Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Semanário Regional de Informação

Semanário Regional de Informação

Ratings: (0)|Views: 578 |Likes:
Published by Jornal Nordeste

More info:

Published by: Jornal Nordeste on Mar 16, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/17/2010

pdf

text

original

 
16 de Março de 2010
 
JORNAL NORDESTE
Semanrio Regional de Inormao
Director: João Campos www.jornalnordeste.comnº 698. 16 de Março de 2010 . 0,75 euros
Operador turstico espanhol estáinteressado em explorar linhaLa Fuente de San Esteban-Barca d’Alva,em simultâneo com cruzeiros do Douro
Tribunal Central Administrativo do Porto levantasuspenso das obras do túnel do Maro
Luz ao undo do túnel
Comboio+ barco = $$$
ÚLTIMA
Expulsopolémica noS.C. Mirandela
FUTSAL DISTRITAL
Carrazedacampeo
POLÍTICA
Salselas re-pete eleiões
 
16 de Março de 2010
JORNAL NORDESTE
ENTREVISTA
Sobrinho Teixeira no dia da sua tomada de posse
BRUNO MATEUS FILENA
1 @ Quais são as três prio-
ridades mais signicativas doIPB, a curto prazo?
R:
Manter a actual dimensão dainstituição (uma diminuição acentu-ada da actual dimensão da instituiçãomergulharia as duas maiores cidadesda região numa depressão económicae, a prazo, num esvaziamento cultu-ral); induzir o desenvolvimento so-cioeconómico da região; e contribuirpara a democratização do acesso aoensino superior e à cultura.
2 @ Na sua opinião, o factorIPB valoriza a região? Em quesentido(s)?
R:
Representa a manutenção deorganizações com uma missão eco-nómica, social e cultural imprescin-dível. Contribui, decisivamente, paraa democratização do país, numa su- blimação do que há de mais nobrenum estado democrático moderno:a garantia do acesso à cultura paraa garantia do exercício à cidadania.
FACTOS
Nomeado
– João AlbertoSobrinho Teixeira
Tempo (idade)
– 48 anosOrigem – Mirandela
Ofício
– Professor / Presidentedo Instituto Politécnicode Bragança (IPB)
Estado Civil
– Casado
Data Nascimento
-
 
21/12/1961
Signo
– Sagitário
Maiores Virtudes
– Determina-ção e tolerância
Maiores Defeitos
– Obstinaçãoe teimosia
Contrariar a deserticação
É um símbolo de perseverança e in-conformismo face ao sentimento deabandono da região, em particular, edo interior, no global.
3 @ O que faz falta a esta re
-
gião, nomeadamente, à cidadede Bragança?
R:
Haver uma genuína vontadepolítica em a desenvolver e o estabe-lecimento de reais políticas de coe-são.
4 @ Como é que classica
-
ria o actual estado de coisas emPortugal, mais concretamente,a nível educativo?
R:
Portugal deu passos muito sig-
nicativos na área da educação que
são um exemplo e motivo de orgulho.O prolongamento da escolaridadeobrigatória até ao 12ºano, a generali-
zação dos cursos de índole prossio
-nal, a criação de condições de igual-dade no acesso ao ensino superior,
uma percentagem signicativa (35%)
da juventude portuguesa com menosde vinte anos a frequentar o ensinosuperior, são o resultado visível doenorme esforço que o país realizouneste sector ao longo das últimasduas décadas.
5 @ O que tem a dizer aos es
-
tudantes que tiraram o curso noPolitécnico e não conseguem ar
-
ranjar emprego, por não veremos seus cursos certicados?
R:
 A empregabilidade dos nos-sos diplomados foi, desde sempre,uma das preocupações da institui-ção materializada em diversas acções(criação do gabinete do empreen-dedorismo, um projecto de interna-cionalização dos mais ambiciosos anível nacional, procura de estágios eofertas de emprego a nível de toda aregião Norte,…), mas, sobretudo, naconstrução de imagem de qualidadedo IPB com repercussão no mercadode trabalho.Transcrevo, a este propósito, a ci-tação, no Jornal Sol, de Rafael Mora,managing partner da consultora Hei-drick & Struggles, uma das principaisrecrutadoras nacionais, a propósitoda qualidade dos diplomados dasnossas instituições de ensino supe-rior: “Além disso, há uma forte con-centração no trio Lisboa/Coimbra/
Porto que é necessário desmisticar,
porque já existem, no resto do país,outros pólos de grande qualidade,como são os casos da Universidadedo Minho e do Politécnico de Bra-gança”.Desconheço casos de cursos não
certicados, uma vez que, segundo
a legislação portuguesa em vigor, aúnica entidade com poder para os va-lidar é a Agência de Avaliação e Acre-ditação do Ensino Superior, que seencontra actualmente a avaliar todosos cursos ministrados em Portugal.
6 @ O que considera ser ina
-
ceitável num ser humano?
R:
Uma série de coisas que serão,provavelmente, também inaceitáveispara a grande maioria das pessoas. Noentanto, uma das principais aprendi-zagens que a vida me tem ensinado,é uma posição de grande tolerânciaperante a diferença, mesmo quandoesta nos transparece intolerável.
7 @ Uma viagem de sonhoteria que país desconhecido oucidade como destino? Porquê?
R:
Um país do Médio Orientecomo, por exemplo, o Iémen. Um doscustos da globalização é a aniquilaçãoda diversidade cultural. Esta aindaresiste em regiões com forte orgulhoe identidade cultural.
8 @ Se pudesse passar uma
noite com uma personalidademundial, seja política, desporti
-
 va, artística ou outra, em quemrecairia a sua escolha?
R:
Xanana Gusmão ou NelsonMandela. Pela minha grande admi-ração por aqueles que continuarama acreditar naquilo que sempre acre-ditaram, quando já poucos acredita- vam.
 
