Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
jomo kenyata na luta de libertação do quénia.

jomo kenyata na luta de libertação do quénia.

Ratings: (0)|Views: 280 |Likes:
Published by Herlander-2010
jomo kenyata na luta de libertação do quénia. elaborado por herlander jericó caetano cazebeca. imne marista school nice
jomo kenyata na luta de libertação do quénia. elaborado por herlander jericó caetano cazebeca. imne marista school nice

More info:

Published by: Herlander-2010 on May 04, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/04/2010

pdf

text

original

 
Introdução
Neste trabalho abordamos sobre Jomo Kenyatta, que foi umqueniano, pertencente a tribo dos kikuyu, formado em paíseseuropeus e sua participação activa na luta de libertação do Quénia.Porque ele foi o verdadeiro responsavél para proclamação daindependência no Qénia tornando-se no primeiro presidente doQuénia e um dos membros mais importates que pertência aocongresso Pan-Africano uma das associações que defendia ospaíses africanos em busca de sua liberdade.
 
Jomo Kenyatta, nasceu no Qénia seu pai foi Muigai Wambuique era filho de antigos bruxos que faziam parte da tribo Kikuyu.Kenyatta teve uma infância típica do Quênia. Ele recebeu umaeducação a partir da Igreja da Escócia. Foi lá que ele recebeu suaeducação primária e mais tarde foi batizado como John Peter Kamau, que mais tarde mudou para Johnstone Kamau.Não é muito conhecido sobre sua infância, além de que teveum grande interesse a sua cultura e costumes ancestrais. Não é deuma cultura sua e costumes. Ele também morava com algunsparentes Maasi em um ponto, durante a Segunda Guerra Mundial,no entanto, não foi até mais tarde em sua vida que suas realizaçõese verdadeira personagem começou a brilhar.Educação é muito importante no Quénia, ainda hoje e assimnão é de estranhar que era importante para a Jomo Kenyatta. Suaeducação não se limitava ao Quênia, mas ele também se aventurouem outras terras para a educação superior que não estavadisponível para ele em seu país de origem. Kenyatta viajou para aInglaterra, várias vezes. De lá ele foi para a Rússia para estudar naUniversidade de Moscou, mas infelizmente as disputas políticascanselaram os seus estudos. No entanto, a Rússia não foi o fim desua educação e de lá voltou para a Inglaterra e prosseguiu os seusestudos na University College, em Londres.Jomo Kenyatta teve uma carreira muito longa e importantepolítico no Quênia e ele é considerado como o filho mais amado doQuênia até o momento. Ele tinha uma visão poderosa de umsistema unificado e livre no Quênia que ainda vive no Quênia sobrehoje. Kenyatta teve um início de sua carreira política quando se juntou à Associação Central Kikuyu em 1925 a partir da qual maistarde ele foi para Nairóbi, em representação dos problemas da terraKikuyu. Mas a terra não era o único problema que Kenyatta falousobre, ele falou contra as injustiças do governo colonial britânico etrouxe para os olhos do Quênia os erros que estavam sendo feitossobre eles. Kenyatta não só falou em palavras, mas ele tambémescreveu. Em 1928 começou a editar um semanário chamadoKikuyu, Mwigwithania que serviu como mais uma prova queKenyatta abraçou sua liderança. Ele estava disposto a trabalhar 
 
com qualquer um, em qualquer lugar, a fim de obter a suamensagem. Ao longo de sua carreira política Kenyatta viajou para aGrã-Bretanha em diversas ocasiões, a primeira das quais foi a fimde apresentar queixas perante o Instituto Africano colonial em 1929.Nesta viagem ele foi acompanhado por um líder indígena, Dass.Isher e durante essa viagem Kenyatta publicou vários artigos em jornais sobre a situação do Quênia. Kenyatta esteve outra emInglaterra novamente em 1931, mais uma vez para apresentar queixas no entanto foram ignoradas. Usando a escrita Kenyattapublicou seu livro, Enfrentar o Monte Quênia, em 1938, sob o nomede Jomo Kenyatta, que ele viria a ser conhecido a partir de então.Kenyatta fundou a Federação Pan-Africana, junto com KwameNkrumah. No mesmo ano retornou ao Quênia, e tornou-se professor titular no Kenya Teachers College. Kenyatta, em 1945 organizou oquinto Congresso Pan-Africano em Manchester. Em 1947 tornou-sepresidente da União Africana do Quênia (KAU), passando a receber ameaças de morte de colonos brancos após sua eleição.
 
Sua reputação junto ao governo britânico prejudicada por seuassumido envolvimento com a rebelião Mau Mau. Ele foi preso emoutubro de 1952 e indiciado com mais 6 pessoas sob acusação de³comandar e integrar" a Sociedade Mau Mau. O julgamento durou 5meses: a principal testemunha de acusação cometeu perjúrio; o juiz, que recebera uma grande pensão pouco antes do julgamento,e que mantivera um contato secreto com Evelyn Baring, barão deGlendale durante o julgamento que era abertamente hostil à causados acusados. A defesa argumentou que os colonos brancosbuscavam em Kenyatta um bode expiatório, e que não havianenhuma evidência que o ligasse aos Mau Mau. Louis Leakeyatuou como tradutor, e foi acusado de não traduzir corretamente por preconceito. Após Leakey deixar de atuar como tradutor, omissionário da Igreja Escocesa, Robert Philp, passou a atuar comotradutor da corte. Kenyatta foi sentenciado em 8 de abril de 1953 a7 anos de trabalhos forçados e permanente vigilância em seguida.Foi mandado para o exílio em Lodwar, uma parte remota doQuênia. A opinião geral da época o ligava aos Mau Mau, poréminvestigações posteriores demonstraram o contrário Kenyatta ficoupreso até 1959.

Activity (2)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->