Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
26Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Estudo Bíblico sobre o Matrimônio

Estudo Bíblico sobre o Matrimônio

Ratings: (0)|Views: 2,493 |Likes:
Published by basebiblica
www.base-biblica.blogspot.com
Um blog dedicado à publicação de estudos bíblicos
www.base-biblica.blogspot.com
Um blog dedicado à publicação de estudos bíblicos

More info:

Categories:Types, Speeches
Published by: basebiblica on Mar 27, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial No-derivs

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/10/2013

pdf

text

original

 
Base Bíblica para a vida cristã – www.base-biblica.blogspot.com
 
Estudo Bíblico sobre o Matrimônio
“O que acha uma esposa acha o bem e alcançou a benevolência do SENHOR” Pv.18.22“A casa e os bens vêm como herança dos pais; mas do SENHOR, a esposa prudente” Pv.19.14
Introdução
A base da sociedade é a família, ou pelo menos assim se considerava até algumas décadas passadas. Na vida pós-moderna essa base da sociedade tem sido destruída e mudada por outros conceitos.Assim é que hoje se podem observar crianças com mais de um lar por causa do divórcio de seus pais, famílias com sérios conflitos entre pais ou entre pais e filhos, matrimônios homossexuais,entre tantas outras aberrações relacionadas à vida familiar. Todo isto faz lembrar o que Pauloescreve aos Romanos dizendo: “E, por haverem desprezado o conhecimento de Deus, o próprioDeus os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem coisas inconvenientes”(Rm.1.28). O estado da nossa sociedade em geral é um reflexo do estado das nossas famílias, e oestado das nossas famílias é um reflexo da ausência do Senhor Deus nos lares. O juízo do Senhor caiu sobre as famílias por estas terem o desprezado, por terem se esquecido das instruções que aBíblia dá acerca de como deve ser um matrimônio e uma família segundo a vontade de Deus. Omundo considera as instruções bíblicas como algo antiquado, algo fora da moda, mas o própriomundo nunca forneceu uma alternativa que funcione para o direcionamento de uma família emharmonia, nem poderá fazê-lo.Mas pior do que isso, as próprias idéias mundanas sobre famílias também tem permeado os próprioslares cristãos. Hoje, freqüentemente vemos até dentro das próprias igrejas pais divorciados, igrejasque admitem um novo casamento após o divórcio, casamentos e namoros mistos entre crentes eincrédulos, relacionamentos sexuais antes do casamento, etc. Diante disto, só resta nos perguntar se por acaso temos nos esquecido o que o nosso Senhor nos ensina na sua Palavra sobre o matrimôniocristão. Ou somos tão néscios que, denominando-nos cristãos não queremos obedecer aosmandamentos dAquele a quem nós o consideramos o nosso Senhor? Será que temos nostransformado em “servos” que não obedecem? Se esta última for a resposta, não resta mais do quesermos demitidos como servos e sermos jogado fora, junto com aqueles que desobedeceram aoEvangelho, pois pelos frutos é que se diferencia entre uma árvore boa e má (Mt.7.15-20), ou comotambém disse o Senhor Jesus: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus,mas aquele que faz a vontade do meu Pai, que está nos céus (Mt.7.21)”. Por outro lado, se o problema é de termos esquecido ou talvez nunca conhecido o que a Bíblia nos ensina sobre omatrimônio, é hora de voltar às Escrituras! Neste caso também a Palavra do Senhor é dura contranós: “O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porque tu, sacerdote,rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim, vistoque te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos (Os.4.6)”. O livro deOséias fala da condenação do povo de Deus por falta do conhecimento do Altíssimo, o povo peca por não conhecer a lei do seu Deus. Se estes somos nós, que o Senhor tenha misericórdia de nós, pois na sua lei deveria estar nossa delícia e o nosso meditar diário, como ensina o Salmo 119.
 
