Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
40Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
HOBSBAWM Nações e Nacionalismo 27-61

HOBSBAWM Nações e Nacionalismo 27-61

Ratings: (0)|Views: 8,017|Likes:

More info:

Categories:Topics, Art & Design
Published by: Alexander Martins Vianna on Mar 28, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

01/12/2013

pdf

text

original

 
HOBSBAwr1/~,~~~
duJ.t
~180.Aw~:
y~
Jl-~lwuv/;fq~~.
rp.~'f~4
I
Anaçãocomonovidade:darevoluçãoaoliberalismo
Acaracterísticabásicadanaçãomodernaedetudooqueaelaesligadoésuamodernidade.Isso,agora,
é
bemcompreen-dido,emboraasuposiçãooposta-adequeaidentificação
s,
nacionalsejatãonatural,fundamentalepermanenteapontodeprecederahisria-aindasejaoamplamenteaceitaquetalvezsejaútilesclareceramodernidadedovocaburioarespeitodoassunto.ODicioriodaRealAcademiaEspanhola,cujasváriasedõesforampesquisadascomesseobjetivo,'nãousaatermino-logiadeEstado,naçãoenguanosentidomodernoantesdesuaedãode
1884.
Aí,pelaprimeiravez,aprendemosquea
lenguanacional
é"alínguaoficialeliteráriadeumpaíse,
à
difereadedialetosenguasdeoutrasnões,éanguageralmentefalada".Amesmarelaçãoéestabelecidanoverbete"dialeto"entreesteeanguanacional.Antesde
1884,
apalavra
nación
significava
sím-'
i
plesmente
"Q..
ag(eglldo<l,~h.~9.iJa~tesdeuDi~provín<:ia,deum'
país
oudeulll..re!.!1.9"etambém"umestrangeiro".Masagoraera
!
dadacomo"umEstadooucorpopolíticoquereconheceumcen-trosupremodegovernocomum"etambém"oterritórioconstituí-doporesseEstadoeseushabitantes,consideradoscomoumtodo"-e,portanto,()elementodeumEstadocomumesupre-,m()êcentralataisdefinições,pelomenosnomundoibérico.
A'
nación
é
o"conjuntode10shabitantesdeumpaísregidoporunmismogobierno"(grifos
meus)."
Narecente
EnciclopédiaBrasileira
\
"
••1
27
 
