Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
52Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
John Piper - Não neste ou naquele monte, mas em Espírito e em Verdade

John Piper - Não neste ou naquele monte, mas em Espírito e em Verdade

Ratings: (0)|Views: 6,752|Likes:
www.voltemosaoevangelho.com

John Piper fala sobre a verdadeira adoração em Espírito e em Verdade.
www.voltemosaoevangelho.com

John Piper fala sobre a verdadeira adoração em Espírito e em Verdade.

More info:

Published by: Voltemos ao Evangelho on Mar 26, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/03/2015

pdf

text

original

 
Agnosto Theo - Não neste ou naquele monte, mas em espírito e em verdade - pág. (1)VoltemosAoEvangelho.com
N
ÃO NESTE OU NAQUELE MONTE
,
MAS EM
E
SPÍRITO E EM
V
ERDADE
 
por John Piper Nós vamos focar hoje no texto de João 4:20-26. E no quão cheio da grandeza de Deus essetexto é. Nós vimos nos versículos 1-15 que Jesus é a água viva que ele próprio oferece à mulher samaritana no poço, e que ela definitivamente não compreende. Vimos da última vez (v. 16-19)que Jesus é um profeta cirurgicamente penetrante que descobre nossa alma e conheceprofun
damente nosso ser, e ainda assim nos persegue. “Você teve cinco maridos e o homem quetem agora não é seu marido.”
Agora nós veremos Jesus como o Salvador que revela os mistérios da verdadeira adoração,e quem outrora era conhecido como o Messias Judeu (v. 26). E muito mais.
A
 
A
DORAÇÃO NÃO ESTÁ LIMITADA À
L
OCALIZAÇÃO
 
Primeiro, atentem comigo aos versículos 20-22. Paradesviar-se de sua sondagem profética do coração dela, amulher samaritana leva Jesus a uma discussão sobre adoração.Mas mesmo aqui ela quer manter as coisas no nível superficialda adoração, e não no seu âmago. Ela quer falar sobre o
“onde” (v. 20: “Nossos pais adoravam neste
monte; vós,entretanto, dizeis que em Jerusalém é o lugar onde se deve
adorar.”).
 Jesus se dispõe a discutir esse assunto com ela, mas nãose dispõe a deixá-la limitar essa questão à localização. Ele vai
ao coração do assunto. (v. 21: “Disse
-
lhe Jesus: „
Mulher, podescrer-me que a hora vem, quando nem neste monte, nem em
Jerusalém adorareis o Pai‟”).
 
M
ONTES SÃO IRRELEVANTES PARA A
A
DORAÇÃO
 
Jesus começa com uma negativa. Uma negação. Você questiona sobre onde? Você estápreocupada com o lugar? Minha senhora, há um dia chegando
 – 
mais cedo do que você pensa
 – 
quando ambos os montes serão irrelevantes para a verdadeira adoração. É incrível para um judeu dizer isso. O dia vem, ele diz, quando Jerusalém, a Cidade Santa, a Cidade de Davi, o localcom o templo de Deus, não será o cerne da verdadeira adoração.Não era essa a resposta que ela esperava. Ela esperava um bom argumento de que os judeus defendem Jerusalém como ponto principal de adoração, enquanto os samaritanos dizemque é o Monte Gerazim. Mas Jesus rejeita todos os argumentos. Ao invés disso, ele diz que estamos
à beira de algo novo: “... a hora vem, quando nem neste monte, nem em Jerusalém adorareis oPai.”
 
P
OR QUE A MENÇÃO ADORAR
O
P
AI
”?
 
Ao invés de onde nós adoramos Jesus, foque em quem nós adoramos e como o adoramos.
Note a referência ao “Pai” no fim do versículo 21: “... a hora vem, quando nem neste monte, nemem Jerusalém adorareis ao Pai.” Ela não disse isso. Ele disse. Por quê? Por que não dizer, “Deus” ou“o Senhor” ou alguma outra designação? Por que “o Pai”? – 
 
Você não irá adorar “o Pai” em
qualquer um desses montes.
 
