Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
24Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Processo de Conhecimento I - Aula 1

Processo de Conhecimento I - Aula 1

Ratings:

5.0

(5)
|Views: 18,107|Likes:
Published by Thiago Graça Couto
Aula de 10/05/2008
Aula de 10/05/2008

More info:

Published by: Thiago Graça Couto on May 15, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

03/19/2013

pdf

text

original

 
 
P
ÓS
‐G
RADUAÇÃO EM
D
IREITO
P
ROCESSUAL
C
IVIL
 
A
ULA
1:
 
P
ROCESSO DE
C
ONHECIMENTO
 
10/5/2008
Prof.
 
Ronaldo
 
Cramer
 
Thiago
 
Graça
 
Couto
 
thiagocouto@gmail.com
 
T
EMA
 
DA
 
A
ULA
:
 
P
ROCESSO
 
DE
 
C
ONHECIMENTO
.
 
F
ASE
 
P
OSTULATÓRIA
.
 
F
ASE
 
O
RDINATÓRIA
 
I
 
 –
 
Classificação
 
dos
 
Processos
 
I.1
 
 –
 
Processo
 
de
 
Conhecimento
 
I.1.1
 
 –
 
Procedimento
 
Comum
 
 –
 
Livro
 
I
 
do
 
CPC
 
a.
 
Ordinário;
 
b.
 
Sumário
 
I.1.2
 
 –
 
Procedimentos
 
Especiais
 
 –
 
Livro
 
IV
 
do
 
CPC
 
e
 
outras
 
leis
 
como
 
a
 
do
 
MS
 
I.2
 
 –
 
Processo
 
de
 
Execução
 
Varia
 
conforme
 
a
 
natureza
 
da
 
Obrigação.
 
I.3
 
 –
 
Processo
 
Cautelar
 
a.
 
Procedimento
 
Padrao
 
 –
 
Cauletar
 
Inominada
 
b.
 
Procedimentos
 
Específicos
 
 –
 
Arresto,
 
Produção
 
Antecipada
 
de
 
Provas,
 
etc.
 
I.4
 
 –
 
Processo
 
Sincrético
 
É
 
aquele
 
que
 
 julga
 
e
 
executa
 
todas
 
as
 
questões
 
referentes
 
a
 
relação
 
de
 
direito
 
material
 
questionadas
 
em
 
 juízo
 
I.4
 
 –
 
Fases
 
a.
 
Postulatória;
 
b.
 
Ordinatória;
 
c.
 
Instrutória;
 
d.
 
Decisória.
 
I.5
 
 –
 
Cognição
 
Judicial
 
O
 
objeto
 
da
 
cognição
 
 judicial
 
são
 
os
 
pressupostos
 
processuais,
 
condições
 
da
 
ação
 
e
 
mérito.
 
Poder
 
ser
 
Horizontal
 
(Limitada
 
/
 
Plena)
 
ou
 
Vertical
 
(Sumária
 
/
 
Exauriente).
 
I.6
 
 –
 
Formação
 
do
 
Processo
 
Art.
 
263
 
do
 
CPC
 
Comment [T1]:
MS,
 
RE
 
ou
 
RESP
 
por
 
exemplo.
 
Comment [T2]:
No
 
caso
 
de
 
uma
 
sentence
 
ordinária,
 
por
 
exemplo.
 
 
P
ÓS
‐G
RADUAÇÃO EM
D
IREITO
P
ROCESSUAL
C
IVIL
 
A
ULA
1:
 
P
ROCESSO DE
C
ONHECIMENTO
 
10/5/2008
Prof.
 
Ronaldo
 
Cramer
 
Thiago
 
Graça
 
Couto
 
thiagocouto@gmail.com
 
 Art.
 
263.
 
Considera
se
 
 proposta
 
a
 
ação,
 
tanto
 
que
 
a
 
 petição
 
inicial 
 
seja
 
despachada
 
 pelo
 
 juiz,
 
ou
 
simplesmente
 
distribuída,
 
onde
 
houver 
 
mais
 
de
 
uma
 
vara.
 
 A
 
 propositura
 
da
 
ação,
 
todavia,
 
 
 produz,
 
quanto
 
ao
 
réu,
 
os
 
efeitos
 
mencionados
 
no
 
art.
 
219
 
depois
 
que
 
 for 
 
validamente
 
citado.
 
I.6.1
 
 –
 
Petição
 
Inicial
 
Ação
 
é
 
diferente
 
de
 
demanda
 
e
 
petição
 
incial.
 
1.6.1.1
 
Requisitos:
 
Art.
 
282,
 
283
 
e
 
39
 
II.
 
 Art.
 
282.
 
