Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
40Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Matemática - Conjuntos Númericos - Funções Funcao

Matemática - Conjuntos Númericos - Funções Funcao

Ratings:

4.75

(4)
|Views: 32,587|Likes:

More info:

Published by: Matemática Mathclassy on Jun 04, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

05/01/2013

pdf

text

original

 
UFMS / CCET / DMT
 
DISCIPLINA: Matemática para Biologia CURSO: Licenciatura em Ciências Biológicas (EAD) Profa. Sonia Regina Di Giacomo
50
FUNÇÕES
Fenômenos do cotidiano de quem trabalha em determinadas áreas do conhecimento, como a Física, aBiologia, a Química, a Economia ou a Sociologia, podem ser modelados matematicamente e analisadosusando-se funções. Com efeito, no estudo de um fenômeno, dados são coletados, organizados e analisadose, nessa análise, surgem as grandezas mensuráveis associadas ao fenômeno. Do estudo dessas grandezas,relações de dependência entre elas podem ser estabelecidas, indicando como a variação de algumasgrandezas afeta a variação de outras. Muitas dessas relações são funções.Vamos ilustrar essas idéias com um exemplo histórico dos mais importantes:
 
O astrônomo e físico italiano Galileu Galilei, fazendo váriasexperiências sobre a queda dos corpos, descobriu as leis da quedalivre:
 
A velocidade de um corpo em queda livre é proporcional aotempo gasto nessa queda.
 
O espaço percorrido por um corpo em queda livre éproporcional ao quadrado do tempo gasto no percurso.Assim, analisando os dados sobre experiências de corpos emqueda livre, Galileu percebeu que a variação da distância
d
percorrida por um corpo que cai depende apenas do tempo
t
depercurso dessa distância.Simbolicamente essa dependência é indicada por
( )
td
f
=
,conforme veremos mais adiante, e, então diz-se que a distânciapercorrida
d
é função do tempo de percurso
t
.As funções com as quais trabalharemos aparecem em estudos de fenômenos nos quais a variação deuma grandeza depende apenas da variação de uma outra grandeza e essa relação de dependência pode serrepresentada por meio de fórmulas matemáticas.No decorrer destas Notas de Apoio, faremos vários outros exemplos, mas antes precisamosformalizar o conceito de função.Conforme dissemos, esse conceito pode aparecer quando tentamos estabelecer relações entre doisconjuntos. Observe, então, algumas relações que podem ser definidas entre os conjuntos
{ }
4,3,2,1A
=
e
{ }
0,9,7,5,2B
=
:
a) b)
 
c) d)
 1234
A
25790
B
1234
A
25790
B
1234
A
25790
B
1234
A
25790
B
Imagem extraída dehttp://www.cepa.if.usp.br/e-calculo/Último acesso em: 02/04/2007
----------------------------------Galileu Galilei(1564-1642)
 
UFMS / CCET / DMT
 
DISCIPLINA: Matemática para Biologia CURSO: Licenciatura em Ciências Biológicas (EAD) Profa. Sonia Regina Di Giacomo
51
Note que nas relações descritas em
a)
e
b)
, a cada número do conjunto
A
está associado um úniconúmero do conjunto
B
, além do que as associações estão bem definidas, pois cada número de
A
estáassociado a um único elemento de
B
. Observe que nas outras duas relações isso não acontece: em
c)
aonúmero
4
não está associado nenhum número e em
d)
, ao número
3
, estão associados dois númerosdiferentes,
7
e
9
. As relações descritas em
a)
e
b)
definem uma função do conjunto
A
no conjunto
B
, asdescritas em
c)
e
d),
não definem; pois quando estabelecemos uma relação entre dois conjuntos não-vazios
A
e
B
essa relação somente definirá uma função quando as seguintes condições forem simultaneamentesatisfeitas:
Condição 1:
Todo elemento
x
pertencente ao conjunto
A
tem um elemento
y
do conjunto
B
a ele associado.
Condição 2:
Cada elemento
x
de
A
não pode ter mais de um elemento de
B
a ele associado.Assim tome cuidado: nem toda relação entre dois conjuntos define uma função.Para definirmos uma função de um conjunto
A
em um conjunto
B
, não tem importância que tenhamelementos no conjunto
B
sem elementos de
A
a eles associados e nem que existam elementos de
B
quetenham sido associados a elementos distintos de
A
. As condições 1 e 2 se referem apenas ao conjunto
A
.Voltando aos exemplos
a)
e
b)
, qual é a função de
A
em
B
que essas duas relações definem?
a) b)
 
A função que a relação descrita em
a)
define é a regra que “ao número 1 associa o número 2”, “aonúmero 2 associa o número 9”, “ao número 3 associa o número 5” e “ao número 4 associa o número 0”.
 
