Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
DespesasTransporteAlojamentoAjudasCustoDeputados_Anotado

DespesasTransporteAlojamentoAjudasCustoDeputados_Anotado

Ratings: (0)|Views: 28 |Likes:
Published by msadio

More info:

Published by: msadio on Apr 22, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/21/2010

pdf

text

original

 
 1
Princípios
 
Gerais
 
de
 
Atribuição
 
de
 
Despesas
 
de
 
Transporte
 
e
 
Alojamento
 
e
 
de
 
Ajudas
 
de
 
Custo
 
aos
 
Deputados
 
Resolução
 
da
 
Assembleia
 
da
 
República
 
n.º
 
57/2004,
 
de
 
6
 
de
 
Agosto
 
com
 
as
 
alterações
 
introduzidas
 
pela
 
Resolução
 
da
 
Assembleia
 
da
 
República
 
n.º
 
12/2007,
 
de
 
20
 
de
 
Março
 
A
 
Assembleia
 
da
 
República
 
resolve,
 
nos
 
termos
 
do
 
n.º
 
5
 
do
 
artigo
 
166.º
 
da
 
Constituição,
 
o
 
seguinte:
 
Artigo
 
1.º
 
Deslocação
 
de
 
deputados
 
durante
 
o
 
período
 
de
 
funcionamento
 
do
 
plenário
 
1
A
 
importância
 
global
 
para
 
despesas
 
de
 
transporte
 
dos
 
deputados
 
residentes
 
no
 
seu
 
círculo
 
eleitoral
 
é
 
igual
 
ao
 
produto
 
da
 
multiplicação
 
da
 
distância,
 
em
 
quilómetros,
 
correspondente
 
a
 
uma
 
viagem
 
semanal
 
de
 
ida
 
e
 
volta
 
entre
 
a
 
residência
 
do
 
deputado
 
e
 
a
 
Assembleia
 
da
 
República
 
pelo
 
quantitativo
 
fixado
 
na
 
lei
 
geral
 
para
 
pagamento
 
do
 
quilómetro
 
percorrido
 
em
 
automóvel
 
próprio.
 
2
A
 
importância
 
global
 
para
 
despesas
 
de
 
transporte
 
dos
 
deputados
 
residentes
 
nos
 
concelhos
 
de
 
Cascais,
 
Barreiro,
 
Vila
 
Franca
 
de
 
Xira,
 
Sintra,
 
Loures,
 
Oeiras,
 
Seixal,
 
Amadora,
 
Almada
 
e
 
Lisboa
 
é
 
igual
 
ao
 
produto
 
da
 
multiplicação
 
da
 
distância,
 
em
 
quilómetros,
 
correspondente
 
a
 
uma
 
viagem
 
de
 
ida
 
e
 
volta
 
em
 
cada
 
dia
 
de
 
presença
 
em
 
trabalhos
 
parlamentares
 
entre
 
a
 
residência
 
do
 
deputado
 
e
 
a
 
Assembleia
 
da
 
República
 
pelo
 
quantitativo
 
fixado
 
na
 
lei
 
geral
 
para
 
pagamento
 
do
 
quilómetro
 
percorrido
 
em
 
automóvel
 
próprio.
 
3
A
 
importância
 
global
 
para
 
despesas
 
de
 
transporte
 
dos
 
deputados
 
residentes
 
nas
 
Regiões
 
Autónomas
 
corresponde
 
ao
 
preço
 
de
 
uma
 
viagem
 
semanal
 
de
 
ida
 
e
 
volta,
 
em
 
avião,
 
na
 
classe
 
mais
 
elevada
 
praticada,
 
entre
 
o
 
aeroporto
 
da
 
residência
 
e
 
Lisboa,
 
acrescido
 
da
 
importância
 
da
 
deslocação
 
entre
 
o
 
aeroporto
 
e
 
a
 
residência,
 
calculada
 
nos
 
termos
 
do
 
n.º
 
1.
 
4
A
 
importância
 
global
 
para
 
despesas
 
de
 
transporte
 
dos
 
deputados
 
residentes
 
fora
 
do
 
seu
 
círculo
 
eleitoral
 
é
 
igual
 
ao
 
produto
 
da
 
distância,
 
em
 
quilómetros,
 
entre
 
a
 
residência
 
efectiva
 
e
 
a
 
Assembleia
 
da
 
República,
 
calculado
 
nos
 
termos
 
dos
 
números
 
anteriores,
 
acrescido
 
do
 
valor
 
correspondente
 
a
 
duas
 
viagens
 
mensais
 
de
 
ida
 
e
 
volta
 
entre
 
a
 
capital
 
do
 
distrito
 
do
 
círculo
 
eleitoral
 
de
 
origem
 
e
 
a
 
residência
 
efectiva.
 
