Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
56Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Projeto Curricular do Ensino Fundamental, segundo o educador e psicólogo César Coll

Projeto Curricular do Ensino Fundamental, segundo o educador e psicólogo César Coll

Ratings:

4.03

(61)
|Views: 31,516 |Likes:
Published by Elias Celso Galveas
Um bom Projeto Curricular não é o que oferece soluções prontas, fechadas e definitivas aos professores, mas, sim, aquele que lhes proporciona elementos úteis para que possam elaborar, em cada caso, as soluções mais eficientes e adequadas em função das circunstâncias particulares nas quais exercem sua atividade profissional.

Estimular a inovação e a criatividade pedagógicas, favorecendo um âmbito integrador e coerente é, sem dúvida alguma, a finalidade que deve ser perseguida por todo Projeto Curricular. Não é suficiente dispor de Projetos Curriculares cuidadosamente elaborados, cientificamente fundamentados, e empiricamente contrastados; também é preciso impulsionar seu desenvolvimento, convertê-los em verdadeiros instrumentos de trabalho e de indagação.
Um bom Projeto Curricular não é o que oferece soluções prontas, fechadas e definitivas aos professores, mas, sim, aquele que lhes proporciona elementos úteis para que possam elaborar, em cada caso, as soluções mais eficientes e adequadas em função das circunstâncias particulares nas quais exercem sua atividade profissional.

Estimular a inovação e a criatividade pedagógicas, favorecendo um âmbito integrador e coerente é, sem dúvida alguma, a finalidade que deve ser perseguida por todo Projeto Curricular. Não é suficiente dispor de Projetos Curriculares cuidadosamente elaborados, cientificamente fundamentados, e empiricamente contrastados; também é preciso impulsionar seu desenvolvimento, convertê-los em verdadeiros instrumentos de trabalho e de indagação.

More info:

Published by: Elias Celso Galveas on Sep 18, 2007
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/09/2013

pdf

text

original

 
PROJETO CURRICULAR DO ENSINO FUNDAMENTAL, SEGUNDO CÉSAR COLL
Considerações sobre o Livro
"Psicologia e Currículo", de César Coll.
 Por Elias Celso Galvêas 
Educador e escritor, César Coll também é professor das disciplinas
"PsicologiaEvolutiva"
e
"Psicologia da Educação"
, na faculdade de psicologia da
"Universidade deBarcelona"
. O professor César Coll é um
importante pensador que influenciou - demaneira profunda e significativa - a reforma educativa ocorrida na Espanha, além defigurar como uma presença marcante na reforma educacional brasileira - tendo sido,inclusive, um dos consultores na elaboração dos nossos PCNs (ParâmetrosCurriculares Nacionais).
Diversos são os livros desse autor que, publicados no Brasil, vêminfluenciando inúmeros educadores espalhados por todo o território nacional.
 
O EDUCADOR E ESCRITOR, CESAR COLL:
 
PRIMEIRA PARTE
 
Capítulo I
 César Coll é um emérito pesquisador espanhol, com relevantes serviçoseducativos prestados para seu país, principalmente no tocante à formulação eimplementação da reforma curricular. No Brasil, César Coll trabalhou comoconsultor do MEC na elaboração dos "Parâmetros Curriculares Nacionais", a seremaprovados pelo Conselho Nacional de Educação, e serviram como marcoreferencial para o estabelecimento de diretrizes pedagógicas do "EnsinoFundamental".Os resultados de César Coll fundamentam-se principalmente nas teorias dePiaget e Vigotsky, bem como Ausebel e Bruner, e traduzem uma proposta baseadanos princípios construtivistas e psicopedagógicos, ou seja, uma interação entre apedagogia e a psicologia, como parâmetros da ação educativa. Em seu livro"Psicologia e Currículo", César Coll se propõe (no Capítulo 4º) a formular umplano curricular estratégico que procura abordar os conteúdos através do que é maisgeral e simples ao mais particular, detalhado e complexo; do assunto que possuinatureza mais concreta àquilo que é mais abstrato; o ensinar de forma psico-genética e aprender de forma histórico-crítica.Basicamente, o modelo de projeto curricular de Coll parte de uma discussãosobre a finalidade da educação, das relações entre aprendizagem, desenvolvimentoe educação, atentando igualmente às funções do currículo em relação aoplanejamento do ensino, em linhas gerais.Na elaboração de uma Proposta Curricular,
César Coll considerou que asseguintes exigências devem ser atendidas: 
 
