Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
83Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Educacao Fisica e Sociedade

Educacao Fisica e Sociedade

Ratings: (0)|Views: 17,952 |Likes:
Published by gagaufera
Texto do Livro: Educação física e sociedade. De Mauro Betti. São Paulo: Movimento, 1991.
Texto do Livro: Educação física e sociedade. De Mauro Betti. São Paulo: Movimento, 1991.

More info:

Published by: gagaufera on Mar 20, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/26/2013

pdf

text

original

 
Texto do Livro: Educação física e sociedade. De Mauro Betti. São Paulo: Movimento, 1991.Trabalho realizado por Leonardo Delgado
A HERANÇA HISTÓRICA
Mauro BettiAo longo da história do homem, formas de atividade física -considerada esta de forma ampla - e mesmo de Educação Física, surgiram emtodos os momentos, em maior ou menor grau, com maior ou menorinstitucionalização. Entrementes, desconsiderando-se a Antigüidade Grega, foinas últimas décadas do século XVIII, e em especial durante o século XIX, quea Educação Física experimentou um decisivo impulso no sentido de suasistematização e institucionalização como uma forma de educação no mundoocidental. O epicentro deste desenvolvimento foi a Europa, onde ocorreram, nocontinente, os sistemas ginásticos, e na Inglaterra o movimento esportivo, e daíespalhou-se por todo o mundo. Este processo deu-se num momento históricode grandes mudanças políticas, econômicas e sociais, e com elas relaciona-se,sofrendo também a influência do novo pensamento pedagógico do séculoXVIII, com o advento dos chamados educadores naturalistas e filantrópicos.A Educação Física adentrou o século XX com modelos forjadosdurante o século passado e experimentou notável expansão e penetraçãosocial, especialmente o esporte enquanto instituição social autônoma, quecarreou para si enorme importância política e econômica. O fenômenoesportivo tem levado pedagogos, sociólogos e filósofos nas últimas trêsdécadas a denunciarem o caráter mistificador do esporte e a questionarem asua real utilidade para a sociedade, o seu valor educativo e sua integração naEducação Física sem qualquer tipo de reflexão pedagógica.
OS MOVIMENTOS GINÁSTICOS EUROPEUS
A Situação Política e Social da Europa
O século XVIII caracterizou-se pelo regime político batizado de"Despotismo Esclarecido", o qual foi influenciado pelas idéias do Iluminismo. Asúltimas décadas do século desenrolaram-se sob a marca da RevoluçãoFrancesa (1789), que derrubou o absolutismo, implantou a República, levou opovo ao poder político na França e semeou uma onda de revoluções liberais naEuropa. Entre 1803 e 1815 a Europa toda envolveu-se nas GuerrasNapoleônicas.O século XIX é o século da formação dos Estados Nacionais. AEuropa nele adentrou sob a influência política do liberalismo e do nacionalismo,e economicamente, da Revolução Industrial, iniciada por volta de 1760 naInglaterra, e que se espalhou por toda a Europa a partir de 1850, promovendogrande desenvolvimento econômico e transformações sociais.O movimento nacionalista, aliado ao desenvolvimento econômico,cresceu muito na segunda metade do século XIX. Entre 1830 e 1870transformou-se num movimento agressivo em favor da grandeza nacional e dodireito de cada povo cultural e racialmente unido governar a si próprio (Burns,1948). A partir de 1871 a Europa viveu em permanente estado de tensão porquestões territoriais. A crise política levou à deflagração da I Grande Guerra,em 1914.
 
