Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
18Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Comunicação Organizacional e Media Training

Comunicação Organizacional e Media Training

Ratings: (0)|Views: 681 |Likes:
Published by Sadon França
Este trabalho pretende demonstrar a atuação estratégica do porta-voz, segundo os conceitos trabalhados no Media Training, e destacar sua importância para a comunicação organizacional quando de sua presença junto à mídia e diante da opinião pública. Para trabalhar a imagem e a reputação de uma instituição, percebemos que as estratégias de comunicação devem estar alinhadas com a postura de seus porta-vozes. Este artigo foi norteado pelo estudo da SuperVia, concessionária responsável pelo transporte ferroviário na região metropolitana do Rio de Janeiro, com o intuito de fazer a análise empírica desta pesquisa.
Este trabalho pretende demonstrar a atuação estratégica do porta-voz, segundo os conceitos trabalhados no Media Training, e destacar sua importância para a comunicação organizacional quando de sua presença junto à mídia e diante da opinião pública. Para trabalhar a imagem e a reputação de uma instituição, percebemos que as estratégias de comunicação devem estar alinhadas com a postura de seus porta-vozes. Este artigo foi norteado pelo estudo da SuperVia, concessionária responsável pelo transporte ferroviário na região metropolitana do Rio de Janeiro, com o intuito de fazer a análise empírica desta pesquisa.

More info:

Published by: Sadon França on May 18, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/17/2012

pdf

text

original

 
Intercom
 –
Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação
XV Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sudeste
 –
Vitória, ES
 –
13 a 15 de maio de 2010
1
Comunicação Organizacional e
 Media Training
:A Voz da SuperVia
 .
1
 
Sadon FRANÇA
2
 Universidade Estácio de Sá (UNESA)
 – 
Rio de Janeiro, RJMarcio GONÇALVES
3
 Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
Resumo
Este trabalho pretende demonstrar a atuação estratégica do porta-voz, segundo osconceitos trabalhados no
 Media Training,
e destacar sua importância para acomunicação organizacional quando de sua presença junto à mídia e diante da opiniãopública. Para trabalhar a imagem e a reputação de uma instituição, percebemos que asestratégias de comunicação devem estar alinhadas com a postura de seus porta-vozes.Este artigo foi norteado pelo estudo da SuperVia, concessionária responsável pelotransporte ferroviário na região metropolitana do Rio de Janeiro, com o intuito de fazera análise empírica desta pesquisa.
Palavras-chave
Comunicação; Porta-Voz; Media Training; Imagem; Reputação
1.
 
Introdução
O presente artigo pretende avaliar a relação da SuperVia, concessionária responsávelpelo transporte ferroviário na região metropolitana do Rio de Janeiro, com a imprensa ea influência de seu porta-voz neste relacionamento empresa-mídia-sociedade. A escolhapela concessionária deveu-se pela sua notória aparição na imprensa televisiva, maisespecificamente ao longo de 2009, e pelo interesse em mensurar o impacto dasveiculações na mídia televisiva relacionados a sua imagem e reputação.Hoje em dia, cada vez mais, se verifica a importância das estratégias de comunicaçãopara a formação da imagem das corporações junto aos seus diferentes públicos. Nessesentido, as empresas que põem em prática seus planos de comunicação tendem a
1
Trabalho apresentado na divisão temática IJ 3
 – 
Relações Públicas e Comunicação Organizacional do IntercomJúnior
 – 
Jornada de Iniciação Científica em Comunicação, evento realizado durante o XV Congresso de Ciências daComunicação na Região Sudeste, de 13 a 15 de maio de 2010.
2
Graduando do 7º período de comunicação social com habilitação em jornalismo pela Universidade Estácio de Sá(UNESA). Email: sadonfranca@gmail.com
 
3
Orientador do trabalho. Professor do curso de jornalismo da Universidade Estácio de Sá (UNESA), doutorando emciência da informação pela UFRJ/IBICT e autor do blog http://marcio-comunicacaoempresarial.blogspot.com Email: jornalistamarcio@ig.com.br
 
Intercom
 –
Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação
XV Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sudeste
 –
Vitória, ES
 –
13 a 15 de maio de 2010
2
aproveitar melhor os espaços de veiculação, quando estão expostos, por meio daimprensa, ao contato com o público.A prática de
 Media Training
nas empresas, por exemplo, diz respeito à forma como osporta-vozes devem atuar durante o discurso. Falamos aqui, portanto, da importância deas empresas investirem em técnicas de
 Media Training,
pois quando as organizaçõesdecidem treinar seus representantes para lidar com a imprensa, os impactos de umaresposta bem articulada para esclarecimento de um fato podem ser positivos paragarantir a boa imagem da instituição.
2.
 
