Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
8Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Plano Diretor Urbano - PDU - Belém (93)

Plano Diretor Urbano - PDU - Belém (93)

Ratings: (0)|Views: 1,843 |Likes:
Published by gabineteCAB

More info:

Categories:Types, Research, Law
Published by: gabineteCAB on May 04, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/25/2012

pdf

text

original

 
Prefeitura Municipal de BelémSecretaria Municipal de Assuntos Júrídicos - SEMAJDECRETOS E LEIS MUNICIPAISLei Ordinária N.º
 
7, DE 13 DE JANEIRO DE 1993.13/01/1993
 
Dispõe sobre o Plano Diretor do Município deBelém e dá outras providências.
A CÂMARA MUNICIPAL DE BELÉM, estatui e eu sanciono a seguinte Lei:Título IDa Política de Desenvolvimento do Município de BelémCapítulo IDas DiretrizesArt. 1º O Poder Público promoverá o desenvolvimento de Belém pela melhoria da qualidade de vida de seushabitantes e usuários, resultante do fortalecimento de sua base econômica, da partilha dos bens, serviços equalidade ambiental oferecidos, obedecendo as diretrizes gerais abrangentes e es-pecificas estabelecidas nestaLei, e cumprindo as determina-ções constantes das Constituições Federal e Estadual, e da Lei Orgânica doMunicípio de Belém.Seção IDas Diretrizes Gerais AbrangentesArt. 2º São diretrizes gerais abrangentes de desenvolvimento do município de Belém:I - atuação sistemática do Poder Público na orientação do desenvolvimento urbano, organizando o processodecisório de formulação de estratégias de ação e do gerenciamento da implementação do Plano Diretor, ou seja,do planejamento e da gestão, englobando os três níveis de governo, Federal Estadual e Municipal, e também ainstituição de coordenação e solução das questões de interesse metropolitano.II - o controle peio cidadão da ação pública e privada no município, através do desenvolvimento de instituiçõesdemocráticas, de forma a incorporar em todas as fases de processo de planejamento, programação e produção do espaço e de serviços urbanos, a iniciativa privadaempresarial e entidades representativas da sociedade civil organizada;III - o controle pelo cidadão da ação governamental será exercido por meio de divulgação de indicadoreseconômicos, sociais, ambientais e urbanísticos, consubstanciado no sistema de controle pelo cidadão da açãogovernamental, que reflitam de um lado a realidade existente e de outro os padrões a atingir definidos emdocumentos iniciais de planejamento e gestão, dos níveis de governo federal, estadual, metropolitano emunicipal atuantes no município de Belém, após sua aprovação por lei municipal.a) os poderes públicos federal, estadual e municipal que atuam no município de Belém produzirão asínformações necessárias à atualização anual dos indicadores anteriormente definidos.IV - sendo que somente com a conjugação dos esforços dos três níveis de governo será possível superar osgraves problemas acumulados por décadas, o Plano Diretor deverá ser instrumento para soma positiva das açõesgovernamentais que se dão no território municipal, especialmente através da articulação, a ser desenvolvida pelainstituição de planejamento e gestão metropolitana prevista nas Constituições Federal e Estadual.V - os poderes públicos municipal e estadual, cumprin-do suas responsabilidades políticas buscarão, por atuaçãodi-reta e influência política sobre os interesses privados e as escalas governamentais superiores ao nível local,estimular o desenvolvimento da base econômica da cidade, já que deságuam principalmente em seu território asconseqüências sociais de um crescimento econômico ineficiente, desigual e excluden-te, buscando asocialização da propriedade.a) os planos de governo, aprovados por lei, serão elabora-dos durante o primeiro ano da gestão e orientaçãoobrigato-riamente as propostas das Leis de Diretrizes Orçarnentárias e, no que se refere as suas ações noterritório municipal, farão referência expressa aos padrões existentes e padrões a atingir, em coerência com oPlano Diretor.VI - o Plano Diretor, sendo parte de um processo social de planejamento que se desdobra em projetos
Prefeitura Municipal de Belém - Leis e Decretos Municipaishttp://www.belem.pa.gov.br/semaj/app/Sistema/view_lei.php?id_lei=11841 de 5704/05/2010 11:32
 
