Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
45Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Dec -Lei nº 3-2008 por Ana Maria Ferreira

Dec -Lei nº 3-2008 por Ana Maria Ferreira

Ratings:

4.6

(5)
|Views: 3,561 |Likes:
Published by João Pereira

More info:

Categories:Types, School Work
Published by: João Pereira on Jun 04, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/12/2014

pdf

text

original

 
 Educação Especial
Ana Maria Ferreira
e
Decreto-Lei nº 3/2008
de 7 de Janeiro
Enquadramento da Educação Especial
 1- Grupo AlvoCrianças e Jovens com Necessidades Educativas Especiais de CarácterPermanente (NEECP)
 
A Educação Especial visa a criação de condições para a adequação doprocesso educativo ás necessidades educativas especiais dos alunos comlimitações significativas ao nível da actividade e da participação num ou váriosdomínios de vida, decorrentes de alterações funcionais e estruturais, decarácter permanente, resultando em dificuldades continuadas ao nível dacomunicação, da aprendizagem, da mobilidade, da autonomia, dorelacionamento interpessoal e da participação social.
2- Objectivos
a. Inclusão Educativa e Socialb. Acesso e Sucesso Educativoc. Autonomiad. Estabilidade Emocionale. Promoção de Igualdade de Oportunidadesf. Preparação para Prosseguimento de Estudos/Preparação para VidaProfissional
g.
Transição da Escola para o Emprego
 
3 - PrincípiosPonto 3:
prioridade na matrícula e direito de frequência em igualdade.
 
Ponto 4:
Direito ao reconhecimento da sua singularidade e à oferta derespostas educativas adequadas.
Ponto 2:
Não pode haver rejeição de Matrícula com base na incapacidade ounas NEE: nos Agrupamentos, Ensino Particular com paralelismo, escolasprofissionais financiadas directa ou indirectamente pelo ME.
 
 Educação Especial
Ana Maria Ferreira
4- Fases Inerentes ao processo de Referenciação e Avaliação
Arts. 5º; 6º; 7º1.
 
A referenciação
consiste na comunicação/ formalização aos órgãos de gestão das escolas ouagrupamentos de escolas da área de residência desituações que possam indiciar a existência de
necessidades educativasespeciais de carácter permanente2. A Avaliação
– O Conselho Executivo solicita ao Departamento de EducaçãoEspecial + SPO (+ intervenientes - outros serviços necessários) avaliação dascrianças referenciadas e a elaboração do respectivo
Relatório Técnico-Pedagógico2.1 .
A avaliação tem como objectivo recolher e analisar a informaçãodisponível e decidir sobre a necessidade de uma
avaliação especializadapor referencia à CIF-CJ
que permita verificar
:
A - As razões das NEE do alunoB- Tipologia das NEECPC- Dar orientações para a elaboração do
Programa EducativoIndividual (PEI)
e identificar os recursos adicionais a disponibiliza
 
3. CE RETIRA IMPLICAÇÕES
 
2.2.
O Departamento EE determina medidas
:
1. Apoios especializados2. Adequação processo ensino-aprendizagem3. Tecnologias de apoio
Modelo de formuláriopara referenciação
Referência à
CIF
 
saúde/doenaIncaacidade
formulárioPEI
60 dias
 
 Educação Especial
Ana Maria Ferreira
5- Programa Educativo Individual (PEI)
Arts. 9º; 10º; 11º ; 12º ; 13
 
I- Feito por: Director de Turma/Titular; Docente EE; Enc. Ed.
(+ serviços/técnicos considerados necessários)
II- Conteúdo:
1. Identificação2. Resumo escolar e antecedentes relevantes3. Caracterização indicadores de funcionalidade4. Nível de aquisições e dificuldades5. Factores ambientais facilitadores ou barreiras6. Medidas educativas a implementar7. Conteúdos; Objectivos gerais e específicos; estratégias; recursos humanos emateriais8. Nível de participação nas actividades educativas da escola9. Distribuição horária10. Técnicos responsáveis11. Processo de Avaliação da implementação do PEI
12.
Data, assinatura dos intervenientes e autorização expressa do Enc. Ed.
 
Caso aluno não se enquadre em NEECP éencaminhado para outros serviços deapoio, disponibilizados pela escola,previstos no projecto educativo
O aluno nãonecessita derespostaseducativasno âmbito da
educaçãoespecial
O alunonecessita derespostaseducativas noâmbito daeducaçãoespecialElaboração do PEI tendo porbase os dados que constam dorelatório técnico pedagógicoresultantes da avaliaçãoespecializada e anteriormenterealizada por referência à CIF-C
 
 
Relatório circunstanciado da aplicação no final de cada ano:Prof. Regular; Prof. EE e SPO aprovado em CP e pelo Enc. Ed.
Aplicação e Coordenação
DIRECTOR DE TURMA
 Logo após os 60 diasde AvaliaçãoAnual (revistopor nível deensino)

Activity (45)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
gisababo liked this
Isabel Marques liked this
beebu7 liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->