Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
59Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Apostila Saberes Química

Apostila Saberes Química

Ratings:

5.0

(1)
|Views: 10,539 |Likes:
Published by Concurso Vestibular

More info:

Published by: Concurso Vestibular on May 15, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/26/2013

pdf

text

original

 
PPPPPPPPRRRRRRRROOOOOOOOJJJJJJJJEEEEEEEETTOOOOOOOOCCCCCCCCOOOOOOOONNNNNNNNEEEEEEEEXXXXXXXXÕÕÕÕÕÕÕÕEEEEEEEESSSSSSSSDDDDDDDDEEEEEEEESSSSSSSS A AA A A AA ABBBBBBBBEEEEEEEERRRRRRRREEEEEEEESSSSSSSS 
CCCCCCCCUUUUUUUURRRRRRRRSSSSSSSSIIIIIIIINNNNNNNNHHHHHHHHOOOOOOOOPPPPPPPPRRRRRRRRÉÉÉÉÉÉÉÉ--------VVEEEEEEEESSSSSSSSTTIIIIIIIIBBBBBBBBUUUUUUUULLLLLLLL A AA A A AA ARRRRRRRRGGGGGGGGRRRRRRRR A AA A A AA ATTUUUUUUUUIIIIIIIITTOOOOOOOO 
DDááoo g goo s seenneeaauunnee s saaeeeeaa s soommuunnaaee s sp poo p puuaaee s sA AOO I  I OO:: / / A ADD / /BB / /RR A A 108 
QQ U  U U  U  U U ÍÍÍÍÍÍÍÍ M  M M  M  M M IIIIIIIICCCCCCCC A  A A  A  A A   P PP P P PP P r  r r  r  r r oooooooo f ff f f ff fºººººººº A A  A  A A  l ll l l ll laa n nn n n nn nL LL L L LL Leeeeeeeeiiiiiiii t tt t t tt teeeeeeee&&&&&&&&L LL L L LL Lééééééééoooooooo 
11..IINNTTRROODDUUÇÇÃÃOOÀÀQQUUÍÍMMIICCAA 1.1 CONCEITO DE QUÍMICA
Química é uma Ciência Natural que estuda a naturezada
matéria
, suas
 propriedades
, suas
transformações
e a
energia
envolvida nesses processos.
1.2 MATÉRIA
É tudo aquilo que possui massa e ocupa lugar noespaço, ou seja, possui volume. Ex.: Água, Madeira, Ferro...
a)
Corpo
– Porção limitada da matéria,
sem
utilidade.
b) Objeto
– Porção limitada da matéria,
com
utilidade.Por exemplo, a quebra de um copo de vidro pode serdescrita como um objeto (copo) que deixa de existir e surgemvários corpos (o copo fragmentado).
1.3 PROPRIEDADESa) Estados Físicos da Matéria
-
Sólido
, apresenta forma e volume constante, onde os átomosestão compactados.-
 Líquido
, apresenta forma variável e volume constante, ondeos átomos estão mais livres.-
Gasoso
, apresenta forma e volume variável, onde os átomosestão totalmente livres.
 
Mudanças do Estado Físico da Matéria
 
b) Densidade
É a razão entre a massa de um corpo e o volume porele ocupado.
 
d = m / v (g/cm
3
)
c) Ponto de Fusão (P.F.) e de Ebulição (P.E.)
P.F. é a temperatura em que a temperatura do sólidoestá em equilíbrio com a temperatura do líquido.P.E. é a temperatura em que a temperatura do líquidoestá em equilíbrio com a temperatura do vapor.
 
S. Simples –
Apresenta apenas 1 elemento. Ex.: H
2
, O
3
.
 
 
S. Composta –
Apresenta 2 ou mais elementos. Ex.: H
2
O.
  Alotropia
– Ocorre quando uma substância simples apresenta-se na natureza em diferentes espécies, como por exemplo:Substância Simples Estados AlotrópicosC C
diamante
e C
grafite
O O
2 (gás oxigênio)
e O
3
 
(Gás Ozônio)
 S S
rômbico
e S
monoclínico
P P
vermelho
e P
branco
 
Obs.1:
Os estados alotrópicos se diferenciam entre si por suaspropriedades.
Substância
– Possui P.F e P.E. constante na mudança doestado físico.
Obs.2:
As temperaturas de fusão e de solidificação têm omesmo valor, assim como as de vaporização e liquefação.
 Mistura
– Possui P.F e o P.E. variável na mudança do estadofísico.
 
 Homogênea – Apresenta sempre as mesmascaracterísticas em toda sua extensão, apresentando umúnico aspecto (Monofásico).Ex.: NaCl + H 
2
O(2 componentes e 1 fase)
 
- Eutética (S+S) –
Possui temperatura constanteapenas na Fusão.
- Azeotrópica (L+L)
– Possui temperatura constanteapenas na ebulição.
 
