Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
3Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Dados biográficos e histórico

Dados biográficos e histórico

Ratings: (0)|Views: 4,240|Likes:
Published by aquariana778

More info:

Published by: aquariana778 on May 19, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/23/2010

pdf

text

original

 
Dados biográficos e histórico-socialJaneAusten começou a escrever Persuasão, seu últimoromancecompleto, após ter  terminado de escrever Emma, e concluiu-o, em agosto de 1816. Olivrofoi publicado, postumamente, em 1818 e serviu como base do roteiro sobre oromancedos personagens interpretados por Sandra Bullock e Keanu Reeves, no filme ACasadoLago, de 2006.Persuasão, costuma ser associado a outro de seusromances,A Abadia de Northanger,  pois além dos doislivrosterem sido originalmente publicados em um único volume,ambas as histórias são situadas na cidade de Bath, um balneário termal ondeJane Austen viveu de1801 a 1805.O enredo deste empolgantelivrogira em torno dosamoresde Anne Elliot que se apaixonara pelo pobre, mas ambicioso jovem oficial da marinha, capitão Frederick Wentworth. Afamíliade Anne não concorda com essa relação e a convence romper seurelacionamento amoroso. Anos após Anne reencontra Frederick, agora cortejando suaamigae vizinha, Louisa Musgrove.Persuasão, é amplamente apreciada, pois tem uma simpática história de amor, de tramasimples e bem elaborada, e mostra o estilo de narrativa irônica deJaneAusten. Alémdisto, é original, pelo fato, entre outros motivos, de ser uma das poucas histórias daescritora que não apresenta a heroína em plena juventude. Oromancetambém é umapanágio ao homem de iniciativa, através do personagem do capitão Frederick Wentworth que parte de umaorigemhumilde e que alcança influência e status pelaforça de seus méritos e não através de herança.texto sobre o filmeAh, então antes de ser uma escritora publicada, a própria Jane Austen viveu um dramaamoroso em tudo semelhante à história do seu romance
Orgulho e Preconceito
, ao ponto de este livro parecer autobiográfico? Muito bem, ficámos a saber isso. Maisalguma coisa? Não, apenas isso.
 A Juventude de Jane
é um drama de época, versando sobre a chegada à idade adulta deJane Austen, escritora celebrada e inúmeras vezes adaptada ao cinema e à televisão (o járeferido
Orgulho e Preconceito, Senso e Sensibilidade, Mansfield Park e Emma
), mas étambém um guião muito ficcionado.Relativamente ao homem que funciona como epicentro da narrativa amorosa, Tom,Lefroy, existem apenas duas cartas à irmã que o mencionam, e o resto é liberdadeartística, e aparentemente muito má, já que praticamente se limitaram a copiar 
Orgulhoe Preconceito
e substituir os nomes dos protagonistas. De resto, apenas ficamos a saber o básico, que era filha de um reverendo anglicano na miséria e que tinha um irmão euma irmã (na realidade, teve cinco irmãos, mas talvez não houvesse dinheiro para maisactores), que a mãe sonhava em casá-la com um homem rico e que teve uma paixãointensa mas que terminou tristemente.Também este ano a BBC (que faz parte da co-produção de
 A Juventude de Jane
) decidiufazer um telefilme, Miss Austen Regrets, apresentando uma Jane Austen nos seus
 
últimos dias (faleceu aos 41 anos sem nunca ter casado), a recordar o seu passado, livrose amores.Quanto a
 A Juventude de Jane
, não traz nada de novo. Desprovido de uma forçanarrativa relevante, discreto na cinematografia e um argumento que se limita avampirizar o nome da autora e os seus trabalhos, é pouco envolvente e nem os seusactores arrancam o filme do marasmo. Anne Hathaway está igual a todos os seus papeis(o envelhecimento final através de maquilhagem é vergonhoso) e James McAvoy fezcaretas quando deveria estar a sofrer e mais caretas quando deveria estar feliz.James Cromwell, Julie Walters e Maggie Smith justificam o seu salário, mas comcomedimento. Os únicos dramas de época que Julian Jarrold realizou foram para atelevisão, e essa limitação nota-se.
® Ricardo Lopes Moura
Título Original:
"Becoming Jane" (2007)
Realização:
Julian Jarrold
Argumento:
Kevin Hood & Sara Williams
Actores:
Anne Hathaway - Jane AustenJames McAvoy - Tom LefroyJulie Walters - Sra. AustenJames Cromwell - Reverendo AustenMaggie Smith - Lady Gresham
Jane Austen
(Steventon, Reino Unido,16 de dezembrode1775– Winchester , Reino Unido,18 de julhode1817) foi uma proeminente escritora inglesa, que representa o exemplo de uma vida que, sem grandes sobressaltos, em nada reduziu a estatura da suaficção. A ironia que utiliza para descrever as personagens de seus romances a colocaentre osclássicos, haja vista sua aceitação, inclusive na atualidade, sendoconstantemente objeto de estudoacadêmico, e alcançando um público bastante amplo.
 Nascida em Steventon,Hampshire, de uma família pertencente àburguesiaagrária, sua situação e ambiente serviram de contexto para todas as suas obras, cujo tema gira emtorno do casamento da protagonista. A inocência das obras de Austen é apenas aparente,e pode ser interpretada de várias maneiras. Os meios acadêmicos a têm considerado umaescritoraconservadora,apesar de a críticafeministaatual reconhecer em suas obras uma dramatização do pensamento deMary Wollstonecraftsobre a educação da mulher.Jane Austen nasceu em 16 de dezembro de 1775, emSteventon, Hampshire,Inglaterra, sendo a sétima filha do reverendo George Austen, o párocoanglicanolocal, e de suaesposa Cassandra (cujo nome de soltera era Leigh). O reverendo Austen era umaespécie detutor , e suplementava os ganhos familiares dando aulas particulares a alunosque residiam em sua casa. A família era formada por oito irmãos, sendo Jane e sua irmãmais velha, Cassandra, as únicas mulheres. Cassandra e Jane eram confidentes, e hoje seconhece uma série de cartas de sua correspondência.
 