específicos de atuação ao longo de mais de uma administração, deve abran-ger prazo suficiente para orientar asnecessárias mudanças no ordenamento do desenvolvimento urbano, abarcando a atua-ção de 5 administraçõesestaduais e municipais.a) com um prazo de abrangência dessa amplitude, o Pla-no Diretor do município de Belém, será naturalmenterevisto em algumas de suas diretrizes a prazo mais curto, adaptando-as às novas necessidades, possibilidades eorientações que a comunidade belenense decida definir. Assim, o Plano Dire-tor deverá ter dois níveis deformulação:- o primeiro, mais geral e fundamental, consubstanciado em suas diretrizes, preservando o caráter de"Constituição Ur-banistica" e conforme previsto no art. 182 da Constituição Federal, princípios norteadores passíveis de serem aprovados em si mesmo;- o segundo, contendo maior aprofundamento sobre as-pectos específicos de controle urbanístico, a ser aprovado num segundo momento, onde as necessárias adaptações e atualiza-ções poderão dar-se maisfacilmente.VII - o Plano Diretor objetiva estimar o déficit social apresentado pela cidade em termos de recursos a investir edespesas de custeio. Deverá comparar os gastos necessários à eliminação desse déficit com a capacidade degastos públicos na cidade por parte dos governos federal, estadual e municipal.VIII - a ordenação e o controle da utilização, ocupação, aproveitamento e parcelamento do solo no territóriomunici-pal, deverá sempre buscar alcançar a justa distribuição dos be-nefícios decorrentes da ação do Poder Público;IX - na organização dos espaços do território municipal buscar a qualificação ambiental, com a distribuição dasmassas edificadas em espaços horizontais e verticais, visando a amenização micro - climática, a diversificação ea valorização de elementos significativos da paisagem natural e construída, e sua qualificação estética.a) é fundamental considerar, também:o a preservação, a valorização e a difusão do patrimônio cultural, artístico e histórico do município;o a integração dos sistemas de transporte público aos ob-jetivos da política de uso e ocupação do solo municipale metropolitano..Parágrafo único. A cidade cumpre suas funções sociais na medida em que assegura o direito de todos os seushabitantes ao acesso:I - à moradia;II - ao transporte coletivo;III - ao saneamento;IV - à energia elétrica;V - à iluminação pública;VI - ao trabalho;VII - à educação;VIII - à saúde;IX - ao lazer X - à segurança;XI - ao patrimônio ambiental e cultural;XII - à informação;XIII - à cultura.Seção IIDas Diretrizes Gerais EspecíficasSubseção IDo Desenvolvimento Sócio - EconômicoArt. 3º O Poder Público acompanhará e avaliará conti-nuamente o processo econômico do município,considerando o esvaziamento de sua base industrial e o crescimento das ati-vidades e de serviços, através de:I - instituição de mecanismo de monitoramento do pro-cesso econômico municipal;II - criação de capacidade técnica e política visando a definição de estratégias de ação referentes aodesenvolvimen-to econômico local, bem como o aperfeiçoamento das medi-das propostas nesta Lei.Art. 4º O monitoramento referido no art. 3º, inciso I, deverá:I - ser capaz de detectar as implicações decorrentes da redução da base industrial do município e da expansão dose-tor terciário sobre a geração do emprego e renda e a arrecada-ção tributária do Poder Público, especialmenteem vista das demandas sociais decorrentes do extremamente elevado cres-cimento populacional.II - verificar, permanentemente, o momento em que as autoridades do governo municipal, da instituiçãometropoli-tana de planejamento e gestão, do governo estadual e as insti-tuições da sociedade civil, devemdesenvolver ações no sentido de reverter tendências de esvaziamento econômico do muni-cípio e\ou buscar desenvolver políticas que orientem o fluxo migratório para Belém.
Prefeitura Municipal de Belém - Leis e Decretos Municipaishttp://www.belem.pa.gov.br/semaj/app/Sistema/view_lei.php?id_lei=11842 de 5704/05/2010 11:32
 