 A
 
 petição
 
inicial 
 
indicará:
 
I
o
 
 juiz
 
ou
 
tribunal,
 
a
 
que
 
é
 
dirigida;
 
II
os
 
nomes,
 
 prenomes,
 
estado
 
civil,
 
 profissão,
 
domicílio
 
e
 
residência
 
do
 
autor 
 
e
 
do
 
réu;
 
III
o
 
 fato
 
e
 
os
 
 fundamentos
 
 jurídicos
 
do
 
 pedido;
 
IV 
o
 
 pedido,
 
com
 
as
 
suas
 
especificações;
 
o
 
valor 
 
da
 
causa;
 
VI
as
 
 provas
 
com
 
que
 
o
 
autor 
 
 pretende
 
demonstrar 
 
a
 
verdade
 
dos
 
 fatos
 
alegados;
 
VII
o
 
requerimento
 
 para
 
a
 
citação
 
do
 
réu.
 
 Art.
 
283.
 
 A
 
 petição
 
inicial 
 
será
 
instruída
 
com
 
os
 
documentos
 
indispensáveis
 
à
 
 propositura
 
da
 
ação.
 
 Art.
 
39.
 
Compete
 
ao
 
advogado,
 
ou
 
à
 
 parte
 
quando
 
 postular 
 
em
 
causa
 
 própria:
 
I
declarar,
 
na
 
 petição
 
inicial 
 
ou
 
na
 
contestação,
 
o
 
endereço
 
em
 
que
 
receberá
 
intimação;
 
II
comunicar 
 
ao
 
escrivão
 
do
 
 processo
 
qualquer 
 
mudança
 
de
 
endereço.
 
Parágrafo
 
único.
 
Se
 
o
 
advogado
 
não
 
cumprir 
 
o
 
disposto
 
no
 
n
o
 
I
 
deste
 
artigo,
 
o
 
 juiz,
 
antes
 
de
 
determinar 
 
a
 
citação
 
do
 
réu,
 
mandará
 
que
 
se
 
supra
 
a
 
omissão
 
no
 
 prazo
 
de
 
48
 
(quarenta
 
e
 
oito)
 
horas,
 
sob
 
 pena
 
de
 
indeferimento
 
da
 
 petição;
 
se
 
infringir 
 
o
 
 previsto
 
no
 
n
o
 
II,
 
reputar 
se
ão
 
válidas
 
as
 
intimações
 
enviadas,
 
em
 
carta
 
registrada,
 
 para
 
o
 
endereço
 
constante
 
dos
 
autos.
 
1.6.1.2
 
Emenda:
 
Art.
 
284,
 
295
 
VI
 
e
 
296.
 
 Art.
 
284.
 
Verificando
 
o
 
 juiz
 
que
 
a
 
 petição
 
inicial 
 
não
 
 preenche
 
os
 
requisitos
 
exigidos
 
nos
 
arts.
 
282
 
e
 
283,
 
ou
 
que
 
apresenta
 
defeitos
 
e
 
irregularidades
 
capazes
 
de
 
dificultar 
 
o
 
 julgamento
 
de
 
mérito,
 
determinará
 
que
 
o
 
autor 
 
a
 
emende,
 
ou
 
a
 
complete,
 
no
 
 prazo
 
de
 
10
 
(dez)
 
dias.
 
Parágrafo
 
único.
 
Se
 
o
 
autor 
 
não
 
cumprir 
 
a
 
diligência,
 
o
 
 juiz
 
indeferirá
 
a
 
 petição
 
inicial.
 
 Art.
 
295
 
Vl 
quando
 
não
 
atendidas
 
as
 
 prescrições
 
dos
 
arts.
 
39,
 
 parágrafo
 
único,
 
 primeira
 
 parte,
 
e
 
284.
 
 Art.
 
296.
 
Indeferida
 
a
 
 petição
 
inicial,
 
o
 
autor 
 
 poderá
 
apelar,
 
 facultado
 
ao
 
 juiz,
 
no
 
 prazo
 
de
 
48
 
(quarenta
 
e
 
oito)
 
horas,
 
reformar 
 
sua
 
decisão.
 
Parágrafo
 
único.
 
Não
 
sendo
 
reformada
 
a
 
decisão,
 
os
 
autos
 
serão
 
imediatamente
 
encaminhados
 
ao
 
tribunal 
 
competente.
 
 
Comment [T3]:
Meio
 
de
 
se
 
provocar
 
a
 
tutela
 
 jurisdictional.
 
É
 
o
 
direito
 
em
 
abstrato.
 
Comment [T4]:
É
 
o
 
pedido.
 
É
 
o
 
direito
 
concreto.
 
Comment [T5]:
É
 
a
 
peça
 
processual.
 
