão pouco a pouco. Deus oconduzirá a um verdadeiro santo e, estando em sua companhia, recobrarásua consciência espiritual, e logo dedicará seu tempo em pensar emDeus, até que alcance Sua visão.Todos vocês conhecem o significado da palavra ‘verdade’. Nãoobstante citaremos algumas acepções [desta palavra] dadas pelodicionário, para aclarar a que nos referimos quando a utilizamos: “Averdade é a qualidade do que é certo. Conformidade do que se diz com oque existe. Sinceridade.” Devemos agregar, “Conformidade do que se dizcom o que se faz.” Isto é, se digo algo devo fazê-lo, custe o que custar.Assim pois, quando nos referimos a esta palavra incluímos em seusignificado todas estas acepções. Se o homem cultiva a verdade em todoeste sentido, sem dúvida alguma alcançará à Deus, a Suprema Realidade,a seu devido tempo.
2
 
Passaremos agora a outra disciplina muito importante na vidaespiritual: a
repetição do nome de Deus
. Para muitos isto parece poucacoisa. Perguntam: ‘Que há nisto? Como pode ajudar-nos?’ tentaremosresponder-lhes. Suponhamos que uma pessoa está caminhando na ruaem uma parte da cidade onde não é conhecida por ninguém; de repenteouve alguém gritar seu nome. Que faz? Imediatamente se detém e olhaaté a direção de onde veio a voz. Mas logo se dá conta de que o chamadonão era para ela, pois não vê a ninguém que reconheça, mas sim a outrapessoa que certamente tem o seu nome, falando com uma terceira e semprestar nenhuma atenção a outros. Mesmo sabendo que era estranhanaquele bairro, a primeira não pode deixar de verificar se o chamado erapara ela. Vemos assim que o nome tem sua potência.Esta repetição do sagrado nome de Deus se chama “Japam” emsânscrito. Patanjali, o grande mestre, que escreveu os aforismos sobre aYoga, disse: “Japam consiste em pensar no significado do mantram, oufórmula sagrada, enquanto se lhe repete.” Nossa mente está cheia detendências boas e más, impressões das ações das vidas anteriores etambém desta vida. A maioria delas se encontra latente e cada uma semanifesta no momento oportuno quando vem um estímulo particular doque [mundo] externo. Repetir o nome de Deus e pensar Nele é despertaras boas tendências. E a medida que se vai repetindo esta prática, suainclinações viciosas gradualmente vão sendo vencidas. Deus é amor puro,existência e bem-aventurança eterna. Pensando sempre Nele a mentetambém se torna pura e desenvolve amor por todos e sente algo da bem-aventurança eterna. Cremos que com esta explicação respondemos àsperguntas sobre a utilidade desta prática.A terceira disciplina constitui
a
 
companhia dos santos
. SriRamakrishna deu muita importância a esta. Há um ditado: “Diga-me comquem andas e te direi quem és”. Que significa isso? Que a companhiainflui em alto grau no caráter das pessoas. Estando na companhia dossantos ou devotos piedosos assimilam-se suas boas qualidades. Alémdisso, devido a que os santos sempre falam de Deus, engendramnaqueles que os acompanham sede por vê-Lo. Sri Ramakrishnacostumava dizer: ‘A companhia dos devotos é como a água de arroz [quelavou o arroz] para aquele que vive no mundo, pois tira a embriaguezmundana’. Um provérbio sânscrito diz: “Um momento da companhia dospiedosos ajuda ao homem a cruzar este oceano da vida”. Vamos narrarum incidente da vida de Swami Vivekananda. Certa vez, quando aindanão havia se tornado famoso, estava viajando pelo norte da Índia. Viajavasó, dependendo totalmente de Deus, se alimentava com o que davam aspessoas, e não aceitava dinheiro algum. Mas às vezes os devotos oforçavam a viajar por trem proporcionando-lhe o bilhete para seu próximodestino. Em uma dessas ocasiões desceu do trem em certa estação e sesentou em um canto de sua plataforma. Depois que o trem partiu, o chefeda estação, que estava para ir para sua casa, o viu sentado no solo. Aovê-lo ficou atraído pela aura de espiritualidade que rodeava o jovem
3

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->