Texto do Livro: Educação física e sociedade. De Mauro Betti. São Paulo: Movimento, 1991.Trabalho realizado por Leonardo Delgado
Foi neste tempo de guerras e revoluções que a Educação Física denossos dias assentou suas bases.
Situação das Instituições Educacionais
Entende Luzuriaga (1979) que o século XVIII é o século pedagógicopor excelência. A educação tornou-se uma das mais importantes preocupaçõesde reis, pensadores e políticos. Surgiram duas das maiores figuras daPedagogia: Jean-Jacques Rousseau (1712-1778) e Johann Heinrich Pestalozzi(1746-1827). Foi neste século que se desenvolveu a educação pública estatal einiciou-se a educação nacional. Ainda segundo Luzuriaga, na educação doséculo XVIII observam-se os seguintes movimentos:1. Desenvolvimento da educação estatal, da educação do Estado,com maior participação das autoridades oficiais no ensino.2. Começo da educação nacional, da educação do povo pelo povoou por seus representantes políticos.3. Princípio da educação universal, gratuita e obrigatória, no grau daescola primária, que fica estabelecida em linhas gerais.4. Iniciação do laicismo no ensino, com a substituição do ensino dareligião pela instrução moral e cívica.5. Organização da instrução pública em unidade orgânica, da escolaprimária à universidade.6. Acentuação do espírito cosmopolita, universalista, que unepensadores e educadores de todos os países.7. Sobretudo, a primazia da razão, a crença no poder racional navida dos indivíduos e dos povos.8. Ao mesmo tempo, reconhecimento da natureza e da intuição naeducação, (p. 151)Ao final do século XVIII a educação européia modificou-seradicalmente com a Revolução Francesa, que fez com que a educação estatal,do súdito, própria da monarquia absolutista e do despotismo esclarecido,seconvertesse na educação nacional, na educação do cidadão participante dogoverno do país (Luzuriaga, 1979). A Revolução Francesa deixou assentada asbases da nova educação nacional, que da França estendeu-se depois por todaa Europa e América.A educação no século XIX liga-se estreitamente aos acontecimentospolíticos e econômicos. A Revolução Política, principiada em 1789 com aRevolução Francesa, completou-se com a vitória da soberania popular e dasidéias liberais, constitucionalistas e parlamentaristas, impondo-se anecessidade de educar o "povo soberano" (Luzuriaga, 1979, p. 180). ARevolução Industrial, que alcançou grande intensidade naquele século, levou aum aumento populacional nas cidades e à necessidade de cuidar da educaçãodesta grande massa.Para Luzuriaga (1979) "todo século XIX foi um contínuo esforço porefetivar a educação do ponto de vista nacional" (p. 180), o que é bastantecoerente com o momento político de afirmação dos Estados Nacionais que
 
Texto do Livro: Educação física e sociedade. De Mauro Betti. São Paulo: Movimento, 1991.Trabalho realizado por Leonardo Delgado
vivia a Europa. Os países europeus estruturaram, naquele século, seussistemas nacionais de educação. A escola primária foi universalizada, emcaráter obrigatório e gratuito, estabeleceram-se escolas normais para apreparação do magistério. A escola secundária também se afirmou, maslimitada ao atendimento da burguesia, e considerada apenas como preparaçãopara a Universidade.
Os Sistemas Ginásticos e o Nacionalismo
A história da elaboração e institucionalização dos, chamados "sis-temas ginásticos" confunde-se com a própria história do nacionalismo europeue do militarismo sempre presente nos séculos XVIII e XIX. Originários daAlemanha, Dinamarca, Suécia e França, vinculam-se aos processos daafirmação da nacionalidade nestes paises e à constante preocupação depreparação para guerra. Alguns autores (Marinho, s.d.a; Ramos, 1982)rotularam de “doutrinários” os movimentos de Educação Física surgidosnaqueles países.O movimento ginástico alemão teve origem no Philanthropinum, umaescola fundada em 1774 pelo pedagogo Johann Bernhard Basedow (1723-1790). Basedow foi influenciado pelas idéias educacionais de Rousseau, quedava grande importância à saúde e à educação física, e sua escola iniciou oprimeiro programa moderno de Educação Física (Van Dalen & Bennet, 1971).Este programa compreendia corridas, saltos, arremessos e lutas semelhantesàs que se praticavam na Antiga Grécia: jogos de peteca, de bola, de pinos epelota; natação; arco e flecha; marchas; excursões no campo, caminhada esuspensão em escadas oblíquas e transporte de sacolas cheias de areia(Marinho, s.d.a; Van Dalen & Bennet, 1971).Em 1784 foi fundado um instituto educacional semelhante aoPhilanthropinum também colocando em prática idéias educacionaisnaturalistas, onde Cristoph Friedrich GutsMuths (1759-1839), assumindo asaulas de ginástica, experimentou novas atividades e aparatos e elaborou umsistema de trabalho que ficou conhecido como "ginástica natural" ou "métodonatural". Ele dividiu as atividades em três classes: exercícios ginásticos,trabalhos manuais e jogos sociais (Van Dalen & Bennet, 1971).Segundo Van Dalen e Bennet (1971), o programa de GutsMuthsharmonizava com os ideais de Rousseau. Ele acreditava firmemente nainfluência do corpo sobre a mente e o caráter; e que a saúde, mais do que oconhecimento, deveria ser o objetivo básico da educação. Moolenijizer (1973)entende que GutsMuths ganhou grande importância como o autor da primeiraabordagem metódica para planejar intencionalmente a educação física etambém por introduzir o jogo como meio justificado de educação.O período de gestação do sistema de ginástica de GutsMuths nãocoincidiu com a exacerbação do espírito nacional alemão, o que ocorreuapenas a partir de 1806 com a invasão francesa. Contudo, ele não ficou isentode influência do nacionalismo e da política de intervenção estatal na educação.Considerava a ginástica de alta significação social e patriótica, e meio

Activity (83)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Jonathan Colorado added this note
Faltou colocar as páginas originais, queria citar algo dai mas nem posso
Renata Monteiro liked this
Raquel Emanuele liked this
Maria Bastos liked this
Mauro Myskiw liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->