Agnosto Theo - Não neste ou naquele monte, mas em espírito e em verdade - pág. (2)VoltemosAoEvangelho.com
1)
 
D
EUS É
O
P
AI
DOS
S
AMARITANOS
 
Três razões. Primeiro ele usa isso para relacionar à referência dela aos pais samaritanos, edes
sa forma atrair sua atenção ao único Pai importante. Ela disse no verso 20: “Nossos pais
adora
ram neste monte”. E ela já havia perguntado no verso 12: “És tu, porventura, maior do queJacó, o nosso pai?” (João 4:12). Então, ela está mui
to focada nas superficialidades do local e datradição. Os pais se mostram muito significantes em sua mente.
Jesus muda o foco. Ele não diz: “Bem, os verdadeiros pais Judeus adoravam em Jerus
a
lém.”Ele diz: “há um Pai com quem você deveria se preocupar, chamado „O Pai‟ – 
o Pai que almeja ser 
adorado, mas não em algum lugar particular.”
 
2)
 
D
EUS É
O
P
AI
DAS CRIANÇAS QUE
O
RECEBEM
 
Segundo, ao dizer que quem deve ser adorado é “o Pai”, ele indica à mulher o fato de que
Deus tem filhos. Não há coisa tal como um pai que não possui filhos. Conceber filhos é o que faz
de você um pai. Então, quando Jesus diz que o único a ser adorado é “o Pai”, ele levanta a
questão de quem seriam os seus filhos.
A resposta já foi dada em João 1:12: “Mas, a todos quantos o r 
eceberam, deu-lhes o poder 
de serem feitos filhos de Deus,...”. Aqueles que recebem Jesus são os filhos de Deus. Deus é um Pai
àqueles que nasceram de novo e acreditam em Jesus. Então Jesus a está despertando para averdade de que quando se vai adorar, lugar não é o importante, mas sim se você tem Deus comoseu Pai, isto é, se você nasceu de novo e acredita em Seu Filho.
3)
 
D
EUS É
O
P
AI
DO
F
ILHO
,
 
J
ESUS
C
RISTO
 
E isso leva à terceira resposta ao por que ele se refere a Deus como “o Pai” ao final do
versículo 21. Isso traz à mente
 – 
para nós pelo menos
 – 
 
que “o Pai” tem um único Filho que é “oFilho”. Os dois termos são usados juntos com tanta freqüência, é difícil não ouvi
-los aqui:
 
“O Pai ama ao Filho.” (João 3:35).
 
 
“O quer que faça o Pai, fará igual o Filho.” (João 5:19).
 
 
“E o Pai a ninguém julga, mas ao Filho confiou todo julgamento.” (João 5:22).
 
 
“Quem não honra o Filho não honra o Pai que o enviou.” (João 5:23).
 
 
“Assim como o Pai tem vida em si mesmo, também concedeu ao Filho ter vida em
simes
mo.” (João 5:26).
 
“A fim de que o Pai seja glorificado no Filho.” (João 14:13).
 
O único a ser adorado é “o Pai”. Aquela mulher estava lidando com “o Filho”. E nós
veremos que: Sua presença é mais importante na adoração do que em qual monte você está, ouem qual cidade você está.
N
ÃO
O
NDE
,
MAS
Q
UEM
 
Lembre-se que Ele já havia
dito em João 2:19: “Destruí este santuário, e em três dias o
re
construirei.” Em outras palavras, já havia dito que Ele próprio era o novo templo – 
o novo localde encontro com Deus. O templo estava para deixar de ser o ponto principal para adoração. E oque ficaria em seu lugar? Um novo monte? Uma nova cidade? Um novo edifício? Não. Uma novaPessoa. O Filho.
Isso é o que Ele deu a interpretar dizendo: “Não neste monte, senhora, nem em Jerusalém.”
Não onde, mas quem é o que importa. O Pai e o Filho. A água viva, o profeta, o Salvador, oMessias.
“V
OCÊ ADORA O QUE NÃO CONHECE
 
Então o versículo 22 diz a mesma coisa de outra forma: “Vocês (samaritanos) adoram o quenão conhecem; nós adoramos o que conhecemos, porque a salvação vem dos judeus.” Ist
o é
 
