Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
40Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Geografia - Fascículo 05 - A Urbanização Brasileira

Geografia - Fascículo 05 - A Urbanização Brasileira

Ratings:

4.92

(12)
|Views: 15,788 |Likes:
Published by Concurso Vestibular

More info:

Published by: Concurso Vestibular on Jun 02, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/16/2013

pdf

text

original

 
Geografia
Fascículo 05Fernanda ZuquimGuilherme De Benedictis
 
Índice
 A Urbanização Brasileira
Resumo Teórico..................................................................................................................................1Exercícios............................................................................................................................................4Gabarito.............................................................................................................................................5
 
 A Urbanização Brasileira
Resumo Teórico
Urbanização, uma tendência mundial
A população mundial, que já atingiu a cifra de 6 bilhões de habitantes, continuacrescendo, embora de forma cada mais desacelerada.Esse crescimento, no entanto, não éhomogêneo. Em primeiro lugar, os países de economias menos desenvolvidas são os que maiscontribuem para o acréscimo de pessoas, uma vez que, nessas regiões, o crescimento vegetativo dapopulação é maior.Por outro lado, percebe-se que a urbanização é um fenômeno cada vez maisgeneralizado no mundo. Em 1960, a população urbana representava 34% da população mundial; em1992, esse percentual saltou para 44% e estima-se que em 2025, 61,01% de toda a populaçãomundial viva nas cidades.O crescimento do número de pessoas que vivem nas cidades deve ser explicado,principalmente, pelo forte êxodo rural que, resulta do processo de mecanização agrícola, porproblemas como a concentração fundiária e pela perspectiva de melhoria das condições de vida nascidades. Como nas economias mais desenvolvidas esse processo já vinha acontecendo desde o séculopassado e já está estabilizado, é possível pensar que o crescimento urbano, nos dias atuais, seja umfenômeno característico de países mais pobres.
Industrialização, modernização da economia e urbanização no Brasil
Tecnicamente, a urbanização consiste no aumento relativo da população das cidades,acompanhada, portanto, pela redução da porcentagem dos contingentes populacionais do campo. Namaioria dos exemplos históricos, a urbanização foi precedida ou ocorreu simultaneamente com aindustrialização.No Brasil, as bases da industrialização foram lançadas na década de 1930, durante ogoverno de Getúlio Vargas, e a consolidação do processo deu-se nas décadas de 1950 e 1960. Dessaforma, desencadeou-se um quadro de modernização de toda a economia, que elevou as cidades àposição central na vida brasileira.Por outro lado, a modernização também atingiu as atividades agrárias, gerandodesemprego e miséria nas zonas rurais, o que levou um grande contingente populacional do campoem direção às cidades. Esse período foi marcado por intensas migrações, tanto no sentido do campopara as cidades, como, num quadro mais amplo, dos estados e regiões de economia agrária para oSudeste industrializado.O processo de modernização da economia brasileira, até os dias de hoje, não levou àsuperação da pobreza e das desigualdades sociais. A modernização aprofundou as desigualdades jáexistentes, geradas num passado distante, pois esteve apoiada numa maior concentração de rendas.Apesar da expansão das camadas médias, que apresentam um bom poder aquisitivo e contribuírampara a expansão do mercado consumidor, a diferença de rendimentos entre ricos e pobres é hojemuito maior do que no início da modernização.
Os movimentos populacionais e a urbanização
O êxodo rural ou migração rural-urbana tem como causas principais a industrialização egeração de empregos nas cidades, além das transformações e problemas no campo, como aconcentração fundiária, mecanização rural e mudanças nas relações de trabalho na agropecuária.No caso brasileiro, as grandes cidades, em que pesem os problemas sociais persistentes,ofereciam condições muito vantajosas para os numerosos contingentes que para lá se deslocavam:

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->