Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
26Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Atividades Sobre Romantismo Blog

Atividades Sobre Romantismo Blog

Ratings: (0)|Views: 3,532 |Likes:
Published by kadumeis
Atividades sobre o Romantismo
Atividades sobre o Romantismo

More info:

Categories:Types, Resumes & CVs
Published by: kadumeis on May 17, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/25/2013

pdf

text

original

 
1 O trecho a seguir é parte do poema “Mocidade e morte”, do poeta romântico CastroAlves:Oh! eu quero viver, beber perfumes Na flor silvestre, que embalsama os ares;Ver minh'alma adejar pelo infinito,Qual branca vela n'amplidão dos mares. No seio da mulher há tanto aroma... Nos seus beijos de fogo há tanta vida... –– Árabe errante, vou dormir à tardeÀ sombra fresca da palmeira erguida.Mas uma voz responde-me sombria:Terás o sono sob a lájea fria.ALVES, CastroEsse poema, como o próprio título sugere, aborda o inconformismo do poeta com aantevisão da morte prematura, ainda na juventude. A imagem da morte aparece na palavra:(A) embalsama.(B) infinito.(C) amplidão.(D) dormir.(E) sono.2. O retorno à Idade Média foi, em Portugal, manifestação de uma característica doRomantismo.a) Que característica foi essa? b) Qual a manifestação correspondente no Romantismo brasileiro?3.O texto abaixo apresenta, basicamente, três partes: a realidade, o sonho e a realidadenovamente. Aponte o início e o fim de cada uma das partes. Compare as duas partesrelativas à realidade com a parte relativa ao sonho.Oh! ter vinte anos sem gozar de leveA ventura de uma alma de donzela!E sem na vida ter sentido nunca Na suave atração de um róseo corpoMeus olhos turvos se fechar de gozo!Oh! nos meus sonhos, pelas noites minhas
 
Passam tantas visões sobre meu peito!Palor de febre meu semblante cobre,Bate meu coração com tanto fogo!Um doce nome os lábios meus suspiram,Um nome de mulher... e vejo lânguida No véu suave de amorosas sombrasSeminua, abatida, a mão no seio,Perfumada visão romper a nuvem,Sentar-se junto a mim, nas minhas pálpebrasO alento fresco e leve como a vidaPassar delicioso... Que delírios!Acordo palpitante... inda a procuro:Embalde a chamo, embalde as minhas lágrimasBanham meus olhos, e suspiro e gemo...Imploro uma ilusão... tudo é silêncio!Só o leito deserto, a sala muda!Amorosa visão, mulher dos sonhos,Eu sou tão infeliz, eu sofro tanto! Nunca virás iluminar meu peitoCom um raio de luz desses teus olhos?4. (FUVEST-SP)I.Pálida à luz da lâmpada sombriaSobre o leito de flores reclinadaComo a lua por noite embalsamadaEntre as nuvens do amor ela dormia!II.Uma noite, eu me lembro... ela dormia Numa rede encostada molemente...Quase aberto o roupão... solto o cabeloE o pé descalço no tapete rente.Os dois textos apresentam diferentes concepções da figura da mulher. Se ambos ostextos são românticos, como explicar a diferença no tratamento do tema? Apontar nosdois textos situações contrastantes que revelam essas diferentes concepções.5. Cite um fato histórico que influenciou o Romantismo.6. O romantismo está relacionado com o surgimento de um novo público leitor. Qual?7. Leia o texto de Álvares de Azevedo a seguir e responda as questões propostas:Idéias Íntimas (fragmentos)“Parece-me que vou perdendo o gosto
 
(...) Passo as noites aqui e os dias longos;Dei-me agora ao charuto em corpo e alma;(...) Meu pobre leito! Eu amo-te contudo!Aqui levei sonhando noites belas;As longas horas olvidei libandoArdentes gotas de licor doirado,Esqueci-as no fumo, na leituraDas páginas lascivas do romance...Meu leito juvenil, da minha vidaÉs a página d’oiro. Em teu asiloEu sonho-me poeta, e sou ditoso,E a mente errante devaneia em mundosQue esmalta a fantasia! Oh! Quantas vezesDo levante sol entre odaliscasMomentos não passei que valem vidas!Quanta música ouvi que me encantava!Quantas virgens amei!(...)Ó meus sonhos de amor e mocidade,Por que ser tão formosos, se devíeisMe abandonar tão cedo... e eu acordavaArquejando a beijar meu travesseiro?Parece que chorei... Sinto na faceUma perdida lágrima rolando...Satã leve a tristeza! Olá, meu pajem,Derrama no meu copo as gotas últimasDessa garrafa negra...(...) E no cérebro passam delirososAssomos de poesia... Dentre a sombraVejo num leito d’oiro a imagem delaPalpitante, que dorme e que suspira,Que seus braços me estende...Eu me esquecia:Faz-se noite; traz fogo e dois charutosE na mesa do estudo acende a lâmpada...”a) Destaque os versos do poema que, ironicamente, destroem a idealização amorosa. b) Pode-se entender, por meio da última estrofe do poema, que a viagem foi encerrada?Por quê?

Activity (26)

You've already reviewed this. Edit your review.
Danii Silva added this note
resposta do 16
1 thousand reads
1 hundred reads
Jamerson Josimar added this note
você poderia mandar o gabarito? obrigado.
Flávio Nogueira added this note
Poderia me mandar o gabarito para esse e-mail: flaviobragalima@gmail.com; ficarei grato.
Paulo Santos added this note
pode me mandar o gabarito para esse e-mail ? juniorflamenquista@hotmail.com ? Grato
Leonardo Marley added this note
Pode me mandar o gabarito? Grato
Tete Lanna added this note
me manda o gabarito por favor
Lucielly Costa liked this
Camila Caldas liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->