Item IDefinição dos ObjetivosArt. 5º A política de desenvolvimento econômico para o município de Belém constitui-se na aplicação de umcon-junto de ações destinadas a proporcionar o crescimento quan-titativo e qualitativo da economia, através doestimulo a atividades geradoras de emprego e renda, e da instituição de mecanismos que resultem na distribuiçãosocialmente justa do produto, de acordo com os seguintes objetivos:I - promover a valorização econômica dos recursos na-turais, humanos, infra-estruturais, paisagístico e culturaisdo município:II - criar oportunidade de trabalho e gerar renda neces-sários à sobrevivência condigna dos habitantes e àelevação contínua de sua qualidade de vida;III - estimular o investimento produtivo do setor priva-do, particularmente nas atividades consideradas prioritárias para o desenvolvimento municipal;IV - aumentar a eficiência das atividades econômicas;V - propiciar urna distribuição mais adequada das ativi-dades econômicas no território municipal, de forma aminimi-zar as distâncias entre locais de produção e consumo, e entre residência e destinos importantes, inclusiveemprego;Art. 6º Constitui meta fundamental da política de de-senvolvimento econômico para o município de Belém, a bus-ca incessante de um desenvolvimento auto -sustentado, fun-damentado na ampliação do seu mercadointerno e com base no aumento de produtividade do seu espaço urbano, com ga-nhos crescentes de qualidade deseu meio ambiente natural e construído, de tal modo que se torne fator locacional privi-legiado para a atração deinvestimentos externos modernos, competitivos e, preferencialmente, de fácil integração com a sócio-economialocal.Art. 7º Compete ao Poder Público a responsabilidade de planejar, fomentar e regulamentar o desenvolvimentoeconô-mico, bem como representar os interesses econômicos gerais do município sempre que for exigido.Item IIDas DiretrizesArt. 8º Serão atividades de interesse para o desenvolvi-mento econômico do município de Belém, aquelas cujofun-cionamento se compatibilizar com o objetivo de elevação geral de vida das pessoas que usam a cidade, comfortes efeitos mul-tiplicadores em investimentos delas decorrentes, para trás e para frente, e que possuamvantagens, comparativas naturais e/ou econômicas, de forma que seus efeitos germinativos in-terno, em termosde emprego, renda e aumento da capacida-de de investimentos públicos, via impostos e outros mecanismos dearrecadação financeira do Poder Público, sejam capazes de contribuir para garantir a posição de Belém comogrande poló de irradiação do desenvolvimento regional.Art. 9º Sem prejuízo das demais atividades prioritárias a que se refere o art. 13 ou da necessidade de passar a privile-giar outras atividades ao longo do horizonte deste Plano Di-retor, em razão de determinações concretasda dinâmica sócio-econômica e política do município, o Poder Público con-siderará de prioridade máxima naimplementação de sua po-lítica de promoção às atividades econômicas no município de Belém, o desenvolvimento da indústria daconstrução civil e o fomento ao turismo.§ 1º. A indústria da construção civil é atividade econômica prioritária em razão dos seguintes aspectos,rela-cionados aos objetivos deste Plano Diretor:I - é a maior empregadora de mão-de-obra, em conse-qüência, também geradora de demanda por artigos básicos, portanto, de mercado dinamizador da produção local destes bens;II - demanda uma gama variada de meios de produção, criando múltiplos entrelaçamentos entre diferenciadosramos da produção social, pressionando a expansão do mercado in-terno para patamares mais elevados quanto acomplexidade e modernidade das unidades produtivas ofertantes e deman-dantes, gerando efeitos neste sentidoinclusive nas atividades de promoção e comercialização de seus próprios produtos;III - é essencial, não só para a concretização da política habitacional, corno para a realizaçao dos objetivosestruturais deste Plano Diretor, expressos nos mecanismos de controle do espaço urbano previstos no capítulo I,seção V, título II desta Lei.§ 2º. O turismo é atividade econômica prioritá-ria porque, hoje, face a experiência dos pólos atrativos detu-ristas, já não se discute mais quanto a sua grande capacidade como fonte geradora de emprego, e renda, eBelém, por seus aspectos paisagísticos/recreativos e como portal da Amazônia, com razoáveis equipamentosturísticos, em termos de hotela-ria e serviços urbanos, possui grande potencial turístico, par-ticularmente no que
Prefeitura Municipal de Belém - Leis e Decretos Municipaishttp://www.belem.pa.gov.br/semaj/app/Sistema/view_lei.php?id_lei=11843 de 5704/05/2010 11:32

Activity (8)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Jolenas liked this
Rodrigo Mendes liked this
mafapinho liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->