Em 1783, Jane e Cassandra foram para a casa da Sra. Cawley, emSouthampton, para prosseguir a educação sob sua tutela, porém tiveram que regressar para casa, devido auma enfermidade infecciosa em Southampton. Entre 1785 e 1786, ambas foram alunasde um internato emReading, lugar que pode ter inspirado Jane para descrever ointernato da Sra. Goddard, que aparece no romance
 Emma
. A educação que Austenrecebeu ali foi a única recebida fora do âmbito familiar. Por outro lado, sabemos que oreverendo Austen tinha uma ampla bibliotecae, segundo ela mesma conta em suascartas, tanto ela quanto sua família eram "ávidos leitores de romances, e não seenvergonhavam disso". Assim como lia romances deFieldinge deRichardson, lia tambémFrances Burney. O título de
, por exemplo, foi retiradode uma frase dessa autora, no romance
Cecilia
.Entre1782e1784, os Austen fizera representações teatrais na reitoria de Steventon, que entre 1787-1788 foram mais elaboradas graças à colaboração de sua prima, Eliza deFeuillide, (a quem dedicou
 Love and Freindship
). Nos anos posteriores a 1787, JaneAusten escreveu, para o divertimento de sua familia,
 Juvenilia
, que inclui diversas paródias da literatura da época. Entre 1795 e 1799 começou a redigir as primeirasversões dos romances que se publicariam sob os nomes
, 
e
(que antes se intitulavam
 Elinor and Marianne
,
 First  Impressions
, e
Susan
, respectivamente). Provavelmente, também escreveu
 Lady Susan
nesta época. Em1797, seu pai quis publicar 
 Pride and Prejudice
, mas o editor recusou. Não há provas de que Jane foi cortejada por ninguém, apesar de um breve amor juvenilcom Thomas Lefroy (parente irlandês de uma amiga de Austen), aos 20 anos. Em janeiro do ano seguinte, 1796, escreveu a sua irmã dizendo que tudo havia terminado, pois ele não podia casar por motivos econômicos. Pouco depois, uma tia de Lefroytentou aproximar Jane do reverendo Samuel Blackall, mas ela não estava interessada.Em 1800, seu pai decidiu mudar-se paraBath, cidade que Jane não apreciava muito, enessa época a família costumava ir à costa todos os verões, e foi em uma dessas viagensque Jane conheceu um homem que se enamorou dela. Quando partiu, decidiram voltar ase ver, porém ele morreu. Tal fato não aparece, porém, em nenhuma de suas cartas, masfoi escrito muitos anos depois, e não se sabe o quanto esse namoro possa ter afetadoAusten, ainda que alguns o considerem inspiração para a obra
 Persuasion
.Em dezembro de 1802, estando Jane e Cassandra com a família Bigg, perto deSteventon, Harris Bigg-Wither pediu Jane em casamento, e ela consentiu.Provavelmente, rompeu o compromisso no dia seguinte, e foi com Cassandra para Bath.Cassandra se havia comprometido com Thomas Fowle, que morreu defebre amarelanoCaribeem 1797. Thomas Fowle não tinha condições financeiras para se casar, e ocompromisso vinha sendo adiado desde 1794; havia ido ao Caribe como militar, justamente para conseguir dinheiro. Nem Jane, nem Cassandra Austen se casaram.

Activity (3)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
lanecalhau4313 liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->