Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
31Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Jonathas Edwards - Pecadores nas Mãos de um Deus Irado

Jonathas Edwards - Pecadores nas Mãos de um Deus Irado

Ratings: (0)|Views: 3,541 |Likes:
Published by obpcpiracicaba

More info:

Published by: obpcpiracicaba on Mar 25, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/12/2013

pdf

text

original

 
Introdução
Jonathan Edward, pastor congregacional norte-americano, foi o mais destacadoteólogo e erudito da Nova Inglaterra no período colonial no século XVIII. Edawrds,nasceu a 5 de outubro de 1703, em East Windor, Connecticut. Recebeu os graus deBacaharelado em Artes e Mestrado em Artes na Universidade de Yale. Em 1727 foiordenado e empossado como pastor assistente da igreja de seu avô, SolomonStoddard faleceu em 1729, Edwards tornou-se o pastor efetivo da igreja.Em 1734 o reavivamento religioso, parte do Grande Despertament, chegou à suaigreja. Seu famoso sermão “Pecadores nas Mãos de um Deus Irado” (1741), foiproferido durante esse reavivamento.
O Sermão de Jonathan Edwards
Há dois séculos que o mundo fala do famoso sermão:
Pecadores nas mãos de um Deus irado
e dos ouvintes que se agarravam aos bancos pensando que iam cair nofogo eterno... É imposvel avaliar o grau do poder de Deus, derramado paradespertar milhares de almas, para a salvação, sem primeiro nos lembrarmos dascondições das igrejas da Nova Inglaterra, e do mundo inteiro, nessa época. Quem, atéhoje, não se admira do heroísmo dos puritanos que colonizaram as florestas da NovaInglaterra? Passara, porém, essa glória e a igreja, indiferente e cheia de pecado, seencontrava face com o maior desastre.O povo, ao entrar para o culto, mostrava um espírito leviano, e mesmo de desrespeito,diante dos cinco pregadores que estavam presentes. Jônatas Edwards foi escolhidopara pregar. Era homem de dois metros de altura; seu rosto tinha aspecto quasefeminino, e o corpo magro de jejuar e orar. Sem quaisquer gestos, encostado numbro sobre a tribuna, segurando o manuscrito na outra o, falava em vozmonótona. Discursou sobre o texto de Deuteronômio 32.35: "Ao tempo em queresvalar o seu pé".
 
Depois de explicar a passagem, acrescentou que nada evitava, por um momento, queos pecadores caíssem no Inferno, a não ser a própria vontade de Deus; que Deus esta-va mais encolerizado com alguns dos ouvintes do que com muitas pessoas que jáestavam no Inferno; que o pecado era como um fogo encerrado dentro do pecador epronto, com a permissão de Deus, a transformar-se em fornalhas de fogo e enxofre, eque somente a vontade do Deus indignado os guardava da morte instantânea.Prosseguiu, então, aplicando o texto ao auditório: "Aí está o Inferno com a bocaaberta. Não existe coisa alguma sobre a qual vós vos possais firmar e segurar. Entrevós e o Inferno existe apenas a atmosfera... há, atualmente, nuvens negras da ira deDeus pairando sobre vossas cabeças, predizendo tempestades espantosas, comgrandes trovões. Se não existisse a vontade soberana de Deus, que é a única coisapara evitar o ímpeto do vento até agora, serieis destruídos e vos tornaríeis como apalha da eira... O Deus que vos segura na mão, sobre o abismo do Inferno, mais oumenos como o homem segura uma aranha ou outro inseto nojento sobre o fogo,durante um momento, para deixá-lo cair depois, está sendo provocado em extremo...Não há que admirar, se alguns de vós com saúde e calmamente sentados aí nosbancos, passarem para lá antes de amanhã..."O resultado do sermão foi como se Deus arrancasse um véu dos olhos da multidãopara contemplar a realidade e o horror da posição em que estavam. Nessa altura osermão foi interrompido pelos gemidos dos homens e os gritos das mulheres; quasetodos ficaram de pé, ou caídos no chão. Foi como se um furacão soprasse e destruísseuma floresta. Durante a noite inteira a cidade de Enfield ficou como uma fortalezasitiada. Ouvia-se, em quase todas as casas, o clamor das almas que, até aquela hora,confiavam na sua própria justiça. Esperavam que, a qualquer momento, o Cristodescesse dos céus com os anjos e apóstolos ao lado, e que os túmulos entregassem osmortos que neles havia...Certo é que na Nova Inglaterra começou, em 1740, um dos maiores avivamentos dostempos modernos. É igualmente certo que este movimento se iniciou, não com os ser-mões célebres de Edwards, mas com a firme convicção deste, de que há uma "obradireta que o Espírito divino faz na alma humana". Note-se bem: Não foram seussermões monótonos, nem a eloqüência extraordinária de alguns, mas, sim, a obra doEsrito Santo no corão dos mortos espiritualmente, que, "começando emNorthampton, espalhou-se por toda a Nova Inglaterra e pelas colônias da América doNorte, chegando até a Escócia e a Inglaterra".De uma época de maior decadência, a Igreja de Cristo, entre a população escassa daNova Inglaterra, despertou e foram arrebatadas de trinta a cinqüenta mil almas doInferno durante um período de dois a três anos. "Em todo o mundo onde se falava oinglês, era considerado o maior erudito desde os dias do apóstolo Paulo ou deAgostinho".¹¹Extraído de “Heróis da Fé”, Orlando S. Boyer.
 
