Welcome to Scribd. Sign in or start your free trial to enjoy unlimited e-books, audiobooks & documents.Find out more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
6Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Cultura de Paz e Mediunidade: uma experiência sócio-cultural valorizando a diversidade religiosa

Cultura de Paz e Mediunidade: uma experiência sócio-cultural valorizando a diversidade religiosa

Ratings:

5.0

(1)
|Views: 265|Likes:
paper apresentado em dois eventos: no XIII Simpósio Internacional da Associação Brasileira de História das Religiões (ABHR), em maio de 2012, na cidade de São Luis/MA, e também no III Encontro do Fórum de Educação, Cultura de Paz e Tolerância Religiosa que aconteceu na cidade de Uberlândia, em Abril de 2012. O texto aborda o que é a Espiritologia e como foi utilizada para a realização de seis das sete pesquisas publicadas na coleção de livro: Cultura de Paz e Mediunidadade.
paper apresentado em dois eventos: no XIII Simpósio Internacional da Associação Brasileira de História das Religiões (ABHR), em maio de 2012, na cidade de São Luis/MA, e também no III Encontro do Fórum de Educação, Cultura de Paz e Tolerância Religiosa que aconteceu na cidade de Uberlândia, em Abril de 2012. O texto aborda o que é a Espiritologia e como foi utilizada para a realização de seis das sete pesquisas publicadas na coleção de livro: Cultura de Paz e Mediunidadade.

More info:

Categories:Types, Research
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/10/2013

pdf

text

original

 
CULTURA DE PAZ E MEDIUNIDADE:UMA EXPERIÊNCIA SÓCIO-CULTURAL VALORIZANDO ADIVERSIDADE RELIGIOSA
Adilson Marques
 – 
Geógrafo, mestre e doutor em Educação pela USP. Coordenadordo projeto HomospiritualisIntrodução
Em março de 1999 foi criado na cidade de São Carlos/SP um movimentodenominado Projeto Homospiritualis. Reunindo pessoas de diferentes orientaçõesreligiosas e espiritualistas, ele tem como meta difundir no município os valores da Culturade Paz, seguindo os pressupostos anunciados pela UNESCO no documento denominado
Manifesto 2000
e estimular a diversidade religiosa.No primeiro semestre de 2001 o Projeto Homospiritualis conseguiu montar oCentro de Estudos e Vivências Cooperativas e para a Paz, uma organização sócio-culturalque oferecia, gratuitamente, aulas de Hatha-Yoga, Reiki, Tai-Chi-Chuan, Meditação,Alimentação Vegetariana, Danças Circulares, entre outras práticas espiritualistas; etambém mantinha grupos de estudo sobre Budismo, Hinduísmo, Cristianismo e Taoismo.Ainda em 2001, o projeto Homospiritualis foi procurado por dois jovens médiunskardecistas. A partir desse contato, a mediunidade foi inserida como objeto de estudo enasceu o que viemos a chamar de Espiritologia, ou seja, a aplicação dos recursos daHistória Oral para se entrevistar os prováveis espíritos que se manifestavam através destesdois jovens. Entre os anos de 2001 e 2003, foram entrevistados diferentes
“seres
incorpóreos
que se manifes
tavam como “médicos”, “pretos
-
velhos”, “índios”, “padres”
 etc. O fruto deste trabalho mediúnico foi a edição de 4 livros publicados entre os anos de2003 e 2004, abordando a opinião desses prováveis espíritos sobre o trabalho realizadopelo projeto Homospiritualis. Alguns dos participantes do Centro de Estudos tiveram aoportunidade de aprender técnicas de massagem, do-in, cromoterapia e outras terapiascomplementares com estes prováveis espíritos.Em 2003, o Projeto Homospiritualis criou uma nova organização que se chamouCírculo de São Francisco, voltada exclusivamente para o estudo da mediunidade. Até o anode 2008, seis pesquisas foram realizadas utilizando como metodologia a História Oral com
 
