Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
0Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
MEDCURSO 2004 - Qstconcurso1

MEDCURSO 2004 - Qstconcurso1

Ratings: (0)|Views: 1,261 |Likes:
Published by MariSuzarte

More info:

Published by: MariSuzarte on Mar 17, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/08/2013

pdf

text

original

 
ÁREA DE TREINAMENTO MEDCURSO - QUESTÕES DE CONCURSOS
RESIDÊNCIA MEDICA
-
2004 INST. DEASSIST. MÉDICA AO SERV. PÚBLICO ESTADUAL - SP 
1- Considere as características comuns dos regulamentos de notifica-ção de doenças:I - estabelecem as doenças que precisam ser notificadas, quando hou-ver suspeita;II - estabelecem quem é obrigado a notificar as doenças;III - estabelecem como e para quem as notificações devem ser enviadas.Pode-se dizer, quanto às afirmações, que:a) somente I e II estão corretas d) somente I está corretab) somente I e III estão corretas e) I, II e III estão corretasc) somente II e III estão corretas
RESIDÊNCIA MEDICA
-
2004 INST. DEASSIST. MÉDICA AO SERV. PÚBLICO ESTADUAL
-
SP 
2- 
O objetivo final dos dados coletados por sistemas de vigilância numadeterminada população é:a) identificar surtos epidêmicosb) recomendar medidas de controle de doençasc) identificar grupos de alto riscod) identificar mudanças no padrão de doençase) consolidar os dados coletados
RESIDÊNCIA MEDICA - 2004 INST. DEASSIST. MÉDICA AO SERV. PÚBLICO ESTADUAL - SP 
3- Examine a tabela a seguir, com informações coletadas pelo sistemade vigilância para hepatite pelo vírus A (número de casos segundo gru-po etário e semana de início).Grupo etário Número de casos
(anos)
por semana
1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7 -
Média semanal para asmesmas 8 semanasano anterior
0- 1415-29
30 e mais
0 - 2 - 2 - 0 - 0 - 2 - 1 - 04 - 2 - 3 - 7 - 8 - 2 - 4 - 90 - 3 - 4 - 2 - 0 - 1 - 1 - 24 - 7 - 9 - 9 - 8 - 5 - 6 - 1 1
Quais foram os grupos etários que ultrapassaram o limite epidêmicomais freqüentemente? (utilize como critério de limite de normalidade afreqüência superior à média em mais de duas vezes).a) de 0 a 14 anos e 30 anos e mais
b) de 15 a 29 anosc) de 0 a 14 anosd) de 30 anos e mais
e) de 15 a 29 anos e de 30 anos e mais
RESIDÊNCIA MEDICA
-
2004 
*""•
"EASSIST. MÉDICA AO SF~ "'"' 
CO
ESTADUAL
-
SP 
4- Entende-se
por
comportamento endêmico de uma doença quandoa) sua ocorrência está claramente em excesso em relação ao normal
esperado
b) sua ocorrência apresenta-se na comunidade de forma regularc) ocorre em grande número de países simultaneamented) apresenta uma variação sazonal bem definidae) apresenta uma variação cíclica
RESIDÊNCIA MEDICA - 2004 UNIVFRSIDADE ESTADUAL PAULISTA
-
UNESP 
-
BOTUCATU 
5- Quando
a ocorrência de uma doença afeta, simultaneamente,
vári-os países, ou mais de um continente, com números excessivos emrelação ao esperado, diz-se que existe:a) epidemia d) epizootiab) pandemia e) surto epidêmicoc) endemia
RESIDÊNCIA MEDICA
-
2004 UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA
-
UNESP - BOTUCATU 
6- Diz-se que uma doença é endêmica quandoa) exibe um padrão diferente do esperadob) ocorre em excesso relativamente ao esperadoc) afeta um grande número de países, simultaneamented) encontra-se, constantemente, presente numa dada realidadeepidemiológicae) surge numa parcela da população de um município, espalha-se paratoda a população e, num curto período, desaparece
RESIDÊNCIA MEDICA - 2004 UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA - UNESP - BOTUCATU 
7- A distribuição da ocorrência de uma doença segundo as característicaspessoais, sociais e ambientais sãoa) de grande utilidade apenas nas investigações de doenças não
transmissíveis
b) de pouca utilidade em investigações epidemiológicasc) capazes de gerar evidência conclusiva para relação de causa e efeitod) de grande utilidade apenas na investigação de doenças transmissíveise) úteis para identificação das prováveis condições de risco e naturezada doença
RESIDÊNCIA MEDICA - 2004 UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA - UNESP - BOTUCATU 
8- Uma descrição epidemiológica, segundo variáveis de tempo, lugar eatributos pessoais, é útil paraa) testar hipóteses de associação entre exposição e efeitob) satisfazer as exigências do rigor científicoc) aumentar a validade estatística dos dadosd) identificar taxas de ataque específicase) fornecer subsídios para formulação de hipóteses explicativas
CONCURSO PUBLICO - 2004 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS - SAÚDE OCUPACIONAL
9- Na classificação radiológica de pneumoconioses, adotada pela Or-ganização Internacional do Trabalho, para descrição de forma e tama-nho das lesões de parênquima e para profusão dessas lesões, utiliza-mos, respectivamente, os seguintes códigos e símbolos:a) Os símbolos "p,q,r" e "s,t,u" e os códigos ou escala de 12 pontosvariando de "0/- a 3/+"b) Os símbolos "a,b,c" e "d,e,f" e os códigos ou escala de 12 pontosvariando de "0/- a 3/+"c) Os símbolos "j,k,l" e "m,n,o" e os códigos ou escala de 12 pontosvariando de "0/- a 3/+"d) Os símbolos "p,q,r" e "s,t,u" e os códigos ou escala de 12 pontosvariando de "1/- a 6/+"e) Os símbolos "j,k,l" e "m,n,o" e os códigos ou escala de 12 pontosvariando de "1/- a 6/+"
 
