Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
70Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Dinâmica do Nitrogênio no Solo

Dinâmica do Nitrogênio no Solo

Ratings:

5.0

(3)
|Views: 40,347|Likes:
Published by Neto

More info:

Published by: Neto on Jun 01, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

08/13/2013

pdf

text

original

 
Boletim - Maio / 2000
O nitrongênio é um nutriente que apresenta outras peculiaridades que dicultam ainda mais o seu manejo,originadas das múltiplas e complexas reações bioquímicas que inuenciam a sua dinâmica, disponibilidade eeciência no aproveitamento pelas plantas.Alguns conceitos fundamentais sobre as transformações no solo e a relação com a matéria orgânica, devemser conhecidos para o entendimento e a implementação de um manejo adequado em função dos diferentessistemas de produção agrícola.As plantas, com exceção das leguminosas e de outras espécies vegetais que xam o nitrogênio molecular (N
2
)em simbiose com microorganismos, absorvem o nitrogênio mineral, principalmente nas formas nítrica (NO
3
-)e amoniacal (NH
4
+), enquanto o solo predominam a forma orgânica (RCOOHNH
2
), o que implica necessaria-mente na ocorrência do seguinte transformação:
MineraçãoN - orgânicoN- mineralMicroorganismos heterotrócos
A mineração do N-orgânico depende principalmente dos teores relativos de C,N,S e P da matéria orgânica edas atividades microbianas, as quais estão associadas as condições ambientais como : temperatura, umidade,aeração e pH da solução do solo. O processo inverso, no qual o N- mineral, oriundo da decomposição daM.O, é transformado em compostos orgânicos participando da composição de plantas ou microorganismos,após a sua incorporação, é denominado de imobilização. Os dois processos descritos, na realidade ocorremsimultaneamente, podendo ambos serem englobados e apresentados e apresentados conforme a expressão:
MineraçãoN - orgânicoN- mineralimobilização
Sendo essa expressão uma reação de equilíbrio, conclui-se que as características do meio, assim com alteraçõesdessas características deslocam o equilíbrio para uma das direções. Ou seja, sempre haverá situações em quea mineralização pode ser maior, menor ou igual a imobilização e vice-versa.
Dinânica do nitrogênio no ecossistema natural
Partindo do pressuposto que o ecossistema natural encontra-se em equilíbrio dinâmico é aceitável admitir-se que a perda de matéria por exemplo de nitrogênio, se ocorrer, é insignicante, senão como poderiaser explicado a sustentabilidade do sistema ao longo dos séculos sem a interferência do homem tempo.
Dinâmica do nitrogênio no solo
 
