Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
14Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
AS MANIFESTAÇÕES DA VIOLÊNCIA NA ESCOLA

AS MANIFESTAÇÕES DA VIOLÊNCIA NA ESCOLA

Ratings: (0)|Views: 1,866 |Likes:
Published by emérico arnaldo

More info:

Categories:Topics, Art & Design
Published by: emérico arnaldo on May 26, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/24/2013

pdf

text

original

 
 
AS MANIFESTAÇÕES DA VIOLÊNCIA NA ESCOLA
Cleusa do Rocio Batista de AguiarEmérico Arnaldo deQuadros
Trabalho apresentado na 7ª semana pedagógica 2010 – Entre a educação e a inclusão e IEncontro de Psicologia e Educação: Implicações no processo de ensino aprendizagem(realizado pelo departamento de Educação da Fafipar, Paranaguá. .ISSN 2177-546X
Um tema muito debatido em educação nos últimos tempos é aindisciplina. Ela tem sido o alvo de inúmeras discussões entre os educadoresbrasileiros dos diferentes níveis de ensino, desde a Educação Infantil até o EnsinoSuperior, conforme podemos comprovar com os estudos realizados por (GARCIA,2008).Este fenômeno, além de não limitar-se a determinados níveis deescolaridade, também não se restringe a países ou culturas. Estrela (1992)constatou em suas investigações que a indisciplina tem se propagado nas escolase preocupado governos, inclusive de outros países, levando-os a adoção demedidas para conter suas influências prejudiciais à
práxis 
educacional
.
A autoraaponta a indisciplina como uns dos problemas mais difíceis com que se defrontamatualmente as escolas. A indisciplina é uma realidade vivenciada no mundo todo,suas manifestações podem adquirir nuances diferenciada em função dos valoresculturais estabelecidos por esses países.Vivemos hoje no Brasil, e no mundo, situações de violência, decorrupção, de "desmando", de impunidade, que vêem se alastrando de formaespetacular no imaginário social e que repercute nas instituições de ensino e nasociedade como um todo. E de acordo com Aquino (2002), não há dúvida de queo cotidiano escolar é herdeiro direto do entorno social e de que os reveses darelação professor-aluno (especialmente a indisciplina) seria conseqüência, maisou menos imediata, de entraves estruturais de múltiplas ordens - culturaiseconômicas e políticas.Considerando que esse é o âmbito em que os professores estão
 
educando e formando crianças, adolescentes e jovens, é importante frisar que asinfluências culturais não são recebidas passivamente pelos sujeitos, na medidaem que o indivíduo internaliza de modo ativo e singular, os valores moraistransmitidos a eles e que são incorporados ou que formam a identidade dessesindivíduos.Em outras palavras, segundo Rego (2007) o comportamento (in)disciplinado é aprendido, ninguém nasce rebelde ou disciplinado, ocomportamento indisciplinado não resulta de fatores isolados como, por exemplo,exclusivamente da educação familiar, influência da TV, da falta de autoridade doprofessor, da violência da sociedade atual, mas da multiplicidade de influênciasque recaem sobre a criança e o adolescente ao longo do seu desenvolvimento.De modo geral a indisciplina é uma constante nas salas de aula,tornando-se um obstáculo no processo ensino-aprendizagem, prejudicando oexercício da função docente e o aproveitamento dos conhecimentos por parte dosalunos envolvidos. De fato, a questão da indisciplina necessita de uma reflexãourgente e coletiva, e cabe a nós educadores buscarmos caminhos, começandopor analisar os conceitos "O que é indisciplina?” e "Qual disciplina se desejaconquistar?".Iniciamos com uma reflexão a respeito da origem e o significado da palavra
indisciplina 
. O dicionário elaborado por Ferreira (2003) define o termo como umprocedimento, ato ou dito contrário à
disciplina 
. Complementando a explicação oautor define a palavra
disciplina 
como: (1) regime de ordem imposta ou mesmoconsentida, (2) ordem que convém ao bom funcionamento de uma organização,(3) relações de subordinação do aluno ao mestre, (4) submissão a umregulamento, etc. Pesquisando-se o verbo
disciplinar 
 
encontramos comosinônimos: sujeitar (-se) ou submeter (-se) à disciplina, castigar (-se) comdisciplinas.Para Gotzéns (2003), disciplina é o conjunto de procedimentos, normas eregras através da qual a escola mantém a ordem, favorecendo assim o processoensino aprendizagem.Para ampliar nosso entendimento sobre o termo consultamos outros
 
autores. Contrapondo o conceito anterior, encontramos nos estudos de Parrat-Dyan (2008) que a disciplina não é um conceito negativo, pois ela permite entrarna cultura da responsabilidade e compreender que a nossa ação temconseqüências.Disciplina aqui é vista como um instrumento de libertação humana e nãode repressão, como às vezes é concebida. A autora ultrapassa as compreensõesproibitivas e punitivas imprimindo um significado de obediência consciente, no qualo sujeito participa ativamente no estabelecimento de regras de condutaconsiderando os valores e objetivos que se pretende atingir.Observamos que no primeiro conceito a obediência era obtida, por meiode práticas coercitivas oriundas dos regimes autoritários do passado. O conceitode disciplina neste momento é justamente o contrário. Disciplina é a sintonia quedeverá existir entre a liberdade de escolha, autonomia e responsabilidade,Ainda, Vasconcelos, afirma que “a disciplina escolar é a necessáriacondição para o trabalho coletivo, desenvolvendo a autonomia e a solidariedade”.É algo necessário para o processo de construção da aprendizagem doseducandos, como pudemos observar, a disciplina é indispensável na escola, enenhuma instituição poderá sobreviver e muito menos progredir sem ela.(VASCONCELOS, 1991)
ORIGEM E CONCEITO DE INDISCIPLINA
A origem etimológica da palavra indisciplina vem do latim, prefixo
in 
.Entretanto, o dicionário Ferreira refere-se ao termo indisciplina como sendo “[...]procedimento, ato ou dito contrário à disciplina” (FERREIRA, 2003 p.432).Em resumo o termo indisciplina refere-se à desobediência, desordem erebelião. O indisciplinado é aquele que se rebela que não acata e não se submete,nem tão pouco se acomoda e, agindo assim, provoca rupturas e questionamentos.Segundo Fortuna (2002), indisciplina é o não-cumprimento de regras; érebeldia contra qualquer regra construída; é desrespeito aos princípios deconvivência combinados, sem uma justificativa viável; é o não-cumprimento deregras criando transtornos; é a incapacidade de se organizar e de se relacionar de

Activity (14)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Steffany Santos liked this
Paulinho Do Gás liked this
Maris Moreira liked this
leandromenegolo liked this
chelli_oda liked this
senadianne liked this
Cris Tata liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->