Base Bíblica para a vida cristã – www.base-biblica.blogspot.com
 
Em razão desta problemática, o objetivo deste trabalho é realizar um breve estudo sobre os principais ensinamentos da Bíblia acerca do matrimônio cristão. A questão de estudo é entender oque ensina a Bíblia sobre o matrimônio. Esta questão abrange outras perguntas como: Qual é o propósito do matrimônio cristão? Quais são os ensinamentos que as Escrituras fornecem sobre aescolha de uma esposa ou marido? E como deve ser a vida no matrimônio?Para responder essas questões, é realizada uma revisão tanto do Antigo Testamento (AT) quanto do Novo Testamento (NT), buscando contrastar e comparar os pontos entre a lei e os profetas e osensinamentos do Senhor Jesus e os apóstolos. As revisões foram utilizadas em duas traduções daBíblia: a versão espanhola Reina-Valera de 1960 (SBU) e a versão portuguesa João FerreiraAlmeida revista e atualizada (versão de estudo da SBB). Além disso, o fundamento doutrinário dotrabalho são as cinco Solas da Reforma: Sola Gratia, Sola Fide, Sola Scriptura, Solus Christus e SoliDeo Gloria. Como esta última Sola diz, este trabalho tem o propósito de glorificar o Santo nome denosso Deus Pai e de nosso Senhor Jesus Cristo. Através deste breve estudo busca-se aprender maissobre a vontade de nosso Deus e assim poder viver na santidade à qual Ele nos chamou, mostrandodesta maneira ao mundo as boas obras realizadas por meio da Sua graça para que eles glorifiquem oSeu nome (Mt.5.16). Como também disse o apóstolo Paulo: “...para que vos torneis irrepreensíveise sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração pervertida e corrupta, na qualresplandeceis como luzeiros no mundo...” (Fil.2.15)Finalmente, antes de começar este estudo precisamos orar ao Senhor como o fez Davi pedindo:“Desvenda os meus olhos, para que eu contemple as maravilhas da tua lei.” (Sal.119.18)
 A origem do Matrimônio
Em Gn.2.18-25 relata a origem do matrimônio, instituída por Deus. Nesse relato da criação a Bíbliadiz que não era bom que o homem estivera só. Deus constituiu à mulher como uma “auxiliadoraidônea” para o homem, não uma serva nem uma escrava, mas uma companheira (v.18). Ela é igualao homem, não um ser inferior, pois foi formada da sua própria carne (v.21-23). Nisto, Deus mostraque os dois provêm da mesma carne, simbolizando a união entre o marido e a mulher (v.24;Mt.19,6).Já nesta origem, o Senhor constituiu, pelo pecado de ambos, ao homem sustentador do lar e àmulher mãe, responsável da criação dos filhos (Gn.3.16-20). Além disso, pelo pecado inicial damulher, Deus a colocou em submissão a seu marido (Gn.3.16), sendo o machismo na sociedadeuma conseqüência do pecado original da mulher, assim como para o homem o é a dificuldade e osofrimento do trabalho. Contudo, como se verá mais adiante, na vida cristã, o Senhor instituiu asubmissão da mulher, mas também o cuidado e o amor do marido para com ela como Cristo com aIgreja. Com isto, essa submissão deixa ter um sentido de poder do homem sobre ela, mas derespeito e autoridade do marido no lar cristão, sendo ela amada e honrada por ele (Ef.5.21-33;1.Pe.3.1-7). Entre os dois, o Senhor os constituiu um complemento, com funções diferentes quefarão que o lar cresça em harmonia. Cabe ressaltar também que o matrimônio é uma instituição doSenhor dada para a vida nesta terra, para sua criação. Mas o Senhor Jesus explica em Mt.22.31 queno Reino dos Céus deixará de haver casamento entre as pessoas.Também é importante destacar sobre este capítulo do Gênese que o pecado original do casal foi adesobediência ao Senhor e não as relações sexuais como ensinam algumas doutrinas. Deusestabeleceu as relações sexuais como algo próprio do matrimônio já nesta origem do Gênese, antes
 