 
 
P
ÓS
‐G
RADUAÇÃO EM
D
IREITO
P
ROCESSUAL
C
IVIL
 
A
ULA
1:
 
P
ROCESSO DE
C
ONHECIMENTO
 
10/5/2008
Prof.
 
Ronaldo
 
Cramer
 
Thiago
 
Graça
 
Couto
 
thiagocouto@gmail.com
 
Conforme
 
pacificado
 
pelo
 
STJ,
 
não
 
é
 
peremptório
 
o
 
prazo
 
previsto
 
no
 
Art.
 
284
 
do
 
CPC,
 
podendo
 
o
 
magistrado
 
prorrogá
lo
 
a
 
seu
 
critério
 
(Resp
 
118.141/PR)
 
Ofende
 
o
 
Art.
 
284
 
do
 
CPC
 
o
 
acórdão
 
que
 
delcara
 
extinto
 
o
 
processo
 
por
 
deficiência
 
na
 
inicial,
 
sem
 
dar
 
ao
 
autor
 
oportunidade
 
para
 
surprir
 
a
 
falha
 
(Resp
 
114.092/SP).
 
1.6.1.3
 
Causa
 
de
 
Pedir 
 
É
 
imutável,
 
conforme
 
dispõe
 
o
 
Art.
 
264
 
do
 
CPC.
 
 Art.
 
264.
 
Feita
 
a
 
citação,
 
é
 
defeso
 
ao
 
autor 
 
modificar 
 
o
 
 pedido
 
ou
 
a
 
causa
 
de
 
 pedir,
 
sem
 
o
 
consentimento
 
do
 
réu,
 
mantendo
se
 
as
 
mesmas
 
 partes,
 
salvo
 
as
 
substituições
 
 permitidas
 
 por 
 
lei.
 
Parágrafo
 
único.
 
 A
 
alteração
 
do
 
 pedido
 
ou
 
da
 
causa
 
de
 
 pedir 
 
em
 
nenhuma
 
hipótese
 
será
 
 permitida
 
após
 
o
 
saneamento
 
do
 
 processo.
 
1.6.1.4
 
– 
 
Pedido
 
Uma
 
questão
 
polêmica
 
é
 
acerca
 
da
 
possibilidade
 
de
 
pedido
 
indeterminado
 
de
 
dano
 
moral.
 
Cassio
 
Bueno
 
e
 
Fredie
 
Didier
 
Jr.
 
não
 
admitem.
 
 
a
 
 jurisprudência
 
do
 
STJ
 
admite
 
(REsp
 
777.219/RJ).
 
Em
 
regra
 
o
 
pedido
 
deve
 
ser
 
explícito,
 
contudo
 
existem
 
exceções
 
onde
 
eles
 
são
 
implícitos,
 
tais
 
como:
 
a.
 
Conenação
 
em
 
 Juros
 
Legais
 
– 
 
 Art.
 
405
 
e
 
406
 
CPC 
 
b.
 
Conenação
 
em
 
Sucumbência
 
– 
 
 Art.
 
20
 
CPC 
 
c.
 
Conenação
 
em
 
Correção
 
Monetária
 
– 
 
 Art.
 
404
 
CC 
 
d.
 
Conenação
 
em
 
Prestações
 
Vincendas
 Art.
 
290
 
do
 
CPC 
 
1.6.1.5
 
– 
 
Pedido
 
Cominatório
 
É
 
o
 
pedido
 
que
 
comina,
 
ou
 
que
 
determina
 
coercitivamente
 
algo.
 
Art.
 
287
 
do
 
CPC
 
c/c
 
Art.
 
461
 
e
 
461
A
 
do
 
CPC.
 
1.6.1.6
 
– 
 
Pedido
 
 Alternativo
 
Art.
 
288
 
do
 
CPC
 
1.6.1.7 
 
– 
 
Cumulação
 
de
 
Pedidos
 
a.
 
Cumulação
 
Simples:
 
P1
 
+
 
P2;
 
b.
 
Cumulação
 
Sucessiva:
 
P1
 
e
 
P2
 
(se
 
houve
 
improcedência
 
de
 
P1,
 
não
 
se
 
 julga
 
P2);
 
c.
 
Cumulação
 
Alternativa:
 
P1
 
ou
 
P2;
 
d.
 
Cumulação
 
Subsidiária
 
(eventual):
 
P1
 
ou,
 
pelo
 
menos,
 
P2
 
(P2
 
 
é
 
 julgado
 
se
 
P1
 
for
 
improcedente).
 

Activity (24)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
nosdeg.ramos6460 liked this
Nelma Lemos liked this
mediunidade liked this
Lekkerding liked this
Mônica Cerbino liked this
getulinaac4150 liked this
rlb013 liked this
edivaldoteixeira liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->