Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
3Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Beleza e auto-estima em mulheres de 40 a 63 anos na cidade de Vitória

Beleza e auto-estima em mulheres de 40 a 63 anos na cidade de Vitória

Ratings:

5.0

(1)
|Views: 7,625|Likes:
Published by bpuppin
Neste trabalho são abordadas questões intrínsecas ao desenvolvimento perceptivo e psicológico feminino no que tange sua participação e envolvimento na sociedade levando-se em consideração trabalhos anteriores e eventos de cunho psicanalítico, social e biológico.
Neste trabalho são abordadas questões intrínsecas ao desenvolvimento perceptivo e psicológico feminino no que tange sua participação e envolvimento na sociedade levando-se em consideração trabalhos anteriores e eventos de cunho psicanalítico, social e biológico.

More info:

Published by: bpuppin on May 14, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOC, TXT or read online from Scribd
See More
See less

11/30/2012

pdf

text

original

 
UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO – UFESCENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E NATURAISDEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA SOCIAL E DO DESENVOLVIMENTO
Relações entre beleza e auto-estima em mulheres de 40 a 63anos na cidade de Vitória
Bernardo Puppin BrandãoJullian Moreira de SouzaTássio Jubini VentorinYuri Moreira Pereira
VITÓRIA2006
 
1.0 IntroduçãoNeste trabalho são abordadas questões intrínsecas ao desenvolvimento perceptivoe psicológico feminino no que tange sua participação e envolvimento na sociedadelevando-se em consideração trabalhos anteriores e eventos de cunho psicanalítico, sociale biológico.Revisão de LiteraturaNão foi encontrado estudos com exato tema abordado. Porém com estudos similaresconseguimos fazer uma análise. Tais estudos são:- Para além da eudaimonia (O bem-estar psicológico em mulheres na idade adultaavançada) – Rosa Ferreira-De Cinderela a Moura Torta: sobre a relação mulher, beleza e feiúra – Joana V. Novaes eJunia de Vilhena-Corpo e Contemporaneidade - Teresa Cristina Carreteiro- Gênero e corpo na cultura brasileira – Mirian Goldenberg-Desporto, corpo e estética – sinais de expressão da cultura contemporânea ocidental -Teresa Oliveira Lacerda e Paula Queirós-A sonhada beleza virtual – Carolina Cantarino-Dormindo com o inimigo. Mulher, feiúra e a busca do corpo perfeito -
Joana V. Novaes eJunia de Vilhena
Esses trabalhos tratam de assuntos que constituem a vida em seu aspecto psicológico dasentrevistadas e o contexto em que se inserem.Justificativa “As muito feias que me perdoem, mas beleza é fundamental.” Assim disse o poetaVinicius de Moraes, assim a sociedade contemporânea de certa forma pensa. Assim, as pessoas agem: valorizando ou julgando as pessoas pela sua aparência e pela imagem, não pelo seu caráter ou valor como pessoa. Não é estranho isso já que “na sociedade ocidentalcontemporânea , o sentido da visão é privilegiado relativamente a todos os outros.” (1)
 
“O que é ser bela? Acho que a sociedade nos cobra e nos sufoca demais com isso.Gostaria de dar menos valor à aparência, mas não consigo, pois vivo num mundo onde osvalores estão em segundo plano e o físico em primeiro. Se eu quiser conquistar algo aquineste mundo, sem dúvida nenhuma, a minha aparência influenciará 90%. É triste, mas é amais pura verdade, pois comprovei isso na pele – precisei me livrar de todo o meurecheio.”(2)O contexto que vivemos é o da super valorização da estética , da“ditadura da beleza” ede culto ao corpo:“Revistas especializadas em regimes, dietas e “fitness”, convênios médicos para arealização de cirurgias plásticas estéticas, aplicações de silicone e botox, academias,musculação, spas, programas de “transformação da aparência” através de intervençõescirúrgicas, tanto nos canais pagos de televisão quanto nos abertos. A beleza, no mundocontemporâneo, é sinônimo de obsessão pela magreza e pela juventude, cada vez maisalimentada pela mídia e pela publicidade. Em nome delas - e contra a flacidez da pele e agordura - uma série de novas tecnologias – médicas e cosméticas - encontram-se disponíveis para que cada indivíduo possa melhorar a sua “imagem pessoal”, conseguindo, assim, mais“auto-estima” e sucesso. O objetivo é se aproximar o máximo possível das imagens doscorpos perfeitos vendidos pelos meios de comunicação de massas.”(3)Há uma exigência social de “estar bela”, de estar de acordo com os padrões estéticosideais impostos pela mídia. Quem não estiver constantemente buscando esse ideal sofrera umcerto constrangimento social e uma certa condenação. Quem não cultivar a beleza é falta devaidade, um “qualitativo depreciativo moral”.“ um reles descascado no esmalte, uma maquiagem fora do tom, uma depilação por fazer ,o uso e uma roupa fora das ultimas tendências da moda ou uma raiz mal feita, são aspectossuficientes para fazerem surgir duras criticas a sua imagem” (4)“A pressão social sobre aqueles que não conseguem (ou não querem) emagrecer oucorrigir possíveis “defeitos” do corpo também é grande porque recusar a beleza de um corpomagro torna-se sinal de negligência para consigo próprio. Esse é o tipo interpretação feita por muitos profissionais da área de recursos humanos nas empresas, responsáveis pela seleção de

Activity (3)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Ana G Lourenço liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->