PREVENTIVA - VOLUME 4/2004
CONCURSO PUBLICO 
-
2004 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS 
-
SAÚDE OCUPACIONAL
10- Em relação à silicose, leia as frases e escolha uma das alternativas:1) Uma, dentre as associações descritas com a silicose, é a artritereumatóide (associação essa denominada Síndrome de Caplan).2) Uma, dentre as associações descritas com a silicose, é aesclerodermia (associação essa denominada Síndrome de Erasmus).3) Uma, dentre as associações descritas com a silicose, é aglomerulonefrite.a) Apenas 1 e 2 estão corretasb) Apenas 2 e 3 estão corretasc) Apenas 1 e 3 estão corretasd) Todas as frases estão erradase) Todas estão corretas
CONCURSO PUBLICO 
-
2004 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS 
-
SAÚDE OCUPACIONAL
11- Considerando as seguintes afirmações, escolha a alternativa correta:1) Quartzo, tridimita, cristobalita referem-se a poeiras de sílica cristalinae, nesta seqüência, encontram-se em ordem de toxicidade crescente.2) As fibras de crisotila pertencem ao grupo das serpentinas e as fibrasCrocidolita, amosita e tridimita, ao grupo dos anfibólios, que é conside-rado asbesto mais tóxico do que o primeiro.3) As expressões quartzo, tremolita e actinolita referem-se a poeirasde sílica cristalina ordenadas segundo toxicidade crescente.4) O asbesto é reconhecido como causa ocupacional de cânceres depulmão, estômago e laringea) As afirmações 1, 2 e 4 estão corretasb) Apenas as afirmações 1 e 4 estão corretasc) As afirmações 2, 3 e 4 estão corretasd) Apenas as afirmações 1 e 2 estão corretase) Apenas as afirmações 3 e 4 estão corretas
CONCURSO PUBLICO - 2004 
DDpceiTIlDA MHMiriPAl HF nAMPIMAS . ÇAÍmF nriIPACIONAL
12- Em relação às pneumopatias ocupacionais, leia as frases a seguire escolha uma das alternativas:1) A sílica amorfa, após aquecida, pode transformar-se em cristobalitaque é fibrogênica.2) Os cristais de quartzo, quando aquecidos a temperaturas superio-res a 1000°C, transformam-se em cristais de trydimita e cristobalita,considerados de maior potencial fibrogênico.3) O tamanho (diâmetro) das partículas, o teor de SiO2 na poeira inala-da, os tipos de cristais predominantes (quartzo? tridimita? cristobalita?),a maior ou menor presença de alumínio na poeira são fatores que inter-ferem com a toxicidade dos pós a que os trabalhadores estão expostos.a) Todas estão corretasb) Apenas 1 e 2 estão corretasc) Apenas 2 e 3 estão corretasd) Apenas 1 e 3 estão corretase) Todas estão incorretas
CONCURSO PUBLICO - 2004 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS - SAÚDE OCUPACIONAL
13- No caso de agravo, relacionado ao trabalho, pelo estabelecimentode nexo causai relacionado, a responsabilidade legal cabe:a) ao médico do CRST (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador)b) ao médico que realiza o acompanhamento do trabalhadorc) ao médico perito do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social)d) ao médico do SESMT (Serviço Especializado em Engenharia deSegurança e Medicina do Trabalho) da empresae) a uma junta médica formada pelo médico de acompanhamento, pelomédico da empresa e pelo médico perito
CONCURSO PUBLICO - 2004 PRFFFITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS • SAÚDE OCUPACIONA
14- Têm direito ao seguro acidentário (acidente do trabalho) da Previ-dência Social:a) os funcionários públicosb) os trabalhadores regidos pela Consolidação das Leis do Trabalhoc) todas as categorias de trabalhadoresd) os que optaram por esse seguro no contrato de trabalhoe) os funcionários estatutários
CONCURSO PUBLICO - 2004 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS - SAÚDE OCUPACIONAL
15- A CAT (Comunicação de Acidente do Trabalho) da Previdência So-cial exige:a) o uso do código da patologia, de acordo com a classificação interna-cional de doenças - CID 10, somente no caso de doença relacionadaao trabalhob) o uso do código da patologia, de acordo com a classificação internacio-nal de doenças - CID 10, somente no caso de acidente de trajetoc) o uso do código da patologia, de acordo com a classificação interna-cional de doenças - CID 10d) o uso do código da patologia, de acordo com a classificação interna-cional de doenças - CID 10, somente no caso de acidente típicoe) o código da patologia, de acordo com a classificação internacionalde doenças - CID 10, só deverá ser mencionado com a autorização dotrabalhador
CONCURSO PÚBLICO 
-
2004 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS - SAÚDE OCUPACIONAL
16- Na Comunicação de Acidente do Trabalho - CAT, no caso de doen-ça do trabalho, considera-se a data do acidente:a) a data estimada como início da doençab) a data referida pelo trabalhador como do início da doença, desde queestabelecido e confirmado pelo médico que realiza o acompanhamentoc) a data do início real da doençad) a data do que ocorrer em primeiro lugar: o início da incapacidadelaborativa para o exercício da atividade habitual ou o dia em que odiagnóstico for concluídoe) todas as alternativas anteriores
 