5
Aos
 
deputados
 
eleitos
 
pelo
 
círculo
 
da
 
emigração
 
da
 
Europa,
 
residentes
 
no
 
respectivo
 
círculo
 
eleitoral,
 
é
lhes
 
devida
 
uma
 
viagem
 
semanal
 
de
 
ida
 
e
 
volta,
 
em
 
avião,
 
na
 
classe
 
mais
 
elevada
 
praticada,
 
entre
 
o
 
aeroporto
 
da
 
cidade
 
de
 
residência
 
e
 
Lisboa,
 
acrescida
 
da
 
importância
 
da
 
deslocação
 
entre
 
o
 
aeroporto
 
e
 
a
 
residência,
 
calculada
 
nos
 
termos
 
do
 
n.º
 
1.
 
6
Aos
 
deputados
 
eleitos
 
pelo
 
círculo
 
de
 
emigração
 
fora
 
da
 
Europa,
 
residentes
 
no
 
respectivo
 
círculo
 
eleitoral,
 
são
lhes
 
devidas
 
duas
 
viagens
 
mensais
 
de
 
ida
 
e
 
volta,
 
em
 
avião,
 
na
 
classe
 
mais
 
elevada
 
praticada,
 
entre
 
o
 
aeroporto
 
da
 
cidade
 
de
 
residência
 
e
 
Lisboa,
 
acrescidas
 
da
 
importância
 
da
 
deslocação
 
entre
 
o
 
aeroporto
 
e
 
a
 
residência,
 
calculadas
 
nos
 
termos
 
do
 
n.º
 
1.
 
7
Às
 
deslocações
 
previstas
 
nos
 
n.os
 
5
 
e
 
6
 
aplica
se
 
o
 
artigo
 
17.º,
 
n.º
 
1.
 
8
Aos
 
deputados
 
com
 
viatura
 
oficial
 
atribuída
 
aplicam
se
 
as
 
regras
 
seguintes:
 
 
 2
a)
 
Nos
 
termos
 
legais
 
e
 
regulamentares
 
são
 
atribuídas
 
viaturas
 
oficiais
 
às
 
entidades
 
seguintes:
 
Vice
Presidentes
 
da
 
Assembleia
 
da
 
República;
 
Deputados
 
que
 
tenham
 
exercido
 
as
 
funções
 
de
 
Presidente
 
da
 
Assembleia
 
da
 
República;
 
Presidente
 
do
 
conselho
 
de
 
administração;
 
Gabinete
 
dos
 
secretários
 
da
 
mesa;
 
b)
 
A
 
gestão
 
da
 
viatura
 
atribuída
 
ao
 
gabinete
 
dos
 
secretários
 
da
 
mesa
 
é
 
da
 
responsabilidade
 
do
 
secretário
 
do
 
grupo
 
maioritário;
 
c)
 
As
 
viaturas
 
são
 
de
 
uso
 
pessoal,
 
excluindo
se,
 
porém,
 
em
 
princípio,
 
a
 
sua
 
utilização
 
em
 
situações
 
que
 
dêem
 
origem
 
à
 
atribuição
 
de
 
abonos
 
para
 
despesas
 
de
 
transporte;
 
no
 
caso
 
de
 
o
 
utilizador
 
optar
 
por
 
fazê
lo,
 
comunicará
 
aos
 
serviços
 
o
 
número
 
de
 
quilómetros
 
percorridos,
 
para
 
que
 
estes
 
processem
 
o
 
acerto
 
da
 
despesa
 
no
 
mês
 
seguinte
 
ao
 
da
 
comunicação;
 
d)
 
Os
 
deputados
 
a
 
quem
 
tenha
 
sido
 
atribuída
 
viatura
 
oficial
 
devem
 
manifestar
 
expressamente
 
a
 
sua
 
opção
 
entre
 
o
 
abono
 
para
 
despesas
 
de
 
transporte
 
dentro
 
do
 
território
 
continental
 
da
 
República
 
ou
 
a
 
utilização
 
da
 
referida
 
viatura;
 
e)
 
A
 
opção
 
manifestada
 
quanto
 
às
 
despesas
 
de
 
transporte
 
valerá
 
também
 
para
 
as
 
outras
 
deslocações
 
dentro
 
do
 
território
 
continental
 
da
 
República
 
em
 
representação
 
da
 
Assembleia
 
da
 
República,
 
previstas
 
no
 
artigo
 
14.º,
 
a
 
menos
 
que
 
outra
 
decisão
 
seja
 
comunicada
 
para
 
essa
 
deslocação.
 
