Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
16Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
MEDCURSO 2004 - Questões comentadas de Ortopedia

MEDCURSO 2004 - Questões comentadas de Ortopedia

Ratings: (0)|Views: 1,564 |Likes:
Published by MariSuzarte

More info:

Published by: MariSuzarte on Mar 17, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/25/2012

pdf

text

original

 
Questões Comentadasde Ortopedia
TRAUMAFRATURAS EXPOSTASINFECÇÕES EM ORTOPEDIAORTOPEDIA INFANTIL – TUMORES ÓSSEOS
2004
 
22222
MEDCURSO 2004MEDCURSO 2004MEDCURSO 2004MEDCURSO 2004MEDCURSO 2004
QUESTÕES COMENTADAS - ORTOPEDIA -
TRAUMA
TRAUMA
RESIDÊNCIA MÉDICA – 2004FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO – FMUSP 
1- Paciente de 35 anos de idade foi vítima de atropelamento. Atendido no pronto-socorro, apresenta ferida complexa no membroinferior direito. Seus parâmetros hemodinâmicos foram estabilizados e excluíram-se traumas associados. Na realização dodebridamento observou-se área de 10 x 6 cm de exposição da tíbia proximal com ausência do periósteo e de fraturas. A indicaçãopara o tratamento é a realização de:a) enxerto de pele totalb) enxerto de pele parcialc) curativo oclusivod) retalho muscular locale) retalho microcirúrgico do músculo grande dorsal
Comentário
: No caso apresentado é imperativo, após o desbridamento confiável da lesão, que o cirurgião tente proteger o tecidoósseo. Caso o mesmo fique exposto, mesmo sem a existência de fraturas, ocorrerá necrose óssea. Os enxertos de pele nãooferecem bons resultados quando aplicados diretamente no tecido ósseo. Desta forma a melhor conduta seria produzir coberturaatravés de retalhos vascularizados, sendo a primeira escolha a utilização de retalhos musculares de vizinhança, pela facilidadetécnica de execução.
RESPOSTA D
.
RESIDÊNCIA MÉDICA – 2004FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO – FMUSP 
2- Homem de 20 anos de idade sofreu queda com apoio em mão espalmada e resultou em trauma no membro superior esquerdo. Ao exame físico apresenta dor à palpação da tabaqueira anatômica e à pistonagem do polegar. As radiografias nãoevidenciaram fraturas. O diagnóstico provável e a conduta são, respectivamente:a) fratura impactada do rádio distal; gesso axilo-palmar por 6 semanasb) luxação do semilunar; cirurgia de urgênciac) confusão na articulação radio-ulnar distal; gesso antebraquio-palmar por 3 semanasd) fratura do escafóide; goteira antebraquio-palmar envolvendo o polegar por 3 semanase) instabilidade cárpica; reparação cirúrgica do ligamento escafo-semilunar 
Comentário
: As fraturas dos ossos do carpo freqüentemente ocorrem em decorrência de queda com o punho em hiper-extensão.Dentre os ossos do carpo o escafóide é o que, estatisticamente, mais sofre lesões. Nos casos em que a fratura do escafóide estáimpactada e sem desvio as radiografias iniciais podem não evidenciar a fratura. Nestes casos os sinais clínicos com dor acompressão da tabaqueira anatômica devem levar a suspeita da lesão e o paciente deve iniciar o tratamento com a imobilizaçãoadequada. Radiografias devem ser repetidas posteriormente para confirmação diagnóstica.
RESPOSTA D
.
RESIDÊNCIA MÉDICA – 2004UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE – UFF 
3- Paciente de 19 anos sofreu acidente de motocicleta. Apresenta fratura da diáfise da tíbia fechada e grande aumento de volumena perna direita, com dor intensa. O diagnóstico é de síndrome compartimental. Nesse caso, deve-se:a) elevar a perna direitab) utilizar manitolc) realizar fasciotomiad) utilizar corticosteróidee) imobilizar a perna direita
Comentário
: Uma vez firmado o diagnóstico de sindrome compartimental é mandatório a realização de fasciotomia cirúrgica.Caso essa conduta não seja tomada o paciente corre sérios riscos de lesões neurovasculares, com necrose muscular intensa eseqüelas definitivas graves.
RESPOSTA C 
RESIDÊNCIA MÉDICA – 2004FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO – FMUSP 
4- Paciente de 35 anos de idade foi vítima de atropelamento. Atendido no pronto-socorro, apresenta ferida complexa no membroinferior direito. Seus parâmetros hemodinâmicos foram estabilizados e excluíram-se traumas associados. Na realização dodebridamento observou-se área de 10 x 6 cm de exposição da tíbia proximal com ausência do periósteo e de fraturas. A indicaçãopara o tratamento é a realização de:a) enxerto de pele totalb) enxerto de pele parcialc) curativo oclusivod) retalho muscular locale) retalho microcirúrgico do músculo grande dorsal
 