Mil,"".'••
1111
.lu(.
"11('OlIlUll
idadedecidadãosdeumEstado,vi-
\11'1111••
_til!
11
III('~IIIO
regimeougovernoetendoumacomunhão
ti,·
IlIlf'J('~~('s;
acoletividadedehabitantesdeumterritóriocomImdi\'ú(:s,aspiraçõeseinteressescomuns,
subordinadosaumpoder
central
que
seencarregade
manter
a
unidadedogrupo
(grifosmeus);opovodeumEstado,excluindoopodergovernamental".Alémdisso,noDicionáriodaAcademiaEspanhola,aversãofinalde"não"o
é
encontradaaté1925,quando
é
descritacomo"acoletividadedepessoasquetêmamesmaorigemétnicae,em"geral,falamamesmalínguaepossuemumatradãocomum".
Gobiemo,
ogoverno,ofoi,portanto,ligadoaoconceitode
nación
até188,4.Naverdade,comoafilologiapoderiasugerir,oprimeirosignificadodapalavra"não"indicaorigemedescen-dência:
"maissance,
exiraciion,rant'
paracitarumdicioriofran-santigoquecitaafrasedeFroissart,
'je
fusretournéaupaysdemanationenIacontédeHaynnau"(Euretomei
à
terrademeunascimentoyorigern,nocondadodeHainault),"E,namedidaem queaorigemoudescendênciaestãoligadasaumcorpodeho-mens,estedificilmentepoderiaseraquelequeformouumEstado(menosnocasodosdirigenteseseuclã).Namedidaemque,ligadoaumterritório,essecorpodehomensapenasfortuitamen-teseriaumaunidadepolítica,enuncamuitogrande.Paraodicio-rioespanholde1726(primeiraedão),apalavra
pátria
ou,nousomaispopular,
tierra,
"atria",significavaapenas"olugar,omunicípioouaterraondesenascia",ou"qualquerregião,pro-nciaoudistritodequalquerdomíniosenhorialouEstado".Estesentidoestreitodetria,quefoidiferenciadodosentidolatodotermonoespanholmodernocomo
patria
chica,
"apequenapá-tria",
é
bastanteuniversalantesdoséculoXIX,excetoentreaspessoascultascomconhecimentodaRomaantiga.Até1884,a
tierra
nãoeravinculadaaumEstado;eaté1925nãoouvimosa"
,
..
.._.--
....
-.
__
.~._
...
,
.
,,,..,
..
~.
\
notaemocionaldopatriotismomoderno,quedefine
pátria
como"nossapróprianação,comasomatotaldecoisasmateriaiseirna-teriaispassadas,presentesefuturas,quegozamdaamávelleal-dadedospatriotas".Certamente,aEspanhadoséculoXIXnãoestavaexatamentenavanguardadoprogressoideogico,emboraCastela-enósestamosfalandodalínguacastelhana-fosseumdosprimeirosreinoseuropeusaoqualnão
é
totalmenteinexatoatribuirotulode"Estado-nação".Dequalquermaneira,pode--seduvidardequeaGrã-BretanhaouaFrançadoséculoXVIIIfossem"Estados-nões"emsentidomuitodiferente.Portanto,odesenvolvimentodeseuvocaburioespeficopodeterinteressegeral.Nasnguasromânicas,apalavra"nação"
é
vernácula.Emoutrasnguas,quando
é
usada,éumempstimoestrangeiro.Issonospermitetraçarasdistinçõesnoseuusodemodomaisclaro.Assim,noalemãocultoenovulgar,apalavra
Volk
(povo)temhojeclaramenteasmesmasassociõesqueaspalavrasderiva-dasde
"natid',
masessainteraçãoécomplexa.Noalemãovulgarmedieval,otermo
(natie),
quandousado-epode-sepressupor,apartirdesuaorigemlatina,queeleeradificilmenteusadoaoserentreosliteratosepessoasdeextraçãoreal,nobreousenhori-al-,J.l.~o_emaindaaconotaçãode
Volk,
quefoiadquiridaape-nasnoculoXVI.Comonofransmedieval,significanascimen-toougrupodedescenncia
(Geschlecht).
5
Comoemoutroslugares,apalavradesenvolveu-separades--crevergrandesgruposfechados,comoguildaseoutrascorpora-
ções,
quenecessitavamserdiferenciadosdeoutroscomosquaiscoexistiam:daías"nões"apareceremcomosinimodeestran-geiro,comonoespanhol,as"nões"demercadoresestrangeiros("comunidadesestrangeiras,especialmentedecomerciantes,vi-vendoemumacidadeenelagozandodepnvilégios"):"asfamili-ares"nões"deestudantesnasantigasuniversidades.Dtam-momenosfamiliar"regimentoparaanaçãodeLuxemburgo",?Contudo,parececlaroqueaevoluçãodapalavratenderiaades--tacarolugarouoterritóriodeorigem.-o
paysnatal
deumaantiga
definíção
francesaquerapidamentesetomou,aomenosnacabeçadosúltimoslexicógrafos,oequivalentea
"província","
enquantooutrosenfatizamogrupodedescendênciacomum,movendo-seportantonadireçãodaetnicidade,comonainsis-tênciaholandesaarespeitodosignificadofundamentalde
natie
como"atotalidadedehomensquesesupõepertenceraomesmo
stam".
Dequalquermodo,continuaintriganteoproblemadarela-çãodessa"não"vernácula,mesmooalargada,comoEstado,poispareceevidenteque,emtermosétnicos,lingüísticaseoutros, 28
29
 
