Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
201Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
desenvolvimento psicológico e educação

desenvolvimento psicológico e educação

Ratings: (0)|Views: 26,647 |Likes:
Published by Leonardo Eustáquio

More info:

Published by: Leonardo Eustáquio on Mar 19, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/05/2014

pdf

text

original

 
Desenvolvimentopsicológicoe educação
2.
Psicologia daeducação escolar 
2
â
edição
César COLLÁlvaro MARCHESIJesús PALACIOS
& colaboradores
Tradução:
Fátima Murad
Consultoria, supervisão e revisão técnica desta edição:
Maria da Graça Souza Horn
 Pedagoga. Doutora em Educação pelaUniversidade Federal do Rio Grande do Sul 
2004
 
Desenvolvimento, educação eeducação escolar: a teoriasociocultural do desenvolvimentoe da aprendizagem
ROSÁRIO CUBERO E ALFONSO LUQUE
INTRODUÇÃO
 Nas primeiras décadas do século XX, a psicologia já era uma disciplina científica re-conhecida e em crescente processo de ins-titucionalização na América do Norte e emmuitos países europeus. Tinham sido publica-dos importantes estudos sobre o desenvolvi-mento das capacidades durante a infância egozava de grande prestígio a pesquisa experi-mental sobre a aprendizagem animal e a hu-mana. Produzira-se, inclusive, uma notável li-teratura sobre a aplicação de tais descobertasda psicologia evolutiva e da psicologia daaprendizagem na educação das crianças. En-tretanto, nenhum dos sistemas teóricos cons-truídos antes de 1925 tinham considerado a
educação como processo decisivo na gênese das
capacidades psicológicas que nos caracterizamcomo seres humanos.Por isso, pode parecer um tanto surpreen-dente que um jovem e desconhecido professor de psicologia na Escola de Magistério de uma pequena capital de província da Rússia ousas-se propor e desenvolver uma teoria revolucio-nária na qual a natureza humana é o resultadoda interiorização, socialmente guiada, da ex- periência cultural transmitida de geração emgeração. Mas aquele ousado LevSemionovitchVygotsky (1896-1934) era um intelectual ex-cepcional em circunstâncias igualmente excep-cionais. Tivera uma educação muito cuidado-sa e abrangente em sua infância. Desde ado-lescente, mostrara um vivo interesse pela lite-ratura, como também por muitas outras mani-festações artísticas e culturais e uma inusitadacapacidade para compartilhar esses interessese envolver os que estavam à sua volta em seus projetos. Na universidade estudara direito, masigualmente fisolofia e história. Sem dar mos-tras de submissão ao marxismo como ideolo-gia, foi desde muito jovem um ativo pensador marxista. Viveu com entusiasmo a revoluçãosoviética de 1917, compartilhou com outroseminentes autores de sua geração a intensida-de intelectual e a efervescência criativa dosanos imediatamente posteriores e envolveu-seativamente na tarefa revolucionária de cons-truir uma nova sociedade, uma nova cultura,uma nova ciência e um novo homem.Esse ambicioso projeto de transformaçãotinha de apoiar-se necessariamente em uma teo-ria científica sobre a natureza humana e suamudança; uma teoria que só podia ser o resul-tado da aplicação da análise materialistadialética às funções psicológicas humanas e às produções artísticas e culturais. Daí emergemtodos os temas de pesquisa que foram tratadossucessivamente por Vygotsky: a necessidade deencontrar um método (o método genético ex- perimental) e uma unidade de análise (a ativi-dade instrumental e a interação) para o estu-do científico da psicologia, a origem sócio-his-
tórica das funções psicológicas superiores, a im-
 portância dos instrumentos de mediação na gê-nese e na variabilidade cultural da consciên-
 