A SuperVia
A SuperVia Concessionária de Transporte Ferroviário S.A começa a operar no Rio deJaneiro em 1º de novembro de 1998, após vencer licitação relativa ao transporteferroviário na região metropolitana do Rio de Janeiro, em julho do mesmo ano. O valorpago pelo Consórcio Bolsa 2000 foi de R$279,7 milhões, com direito a operar o sistemaferroviário durante 25 anos, tendo a possibilidade de prorrogação por mais 25. Emprincípio, o nome da concessionária era Rio Trens Concessionária de TransporteFerroviário S.A. passando, posteriormente, à razão social adotada atualmente.Em 1999, entra em funcionamento a Central de Atendimento ao Cliente, denominadaSuperVia Fone. No ano seguinte foi criada a primeira turma de maquinistas do sexofeminino e a integração com o Metrô é iniciada. Em 2001 esta se estende aos ônibus eno mesmo ano são criadas duas novas linhas: Nova Iguaçu
 – 
Central e Queimados
 – 
 Engenho de Dentro. Em 2002, o primeiro trem com ar condicionado entra em operação.Dois anos depois foram recuperadas 27 estações na Baixada Fluminense e o número detrens com ar condicionado chega a 11. No ano de 2007, 10 trens provenientes da Coréiasão disponibilizados. Com um investimento de US$ 100 milhões, os cartões eletrônicoscomeçam a ser implantados.
 
Intercom
 –
Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação
XV Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sudeste
 –
Vitória, ES
 –
13 a 15 de maio de 2010
3
Em 2006 a SuperVia recebeu mais 10 trens do Governo do Estado do Rio de Janeiro,por meio do Programa Estadual de Transportes
4
. Todas as estações passam a funcionarcom o vale transporte eletrônico. No ano seguinte, mais 10 trens coreanos (com arcondicionado), provenientes do acordo com o Governo do Estado e financiados peloBanco Mundial, são incorporados à frota, que passa a contar, assim, com 34 carros comar condicionado. A integração trem-ônibus começa a operar na Baixada Fluminense, umcentro comercial é inaugurado na estação Bangu e um espaço cultural é aberto naestação Realengo.Em 2009, o governo entregou mais quatro trens, com ar condicionado, elevando onúmero para 38. Um novo contrato é assinado com o Governo do Estado do Rio parafornecimento de mais 30 trens novos a partir de 2010. Ainda no ano passado aconcessionária inaugurou o serviço de wireless em Madureira, e passou a ter perfil emredes sociais na internet. A SuperVia, assim, passa a estar no Twitter
5
e a estreitar seurelacionamento com o público por meio de um blog
6
corporativo.
3.
 
O Porta-voz no Planejamento de Comunicação
O papel do porta-voz de uma empresa é concebido dentro das estratégias adotadas noplanejamento estratégico organizacional. A importância deste plano pode ser mensuradacomo um todo ou a partir de cada um dos pontos tratados. Este plano é nomeado porCAHEN (2005) de Plano Integrado de Comunicação Empresarial.
É por isso que enfatizo a necessidade de absoluta adesão da alta administração edo fato de que: Comunicação é uma ferramenta do Marketing Global daempresa
 – 
não uma ferramenta exclusiva do(s) setor (es) de Marketing. Assim,Comunicação torna-se uma ferramenta estratégica da empresa
 – 
como um todo
 – 
pois todos os seus setores têm de estar necessariamente voltados para seusresultados finais, que, como já está mais que dito, é o lucro. (CAHEN, 2005,p.212)
A síntese da importância deste plano está na palavra integrado, pois as ações devem serconcebidas com a união dos diferentes setores e entre cada um dos pontos trabalhados.
4
 
Programa para remodelação dos serviços de transporte público da região metropolitana do Rio de janeiro. Cominvestimentos do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento, do Governo do Estado e da SuperVia.
 
5
Conta da SuperVia no Twitter: http://twitter.com/SuperVia_trens
6
Endereço do blog da SuperVia: http://www.supervia.com.br/blog/ 

Activity (18)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
leandrotravassos liked this
Bely Id liked this
Andre Mattos liked this
Najlah Zahle liked this
balbiru liked this
schweighofer liked this
Flávia Azevedo liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->