Neste sistema, o nitrogênio contido na forma orgânica (R - COOHNH
2
) é pelos organismos amonicadoresna forma de amônia (NH
3
) produzindo concomitantemente uma grande quantidade de ânions orgânicos(R-COO).Como a natureza os solos tropicais são naturalmente ácidos, a disponibilidade de umidade, permite acontinuidade do ciclo do nitrogênio não ocorrendo acúmulo da forma NH3 devido a reação com a água, passandopara a forma amoniacal(NH4+), liberando no ambiente íons hidroxila (OH-), conforme esquematizado a seguir:
AmonicaçãoR-COOHNH2+H2ONH3+R-COO-PH ácidoNH3+H2ONH4++OH-PH alcalino
Nas condições naturais em meios ácido, predomina a forma e a absorção de nitrogênio amoniacal (NH
4+
)que para a manutenção do equilíbrio de cargas elétricas a planta excreta íons hidrogênio (H
+
) pelas raízes.A ocorrência desse fenômeno indus acreditar que haveria uma intensicação da acidicação da área.Entretanto, tal fato não ocorre devido a presença de grande quantidade de íons ânions orgânicos (R-COO)bem como pela neutralização proporcionadas pela hidroxila resultante da amonicação e da excreção pelasraízes originada da absorção de N-NO
2
-. Da reação e os ácidos orgânicos solúveis de baixo peso molecular.
R-COO-+ H+R-COOH
Devido a existência de espécies de bactéria nitricantes mesmo em pH ácido, parte do nitrogênioamonical (HH
4
-) será transformado para forma nítrica, resultando na liberação de íons H
+
nasolução do solo. Nas condições descritas, em meio ácido, o processo de nitricação é poucosignicativo não devendo ocorrer perdas de matéria do sistema, na forma de N-NO
2
-, na maiormobilidade que a forma N-NH
4+
devido a grande biomassa de raízes para absorvê-lo, bem comopela intensa atividade da massa microbiana incorporando-o novamente na forma orgânica.A absorção na forma nítrica, pelo motivo apresentado anteriormente levará a excreção pelas plantasde íons bicarbonato (HCO
3-
) e hidroxila (OH
-
), os íons H
+
formados durante a nitricaçào , e tambémliberados pela absorção de HH
4+
, impedindo que haja intensicação de acidicação do sistema.Da análise da dinâmica do nitrogênio no ecossistema natural pode-se depreender indicações para o manejoeciente do nutriente nos diferentes sistemas de produção agrícola, merecendo destaque :
1º) o predomínio do processo de amonicação em relação à nitricação,2º) a reação ácida da reação do solo, e,3º) a oferta constante de ânions orgânicos de baixo peso molecular.Dinâmica do nitrogênio no ecossistema agrícola
Nos diferentes sistemas de produção as formas minerais de nitrogênio, nítrica ou amoniacal , sãoprovenientes das ações dos microorganismos do solo, pelos processos de amonicação e nitricação. Aamonicação é um processo inevitável, que ocorre em quaisquer condições ecológicas pois resulta daintervenção de uma grande diversidade de microorganismos, entre os quais destacam-se várias espécies debactérias, actinomicetos e fungos.Como o N orgânico do solo ocorre em maior proporção como um complexo lignO-proteico, pode representaras transformações do mesmo adotado uma proteína como modelo, a qual é submetida inicialmente aanimação, aminizando ou proteólise, conforme esquematizado:
 
AminizaçãoR1-C-NH-R2+H2OR-COOH NH2 + CO2 + EMicroorganismosaminoácidosHetorotrócos
Na seqüência ocorre a amonicação propriamente dita , correspondente a uma desaminação hidrolítica(Malavolta, 1982), ou seja:
AmonicaçãoR-COOHNH2+H2OR-OH+NH3MicroorganismosHetorotrócos
Ao término do processo a amônia leberada, poderá ser transformada em amônio (NH
4
-), conforme esquemaa seguir:
AmonicaçãoHN3+H2ONH4+ + OH-PH alcalino
O amônio formado serve de substrato para um grupo especíco de microorganismo, as bactérias nitricantesque o utilizam para a obtenção de energia metabólica. Esse processo denominado de nitricação, dá-se em duas etapas : a nitritação, através da atividade de bactérias do gênero nitrosomas, e a nitritaçàodesencadeado por bactéria do gênero nitrobacter, cujo substrato é o nitrito (NO
2
-)produzido na etapaanterior, que será nalmente. oxidado a nitrato (NO
2
-), descrito na ordem:
Nitricação2NH
4+
+ O
2
2NO
2
-+ 2H
2
O+4H
+
microorganismos autotrócos -nitritonero -nitrosomonasnitratação2 NO
2
-+ O
2
2NO
3
- microorganismos autotrócos -nitratonero -nitrobacter
A nitricação é um processo biológico realizado por um grupo especíco de microorganismos, as bactériasnitricantes, com particularidades que a diferem da amonicação , pois, para a sua viabilização em níveisadequados exige condições ambientais bem denidas conforme tratado a seguir.
Temperatura do solo
De acordo com Hilder (1963), citado por Loures (1988), há uma correlação estreita entre a temperatura dosolo e a atividade respiratória dos microorganismos aí presentes, como pode ser inferido pelo nível de CO2desprendido (Figura 1). Enquanto a microfauna amonicante manisfesta-se mesmo sob baixas temperaturas,a atividade dos nitricantes é beneciada quanto a temperatura situa-se na faixa entre 25 a 30ºC.

Activity (70)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Magno Alves liked this
Maniza Fernandes liked this
Jullian Rodolfo liked this
Rafael Camargo liked this
marinfabiano liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->