Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Buy Now $5.00
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
5Activity
P. 1
SAÚDE É RIQUEZA

SAÚDE É RIQUEZA

Ratings:

5.0

(1)
|Views: 2,337 |Likes:
Introdução
VOCÊ SOFREU UMA LAVAGEM CEREBRAL. Nós lhe diremos a verdade.
Igualmente ao resto de nós, fizeram com que você acreditasse em algumas ideias sobre
saúde e doença—uma mitologia médica—que o nosso amplo conhecimento científico nos
mostra que simplesmente não são verdadeiras. Essas ideias estabeleceram o modo como
vivemos, cuidamos de nossa saúde, prestamos assistência médica e morremos. Mas, como
mostraremos neste livro, essas ideias não são apenas incorretas, são também falsas e prejudiciais
à sua saúde, às suas finanças e à sua qualidade de vida. Saber a verdade pode melhorar
drasticamente o seu bem-estar agora— e por décadas no futuro—, e também lhe dar mais
décadas para desfrutar a vida.
Os mitos da mitologia médica são:
1. A doença é inevitável à medida que o corpo humano envelhece, e todos nós
inexoravelmente passaremos de uma condição de saúde e vitalidade para um
estado de doença e decrepitude.
2. A doença representa um estado diferente da condição de boa saúde.
3. Uma vez contraída a doença, a pessoa se torna um ser essencialmente
diferente.
4. Uma vez que a doença se manifeste, é só uma questão de tempo até
que ela “acabe com você”.
5. A progressão (ou será uma regressão?) até uma doença e estado de
invalidez cada vez mais graves é irreversível.
Você se percebe aceitando que essas ideias são verdadeiras, muitas vezes sem nem ao
menos pensar sobre elas? Se você respondeu que sim, você não é o único. A falecida
jornalista Lynn Payer, autora do livro Disease Mongers: How Doctors, Drug Companies,
and Insurers are Making You Feel Sick (Vendedores de doenças: como médicos, empresas
farmacêuticas e seguradoras fazem com que você se sinta doente), escreveu que alguns
médicos, empresas farmacêuticas, grupos de defesa de pacientes e a mídia se juntam
para gerar medo (e, consequentemente, uma vontade de receber tratamento) em
relação a pseudo-doenças, como as síndromes da “fadiga crônica” e das “pernas
inquietas”. A cultura e os meios de comunicação influenciam o modo como vemos o
nosso corpo e a nossa saúde tanto quanto as informações médicas.
Introdução
VOCÊ SOFREU UMA LAVAGEM CEREBRAL. Nós lhe diremos a verdade.
Igualmente ao resto de nós, fizeram com que você acreditasse em algumas ideias sobre
saúde e doença—uma mitologia médica—que o nosso amplo conhecimento científico nos
mostra que simplesmente não são verdadeiras. Essas ideias estabeleceram o modo como
vivemos, cuidamos de nossa saúde, prestamos assistência médica e morremos. Mas, como
mostraremos neste livro, essas ideias não são apenas incorretas, são também falsas e prejudiciais
à sua saúde, às suas finanças e à sua qualidade de vida. Saber a verdade pode melhorar
drasticamente o seu bem-estar agora— e por décadas no futuro—, e também lhe dar mais
décadas para desfrutar a vida.
Os mitos da mitologia médica são:
1. A doença é inevitável à medida que o corpo humano envelhece, e todos nós
inexoravelmente passaremos de uma condição de saúde e vitalidade para um
estado de doença e decrepitude.
2. A doença representa um estado diferente da condição de boa saúde.
3. Uma vez contraída a doença, a pessoa se torna um ser essencialmente
diferente.
4. Uma vez que a doença se manifeste, é só uma questão de tempo até
que ela “acabe com você”.
5. A progressão (ou será uma regressão?) até uma doença e estado de
invalidez cada vez mais graves é irreversível.
Você se percebe aceitando que essas ideias são verdadeiras, muitas vezes sem nem ao
menos pensar sobre elas? Se você respondeu que sim, você não é o único. A falecida
jornalista Lynn Payer, autora do livro Disease Mongers: How Doctors, Drug Companies,
and Insurers are Making You Feel Sick (Vendedores de doenças: como médicos, empresas
farmacêuticas e seguradoras fazem com que você se sinta doente), escreveu que alguns
médicos, empresas farmacêuticas, grupos de defesa de pacientes e a mídia se juntam
para gerar medo (e, consequentemente, uma vontade de receber tratamento) em
relação a pseudo-doenças, como as síndromes da “fadiga crônica” e das “pernas
inquietas”. A cultura e os meios de comunicação influenciam o modo como vemos o
nosso corpo e a nossa saúde tanto quanto as informações médicas.

More info:

Published by: Dr. Louis Ignarro/Dr. Andrew Myers on Apr 22, 2010
Copyright:Traditional Copyright: All rights reserved
List Price: $5.00 Buy Now

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
See more
See less

05/12/2014

$5.00

USD

pdf

You're Reading a Free Preview
Pages 2 to 171 are not shown in this preview.

Activity (5)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Vagner Engracia liked this
robsoncosta liked this
lipdan liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->