)I.
namaioria,osEstados,qualquerquefosseseutamanho.jnão'
I..
.
~
eramhomogêneoseportantonãopoderiamsersimplesmente.equalizadoscomasnações.Odicionárioholandêsespecifica-mentedestaca,comoumapeculiaridadedofransedoinglês,ofatodeestesusaremapalavra"nação"paradesignarpessoasqu~pertencemaumEstado,mesmoquenãofalemamesma
língua."
UmadiscussãomuitoinstrutivaarespeitodesseenigmavemdaAlemanhadoculoXVIII.
1o
Em1740.paraoenciclopedistaJo-hannHeinrichZedler,anação,emseusentidorealmenteorigi-nal,significavaumnúmerounidode
Bürger
(naAlemanhadametadedoséculoXVIII,émelhordeixarestapalavracomsuanoriaambigüidade),osquaispartilhavamumcorpodecostu-mes,valoreseleis.Distoseseguequeapalavranãopodetersignificadoterritorial,desdequeosmembrosdediferentesna-ções(divididospor"diferençasnosmodosdevida-
Lebensarten
_ecostumes")podiamviverjuntosemumamesmaprovíncia,porpequenaqueestafosse..Seasnaçõestivessemumaconeointrínsecacomoterritório,oswends*daAlemanhateriamqueserchamadosdealemães,oqueelespatentementenãosão.Oexemplovemnaturalmenteàmentedeumestudiososaxão,fami-liarcomaúltima-eaindasobrevivente-populaçãoeslavadaAlemanhalingüística,àqualaindaolheocorreurotularcomoproblemáticotermo"minorianacional".ParaZedler,apalavraquedescreveat~talicl~d~.~a~E~,~~~~.~.<;odasas"nõe~",viven-
_do
emumamesmaprovínciaouEstado,.~.
Volck.
Todavia-etantopiorparaaprecisãoterminológica-napráticaotermo"nação"éfreqüentementeusadonomesmosentidoque
"Volck";
àsvezescomosinimode"estarnento"dasociedade
(Stand,ardo)
eoutrasvezesparaqualquerassociãoousociedade
(Gesellschajt,societas).
Qualquerquesejaosignificado"próprioeoriginal"(ouqualqueroutro)dotermo"nação",eleaindaéclaramentedife-rentedeseusignificadomoderno.Podemos,portanto,semirmaisalémnoassunto,aceitarque,emseusentidomodernoebasicamentepotico,oconceitode
nação
éhistoricamentemuitorecente.Defato,outromonumentolingüístico,o
Neui
English
UmdospovosestavosdaAlemanhadoLeste.(N.T.)
Dictionnarj;
jásublinhavaissoaoindicar,em
1908,
queovelhosignificadodapalavracontemplavaprincipalmenteaunidadeét-nica,emboraseuusorecenteindicassemais"anoçãodeindepen-nciaeunidadepotica
".11
Dadaanovidadehistóricadoconceitomodernode"na-ção",sugiroqueomelhormododeentendersuanaturezaéseguiraquelesque,sistematicamente,começaramaoperarcomesseconceitoemseudiscursopolíticoesocialduranteaEradasRevoluções,especialmenteapartirde
1830,
com.onomede"prinpiodanacionalidade".Estadigresona
Bepiffsgeschichte
nãoéfácildeserfeita,parteporque,comoveremos,oscontem-porâneossedavampoucacontadousodetaispalavras,eparteporqueamesmapalavrapodiasignificarsimultaneamentecoisasmuitodiferentes.Osignificadofundamentalde"nação",etambémomais"frequentementeventiladonaliteratura,erapotico.Equalizava
.\C
"opovo"eoEstadoàmaneiradasrevoluçõesfrancesaearnerica-.na,umaequalizaçâoquesoafamiliaremexpressõescomo"Esta-do-não","NõesUnidas"ouarericadosúltimospresidentes.doséculoXX.NosEUA,odiscursoanteriorpreferiafalarem"povo","união","confederação","nossaterracomum","público",,"bem-estarpúblico"ou"comunidade",comofimdeevitaras!iJnplicações.unitáriasecentralizantesdotermo"não"emrela-.
I
ç§oaosdireitosdosestados
federados."
Naeradasrevolões,faziaparteoucedosetomariapartedoconceitodenaçãoqueestadeveriaser"unaeindivisa",comonafrasefrancesa.PAssimconsiderada,a"nação"eraocorpodecidadãoscujasoberaniacoletivaosconstituíacomoumEstadoconcebidocomosuaex-pressãopolítica.Pois,fosseoquefosseumanação,elasempreincluiriaoelementodacidadaniaedaescolhaouparticipãodemassa.JohnStuartMillodefiniuumanaçãoapenaspelapossedosentimentonacional.Tammacrescentouqueosmembrosdeumanacionalidade"desejamquesejaumgovernodeles
pró-
prios,ouexclusivamentedeumaporção
deles".'"
ObservamossemsurpresaqueMillnãodiscuteaidéiadenacionalidadeemsimesma,emumapublicãoseparada,mascaracteristicamente-ebrevemente-nocontextodeseupequenotratadosobreogovernorepresentativo,oudemocracia.
30
31

Activity (40)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Stênio Fabrício Morais added this note|
Excelentes explicações. Vou ate compara o livro. A melhor frase: "Fizemos a Italia. Agora temos que fazer o Italiano. Acho que isto se aplica a maioria dos estados nacionais modernos.
Felipe Pires liked this
Deejay Fantasma liked this
Nathan Souza liked this
Marcela Moizés liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->