16 de Março de 2010
 
JORNAL NORDESTE
Invista com confança
Licença Nº. 1330 AMI
R. Abílio Beça (Zn Histórica) • Tel: 273324569 • Fax: 273329657 • Bragança - www.predidomus.pt
T- 3 e T- 4 em construção
A dois minutos do centro, ex- posição solar excelente, vistas panorâmicas, grandes áreas,Acabamentos modernos etc.
Escritório - Sá Carneiro
Com 32 m2, venda € 32.000 /arrendamento € 220/ mês
Apartamento T3 - € 82.500
Usado, garagem echada, dupla caixi-lharia, bom isolamento, perto do centro
Apartamento T2 - € 78.000
Excelente local, cozinha equipada c/móveis modernos, aquecimento centralcompleto. Óptimos acabamentos e vistas panorâmicas para o Parque Natural deMontesinho
Terreno - € 138.000
Av. Abade de Baçal, área 600m2, com projecto
Apartamentos T1 - Porto
Acabamentos de qualidade, junto ao Hospital de S. João, a partir de € 90.000
Apartamento T4 - € 135.000
Com 182 m2, acabamentos dequalidade, junto ao Jardim daBraguinha
Apartamento T3 - € 90.000
Ao Eixo Atlântico, último andar, perto de tudo, mobília de cozinha,grandes áreas. Como novo
Apartamento T1 – Espanha- € 90.000
Em zona turística, com bonsacabamentos
Rica Fé
- Habitações de qualida-de a preços imbatíveisÚltimos para venda – T-2 / T-3 /T-4 / T-3 Duplex
Loja Comercial €65.000
Ao bairro Santa Isabel(antigos escritóriosCisdouro)
IPB vai certicar cursosde Castelhano
Bragança e Zamoraquerem PatrimónioMundial
 A Cidadela de Bragança e o centrohistórico de Zamora estão unidos numacandidatura à UNESCO, para que o pa-trimónio das duas cidades seja reconhe-cido a nível mundial. A decisão parte das autarquias, que já estão a trabalhar no estudo de viabi-lidade, e é apoiada pela Fundação Rei Afonso Henriques (FRAH), que assumeo papel institucional, através da coorde-nação e acompanhamento da candidatu-ra.“É uma forma de reforçar a coope-ração entre os dois lados da fronteira. Além disso, é uma aposta na promoçãodas regiões, não só do ponto de vista cul-tural, mas também económico”, realçouo presidente da FRAH, José Peneda.Já o presidente da Câmara Municipal
de Bragança, Jorge Nunes, arma que já
está constituída a equipa que vai traba-lhar no estudo de viabilidade da candi-datura, que quer ver concluído dentro deum ano. “Entendemos que um projectoconjunto teria mais possibilidades deêxito e mais sustentabilidade do que ini-ciativas isoladas”, concluiu o edil.Na óptica de Jorge Nunes, esta can-didatura representa uma mais-valia doponto de vista da promoção e atracçãoturística e de diferenciação de imagem
com a classicação da UNESCO.
José Peneda, por sua vez, enaltece ofacto desta iniciativa contribuir para es- bater fronteiras, contribuindo para quequem visita Zamora visite Bragança e vice-versa.“A ideia da Fundação é de que asfronteiras não são algo que divide, masque une, e este projecto é um bom exem-plo disso”, concluiu José Peneda.
TERESA BATISTA
Instituto Miguel Cervantesvai reconhecer os exameseitos pelo Centrode Línguas da EscolaSuperior de Educao
O Instituto Politécnico de Bra-gança (IPB) vai ser reconhecido peloInstituto Miguel Cervantes (Espanha)para realizar exames de Castelhano.Para tal, a instituição de ensino supe-rior assinou, na passada sexta-feira,um protocolo com a Fundação Rei Afonso Henriques (FRAH), tendo em vista o reforço da cooperação com opaís vizinho.Recorde-se que o IPB já cooperacom Espanha na realização dos cur-
sos de Verão, com a duração de 15
dias, que versam sobre temáticas di-ferenciadas, desde as Energias Reno- váveis aos Sistemas de Informação.
 Agora, a qualicação dos alunos
que apostam no Castelhano vai dei-xar de estar restrita a Lisboa e Portoe vai passar a realizar-se também emBragança.Na óptica do presidente do IPB,Sobrinho Teixeira, este reconheci-mento é uma mais-valia para a re-gião, visto que os jovens e a própriacomunidade têm acesso ao ensino eao reconhecimento da formação nacapital de distrito.“É uma aposta no futuro, vistoque, cada vez mais, o currículo é fei-to para além da formação académica.É uma forma de contribuirmos paraaumentar a formação e a capacida-de de inserção dos jovens no merca-do de trabalho”, enalteceu SobrinhoTeixeira.O curso de Castelhano será mi-nistrado no Centro de Línguas da Es-cola Superior de Educação. “São cur-sos que dependendo dos objectivosdos alunos poderão demorar maisou menos tempo. O Instituto MiguelCervantes tem três níveis, nomeada-mente o Básico, Intermédio e o Ele- vado”, explica o presidente do IPB.Quem já tiver conhecimentos deCastelhano não tem, obrigatoria-mente, que entrar para o nível Bási-co, pode entrar para o nível Intermé-dio ou Elevado. No entanto, o tempoque vai demorar a fazer o curso vaidepender do seu conhecimento e dosobjectivos que pretende atingir. A partir do início do próximo anolectivo, o IPB já espera ter o reconhe-cimento que lhe permita realizar os
exames para qualicar formandos.
IPB assina protocolo com Fundao Aonso Henriques

Activity (2)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->