Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
6Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
CSMA-CA

CSMA-CA

Ratings: (0)|Views: 515|Likes:
Published by redesinforma

More info:

Published by: redesinforma on Apr 23, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/28/2010

pdf

text

original

 
ZIGBEE – CONECTIVIDADE WIRELESS PARA AUTOMAÇÃO ECONTROLE
 
Armando Koerig Gessinger armando@airwire.com.br AIRWIRE Desenvolvimento Tecnológico Ltda.Carlos Henrique Hennigchennig@coester.com.br Coester Automação S.A.
Abstract
ZigBee and 802.15.4 standards were developed with focus in providing a consistent solution for automation connectivity. Features like low power, low cost, network determinism, protocol consistence and application simplicity are part of their scope, generating favorable conditions for their appliance in large scale.
Resumo
Os padrões 802.15.4 e ZigBee foram desenvolvidos visando principalmente apresentar umasolução consistente de conectividade sem fio para aplicações em automação. Características comobaixo consumo, baixo custo, determinismo na rede, robustez de protocolos e simplicidade deutilização fazem parte do escopo da sua proposta, criando condições favoráveis à sua aplicaçãoem larga escala.
Palavras chave:
zigbee, wireless, redes, sensores, padrão, automação, protocolo,camadas, determinismo, controle, sem fio, rádio, RF.
1 INTRODUÇÃO
A enorme base instalada de equipamentos eletrônicos, somada à necessidade de haver conectividade entre eles, tem sido a alavanca para o desenvolvimento de tecnologias detransmissão de dados que permitam grande escala de dispositivos conectados a um custo baixo ecom alto grau de confiabilidade.Neste contexto, recentemente foi estabelecido o padrão IEEE 802.15.4: comunicação sem fio paracurtas distâncias, implementando os níveis físicos e de enlace da camada OSI; que, juntamentecom uma norma complementar, o “ZigBee” - que descreve o nível de rede da camada OSI eespecifica o acesso à pilha pela aplicação - se propõe a ser uma forma de conectividade para acriação de redes dinâmicas e escalonáveis, com simplicidade e baixo custo de implementação.No campo da automação, principalmente em se tratando de estruturas e edificações já prontas, oobstáculo principal à instalação de equipamentos de acionamento e sensoriamento é a via decomunicação. Como estabelecer uma infra-estrutura de transmissão de dados em um prédioantigo, ou mesmo novos, mas não projetado para tal, sem grande impacto em custos e serviços?
 
É imprescindível atualmente uma via robusta e eficiente de comunicação inter-dispositivos? Quegrau de agilidade e flexibilidade poderia ser alcançado, quando houver necessidade de expansãoou realocação da planta?A resposta para essas questões: o estabelecimento de uma tecnologia de transmissão de dadossem fio, que permita criar redes tipo “mesh”, com perfis de roteamento, estruturação dinâmica edesempenho tais que, possa ser aplicada em um grande número de novas possibilidades;dispositivos (nodos), inseridos na própria rede que possam desempenhar também funções decontrole e roteamento; sendo que a interconexão dessas redes, em longas distâncias, seriarealizada por meios de comunicação já consolidados (celular, 802.11, etc.).Esta proposta se destaca pelas seguintes características:- baixo custo;- baixo consumo de energia;- alta eficiência utilizando poucos recursos de processamento;- segurança dos dados;- alcance até 100m;- determinismo na rede.A adoção de uma solução alinhada com um padrão, principalmente em se tratando de meio detransmissão sem fio, é um aspecto fundamental para o sucesso e continuidade do projeto.O item dois a seguir apresenta o padrão 802.15.4 em suas camadas; o item três apresenta acamada ZigBee e suas principais características e o item quatro apresenta as principais aplicaçõesda conectividade em pauta, com ênfase em automação.
2 VISÃO GERAL DO PADRÃO IEEE 802.15.4
O Grupo de Trabalho do Padrão IEEE 802.15.4 buscou obter uma conectividade sem fio dereduzida complexidade, baixo custo e consumo de energia, a ser aplicada a equipamentos fixos,portáteis ou móveis de baixo preço. Esta configuração de baixo custo e baixo consumo de energiafoi conseguida devido à reduzida taxa de transferência e baixa latência requeridas. O sonho dacomunicação sem fios à curta distância, em qualquer lugar, começa a ser atingido.Assim como a administração, vendas e atividades de marketing estão associadas a altos custos,para produtos “wireless”, também estão sua manufatura e operação. Para obter-se um custo totalbaixo, longa duração de bateria e baixos custos operacionais, o Grupo de Trabalho do PadrãoIEEE 802.15.4 fez várias concessões razoáveis no dimensionamento do desempenho dosequipamentos. Para controlar os custos administrativos, tanto dos desenvolvedores de aplicaçãoquantos dos usuários, são usadas freqüências não licenciadas de rádio. Devido ao padrão IEEE802.15.4 destinar-se a serviços de curto alcance sem infra-estrutura, capazes de suportar redesmuito grandes, as funções de transmissão e recepção podem, e devem consumir pouca energia eter baixos custos operacionais.A seguir, são apresentadas algumas das características exclusivas do padrão IEEE 802.15.4, quepermitem a realização desta concepção de desempenho.
2.1 Baixo custo e economia de energia
 
