Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
120Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
MATERIAIS CERÂMICOS

MATERIAIS CERÂMICOS

Ratings: (0)|Views: 15,499 |Likes:
Published by Pedro Malheiro

More info:

Published by: Pedro Malheiro on Mar 09, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/06/2013

pdf

text

original

 
MATERIAIS CERÂMICOS
São todos os materiais obtidos por cozedura a altas temperaturas de matérias-primas naturais(ou artificiais) constituídos principalmente por argilas (silicatos de alumínio hidratado)
Argilas
– são rochas formadas por minerais argilosos resultantes da desagregação defeldspatos das rochas ígneas; partículas lamelares e de pequenas dimensões; rochassedimentares detríticas.
Propriedades:
- fluidez e plasticidade. Muito plásticas (adiciona-se sílica), pouco (adiciona-se caulino)
Tipos de argilas quanto ao teor de impurezas:
·
 puras
:- caulino>80% (cor branca) – azulejos, porcelana, sanitários (refractárias)- refractárias – resistência a altas temperaturas; algumas impurezas
·
impuras:
– cerâmicas estruturais (exigência de uma certa resistência)- produtos de barro vermelho (óxido de ferro)- produtos de grés (maior % de sílica – menor retracção, mais vidro)
Impurezas
Dividem-se em:
- vitrificáveis (maior teor de sílica)
– formam uma camada vítrea quando aquecidos-
 fusíveis (com óxido de ferro e sílica)
– adquirem uma cor alaranjada devido ao óxido de ferro
- calcários (1 a 5%)
– funcionam como fundentes e solidificantes
- óxido de ferro
– a água dissolve-os e transporta-os para onde se possa evaporar, provocandoeflorescência e criptoflorescência.
- matéria orgânica
– a qual se degrada provocando a perda de compacidade
Tipos de água
- de constituição ou absorvida-
encobre a partícula como uma casca fazendo parte integranteda mesma
- de capilaridade
 – humidade crítica, preenche os poros e os vazios
- de retracção, mecânica, amassadura
Propriedades das argilas
- plasticidade – 
as lamelas escorregam entre si, não existe limite de elasticidade
- contracção
– redução do volume durante a secagem e cozedura; eliminação de tensõesinternas
- efeito do calor 
– responsável por um conjunto de reacções químicas que condicionam aspropriedades dos produtos finais.Acima de 700º -> início da sintetização (vitrificação), redução da porosidade aberta, aumentoda dureza e da resistência física e químicaAcima de 1000º -> gresificação (vitrificação avançada) – maior dureza, compacidade,resistência mecânica
 
FABRICOPreparação da matéria-prima
selecção, extracção e homogeneização
Moldagem / conformação
Estado da matéria-prima:
i) barbotina (argila em suspensão na água através de desfloculantes) – a matéria prima deveráser suficientemente fluida para escorregar em tubos e encher moldes complicados.ii) massa semi-secaiii) massa plástica
Processos de moldagem/conformação:
i) enchimentos à lambugem – moldes de gesso -> sanitáriosii) prensagem – via meia-seca -> azulejos, ladrilhos / via plástica -> telhasiii) moldagem – loiça cerâmicaiv) extrusão – tijolos, abobadilhas, tubos de grés, etc.
Processamento térmico
Secagem
- evita o aparecimento nefasto das tensões internas (na cozedura a crosta exterior formadaimpediria a saída da humidade interior)- o corpo perde a maior parte da sua água de retracção- o corpo adquire uma maior resistência mecânicaProcessos de secagem:- natural – ao ar sob telheiros, demorado- ar quente e húmido – mais rápido- secadores de túnel
Cozimento (queima)
- é no cozimento que se processam as reacções químicas que irão condicionar ascaracterísticas dos produtos finais- essas reacções químicas processam-se conforme um “perfil de queima” – evolução datemperatura de aquecimento e arrefecimento ao longo do tempo de forma a evitar o choquetérmico- se a queima envolver uma fase vítrea, nessa fase dar-se-á a vitrificação normal ou avançada(gresificação) – redução da porosidade aberta, aumento gradual de compacidade,impermeabilidade, dureza, resistência.
Tipos de cozedura
- monocozedura – tubos de grés, sanitários -> cozimento simultâneo do vidrado e da pasta- bicozedura – 1º coze-se a pasta (biscoito) e 2ª coze-se o vidrado+biscoito
- vidrado
 – suspensão de partículas finas em água que aderem à superfície da peça enquanto aágua é absorvida; no aquecimento o vidrado funde-se e espalha-se e adapta-se ao suporte; noarrefecimento, fica mais rígido e tudo depende da relação entre os coeficientes de dilataçãodo vidrado e do biscoito
 
ATENÇÃO: o fendilhamento pode ocorrer tardio durante a sua colocação em obra: se oassentamento dos azulejos for feito com base em cola não é preciso molhá-los previamente.Se for feito com base em rebocos eles deverão ser previamente molhados isto porque aexpansão devido à absorção da água provoca o fendilhamento do vidrado.
Resumo:
Extracção – apodrecimento – mistura e homogeneização – moldagem – secagem – cozedura – arrefecimento (lento para não estalar)
Fases da cozedura
- 100 a 150ºC – evaporação da água e aparecimento da porosidade- 250 a 600ºC – dissossiação das moléculas de SiO
2
e Al
2
O
3
- 600 a 1200ºC – combinação da SiO
2
e da Al
2
O
3
com a CaO, ocorrendo grande retracção- 1200 a 166ºC – fusão das argilas calcárias
Tipos de fornos
- fornos tradicionais – a lenha, temperatura não muito alta- fornos tipo Hoffman – 12 a 14 dias de cozedura. Estes fornos são umas casa ovais ou elípticas,com tantos compartimentos quantos dias de cozedura.- fornos contínuos – 80 a 100m de comprimento. A zona de maior calor é a zona central.Nestes fornos ocorre:Fase de secagem – ocorre na parte inicial, zona ainda não muito quente em que a temperaturaaumentaFase de cozedura – é a cozedura propriamente dita, ocorrendo na zona central, a qual é a maisquenteFase de arrefecimento – ocorre na zona final, a qual já não está tão quente, estando atemperatura a diminuir.
Tipos de produtos cerâmicos
Produtos porosos
– tijolos, telhas, refractários e azulejos
Produtos menos porosos
– tubos de grés cerâmico, ladrilhos de grés fino, porcelanas
Grés
(prensagem e matéria prima em pó):- material menos espesso que os outros cerâmicos- quase impermeável e quimicamente resistente- obtém-se a partir da argila com alto teor em sílica (SiO
2
), que ao ser aquecido a umatemperatura muito mais elevada (1200º) que os outros cerâmicos, forma uma certaquantidade de “vidro” (argilas vitrificadas)- é muito duro, muito resistente ao ataque de ácidos, muito compacto – baixa porosidadeaberta
Tijolos
(matéria prima é massa plástica – 1 tipo de barro, extrusão):- NP-80 – tijolos para alvenaria -Aspectos gerais:1-Identificação – todos os tijolos devem identificar o fabricante2-Tipos e dimensão – de acordo com a encomenda3-Aparência – barro são, sem impurezas4-Toque – este local do grau de fracturação – pancada com objecto duro no tijolo

Activity (120)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
duiliosilva liked this
Thiago Henrique liked this
Júlia Amorim liked this
Júlia Amorim liked this
Babi Freitas liked this
Júlia Amorim liked this
Nathany Santos liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->