 Heterogênea
– Não apresenta as mesmas característicasem toda sua extensão, apresentando vários aspectos(Polifásico).
 
Ex.: Areia + H
2
O + Óleo(3 componentes e 3 fases)
1.4 TRANFORMAÇÕES OU FENÔMENOS
 É qualquer acontecimento da natureza, ou seja, osistema final e inicial estudado é diferente.
a) 
Físico
 
– A matéria é a mesma antes e após atransformação. Ex.: Amassar papel, quebrar objeto...
 
b) 
Químico
 
– A matéria não é a mesma após atransformação. Ex.: Ferrugem, Azedar do vinho...
 
1.5
 
ENERGIA
É tudo aquilo que pode modificar a matéria, provocar ouanular movimentos e, ainda, causar sensações.
 
PPPPPPPPRRRRRRRROOOOOOOOJJJJJJJJEEEEEEEETTOOOOOOOOCCCCCCCCOOOOOOOONNNNNNNNEEEEEEEEXXXXXXXXÕÕÕÕÕÕÕÕEEEEEEEESSSSSSSSDDDDDDDDEEEEEEEESSSSSSSS A AA A A AA ABBBBBBBBEEEEEEEERRRRRRRREEEEEEEESSSSSSSS 
CCCCCCCCUUUUUUUURRRRRRRRSSSSSSSSIIIIIIIINNNNNNNNHHHHHHHHOOOOOOOOPPPPPPPPRRRRRRRRÉÉÉÉÉÉÉÉ--------VVEEEEEEEESSSSSSSSTTIIIIIIIIBBBBBBBBUUUUUUUULLLLLLLL A AA A A AA ARRRRRRRRGGGGGGGGRRRRRRRR A AA A A AA ATTUUUUUUUUIIIIIIIITTOOOOOOOO 
DDááoo g goo s seenneeaauunnee s saaeeeeaa s soommuunnaaee s sp poo p puuaaee s sA AOO I  I OO:: / / A ADD / /BB / /RR A A 109 
QQ U  U U  U  U U ÍÍÍÍÍÍÍÍ M  M M  M  M M IIIIIIIICCCCCCCC A  A A  A  A A   P PP P P PP P r  r r  r  r r oooooooo f ff f f ff fºººººººº A A  A  A A  l ll l l ll laa n nn n n nn nL LL L L LL Leeeeeeeeiiiiiiii t tt t t tt teeeeeeee&&&&&&&&L LL L L LL Lééééééééoooooooo 
1.6 PROCESSOS BÁSICOS DE SEPARAÇÃOa) Filtração
A separação se faz através de uma superfície porosa chamadafiltro; o componente sólido ficará retido sobre a sua superfície,separando-se assim do líquido que atravessa.
b) Filtração à Vácuo
A filtração pode ser acelerada pela rarefação do ar, abaixo dofiltro. Nas filtrações sob pressão reduzida, usa-se funil comfundo de porcelada porosa (funil de Büchner).
 c) Decantação
Deixa-se a mistura em repouso até que o componente sólidotenha-se depositado completamente. Remove-se em seguida, olíquido, entornando-se cuidadosamente o frasco, ou comauxílio de um sifão (sifonação).Para acelerar a sedimentação do sólido, pode-se recorrer àcentrifugação, conforme o desenho:A decantação é muito utilizada para separar líquidosimiscíveis, ou seja, líquidos que não se misturam. Para isso,coloca-se a mistura a ser separada em um funil de separação(ou funil de decantação ou funil ed bromo). Quando asuperfície de separação das camadas líquidas estiver bemnítida, abre-se a torneira e deixa-se escoar o líquido da camadainferior, conforme o desenho:Quando os líquidos não se separam pelo simples repouso, ou ofazem muito lentamente, submete-se inicialmente a mistura àcentrifugação.
d) Dissolução Fracionada
Trata-se a mistura com um líquido que dissolva apenas um doscomponentes. Por filtração, separa-se o componente não-dissolvido; por evaporação (ou destilação) da solução, separa-se o componente dissolvido no líquido. Veja o exemplo aseguir:
d) Sublimação
Só pode ser aplicada quando uma das fases sublima comfacilidade. É empregada na purificação do iodo e do naftaleno.
e) Flotação
Trata-se a mistura com um líquido de densidade intermediáriaem relação às dos componentes. O componente menos densoque o líquido flutuará, separando-se assim do componentemais denso, que se depositará. O líquido empregado não deve,contudo, dissolver os componentes. Também é denominado desedimentação fracionada. Veja o exemplo:
f) Cristalização Fracionada
A mistura de sólidos é dissolvida em água e a solução ésubmetida à evaporação. Quando a solução ficar saturada emrelação à um componente, o prosseguimento da evaporação dosolvente acarretará a cristalização gradativa do referidocomponente, que se separará da solução. A solução, contendoo componente cuja saturação ainda não foi atingida, fica sobreos cristais do outro e é chamada ág
 
ua-mãe de cristalização.
 
