Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
52Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
IMPACTOS E BENEFÍCIOS AMBIENTAIS, ECONÔMICOS E SOCIAIS DOS BIOCOMBUSTÍVEIS UMA VISÃO GLOBAL

IMPACTOS E BENEFÍCIOS AMBIENTAIS, ECONÔMICOS E SOCIAIS DOS BIOCOMBUSTÍVEIS UMA VISÃO GLOBAL

Ratings:

5.0

(1)
|Views: 5,252 |Likes:
Published by ljimy

More info:

Published by: ljimy on Mar 22, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/04/2013

pdf

text

original

 
 
You are free: to copy, distribute and transmit the work; to adapt the work.You must attribute the work in the manner specified by the author or licensorEngenharia Ambiental - Espírito Santo do Pinhal, v. 6, n. 3, p. 220-242, set/dez 2009
IMPACTOS E BENEFÍCIOS AMBIENTAIS, ECONÔMICOS E SOCIAIS DOSBIOCOMBUSTÍVEIS: UMA VISÃO GLOBAL
José Carlos Mota
1
; Mércia Melo de Almeida
2
; Vladimir Costa de Alencar
3
;Wilson Fadlo Curi
4
.
RESUMO
A substituição de combustíveis fósseis por biocombustíveis vem sendo estimuladas pelos governos, devido àperspectiva do esgotamento das reservas mundiais de petróleo, pelos constantes aumentos dos preços e tambémpelos impactos ambientais. É com base nestas perspectivas que este trabalho de pesquisa foi realizado, visandoefetuar uma busca das informações a esse respeito, expondo principalmente os impactos ambientais, econômicose sociais dos biocombustíveis. Após a realização da pesquisa, percebeu-se que existem muitas informaçõesconvergentes quanto ao lado positivo da substituição do petróleo pelos biocombustíveis, como também foidetectada uma série de pesquisas que exibem informações que são adversas. Essas pesquisas alertam para umasérie de problemas que devem ser tratados antes de uma substituição total visando à sustentabilidade, tais como:incentivo a agricultura familiar; delimitação do tamanho das propriedades; formação de cooperativas; criação deuma rede nacional de milhares de micro-usinas integradas a partir de cooperativas de pequenos e médiosprodutores rurais; entre outras.
Palavras-chave
: Sustentabilidade, bioetanol, biodiesel, fontes renováveis.
ENVIRONMENTAL, ECONOMICAL AND SOCIAL IMPACTS AND BENEFITS OF BIOFUELS: AGLOBAL VIEWABSTRACT
 The substitution of fossil fuels by biofuels is being stimulated by governments because of the perspective of exhaustion of world oil reserves, in consequence of constant price rising and also because of environmentalimpacts. It is based on this perspective that this research work was realized,aiming to develop a search of information related to it, mainly exposing environmental, economical and social impacts of fossil fuels andbiofuels that naturally are the substitutes of these. Through the research developed, it was noticed that there aremany convergent information related to the positive side of substituting oil by biofuels, as also was detected a setof researches that show adverse information. These researches alert to a set of problems that must be solvedbefore a total substitution aiming sustainability, such as: familiar agriculture incentive; delimitation of 
 properties’ size; formation of cooperatives; creation of a national network of thousands of micro
-plantsintegrated by cooperatives of small and medium rural producers; and so on.
Keywords:
Sustainability, bioethanol, biodiesel, renewable sources.
Trabalho recebido em 30/06/2009 e aceito para publicação em 17/11/2009.
1
 
Aluno de doutorado em Recursos Naturais, CCT/UFCG/Campina Grande, Professor do CCT/UEPB/Campina Grande
 – 
 Brasil. Av das Baraúnas, s/n. Campina Grande-PB. e-mail: jcarlosmota10@gmail.com
 
2
 
Pesquisadora bolsista do CNPq (Doutora em Engenharia de Processos)
 – 
Unidade Acadêmica de Engenharia Química
 – 
 LEB/CCT/UFCG - Campina Grande
 – 
Brasil. e-mail: mercia01@gmail.com
 
3
 
Aluno de doutorado em Recursos Naturais, CCT/UFCG/Campina Grande, Professor do CCT/UEPB/Campina Grande
 – 
 Brasil. e-mail: valencar@gmail.com
 
4
 
Professor Doutor da UFCG do Departamento de Pós-Graduação em Recursos Naturais. e-mail: wfcuri@yahoo.com.br
 