DESENVOLVIMENTO PSICOLÓGICO E EDUCAÇÃO, V.2
95
cia, as relações entre aprendizagem e desen-volvimento, a organização semiótica do pen-samento, etc.Vygotsky viveu apenas o suficiente paranraçar com rigor as linhas mestras desse ingen-te processo de reconstrução da psicologia. Seus
muitos colaboradores e discípulos, entre os quais
se destacam principalmente Luria, Leontiev,Zaporozhets, Levina, Elkonin e Galperin, deramcontinuidade à sua obra inacabada. Esses de-senvolvimentos das concepções e das institui-ções vygotskianas constituem atualmente omais estimulante da produção da chamada "es-cola de psicologia soviética". Os trabalhos deVygotsky ficaram praticamente desconhecidosno Ocidente, até que, em 1962, publicou-se emmglês uma versão resumida de
Pensamento elinguagem,
uma de suas obras capitais. Entre1979 e 1984 recupera-se seu legado intelectu-al e científico. Desde então, sua influência não parou de crescer e hoje sua teoria socioculturale uma referência inegável no desenvolvimen-to histórico da psicologia.Desde que concluiu seus estudos, Vygots-ky sempre trabalhou como professor. Emboratenha multiplicado suas atividades e dedicadomuitas energias à pesquisa e à escrita, sua prin-cipal ocupação sempre foi a docência. Foi maiseducador que psicólogo e chegou à psicologia por seu interesse pela educação. Em sua con-cepção psicológica, a educação é o processocentral da humanização, e a escola, o principal"laboratório" para estudar a dimensão cultu-ral, especificamente humana, do desenvolvi-mento. Ao mesmo tempo, durante toda sua'.ida científica sustentou que o objetivo práti-co da psicologia é a melhoria da sociedade por meio do aperfeiçoamento da educação.
A teoria sociocultural foi um remédio para
a psicologia individualista tradicional e serviunão só para redefinir muitas perguntas da pes-quisa, como também para formular questõesde uma perspectiva em que a dimensão socialadquire um caráter fundamental na explica-ção da natureza humana. A perspectiva cultu-ral conta hoje com um extenso corpo de pes-quisadores, tanto em psicologia básica comoevolutiva ou em psicologia da educação; espe-cificamente relacionada com a escola como ins-tituição cultural na qual se produzem aprendi-zagens. A diversidade de aplicações que resul-taram de tal perspectiva e das diferentes for-mas como os pesquisadores assumiram e inte-graram os princípios da escola soviética são im- possíveis de rever de modo detalhado, diferen-ciado e sistemático em um capítulo de um tex-to com essas características e, por isso, opta-mos por ajustar-nos aos pressupostos centraisda teoria e complementá-los brevemente comos aportes recentes dos autores ou das autorasmais influentes no âmbito internacional e noespanhol.
0 MÉTODO GENÉTICO: A CONDUTACOMO A HISTÓRIA DA CONDUTA
O estudo dos processos psicológicos deuma perspectiva histórico-cultural necessitoudo desenvolvimento de uma metodologia con-sistente com seus princípios teóricos. ParaVygotsky (Vygotsky, 1978), diferentementedos métodos utilizados para as teorias asso-ciacionistas, que se sustentam em um esque-ma unidirecional "estímulo-resposta", a cha-ve da compreensão da conduta residia nas re-lações dialéticas que esta mantém com seumeio. Assim, não apenas a natureza influi naconduta humana, como também as pessoasmodificam e criam suas próprias condições dedesenvolvimento.A crítica aos modelos teóricos dominan-tes significava também desmantelar a maneiracomo os dados chegavam a se constituir como
tais. Vygotsky rechaçava a concepção positivista
dos métodos como ferramentas neutras que po-diam ser utilizadas por qualquer orientaçãocom pretensões científicas, independentemen-te do enfoque teórico de que se tratasse (Riviè-re, 1984). O método, por sua vez, mantinhauma estreita relação com a argumentação teó-rica, e foi precisamente essa necessidade denovas formas de pesquisa concordantes com a psicologia que estava construindo que o levouao desenvolvimento do método
genético-expe-rimental.
Segundo Vygotsky, o estudo do desenvol-vimento de qualquer processo psicológico per-mite descobrir sua essência ou sua natureza; ésomente pela análise de sua evolução que é pos-sível entender o que significa. "Estudar algodo ponto de vista histórico", segundo o autor,

Activity (201)

You've already reviewed this. Edit your review.
Ingrid Evelyn liked this
Dalila Silva liked this
1 thousand reads
1 hundred reads
Ângela Andrade liked this
flaviagotelip liked this
emersomont9311 liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->