33333
MEDCURSO 2004MEDCURSO 2004MEDCURSO 2004MEDCURSO 2004MEDCURSO 2004
QUESTÕES COMENTADAS - ORTOPEDIA -
TRAUMA
Comentário
: No caso apresentado é imperativo, após o desbridamento confiável da lesão, que o cirurgião tente proteger o tecidoósseo. Caso o mesmo fique exposto, mesmo sem a existência de fraturas, ocorrerá necrose óssea. Os enxertos de pele nãooferecem bons resultados quando aplicados diretamente no tecido ósseo. Desta forma a melhor conduta seria produzir coberturaatravés de retalhos vascularizados, sendo a primeira escolha a utilização de retalhos musculares de vizinhança, pela facilidadetécnica de execução
RESPOSTA D
.
RESIDÊNCIA MÉDICA – ESPECIALIDADES CIRÚRGICAS – 2004UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO – UFRJ 
5- Em um paciente com suspeita diagnóstica de síndrome compartimental em perna, o achado do exame físico que descarta estahipótese é:a) presença de pulsos distaisb) paralisia no nervo fibular c) cianose plantar d) pressão compartimental de 20 mmHg
Comentário
: A falta de sinais de sofrimento vascular grave ou neurológico não descarta o diagnóstico de sindrome compartimentaluma vez que estes só aparecem em fases bem avançadas do processo. Desta forma podem ser descartados os itens “a”, “b” e “c”.Em situações normais, a medição da pressão de um compartimento é próxima a zero mmHg. Nos casos de sindromecompartimental a pressão intracompartimental é usualmente superior a 30 mmHg.
RESPOSTA D
RESIDÊNCIA MÉDICA – 2003HOSPITAL DO SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL – SP 
6- As complicações imediatas das fraturas acetabulares são,
EXCETO 
:a) morteb) infecçãoc) lesão nervosad) tromboembolismoe) pseudo-artrose
Comentário:
As pseudo-artroses ocorrem tardiamente, classicamente vários meses após a lesão e decorrem de alteraçõesdecorrentes de processos adaptativos em fraturas não consolidadas.
RESPOSTA E 
RESIDÊNCIA MÉDICA – 2003HOSPITAL DO SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL – SP 
7- Na luxação do cotovelo, a lesão associada mais comum é a fratura da(o):a) cabeça e colo do rádiob) epicôndilo medialc) epicôndilo laterald) processo coronóidee) diáfise da ulna
Comentário:
As luxações do cotovelo ocorrem em associação com fraturas em cerca de 12 a 60% segundo algumas séries. Afratura mais comumente observada é a do epicôndilo medial
RESPOSTA C 
RESIDÊNCIA MÉDICA – 2003HOSPITAL DO SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL – SP 
8- O mecanismo de lesão mais freqüente da luxação anterior do joelho é:a) hiperextensãob) trauma direto na tíbia proximal com o joelho fletidoc) forças causando o varod) forças causando o valgoe) força de abdução-rotação interna
Comentário:
As luxações do joelho podem ser divididas de acordo com o deslocamento da tíbia em cinco tipos: anterior (o maiscomum), posterior, lateral, medial e rotatório. Estudos em cadáveres mostram que o luxação anterior ocorre com traumatismos no joelho em hiperextensão.
RESPOSTA A
RESIDÊNCIA MÉDICA – 2001UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS - UNICAMP 
9- Em relação às fraturas da coluna vertebral, é INCORRETO:a) o choque medular não tem significado nos pacientes com fraturas da coluna vertebralb) as fraturas podem ou não produzir lesões neurológicasc) quando existe lesão neurológica incompleta, o tratamento cirúrgico para estabilização e descompressão do canal medular deveser realizado o mais rápido possíveld) quando existe lesão neurológica completa, os reflexos patológicos, como Babinski, significam lesão do 1º neurônio motor e) o tipo de tratamento depende do grau de instabilidade biomecânica gerada pela lesão

Activity (16)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
silasjuba liked this
Franciele Dantas liked this
hcan2 liked this
Rui Sousa liked this
João Oliveira liked this
f_doctor liked this
barbaralunelli liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->