PPPPPPPPRRRRRRRROOOOOOOOJJJJJJJJEEEEEEEETTOOOOOOOOCCCCCCCCOOOOOOOONNNNNNNNEEEEEEEEXXXXXXXXÕÕÕÕÕÕÕÕEEEEEEEESSSSSSSSDDDDDDDDEEEEEEEESSSSSSSS A AA A A AA ABBBBBBBBEEEEEEEERRRRRRRREEEEEEEESSSSSSSS 
CCCCCCCCUUUUUUUURRRRRRRRSSSSSSSSIIIIIIIINNNNNNNNHHHHHHHHOOOOOOOOPPPPPPPPRRRRRRRRÉÉÉÉÉÉÉÉ--------VVEEEEEEEESSSSSSSSTTIIIIIIIIBBBBBBBBUUUUUUUULLLLLLLL A AA A A AA ARRRRRRRRGGGGGGGGRRRRRRRR A AA A A AA ATTUUUUUUUUIIIIIIIITTOOOOOOOO 
DDááoo g goo s seenneeaauunnee s saaeeeeaa s soommuunnaaee s sp poo p puuaaee s sA AOO I  I OO:: / / A ADD / /BB / /RR A A 110 
QQ U  U U  U  U U ÍÍÍÍÍÍÍÍ M  M M  M  M M IIIIIIIICCCCCCCC A  A A  A  A A   P PP P P PP P r  r r  r  r r oooooooo f ff f f ff fºººººººº A A  A  A A  l ll l l ll laa n nn n n nn nL LL L L LL Leeeeeeeeiiiiiiii t tt t t tt teeeeeeee&&&&&&&&L LL L L LL Lééééééééoooooooo 
g) Destilação Simples
Para a separação dos componentes das misturas homogêneassólido-líquido, recorre-se comumente a destilação simples. Oprincípio do processo consiste em aquecer a mistura até aebulição; com isso o componente líquido separa-se do sistemasob a forma
 
de vapor, que a seguir é resfriado, condensando-se, e o líquido é recolhido em outro recipiente. Veja:
h) Destilação Fracionada
Para a separação dos componentes das misturas homogêneaslíquido-líquido, recorre-se comumente à destilação fracionada.Aquecendo-se a mistura em um balão de destilação, oslíquidos destilam-se na ordem crescente de seus pontos deebulição e podem ser separados. O petróleo é separado em suasfrações por destilação fracionada. Veja:
1.7 MATERIAIS BÁSICOS DE LABORATÓRIO
Antes de iniciar qualquer experiência no laboratório, éimportante familiarizar-se com os equipamentos disponíveis,conhecer seu funcionamento, indicação de uso e maneiracorreta de manuseá-los.
Balãovolumétrico
:possui cololongo, com umtraço de aferiçãosituado nogargalo, sendousado no preparode soluções.Apresentavolumes quevariam, em geral,de 50mL a2.000mL.
 Balão de fundochato
:empregado noaquecimento delíquidos puros ousoluções. Podeser usadotambém paraefetuar reaçõesque desprendemprodutos gasosos.
 Balão dedestilação
:utilizado paraefetuardestilaçõessimples. O braçolateral é ligado aocondensador.
 Pipetas:
 utilizadas nasmedições maisprecisas devolumes delíquidos.
Proveta
:empregada nasmediçõesaproximadas devolumes líquidos.Há provetas cujovolume varia de5cm
3
a 2.000cm
3
.
Bureta
:empregadaespecificamentenas titulações.Consiste em umtubo cilíndricograduadogeralmente emcentímetroscúbicos,apresentando naparte inferioruma torneira.
Tubo de ensaio
:usado paraefetuar reaçõescom pequenasquantidades dereagentes, Podeser aquecidodiretamente.
 Cápsula deporcelana
:empregada naevaporação delíquidos emsoluções.
Almofariz epistilo
:utilizados paratriturar epulverizarsólidos.
 Pisseta
:empregada nalavagem derecipientesatravés de jatosde água ou deoutros solventes.
 Erlenmeyer
:aplicado nadissolução desubstâncias, nasreações químicasno aquecimentode liquidas e nastitulações.
 Béquer
:usado emreações,dissolução desubstâncias,aquecimento delíquidos etc.
 Condensador
:utilizado nosprocessas dedestilação. Suafinalidade écondensar osvapores dolíquido a serdestilado.
 Dessecador
:usado paroguardarsubstâncias emambientecontendo poucoteor de umidade.
 Estante paratubos de ensaio:
 utilizada comosuporte paratubos de ensaio.
 

Activity (59)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Giselle Borsato added this note
Cade as respostas
Valéria Vilma liked this
Wendel Benedet liked this
Fatima Gurgel liked this
Manoel Bentes liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->