Welcome to Scribd. Sign in or start your free trial to enjoy unlimited e-books, audiobooks & documents.Find out more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Goiânia ganha Centro Cultural Oscar Niemeyer __ Estadao.com.br

Goiânia ganha Centro Cultural Oscar Niemeyer __ Estadao.com.br

Ratings: (0)|Views: 200|Likes:
Published by marcus fidelis

More info:

Published by: marcus fidelis on Mar 27, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/03/2014

pdf

text

original

 
 
Portal Estadão
 
Buscar
Busca local
Últimas NotíciasMundoNacionalEconomiaCidadesCiência e Meio AmbienteEducaçãoEsportesArte e Lazer Vida DigitalEspeciais
Canais
ShoppingBlog do NoblatConsultor JurídicoLinkAgronegóciosAutosFinanças PessoaisInvestimentosSaúdeTurismoTempoLoteriasHoróscopo
Ferramentas
RSSDiscador WebmailFórunsFale Conosco
Veja também
Guia de ServiçosTop ImobiliárioPrêmio de MídiaCurso de JornalismoConheça o Estadão
 
Assine o EstadoPortal do AssinanteAssine o JTPortal do Assinante
 
Visuais
31 de março de 2006 - 21:01
Goiânia ganha Centro Cultural Oscar Niemeyer 
O espaço promete ser um divisor de águas do circuito cultural goiano
Flávia Guerra
GOIÂNIA - O Centro Cultural Oscar Niemeyer foi inaugurado naquinta-feira, na região sul da capital goiana. O presidente da AgênciaGoiana de Cultura (Agepel), Nasr Chaul, coordenou o projeto decriação e construção dos 17 mil metros quadrados que abrigam umabiblioteca, o Monumento aos Direitos Humanos, o Museu de ArteContemporânea e o Palácio da Música e que promete ser um divisor de águas do circuito cultural goiano.O espaço consumiu R$ 60 milhões do Tesouro do Estado e foiconstruído sobre uma esplanada de 26 mil metros quadrados, queaté o início das obras era uma espécie de lixão de entulhos deconstrução civil. A inauguração coincidiu com o último dia domandato de Perillo (PSDB), que começa em breve a campanha parauma vaga ao senado. Foi uma despedida à altura dos altos índicesde aprovação de Perillo no Estado. Ele driblou até os protestos dapolícia civil, que está em greve e exibia várias faixas de protestoslogo na chegada do governador, que foi pessoalmente pedir acolaboração dos grevistas e marcou uma data para recebê-los.Não por acaso, as instalações ainda exibiam os vestígios da pressa.Durante o show de Bibi Ferreira na noite de quinta, para comemorar a inauguração do Palácio da Música, era forte o cheiro de cola doscarpetes que tinham sido instalados na mesma tarde, os banheirosainda não tinha lixeiras e várias portas. Na biblioteca, somente umandar está pronto e o MAC, que ainda vai receber o acervo completoque hoje ocupa outro local na cidade, exibia obras ainda nãoidentificadas. Por outro lado, a construção do centro cultural ocorreuem tempo recorde, apenas um ano desde o início das obras.A forma de gestão, programação e curadoria do Centro Culturaltambém ainda será decidida em breve. “Não sabemos ainda sehaverá um conselho gestor ou um diretor geral. De qualquer forma,cada órgão é independente. E espaços como os cinemas, orestaurante, e as lojas serão terceirizados. Minha dúvida ainda é seterceirizamos a gestão econômica. A biblioteca e os museus serãogeridos pela Agepel, mas o Palácio da Música pode ser terceirizado”,comentou Chaul.
Homenagens
Apesar de levar o nome do arquiteto carioca, o Centro Culturalhomenageia grandes artistas goianos em todas suas instalações.“Alguns membros eram contra o nome do Oscar, mas era importanteprestar esta homenagem a este grande arquiteto, que foi decisivopara o estado de Goiás”, justificiou Chaul. Outro homenageado nãogoiano é o ex-presidente Juscelino Kubitschek. O mineiro dá nome àEsplanada Cultural, uma grande placa de concreto que abriga todosos edifícios.Niemeyer, que não estava presente à ocasião, declarou que o quemais o agrada no projeto é exatamente a Esplanada CulturalJuscelino Kubitschek, “por seu aspecto inovador”. João Niemeyer,sobrinho do arquiteto, representou o tio e também coordenou esupervisionou o projeto de criação e construção do espaço.Mas o principal prédio do Centro Cultural é o da Biblioteca, quepresta homenagem a Bernardo Élis, o único escritor goiano apertencer à Academia Brasileira de Letras; e a J.J. Veiga, que sedividia entre Corumbá, sua terra natal, e Pirenópolis, que escolheupara viver. Por último, o terceiro homenageado pela biblioteca é ohistoriador e pesquisador Paulo Bertran. Com cerca de dez milmetros quadrados, a o prédio da biblioteca possui três pavimentossobre pilotis, com um auditório com 135 lugares e terraço, que abrigaum restaurante com vista panorâmica.Em seguida, surge o Museu de Arte Contemporânea (MAC), quepossui quatro mil metros quadrados que compreendem uma galeriade arte, sala administrativa, térreo, mezanino e pavimento paraexposições.O Palácio da Música ‘Belkiss Spenziere’ é o terceiro edifício do
 

Activity (2)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->