Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
96Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
O Estatuto Da Cidade Comentado

O Estatuto Da Cidade Comentado

Ratings: (0)|Views: 6,291|Likes:
Versão PDF da publicação "O Estatuto da Cidade Comentado", do Ministério das Cidades.
Versão PDF da publicação "O Estatuto da Cidade Comentado", do Ministério das Cidades.

More info:

Categories:Types, Brochures
Published by: Fórum de Desenvolvimento do Rio on Apr 26, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/13/2014

pdf

text

original

 
O Estatuto da CidadeComentado
PULICCOMPLETA FINALport.indd 13/11/10 12:46:59 PM
 
Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) E79 O Estatuto da Cidade : comentado = The City Statute o Brazil : a commentary / organizadores Celso Santos Carvalho, Anaclaudia Rossbach. – São Paulo :Ministério das Cidades : Aliança das Cidades, 2010.120 p. : il.Textos paralelos em português e inglês.1. Crescimento urbano - Brasil - Legislação. 2. Segregação urbana. 3. Exclusão social.4. Movimentos sociais. 5. Habitação. 6. Saneamento. 7. Mobilidade residencial. 8.Sociologia urbana. I. Carvalho, Celso Santos. II. Rossbach, Anaclaudia.CDU 711.4(81)316.334.56(81)CDD 711.40981307.760981
PULICCOMPLETA FINALport.indd 23/11/10 12:46:59 PM
 
Apresentação
Com seu processo de urbanização virtualmente concluído, muitas cidades latino-americanastêm respondido cada vez mais ao desao de superar o legado de décadas de exclusão social.No Brasil, anos de pressão dos movimentos sociais colocaram a questão do acesso à terra urbanae a igualdade social no topo da lista das agendas política e de desenvolvimento. Conrontado comas dierenças sociais criadas por uma das sociedades mais desiguais do mundo, a resposta doBrasil oi a de mudar a Constituição a m de promover uma reorma undamental de longo prazona dinâmica urbana. Como consequência, as estruturas undamentais dessa nova ordem jurídico-urbanística oram abrigadas na Constituição Federal de 1988 e na Lei 10.257 de 2001, conhecidacomo o Estatuto da Cidade.Entre os desaos encarados pelo governo está o de trabalhar para reverter uma característicamarcante das suas cidades e comum em outras tantas cidades do mundo: a segregaçãosocioespacial. Bairros abastados que dispõem de áreas de lazer, equipamentos urbanos modernoscoexistem com imensos bairros periéricos e avelas marcadas pela precariedade ou total ausênciade inraestrutura, irregularidade undiária, riscos de inundações e escorregamentos de encostas,vulnerabilidade das edicações e degradação de áreas de interesse ambiental.Durante muitos anos, somente as partes das cidades brasileiras que atraíam a atenção dosplanejadores oram beneciadas pelos serviços públicos e tiveram uma participação desproporcionaldos orçamentos locais.O governo brasileiro sinalizou suas intenções de mudança deste quadro com a criação doMinistério das Cidades, em 2003. O novo Ministério recebeu a incumbência de apoiar estados emunicípios na consolidação de novo modelo de desenvolvimento urbano que engloba habitação,saneamento e mobilidade urbana, por meio da Secretaria Nacional de Programas Urbanos, cujaprincipal tarea é apoiar a implementação do Estatuto das Cidades.Também oi em 2003 que o Ministério das Cidades liderou o processo para que o Brasil setornasse o primeiro país em desenvolvimento a se unir à Aliança de Cidades. A presente publicação,preparada em conjunto pelo Ministério das Cidades e pela Aliança de Cidades, é a primeira tentativade prestar contas das experiências e conceitos que orientam o esorço brasileiro para superaçãoda desigualdade urbana. A peça central desses esorços é o Estatuto da Cidade, um instrumentojurídico único e inovador, concebido pelo amplo movimento de reorma urbana no país.Esperamos que esta publicação contribua de orma positiva ao debate, extremamente necessário,ocado na construção de cidades equilibradas, justas e saudáveis para todos.
Marcio Fortes
MinistroMinistério das Cidades
Billy Cobbett
DiretorAliança das Cidades
PULICCOMPLETA FINALport.indd 33/11/10 12:46:59 PM

Activity (96)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Aline Oliveira liked this
Julio Teroni liked this
Nuno Almeida liked this
ana_miranda_9 liked this
Mariana Favretto liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->