Artigo
 
2.º
 
Deslocação
 
dos
 
deputados
 
para
 
trabalhos
 
parlamentares
 
fora
 
do
 
período
 
de
 
funcionamento
 
do
 
plenário
 
A
 
importância
 
para
 
despesas
 
de
 
transporte
 
é
 
calculada
 
em
 
base
 
semanal
 
ou
 
diária,
 
segundo
 
os
 
critérios
 
do
 
artigo
 
1.º
 
Artigo
 
3.º
 
Deslocação
 
em
 
trabalho
 
político
 
no
 
círculo
 
eleitoral
 
1
A
 
importância
 
para
 
despesas
 
de
 
transporte
 
por
 
semana
 
é
 
igual
 
ao
 
produto
 
da
 
multiplicação
 
do
 
dobro
 
da
 
distância
 
média,
 
em
 
quilómetros,
 
entre
 
a
 
capital
 
do
 
distrito
 
e
 
as
 
respectivas
 
sedes
 
de
 
concelho,
 
pelo
 
quantitativo
 
fixado
 
na
 
lei
 
geral
 
para
 
pagamento
 
do
 
quilómetro
 
percorrido
 
em
 
automóvel
 
próprio.
 
2
Nas
 
Regiões
 
Autónomas,
 
a
 
distância
 
para
 
cálculo
 
da
 
média
 
referida
 
no
 
número
 
anterior
 
nas
 
viagens
 
que
 
devam
 
ser
 
realizadas
 
por
 
via
 
aérea
 
é
 
igual
 
ao
 
quociente
 
da
 
divisão
 
do
 
valor
 
da
 
tarifa
 
aérea
 
praticada
 
pelo
 
quantitativo
 
fixado
 
na
 
lei
 
geral
 
para
 
pagamento
 
do
 
quilómetro
 
percorrido
 
em
 
automóvel
 
próprio.
 
Artigo
 
4.º
 
Deslocação
 
em
 
trabalho
 
político
 
nos
 
círculos
 
de
 
emigração
 
1
Cada
 
deputado
 
eleito
 
pelos
 
círculos
 
de
 
emigração
 
da
 
Europa
 
e
 
fora
 
da
 
Europa
 
pode
 
despender,
 
para
 
efeitos
 
de
 
deslocação
 
em
 
trabalho
 
político
 
no
 
respectivo
 
círculo,
 
até
 
ao
 
limite
 
de
 
metade
 
da
 
verba
 
correspondente
 
a
 
esse
 
círculo
 
constante
 
do
 
orçamento
 
da
 
Assembleia
 
da
 
República.
 
2
Havendo
 
nestes
 
círculos
 
eleitorais
 
deputados
 
neles
 
residentes
 
e
 
outros
 
não,
 
será
 
definido,
 
por
 
despacho
 
do
 
Presidente
 
da
 
Assembleia
 
da
 
República,
 
ouvido
 
o
 
conselho
 
de
 
administração,
 
um
 
factor
 
correctivo
 
que
 
tenha
 
em
 
conta
 
as
 
acrescidas
 
facilidades
 
do
 
trabalho
 
político
 
no
 
círculo
 
de
 
que
 
os
 
primeiros
 
beneficiam,
 
em
 
função
 
das
 
suas
 
deslocações
 
regulares
 
a
 
casa,
 
durante
 
o
 
período
 
de
 
funcionamento
 
efectivo
 
da
 
Assembleia
 
da
 
República.
 
 
 3
3
O
 
processamento
 
da
 
verba
 
atribuída
 
nos
 
termos
 
dos
 
números
 
anteriores
 
é
 
feito
 
em
 
quatro
 
prestações
 
trimestrais.
 
4
Durante
 
as
 
suas
 
deslocações,
 
os
 
deputados
 
têm
 
direito
 
ao
 
abono
 
de
 
ajudas
 
de
 
custo
 
e
 
ao
 
pagamento
 
do
 
respectivo
 
alojamento,
 
nos
 
termos
 
da
 
presente
 
resolução.
 
5
Os
 
deputados
 
eleitos
 
pelos
 
círculos
 
de
 
emigração
 
e
 
que
 
tenham
 
a
 
sua
 
residência
 
em
 
cidades
 
situadas
 
em
 
país
 
estrangeiro
 
não
 
têm
 
direito
 
a
 
abono
 
de
 
ajudas
 
de
 
custo
 
quando
 
se
 
encontrarem
 
em
 
trabalho
 
político
 
 junto
 
dos
 
eleitores
 
da
 
cidade
 
da
 
residência.
 