Baterias são componentes com custo relativamente alto em equipamentos transceptores. Elasfornecem a energia para as comunicações, mas geram custo de operação e de substituição. Ocusto total de um sistema deste tipo não pode ser minimizado se for necessário usar baterias detecnologia cara e complexa.As características das baterias de baixo custo limitam as opções de outros atributos para osistema. Por exemplo, a quantidade total de energia carregada e a capacidade de fornecimentoinstantâneo de potência da maioria das baterias estão inter-relacionadas. A quantidade total deenergia carregada só é atingida caso a necessidade instantânea de fornecimento for limitada, e por isso, para ter-se longa duração da bateria, a energia tem que ser mantida continuamente num valor extremamente baixo, ou em pequenas quantidades em baixo ciclo de trabalho.Devido ao consumo de energia de circuitos “wireless” funcionais, não se consegue a duraçãodesejável da bateria sob operação constante; o padrão IEEE 802.15.4 permite que algunsequipamentos operem em ciclos de trabalho muito baixos, com a transmissão ou a recepçãoinativas durante mais de 99% do seu tempo de operação.
 
Em aplicações práticas, mesmo em repouso, sempre haverá um pequeno consumo de energiapelos temporizadores ou assemelhados, quando os circuitos estiverem inativos. Para reduzir otempo médio deste tipo de consumo, a energia tanto em atividade quanto em repouso deve ser reduzida o máximo possível.Entretanto, para certas aplicações ou tecnologias suportadas pela rede, há limitações práticas paraa energia, tanto em atividade quanto em repouso.Na maior parte das aplicações a energia em atividade é muito maior que a em repouso. Com basenisto, pode-se ver que se reduzindo o ciclo de trabalho obtêm-se baixos níveis de consumo econsegue-se longa duração de baterias.Por exemplo, para um equipamento com energia em atividade de 10mW e de 10uW em repouso,se o ciclo de trabalho é 0,1%, então a vazão de energia média é cerca de 19.99uW. Se oequipamento é alimentado por uma bateria AAA de 750 mAh regulada linearmente para 1V, eleterá uma vida útil de bateria de mais de 37.000h, ou seja, mais de quatro anos.Para suportar baixo regime contínuo,o pacote de sinalização no Padrão EEE 802.15.4 deve ser curto, 544us na freqüência 2,4GHz, enquanto o período de superframe (tempo entre sinalizaçõesna rede) esteja entre 15.36 ms até mais de quatro minutos. Isto resulta num duty cicle desinalização que pode ser estabelecido desde 2,3% até 0,000216% (2,16 ppm). Alem disto oPadrão suporta um modo sem sinalização no qual a rede pode operar sem sinalizadores. Estemodo permite que escravos, numa rede estrela mestre-escravo, por exemplo, permanecer emrepouso indefinidamente, somente contatando o mestre (que pode estar conectado à rede elétrica,talvez, e desta forma ser capaz de constante recepção) quando ocorra um evento.Os escravos podem, entretanto, ter uma duração quase ilimitada da bateria, determinadaprimordialmente pelo seu consumo de energia em repouso.O modo sem sinalizadores, de fato, pode ser um requisito determinante para operação na faixa de868MHz, que tem a limitação de regime contínuo máximo em 1%.
Figura 1: Estrutura de super frame
2.2 Modulação
Tendo em mente a meta de ter baixo custo e reduzido consumo de energia, o protocolo decomunicação do Padrão IEEE 802.15.4 foi concebido para somente suportar comunicação digitalde dados (ou seja, não possibilita serviços analógicos). Serviços “data-only” permitem que seescolha um esquema de modulação altamente eficiente, possibilitando uma implementação debaixo custo. Da mesma forma, o protocolo suporta somente operação “half-duplex”,de modo que otransmissor e o receptor não necessitam estar ativos simultaneamente.Além disso, os esquemas de modulação de dados são simples, BPSK em 868/915 MHz PHY e O-QPSK em 2.4GHz PHY.

Activity (6)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
Renata Ravanelli liked this
limaoz liked this
cmeskita liked this
alexscotton liked this
lordborges liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->