Base Bíblica para a vida cristã – www.base-biblica.blogspot.com
 
de entrar o pecado original (Gn.2.27-28) e no livro de Cântico dos cânticos apresenta-se o cortejoentre o marido e a esposa como algo puro e resultado do amor entre ambos. Mas adiante se verá quea condição sobre sexo é que seja sem mácula, honrado dentro do matrimônio, como uma parte purae santa do matrimônio diante do Senhor.
 A eleição de uma esposa
A
intenção das pessoas de se casarem é um ato natural do ser humano que faz parte da vida cristã(1.Co.7.28; 1.Tm.4.3,5.14). Já na mocidade o homem sente um desejo de encontrar umacompanheira para sua vida, mas a Bíblia aconselha suportar o jugo da solidão durante essa etapa davida (Lm.3.27-28) e não despertar ao amor até que este o queira (Ct.2.7, 3.5, 8.4). Esta etapa davida é um momento-chave de preparação e formação do caráter do indivíduo para formar umafutura família. Porém, o apóstolo Paulo sugere em 1.Co.7.7-9,25-40 que seria melhor não se casar  para se dedicar completamente ao Senhor como ele o fez, mas isto é considerado um dom dado peloSenhor (tb.Mt.19.10-12). Às pessoas que não possuem este dom, Paulo incentiva a que se casem, pois “é melhor casar do que viver abrasado” (1.Co.7.9).Mas quais as condições para casar e como se deve escolher uma esposa ou um esposo? Em primeirolugar, o casamento deve ser unicamente entre pessoas convertidas ao Senhor, entre cristãos(1.Co.7.39). Este é o único pré-requisito estabelecido nas Escrituras. Como se verá mais adiante, oSenhor proíbe o casamento misto entre crentes e incrédulos, pelo que a busca de uma esposa ouesposo deve partir desta condição.Outro aspecto bíblico é que o casamento é dado pelos pais. Mesmo que hoje se considere algo forado contexto cultural atual, na Bíblia se ensina que os pais são quem “entregam” seus filhos para queestes se casem (por ex.: Gn.24; 1.Co.7.36-38). Por conseguinte, na escolha do futuro conjugue deveexistir uma aprovação por parte dos pais, ou caso que não existam pais ou estes não sejam crentes, por parte de líderes espirituais que possam direcionar aos pretendentes.Outro ponto, e o mais importante, é que a escolha deve ser dirigida pelo Senhor, através da oração pedindo sabedoria ao Senhor para que Ele confirme quem é a pessoa escolhida por Ele. Nisto, deveficar claro que o casamento também é um chamado do Senhor para as partes. Assim sendo, oSenhor deve ser o centro já desde o momento da eleição do futuro conjugue. Um texto bíblico queexemplifica a eleição e o direcionamento do Senhor é Gênese 24, quando Abraão busca uma esposa para Isaque. A seguir destacam-se os principais pontos que se observam nesse texto (Gn.24):a)
 
Abraão se preocupou que a esposa de Isaque seja dos “seus” e não do mundo (v.3) b)
 
Abraão confiou que Deus guiaria na busca da esposa para seu filho (v.7)c)
 
O servo de Abraão buscou em oração orientação do Senhor para a escolha (v.12-14)d)
 
O servo pediu ao Senhor uma confirmação, um sinal de que ela era a mulher escolhida(v.12-14).e)
 
O criado tinha fé em que o Senhor havia destinado uma mulher para Isaque (v.14)f)
 
A mulher escolhida já estava em caminho “antes” de que o criado terminasse de orar. Deustinha preparado tudo já antes da oração do servo (v.15)g)
 
O servo calava e esperava que o Senhor lhe confirmasse o que estava vendo, para ver serealmente isso via do Senhor (v.21)h)
 
O Senhor foi glorificado pelo criado, na eleição da esposa também o foco de tudo foi aglorificação do Senhor (v.26-27)

Activity (26)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
bom de mais liked this
Gilberto Monma liked this
vgbs liked this
danykz liked this
danycapricho liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->