 
 Mota,J.C.; Almeida, M. M. et al / Impactos e benefícios ambientais, econômicos e sociais dos biocombustíveis ...
Engenharia Ambiental - Espírito Santo do Pinhal, v. 6, n. 3, p. 220-242, set/dez 2009
221
1. INTRODUÇÃO
O grande interesse mundial pelouso das fontes alternativas de energia estáse consolidando devido aos aumentos nopreço do petróleo e também pelapreocupação quanto ao impacto ambientalcausado pelos combustíveis fósseis. Asperspectivas de esgotamento das reservasmundiais de petróleo, os riscosgeopolíticos decorrentes da dependência depetróleo de países politicamente instáveis eos compromissos mais sólidos com aquestão ambiental desde a assinatura doProtocolo de Quioto vêm trazendoconstantes instabilidades ao cenáriopolítico e econômico mundial. Esteprotocolo é consequência de umtratadointernacional com compromissos rígidospara a redução da emissão dos gases queprovocam oefeito estufa,que éproveniente de causasantropogênicas, conforme a maioria das investigaçõescientíficas realizadas e comprovadas queculmina noaquecimento global. O consumo mundial de gasolina foide 1,15 trilhões de litros em 2004, e deveráalcançar 1,7 trilhões de litros em 2025(CGEE, 2005). Atualmente, a matrizenergética é composta por petróleo (35%),carvão (23%) e gás natural (21%). Apenas10 dos países mais ricos consomem cercade 80% da energia produzida no mundo.Entre estes, os Estados Unidos sãoresponsáveis por 25% da poluiçãoatmosférica. Analistas estimam que, dentrode 25 anos, a demanda mundial porpetróleo, gás natural e carvão tenham umaumento de 80%.De acordo com Bortholin e Guedes(2003), o efeito estufa consiste,basicamente, na ação do dióxido decarbono e outros gases sobre os raiosinfravermelhos refletidos pela superfície daterra, reenviando-os para ela, mantendoassim uma temperatura estável no planeta.Portanto, o efeito estufa dentro de umadeterminada faixa é altamente importantepara a vida como se conhece, sem o qual amesma não poderia existir. Por outro lado,a concentração de dióxido de carbono naatmosfera tem aumentado cerca de 0,4% aoano e este aumento se deve à utilização depetróleo, gás, carvão e à destruição dasflorestas tropicais, além da concentraçãode outros gases tais como, metano,clorofluorcarbonetos
 – 
 
CFC’s e óxido
nitroso. Deste modo, o efeito conjunto detais substâncias pode vir a causar umaumento da temperatura global(Aquecimento Global)estimado entre 2 e 6ºC nos próximos 100 anos.É com base neste cenário mundialque a atenção tem sido direcionada para oscombustíveis renováveis denominadosbiocombustíveis, sendo eles o Etanol
,
porser relevante para a matriz energética e o
 
 Mota,J.C.; Almeida, M. M. et al / Impactos e benefícios ambientais, econômicos e sociais dos biocombustíveis ...
Engenharia Ambiental - Espírito Santo do Pinhal, v. 6, n. 3, p. 220-242, set/dez 2009
222Biodiesel, que neste momento está sendocolocado como foco de diversas políticaspúblicas no país. Outro fator relevante éque o etanol e o biodiesel são consideradoscomo aqueles de maior capacidade deexpansão de produção para atender àdemanda no mercado mundial,aumentando a utilização de fontesrenováveis, com menor emissão de gasesde efeito estufa e contribuindo com amitigação deste efeito por meio dosequestro de carbono.Os biocombustíveis são obtidosatravés da transformação e fermentação defontes biológicas não-fósseis, como óleosvegetais, cereais, beterraba, sacarina eresíduos agroindustriais, e podem serutilizados em substituição doscombustíveis convencionais ou em misturacom estes. Diante do exposto, este trabalhoteve como objetivo fazer uma análise dosimpactos e benefícios ambientais,econômicos e sociais causados pelo usodos biocombustíveis.
2.
 
METODOLOGIA
Para este trabalho optou-se pelapesquisa bibliográfica pertinente ao temaproposto por tratar-se de um procedimentoreflexivo sistemático que possibilitadefinir, esclarecer e tentar responder asquestões indagadas pela comunidadecientífica, governos, sociedade civil, entreoutros.
3.
 
REVISÃO BIBLIOGRÁFICA
3.1. História dos Bicombustíveis no BrasilO álcool destilado usado comocombustível líquido de motores deexplosão tem sua origem e expansãodurante o período da I Grande Guerra(1914 / 1918). No ano de 1929 ocorreuuma grande crise internacional que afetoua economia de vários países e o Brasil teveproblemas quanto ao uso de combustíveislíquidos. Logo, em 1931 o GovernoFederal Brasileiro criou o decreto deN°19.717 como medida de economia deimportação de combustíveis fósseis quetinha como teor a obrigatoriedade damistura de 5% de etanol à gasolina etambém amparar a lavoura canavieira quetinha excedentes de álcool. Posteriormente,houve baixa nos preços de petróleo e oálcool passou a ser desinteressante.Entretanto, ocorreu uma nova crise em1974 que fez com que o Brasil lançasse umnovo projeto da produção de etanol parasuprir a necessidade de mais de 4 milhõesde automóveis (LIMA et al., 2001). De acordo com o Pró-álcool(2008), na década de 70, o governobrasileiro assinou o decreto n° 76.593 quecriou o Pró-Álcool que teve como objetivosubstituir a gasolina por álcool etílico, o

Activity (52)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
geradoidodaserra liked this
Jeane Dos Santos liked this
Graziele Duarte liked this
Kaliane Santos liked this
Leticia Vita liked this
Jean Marc Marc liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->