os prováveis espíritos, e também as técnicas da Observação Participante e da Pesquisa-Ação. Estas pesquisas foram organizadas para estudar vários temas, entre eles aApometria. Para a realização destas pesquisas, foram convidadas pessoas que se diziammédiuns e
afirmavam “incorporar” ou ver espíritos, sem nos preocupar com o gênero, a
classe social, o grau de escolaridade e até mesmo a religião ou opção sexual doparticipante.Em 2005, já possuindo uma significativa quantidade de dados, imaginei apossibilidade de fazer uma pesquisa dentro de alguma Instituição de Ensino Superiorabordando a
arte de “conversar com os espíritos”
através da Espiritologia. Com esseobjetivo, elaborei um projeto de pesquisa propondo utilizar os recursos da História Oralpara entrevistar possíveis seres incorpóreos, sem entrar no mérito da existência ou não davida após a morte e n
em questionar se o entrevistado era um “demônio”, um “morto” ou
mesmo o inconsciente do próprio médium. A pesquisa visava apenas coletar o depoimentodos prováveis espíritos, a partir de pessoas que se diziam médiuns, abordando váriosassuntos e comparando as respostas.Enfim, a pesquisa visava refletir sobre o
“imaginário do invisível”
a partir das
“narrativas visionárias” destes seres e o projeto de
pesquisa foi enviado para váriosprofessores de diferentes universidades brasileiras, inclusive, de Portugal e da França, masnenhum manifestou interesse por um tema tão insólito.Entre os prováveis espíritos que entrevistamos, destacou-se um que se denominapai Joaquim de Aruanda, que afirma ser
um “trabalhador espiritual” da U
mbanda e que semanifesta através de um médium chamado Firmino José Leite.Com pai Joaquim de Aruanda coletamos 32 horas de gravação, onde temas comoUmbanda, Espiritismo, Budismo e outros assuntos espiritualistas e religiosos foramabordados.Trechos da entrevista com pai Joaquim de Aruanda podem ser acessados noyoutube, no canal homospiritualis. Um dos mais acessados é o que mostra a chamada
incorporação
do espírito em seu respectivo médium, ou seu
“cavalo”, como se diz na
Umbanda. Até março de 2012 o vídeo teve 210 mil acessos. Ele pode ser assistido atravésdo link abaixo:http://youtu.be/3xA6d_iERDk Com o material coletado na entrevista, lançamos, em 2008, na forma de e-book, o
livro “História Oral, Imaginário e Transcendentalismo:
mitocrítica dos ensinamentos do
 
espírito pai Joa
quim de Aruanda”.
Em 2011, com o apoio da Rima Editora, foi publicada aversão impressa, que abre, inclusive, a coleção de livros denominada Cultura de Paz eMediunidade.No livro buscamos utilizar a heurística criada por Gilbert Durand para interpretar odiscurso desse provável espírito, identificando Dioniso como o seu mito diretor. Ainda em2008, apresentamos no XV Simpósio Internacional de Estudo sobre o Imaginário,realizado na Universidade Federal de Pernambuco, um pequeno vídeo sobre esta singularmanifestação mediúnica. O vídeo foi denominado
“o espírito da pós
-
modernidade”
e podetambém ser visto na internet, através do seguinte link:http://youtu.be/YnK2K1f4L4s Além deste livro, outros cinco foram editados na mesma coleção apresentando aopinião dos prováveis espíritos sobre outros assuntos, entre eles, como abordam osensinamentos de Lao-Tsé, Krishna e Buda. Por sua vez, o último livro da coleção aborda,também através do uso da História Oral, a história de vida de alguns médiuns residentesnas cidades de São Carlos, Araraquara e Ribeirão Preto. Neste livro, a partir das diferentesexperiências narradas pelos entrevistados, optamos em estudar as relações de gênero,interpretando o depoimento de dois médiuns (um homem e uma mulher) que afirmamlembrar de supostas
“vidas passadas” e que viveram, em tese, experiências tanto em corpos
masculinos como em femininos.Mas nem todos os dados coletados no período acima foram editados e publicados.Ainda temos material para outras pesquisas, como a opinião destes prováveis espíritossobre o evangelho gnóstico de Tomé e de Madalena; o Sermão da Montanha e tambémsobre as epístolas de Paulo e o livro Eclesiastes, um dos mais interessantes e polêmicoslivros do Antigo Testamento.
A espiritologia como um novo campo de estudo e pesquisa no âmbito das CiênciasHumanas e das Religiões
Ao contrário do que muitos afirmam, Allan Kardec, pseudônimo de
 
Hippolyte LéonDenizard Rivail, não parece ter se preocupado em criar uma nova religião cristã. Em seuslivros e nas revistas que editou, ele parece se empenhar na sistematização de um métodopara se entrevistar prováveis espíritos e com estes estudar todo e qualquer assunto deinteresse da humanidade. Assim, podemos dizer que ele foi o criador da História Oral com
os “espíritos”. Porém,
hoje em dia, em parte majoritária do movimento espiritista,

Activity (6)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
1 thousand reads
reikdal liked this
dlt_machado8455 liked this
imthegenerator liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->