Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
6766251 XAVIER Francisco Candido Cronicas de Alem Tumulo Humberto de Campos

6766251 XAVIER Francisco Candido Cronicas de Alem Tumulo Humberto de Campos

Ratings: (0)|Views: 11|Likes:
Published by cauepaim

More info:

Published by: cauepaim on Apr 07, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/21/2013

pdf

text

original

 
FRANCISCO CANDIDO XAVIER
CRÔNICASDEALÉM-TÚMULO
Pelo Espírito
Humberto de Campos
 
Caro AmigoSe você gostou deste livro e tem oportunidade de adquiri-lo, faça-o, pois os direitos autoraissão doados a instituições de caridade.Muita Paz
 
 
AO LEITOR............................................................................................................................3 01 - DE UM CASARÃO DO OUTRO MUNDO.................................................................5 02 - CARTA AOS QUE FICARAM......................................................................................8 03 - AOS MEUS FILHOS.....................................................................................................11 04 - NA MANSÃO DOS MORTOS.....................................................................................14 05 - JUDAS ESCARIOTES...................................................................................................18 06 - AOS QUE AINDA SE ACHAM NAS SOMBRAS DO MUNDO..................................21 07 - A SUAVE COMPENSAÇÃO........................................................................................24 08 - DO ALÉM TÚMULO....................................................................................................27 09 - OH! JERUSALÉM ... JERUSALÉM .............................................................................29 10 - FALANDO A PIRATININGA.......................................................................................32 11 - CORAÇÃO DE MÃE....................................................................................................34 12 - O "TÊTE À TÊTE" DAS SOMBRAS...........................................................................36 13 - NO DIA DA PÁTRIA...................................................................................................40 14 - UM CÉPTICO................................................................................................................42 15 - A ORDEM DO MESTRE.............................................................................................45 16 - A PASSAGEM DE RICHET........................................................................................48 17 - HAUPTMANN................................................................................................................51 18 - A CASA DE ISMAEL..................................................................................................54 19- CARTA A MARIA LACERDA DE MOURA............................................................57 20 - PEDRO, O APÓSTOLO................................................................................................60 21 - O GRANDE MISSIONÁRIO........................................................................................63 22 - A LENDA DAS LÁGRIMAS.......................................................................................66 23 - CARTA ABERTA AO SR. PREFEITO DO RIO DE JANEIRO..............................69 24 - A PAZ E A VERDADE...............................................................................................72 25 - SÓCRATES.....................................................................................................................76 26 - ESCREVENDO A JESUS.............................................................................................79 27 - A MAIOR MENSAGEM...............................................................................................81 28 - RESPONDENDO A UMA CARTA.............................................................................84 29 - TIRADENTES.................................................................................................................86 30 - O PROBLEMA DA LONGEVIDADE..........................................................................89 31 - O ELOGIO DO OPERÁRIO.........................................................................................91 32 - ANIVERSÁRIO DO BRASIL.......................................................................................93 33 - UMA VENERÁVEL INSTITUIÇÃO............................................................................95 34 - CARTA A MINHA MÃE.............................................................................................98 35 - TRAGO-LHE O MEU ADEUS SEM PROMETER VOLTAR BREVE........................101 EM FRATERNAL SAUDAÇÃO A HUMBERTO DE CAMPOS........................................103 
 
AO LEITOR
Por enquanto, poucos intelectuais, na Terra, são suscetíveis de considerar a possibilidadede escreverem um livro, depois de “mortos”. Eu mesmo, em toda a bagagem de minhaprodução Literária no mundo, nunca deixei transparecer qualquer Laivo de crença nessesentido. Apegando-me ao resignado materialismo dos meus últimos tempos, desalentado emface dos problemas transcendentes do Além-Túmulo, não tive coragem de enfrentá-los,como, um dia, fizeram Medeiros e Albuquerque e Coelho Neto, receoso do fracasso de quederam testemunho, como marinheiros inquietos e imprudentes, regressando ao porto áridodos preconceitos humanos, mal se haviam feito de vela ao grande oficia das expressõesfenomênicas da doutrina, onde os espíritas sinceros, desassombrados e incompreendidos,são aqueles arrojados e rudes navegadores da Escola de Sagres que, à força de sacrifícios eabnegações, acabaram suas atividades descobrindo um novo continente para o mundo,dilatando as suas esperanças e santificando os seus trabalhos.Dentro da sinceridade que me caracterizava, não perdi ensejos para afirmar as minhasdúvidas, expressando mesmo a minha descrença acerca da sobrevivência espiritual,desacoroçoado de qualquer possibilidade de viver além dos meus ossos e das minhascélulas doentes...É verdade que os assuntos de Espiritismo seduziam a minha imaginação, com a perspectivade um mundo melhor do que esse, onde todos os sonhos das criaturas caminham para amorte; sua literatura fascinava o meu pensamento com o magnetismo suave da esperança,mas a fé não conseguia florescer no meu coração de homem triste, sepultado nasexperiências difíceis e dolorosas. Os livros da doutrina eram para o meu espírito comosoberbos poemas de um idealismo superior do mundo subjetivo, sem qualquer feição derealidade prática, onde eu afundava as minhas faculdades de análise nas ficçõesencantadoras; suas promessas e sua mística de consolos eram o brando anestésico queconseguira aliviar muitos corações infortunados e doloridos, mas o meu era já inacessível àatuação do sedativo maravilhoso, e o pior enfermo é sempre aquele que já experimentou aação de todos os específicos conhecidos.Em 1932, um dos meus companheiros da Academia de Letras solicitou minha atenção para otexto do “Parnaso de Além-Túmulo”. As rimas do outro mundo enfileiravam-se com a suapureza originária nessa antologia dos mortos, através da mediunidade de Francisco Xavier, ocaixeiro humilde de Pedro Leopoldo, impressionando os conhece-dores das expressõesestilísticas da língua portuguesa. Por minha vez, procurei ouvir a palavra de Augusto deLima, a respeito do fato insólito, mas o grande amigo se esquivou ao assunto, afirmando: –“Certamente, entre as novidades da minha terra, Pedro Leopoldo concorre com um novoBarão de Munchhausen.”A verdade, porém, é que pude atravessar as águas pesadas e escuras do Aqueronte e voltardo mundo das sombras, testemunhando a grande e consoladora verdade. É incontestávelque nem todos me puderam receber, segundo as realidades da sobrevivência. A visita de um

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->