1. a proposta deve ser concreta, operacional, flexível e fácil de ser utilizada, em um período razoável de tempo;2. o projeto curricular formulado deve ser concreto, garantindocontinuidade através da estruturação ordenada e coerente de cada disciplina, respeitando as diferenças de cultura locais (ou regionais), bem como osdiferentes níveis ou etapas da escolarização considerada obrigatória;3. o modelo proposto deve ser flexível em relação às exigênciasepistemológicas dos conteúdos abordados (língua materna e estrangeira, matemática, Ciências, Estudos Sociais, Artes, tecnologia, educação Física, etc.).Lembrando que epistemologia significa: "estudo crítico dos princípios, hipóteses e resultados das Ciências já construídas, e que visa determinar osfundamentos lógicos, o valor e o alcance objetivo delas. (...)"; e4. a proposta deve ser baseada no modelo aberto de currículo, de modo quetenha flexibilidade suficiente de adaptação em função do acelerado ritmo detransformação dos tempos atuais, bem como se adaptar às característicasgerais dos alunos em questão. 
Além dessas exigências básicas,
três aspectos devem ser consideradosimprescindíveis: · Relacionar o currículo a um projeto social e cultural, dentro do contextoda sociedade atual (componente sociológico). Isto equivale dizer que ocurrículo não deve ser apenas de natureza puramente técnica;· Viabilizar a concepção construtivista: como se ensina e como se aprende;e· Insistir na atenção à diversidade de capacidades, interesses e motivaçãodos alunos - ênfase ao conceito de Inteligências Múltiplas, que está diretamenterelacionado às propostas construtivistas.
 Assim, em relação às fontes do currículo, podemos observar três principaisvertentes contrastantes, mas não excludentes: os
"progressistas"
; os
"essencialistas"
; e os
"sociólogos".
 Os progressistas
"destacam a importância de estudar a criança a fim dedescobrir seus interesses, seus problemas, seus propósitos e suas necessidades"
-vertente psicopedagógica -, sendo estas informações de enorme importância para adeterminação dos objetivos curriculares.
"Os essencialistas, por seu lado, consideram que os objetivos devem serextraídos de uma análise da estrutura interna dos conteúdos de ensino, das áreasde conhecimento"
- tal vertente é geralmente formada por especialistas adeptos àlinha científico-cognitivista.A tendência sociológica, por fim, acredita que a fonte de informação principalpara selecionar os objetivos curriculares encontra-se "na análise da sociedade, dosseus problemas, necessidades" imediatas e de suas características estruturais
 
básicas.Para a elaboração estrutural de um currículo de ensino moderno, todas astendências acima devem ser consideradas. Por isto, não se pode tentar compreendercada uma de maneira isolada quando se analisa um projeto curricular, pois apenas aconjugação das três vertentes que trarão importantes contribuições para aconcretização de um currículo adequado às necessidades gerais dos alunos.
Capítulo II
 A elaboração de um projeto curricular pressupõe a tradução, em relação àfuncionalidade, de três princípios considerados básicos: (1) ideológicos; (2)pedagógicos; e (3) psico-pedagógicos. Portanto, o currículo é um elo entre: · a declaração dos seus princípios e objetivos gerais, bem como uma préviaprescrição de sua aplicação operacional;· a teoria educacional e a realidade do aluno e do meio ambiente que o cerca - oque irá gerar a prática pedagógica observável no dia a dia;· o planejamento educativo e a ação pedagógica;· entre o que se prevê, ou seja, o que é prescrito, e o que realmente acontece emsala de aula.Segundo César Coll, em seu livro
"Psicologia e Currículo"
: 
"(...) o crescimento pessoal é o processo pelo qual o ser humanotorna sua a cultura do grupo social ao qual pertence [processo deapropriação cultural], de tal forma que, neste processo, odesenvolvimento da competência cognitiva está fortementevinculado ao tipo de aprendizagem específicas e, em geral, ao tipode prática dominante".
A finalidade primordial da educação é promover o crescimentointegral dos seres humanos, e isto significa
educá-los para umdeterminado tipo de sociedade. Isto pode acontecer de duasmaneiras: 1. uma pessoa educada é a que se desenvolveu, que evoluiu deníveis inferiores no meio físico-social até a níveis superiores; ou2. uma pessoa educada é a que aprendeu um conjunto deconceitos, explicações e habilidades, práticas e valores quecaracterizam uma determinada cultura - e que, por isto permitema adaptação do indivíduo no seio de tal cultura.
 Cada uma dessas interpretações pressupõe uma ação pedagógicadiferente e, portanto, currículos diferentes. Dentro de uma civilizaçãotecnologicamente avançada como a nossa, a ação pedagógica deve

Activity (56)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Muito bom!
Elenice Costa liked this
Solange Da Silva Baracho added this note
Um projeto curricular bem elaborado mudaria muito o ensino em nosso país. A forma como eles tem sido apresentado, faz com que o ensinamento não cresça e assim desfavoreça em muito a sociedade.
Simone Martins liked this
Marta Pinto liked this
Sandra Gaspar liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->