Agnosto Theo - Não neste ou naquele monte, mas em espírito e em verdade - pág. (3)VoltemosAoEvangelho.combrusco e doloroso: o problema com vocês, samaritanos,não é que vocês adoram no monte errado, mas que vocêsnão sabem quem adoram.
Por que não? “Porque”, ele diz (vers. 22b), “asalvação vem dos judeus”. O que isso quer dizer? Quer 
dizer que todos os judeus conheciam quem elesadoravam? Não. Ouça o que Jesus diz aos Fariseus em
João 8:19 (os judeus realmente sérios): “Não me conheceis
a mim nem a meu Pai; se conhecêsseis a mim, também
conheceríeis a meu Pai.” Eles nem sequer conhecem Deus.
São como os
Samaritanos. “Vocês adoram o que nãoconhecem.”
 
Sobre tais adorações Jesus diz serem “vãs”, vazias (Mateus 15:9). Não é a “verdadeira
ado
ração” (João 4:23).
 
“N
ÓS
A
DORAMOS O QUE
C
ONHECEMOS
 
Então o que Jesus quer dizer no vers. 22b: “Nós adoramos o que conhecemos, porque
sal
vação vem dos Judeus.” Ele quer dizer que Judeus ensinam que um Salvador está vindo ao
mundo. Ele está vindo como o Filho de Davi, o Messias, o Servo do Senhor. E porque haverá umSalvador, verdadeiro conhecimento de Deus e verdadeira adoração a Deus são possíveis.A última cláusula de toda essa história (que vai do versículo 1 até o 42) é o anuncio dos
Samaritanos na cidade de Sicar: “Sabemos que este é verdadeiramente o
 
Salvador do mundo”
(v. 42).
Quando Jesus diz (v. 22b): “A salvação vem dos Judeus”, e por causa disso, “nós ador 
amos
o que conhecemos”, Ele quer dizer que um Salvador está vindo ao mundo, quem tornará po
ssívelaos pecadores (como pessoas que foram casadas cinco vezes e agora vivem com osnamorados) conhecer Deus, chamá-lo de Pai, e adorá-lo em verdade.Vocês não conhecem quem vocês adoram por que não estão dependendo do Salvador 
 – 
 a salvação que está vindo ao mundo. O Salvador é o Messias Judeu. Vocês Samaritanos nãocrêem nisso. E, portanto, sua adoração não é a verdadeira adoração.
N
ÃO HÁ
V
ERDADEIRA
R
ELIGIÃO SEM
J
ESUS
 
É muito importante que vejamos as implicações disso para nossa situação hoje
 – 
em relaçãoao Islã, Hinduísmo, Budismo, Judaísmo, e qualquer outra religião que não abraça Jesus comoSalvador do mundo, que veio morrer por pecadores e ressuscitou novamente e tornou-se omediador entre Deus e os homens. É importante porque a gloriosa, única supremacia de Jesusentre todas as outras religiões depende disso. E porque muitos cristãos estão abandonando averdade de que conhecer, honrar, amar e acreditar em Jesus é necessário para a salvação.
“N
ÃO HÁ
V
ERDADEIRA
A
DORAÇÃO SEM
J
ESUS
 
Ao contrário, o ponto de Jesus aqui e em qualquer outro lugar no evangelho é que não háverdadeira adoração sem receber o Salvador que vem dos Judeus. Não somente Jesus disse em
João 8:19: “Se conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai”, mas ele também disse aosJudeus em João 5:23: “Quem não honra o Filho não honra o Pai que o enviou.” E em João 5:42
-43
Ele os disse: “Sei, entretanto, que não tendes em vós o a
mor de Deus. Eu vim em nome de meu
Pai, e não me recebeis”.
 Em outras palavras, quem não conhece quem eu realmente sou, e me honra pelo querealmente sou, e me ama pelo que realmente sou, não conhece ou honra ou ama a Deus. E,portanto, seja o que for que eles façam em seus montes, ou em seus templos ou santuários, oumesquitas ou sinagogas, eles não adoram a Deus.

Activity (52)

You've already reviewed this. Edit your review.
Juliana Maiochi liked this
1 thousand reads
1 hundred reads

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->