Pecadores nas Mãos de um Deus IradoRev. Jonathan EdwardsA seu tempo, quando resvalar o seu pé.” (Deut. 32:35)
Nesse versículo os ímpios e incrédulos israelitas, que eram o povo visível de Deus, eque viviam debaixo de Sua graça, são ameaçados com a vingança do Senhor. Apesarde todas as obras maravilhosas que Deus operara em favor desse povo, estepermanecia sem juízo e destituído de entendimento, como está escrito no versículo28. E mesmo sob todos os cuidados do Céu produziram fruto amargo e venenoso.conforme verificamos nos dois versículos anteriores.A declaração que escolhi para meu texto, “A seu tempo, quando resvalar o seu pé”,parece subentender as seguintes questões, relativas à punição e destruão queaqueles ímpios israelitas estavam sujeitos a sofrer:1. Que eles estavam sempre expostos à destruição, assim como está sujeito a cair todoaquele que se coloca de pé, ou anda por lugares escorregadios. A maneira como serãodestrdos vem representada pelo deslize de seus s. A mesma citaçãoencontramos no Salmo 73:18-19, “Tu certamente os pões em lugares escorregadios, eos fazes cair na destruição.”2.Faz supor tamm que estavam sempre sujeitos a uma bita e inesperadadestruição, à semelhança daquele que anda por lugares escorregadios e a qualquerinstante pode cair. O ímpio não consegue prever se, num momento, ficará de pé, ouse, em seguida, cairá. Quando cai, cai subitamente, sem aviso, como está escrito,também, no Salmo 73:18-19, “Tu certamente os pões em lugares escorregadios, e osfazes cair na destruição. Como ficam de súbito assolados! Totalmente aniquilados deterror!”3.Outra coisa implícita no texto é que os ímpios estão sujeitos a cair por si mesmos,sem serem derrubados pelas mãos de ourem, pois aquele que se detém ou anda pôrterrenos escorregadios não precisa mais do que seu próprio peso para cair pôr terra.4.E também a razão pela qual ainda não caíram, e não caem, é pôr não haver chegadoainda o tempo determinado pelo Senhor. Pois está escrito que quando este tempodeterminado, ou escolhido, chegar, seu pé irá resvalar. E então serão entregues àqueda, para a qual já estão predispostos pôr causa do próprio peso. Deus não ossusterá mais em lugares escorregadios, mas vai deixá-los sucumbir. Então, nesseexato momento, cairão em destruição, à semelhança daqueles que transitam emterrenos escorregadios, à beira de precipícios, e não conseguem se manter de pésozinhos, caindo imediatamente e se perdendo ao serem abandonados.Eu insistiria agora num exame maior das seguintes palavras: não há nada, a não ser a

Activity (31)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Antonio Justino liked this
Daniel Barbosa liked this
Gleydson Santos liked this
obpcpiracicaba liked this
Joelma Almeida added this note
maravilhoso......................
Diana Campos liked this
Henrique Silva liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->