ÁREA DE TREINAMENTO MEDCURSO - QUESTÕES DE CONCURSOS
CONCURSO PUBLICO - 2004 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS - SAÚDE OCUPACIONAL
17- O mapa de risco deve ser elaborado:a) pela Cl PA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes)b) pelo SESMT (Serviço Especializado em Segurança e Medicina doTrabalho) da empresa.c) pelo técnico de segurançad) com supervisão da Delegacia Regional do Trabalhoe) pela CIPA, com posterior aprovação do INSS (Instituto Nacional deSeguridade Social)
RESIDÊNCIA MEDICA - 2004 NST. DEASSIST. MÉDICA AO SERV. PÚBLICO ESTADUAL - SP 
18- A PAIR (perda auditiva induzida pelo ruído) é uma doença profissi-onal caracterizada por:a) afetar trabalhadores expostos a níveis de ruído superiores a 100decibéis, causando uma surdez do tipo neurosensorial, que evolui deforma insidiosa e que tende a se agravar nas idades mais avançadasb) afetar trabalhadores expostos a níveis de ruído superiores a 95decibéis, causando uma surdez do tipo misto, neuro-sensorial e decondução, que evolui de forma insidiosa e tende a se agravar nas ida-des mais avançadasc) afetar trabalhadores expostos a níveis de ruído superiores a 90decibéis causando uma surdez que afeta os órgãos de condução aé-rea da orelha, isto é, a cadeia de ossículos do ouvido médio, e queevolui de forma insidiosa na maioria dos trabalhadores expostosd) mostrar, no exame audiométrico, alterações do limiar de audibilidade,freqüentemente bilaterais, e que afetam mais precocemente as fre-qüências de 4.000 Hze) somente afetar trabalhadores que têm susceptibilidade maior à pa-tologias auditivas
RESIDÊNCIA MEDICA
-
2004 INST. DEASSIST. MÉDICA AO SERV. PÚBLICO ESTADUAL
-
SP 
19- Pneumoconioses são o resultado de ação de partículas de poeirasinaladas para o parênquima pulmonar. Pode-se dizer também que es-tas doenças:a) resultam da exposição a poeiras cujo diâmetro situa-se entre 10 e100 micra, ocorrendo casos entre tecelões e carpinteiros e que podemoriginar casos de broncopneumonias de repetiçãob) resultam da exposição a poeiras cujo diâmetro é menor do que 10micra, freqüentes em nosso meio entre mineradores de carvão, ceramistase jatistas de areia, e que podem causar fibrose pulmonar progressivac) resultam da exposição a poeiras cujo diâmetro é sempre superior a100 micra, ocorrendo casos entre trabalhadores da construção civil,maçariqueiros e fundidores de metais, e que além do quadro pulmonarestão freqüentemente associados a hepatopatiasd) resultam da exposição a poeiras cujo diâmetro têm pouco importân-cia, ocorrendo casos entre trabalhadores de mineração de sal e deestivadores, estando freqüentemente associadas a nefropatiase) resultam da exposição a poeiras menores que 1 micra, que causamproblema pulmonar em trabalhadores de ar comprimido e mineiros demármore, que têm como características clínicas mais importantes aausência de alterações pulmonares bem caracterizadas aos Raios Xde tórax, e um quadro dispnéico muito semelhantes à asma brônquica.
RESIDÊNCIA MEDICA - 2004 INST. DEASSIST. MÉDICA AO SERV. PÚBLICO ESTADUAL- SP 