6
Os
 
deputados
 
eleitos
 
pelos
 
círculos
 
de
 
emigração
 
e
 
que
 
tenham
 
a
 
sua
 
residência
 
em
 
cidades
 
situadas
 
em
 
país
 
estrangeiro,
 
quando
 
se
 
encontrarem
 
em
 
trabalho
 
político
 
fora
 
da
 
cidade
 
da
 
respectiva
 
residência,
 
nesse
 
ou
 
noutro
 
país,
 
terão
 
direito
 
à
 
ajuda
 
de
 
custo
 
que
 
é
 
devida
 
pelo
 
trabalho
 
no
 
estrangeiro.
 
7
É
 
obrigatória
 
a
 
apresentação
 
do
 
bilhete
 
ou
 
bilhetes
 
dos
 
transportes
 
utilizados
 
e
 
dos
 
cupões
 
dos
 
cartões
 
de
 
embarque
 
correspondentes,
 
simultaneamente
 
com
 
a
 
entrega
 
do
 
boletim
 
itinerário
 
previsto
 
no
 
n.º
 
3
 
do
 
artigo
 
11.º
 
Artigo
 
5.º
 
Deslocação
 
em
 
trabalho
 
político
 
em
 
todo
 
o
 
território
 
nacional,
 
de
 
acordo
 
com
 
o
 
n.º
 
2
 
do
 
artigo
 
152.º
 
da
 
Constituição
 
da
 
República
 
Portuguesa.
 
1
A
 
importância
 
global
 
anual
 
para
 
despesas
 
de
 
deslocação
 
em
 
trabalho
 
político
 
em
 
território
 
nacional
 
é
 
igual
 
ao
 
produto
 
da
 
multiplicação
 
da
 
distância
 
em
 
quilómetros
 
entre
 
Lisboa
 
e
 
as
 
respectivas
 
capitais
 
de
 
distrito
 
pelo
 
quantitativo
 
fixado
 
na
 
lei
 
geral
 
para
 
pagamento
 
do
 
quilómetro
 
percorrido
 
em
 
automóvel
 
próprio,
 
sendo
 
essa
 
distância
 
multiplicada
 
por
 
2
 
em
 
relação
 
às
 
cidades
 
do
 
continente
 
e
 
por
 
1,5
 
em
 
relação
 
às
 
cidades
 
de
 
Ponta
 
Delgada
 
e
 
do
 
Funchal,
 
respectivamente
 
quanto
 
às
 
Regiões
 
Autónomas
 
dos
 
Açores
 
e
 
da
 
Madeira.
 
2
O
 
processamento
 
destas
 
verbas
 
é
 
mensal
 
e
 
obedece
 
às
 
regras
 
definidas
 
no
 
artigo
 
8.º
 
3
A
 
actualização
 
da
 
verba
 
a
 
que
 
se
 
refere
 
o
 
n.º
 
1
 
será
 
feita
 
sempre
 
que
 
for
 
actualizado
 
o
 
pagamento
 
do
 
quilómetro
 
percorrido
 
em
 
automóvel
 
próprio
 
e
 
na
 
percentagem
 
em
 
que
 
o
 
for.
 
Artigo
 
6.º
 
Deslocação
 
de
 
comissões
 
O
 
orçamento
 
da
 
Assembleia
 
da
 
República
 
fixa
 
a
 
verba
 
anual
 
que
 
pode
 
ser
 
despendida
 
com
 
deslocações
 
de
 
comissões
 
para
 
a
 
realização
 
de
 
trabalho
 
parlamentar.
 
Artigo
 
7.º
 
Delegações
 
parlamentares
 
ao
 
estrangeiro
 
1
Nas
 
deslocações
 
do
 
Presidente
 
da
 
Assembleia
 
da
 
República
 
aplica
se
 
a
 
lei
 
geral,
 
sendo
lhe
 
devidas
 
ajudas
 
de
 
custo
 
e
 
o
 
pagamento
 
do
 
alojamento
 
nos
 
termos
 
da
 
presente
 
resolução.
 
2
Nas
 
deslocações
 
de
 
representações
 
e
 
deputações
 
da
 
Assembleia
 
da
 
República
 
aplica
se
 
a
 
lei
 
geral,
 
sendo
 
devidos
 
o
 
pagamento
 
do
 
alojamento
 
e
 
ajudas
 
de
 
custo,
 
nos
 
termos
 
da
 
presente
 
resolução.
 
3
Nas
 
deslocações
 
em
 
missão
 
oficial
 
de
 
comissões,
 
delegações
 
ou
 
deputados
 
para
 
participarem
 
nos
 
trabalhos
 
de
 
organizações
 
internacionais
 
de
 
que
 
a
 
Assembleia
 
da
 
República
 
é
 
membro,
 
observam
se
 
as
 
seguintes
 
regras:
 

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->