Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
8Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Ensino - Reflexões sobre o ensino no Brasil

Ensino - Reflexões sobre o ensino no Brasil

Ratings: (0)|Views: 285 |Likes:
Published by fabianerossi
Reflexões sobre o ensino no Brasil. Autoria: Fabiane Tamara Rossi . (Artigo Publicado no jornal Impacto Acadêmico, ano 4 nº 64, 25 a 31 de janeiro de 2005).
Reflexões sobre o ensino no Brasil. Autoria: Fabiane Tamara Rossi . (Artigo Publicado no jornal Impacto Acadêmico, ano 4 nº 64, 25 a 31 de janeiro de 2005).

More info:

Published by: fabianerossi on Apr 07, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/24/2012

pdf

text

original

 
Reflexões sobre o ensino no Brasil
, por Fabiane Tamara Rossi
1
. (Artigo Publicadono jornal Impacto Acadêmico, ano 4 nº 64, 25 a 31 de janeiro de 2005).Ao se discutir o ensino, costuma-se enxergar apenas a ponta do iceberg – a escola.Assim, deixa-se de perceber a quão imensidade de relações que influenciaram a instituiçãoescolar e que são externas a ela, como por exemplo, questões políticas, econômicas,desigualdades sociais, porém também presentes no universo escolar. Heloísa Cruz diz,referindo-se ao texto “Cemitério dos Vivos” de Marcos Napolitano, que se deve percorrer o caminho mais longo e dicil para entender os caminhos da educação brasileira,apontando para o fato de que “(...) muito raramente paramos para pensar, em termos maisgerais e globalizantes, sobre esse passado imediato do ensino de História”.
 2
Uma das questões que influenciam extremamente o ensino – tomando o caminhomais difícil, como Heloísa Cruz aconselha, é a concepção de trabalho inserida nele. Asinovações e novas exigências de qualificação no mercado de trabalho e suas conseqüências para a mão-de-obra, e as propostas educacionais voltadas a isso são discutidas por Maria deFátima F. Rosar e Tomaz da Silva, na obra “Trabalho, Formação e Currículo”, organizada por Ferreti Silva e Oliveira.
3
O que se pode perceber nos textos é o forte discursoneoliberal que permeia o ensino brasileiro, através dos programas educacionais implantados pelo governo e as concepções de educação e trabalho presente neles. Segundo TadeuTomaz Silva, a educação foi desvinculada do mercado de trabalho ou da participação política, sendo “(...) redefinida como uma mercadoria cuja produção deve atender às precisas especificações de seu usuário final: a empresa capitalista”.
4
Ao neoliberalismointeressa mais uma educação a-crítica, individual. Numa sociedade cuja instituição escolar é pensada enquanto empresa, oconhecimento torna-se mercadoria, desvinculando o aprender do “saber, conhecer”,ligando-o a uma necessidade em se adquirir novas competências básicas para sobreviver no
1
Graduada em História pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná.
2
Cruz, Heloísa de Faria. “Ensino de História, da reprodução à produção de conhecimento”. In:Silva, Marcos A . (org). Repensando a história. São Paulo: Anpuh/Marco Zero, 6ª ed., p.25-29
3
Os artigos de Maria Rosar “As políticas de gestão educacional sob a ótica da racionalidadecapitalista...” e de Tomaz da Silva “Educação, Trabalho e Currículo na era do pós-trabalho e dapós-política” estão presentes no livro “Trabalho, Formação e Curr~iculo – para onde vai a escola/”,organizado por Celso Ferreti Silva Junior e Maria Rita Oliveira. São Paulo, editora Xamã, 1999.
4
SILVA, Tadeu Tomaz da.
Op.cit.
p.75
 
mundo do trabalho – com cada vez mais desempregos funcionais e alienação do processo produtivo. Nos programas educacionais criados pelo governo (como o PNE ou os PCNs),encontramos uma contradição neoliberal: a necessidade de centralização dos projetos deâmbito educacional enquanto pregam a liberdade. Marcos Silva relata que isso acontece pelo fato de que é necessária a criação de uma cultura, de valores e objetivos, e também detrabalho, para a consolidação e reprodução dessa dinâmica da produção e do consumo – eisso pode ser facilmente transmitido através de discursos ideológicos em sala de aula. Nos PCNs podemos perceber a relação de ensino e trabalho na medida que este visa preparar o trabalhador, aquele que adquire competências básicas para a sua inserção nomundo do trabalho, possuindo um cater de terminalidade (contra uma educãohumanística), formando os cidadãos brasileiros, segundo um “modelo de especializaçãoflexível” (expressão utilizada por Rosar 
5
).O ensino brasileiro, individualizado e neoliberal, financiado por agênciasinternacionais está cada vez mais excludente. A “Mcdonaldização da escola”
6
e o uso denovas tecnologias só vem aprofundar essas diferenças existentes desde a colonização.Percorrendo o caminho mais difícil, chega-se então na escola e na sua importância para a alteração do
 status quo
da nossa sociedade contemporânea. Para que haja mudanças,necessita-se de uma educação crítica, uma produção de conhecimento nas escolas, umensino vinculado com a pesquisa.Segundo Marcos Silva
7
, a produção do conhecimento em escolas de ensinofundamental e médio é possível, percebendo a importância de não dissociar o ensino da pesquisa, vendo o rico campo de produção de saber nas escolas. Porém, para que isso seefetive, é necessário um estímulo por parte do professor, levando os alunos à reflexão, à pesquisa, fazendo-os perceber a história em diversos aspectos do cotidiano, dar vida aosconteúdos. Estimular os alunos a pesquisa, buscar problemas e soluções, trabalhar com ahistória vivida pelos alunos. Para Marcos Silva, toda a experiência vivida pelo aluno deveser considerada como produção de conhecimento.
5
Rosar, Maria.
Op.cit.
6
termo utilizado por Pablo Gentili em “A Mcdonaldização da escola: a proposta de consumir ooutro”..
7
Discussão feita por Marcos Silva em “A vida e o cemitério dos vivos”. In: _. (org). Repensando ahistória. São Paulo: Anpuh/Marco Zero, 6ª ed. (p.15 a 24).

Activity (8)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Carlos da Silva liked this
rodrigoggsilva liked this
ismaelefrancy liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->