20- Para a proteção da saúde e integridade física dos trabalhadorescontra os riscos de acidentes de trabalho e doenças profissionais, alegislação brasileira prevê que as empresas que têm trabalhadorescontratados adotem todas as providências abaixo, EXCETO:a) no exame de admissão a um emprego, todos devem ser examinadospelo Médico do Trabalho, avaliando sempre a capacidade física para afunção que irão exercerb) durante o processo de admissão devem ser informados sobre os riscosexistentes nas funções que irão realizarc) realizar exames médicos periódicos de saúde, incluindo exames com-plementares específicos, para detectar eventuais alterações do estado desaúde causadas pelo trabalho, tais como dosagem de chumbo no san-gue, Raio X de tórax e audiometria, quando se justificaremd) providenciar medidas de proteção coletiva a fim de eliminar ou minimizaros riscos de acidentes do trabalho ou de doenças profissionais existentesnas atividades realizadase) incluir nos exames periódicos de saúde, exames preventivos para ocâncer, tais como o Papanicolau, a mamografia, o PSA e o toque retal etambém outros para a prevenção das doenças crônicas como oeletrocardiograma, a glicemia e o perfil do colesterol e suas frações
RESIDÊNCIA MEDICA - 2004 FUNDAÇÃO ESCOLA DO SERVIÇO PÚBL <rO r~-
21- No Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica, a inclusão dedoenças na Lista Nacional de doenças de Notificação Compulsória foidecidida mediante a consideração conjunta de critérios, tais como:a) a possibilidade da confirmação diagnostica a partir de metodologiasimples e de baixo custo, facilitando a notificação pelas equipes desaúde que atuam nas comunidades, como os agentes de saúdeb) a ocorrência da doença em todos os estados brasileiros e suavulnerabilidade em relação às medidas de prevenção e controlec) a possibilidade de ocorrência de surtos ou epidemias e a implanta-ção de unidades para vigilância sentinela nas capitais dos estadosd) a freqüência elevada da doença e seu potencial de disseminação outransmissibilidade na população
RESIDÊNCIA MEDICA - 2004 UNIVERSIDADE DEFERAL DO RIO DE JANEIRO 
-
UFRJ 
22- Paciente vem à emergência com cardiomegalia e bloqueioatrioventricular. A investigação diagnostica subseqüente ao atendimentorevela doença de Chagas. O médico responsável deve fazer uma No-tificação para Vigilância Epidemiológica? Justifique.a) não, porque só a doença de Chagas em sua forma aguda deve ser
notificada
b) não, porque a doença de Chagas não é de notificação compulsóriac) sim, porque a doença de Chagas sempre deve ser notificadad) apenas quando a doença de Chagas aparecer fora de região endêmica
RESIDÊNCIA MEDICA - 2004 UNIVERSIDADE DEFERAL DO RIO DE JANEIRO 
-
UFRJ 
23- As fichas de investigações dos casos de notificação compulsóriaem 24 horas devem ser enviadas no prazo de até:a) 48 horas c) 72 horasb) 24 horas d) 7 dias

Activity (0)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Joao Marcos liked this
Diego Maia liked this
Cah=] liked this
Victor Pinchemel liked this
Larissa Bruschi liked this
Taísa França liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->