A função que a relação descrita em
b)
define é a regra que “ao número 1 associa o número 7”, “aonúmero 2 associa o número 0”, “ao número 3 associa o número 7” e “ao número 4 associa o número 2”.
 
Sejam
A
e
B
conjuntos não vazios. Chamamos de função
f
de
A
em
B
à todaregra que a
cada 
elemento
x
de
A
, associa de
maneira única 
um elemento
y
de
B
.Nessas condições, dizemos que o conjunto
A
é o domínio da função
f
e o conjunto
B
, o contradomínio da função
f
.
Notações:
Seja
f
uma função do conjunto
A
no conjunto
B
.
1.
Denotaremos o fato de
f
ser uma função de
A
em
B
por
BA:f
.
2.
Seja
x
um elemento genérico do conjunto
A
. Se
y
for o único elemento do conjunto
B
 associado a
x
, diremos que
y
é a imagem de
x
pela
f
e indicaremos esse fato por
( )
xfy
=
.
Exemplos:1)
Seja
BA:h
a função definida pela relação indicada em
a)
.Então conjunto
{ }
4,3,2,1A
=
é o domínio de h e o conjunto
{ }
0,9,7,5,2B
=
é o contradomínio de h.Podemos, também, escrever que
( )
1h2
=
,
( )
2h9
=
,
( )
3h5
=
e
( )
4h0
=
,ou seja,2 é a imagem de 1 pela h;9 é a imagem de 2 pela h;5 é a imagem de 3 pela h;0 é a imagem de 4 pela h;7 não é imagem de nenhum elemento de
A
.
IMPORTANTE
1234
A
25790
B
1234
A
25790
B
1234
A
25790
B
 
UFMS / CCET / DMT
 
DISCIPLINA: Matemática para Biologia CURSO: Licenciatura em Ciências Biológicas (EAD) Profa. Sonia Regina Di Giacomo
52
1234
A
25790
Bh
1234
A
25790
Bg2)
Seja
BA:g
a função definida pela relação indicada em
b)
.O conjunto
{ }
4,3,2,1A
=
é o domínio de g e o conjunto
{ }
0,9,7,5,2B
=
é o contradomínio de g.Podemos, também, escrever que
( )
1g7
=
,
( )
2g0
=
,
( )
3g7
=
e
( )
4g2
=
,ou seja,7 é a imagem de 1 pela g;0 é a imagem de 2 pela g;7 é a imagem de 3 pela g;2 é a imagem de 4 pela g;5 e 9 não são imagens de nenhum elemento de
A
.Observamos, mais uma vez, que alguns elementos do contradomínio de uma função podem não serimagens, por não estarem associados a elementos do domínio. Vamos, então, diferenciar os elementos docontradomínio de uma função que são imagens, dos que não são, definindo o que denominaremos de
conjunto imagem 
de uma função.
 
Seja
BA:f
uma função
.
Chamamos de
conjunto imagem 
de
f
ao conjuntoformado pelos elementos do conjunto
B
que são imagens de elementos do conjunto
A
. Assim o
conjunto imagem 
de
f
é conjunto dos elementos
By
para os quaisexiste um elemento
Ax
tal que
( )
xfy
=
. Denotaremos esse conjunto por
Im(f)
.
Exemplos:
Considere as funções
BA:h
e
BA:g
definidas pelas relações indicadas em
a)
e em
b)
.Vemos, então, que
Im(h)
{ }
0,9,5,2
=
e
Im(g)
 
{ }
0,7,2
=
.Dada uma função
BA:f
, sabemos que a cada elemento
x
de
A
existe um único elemento
y
de
B
 tal que
( )
xfy
=
. A partir dessa dependência entre os elementos
x
de
A
e
( )
xfy
=
de
B
, vamos definirmais um conjunto relacionado ao conceito de função:
 
Seja
BA:f
uma função
.
Chamamos
 gráfico 
de
f
ao conjunto formado pelospares ordenados
( )
y,x
tais que
Ax
e
y
é o elemento único de
B
tal que
( )
xfy
=
.Denotaremos esse conjunto por
Gr(f)
, assim
Gr(f)
( )
( )
{ }
xf yeAxquetais y,x
==
 Podemos, ainda, escrever:
Gr(f)
( )
( ){ }
Axquetaisxf,x
=
.
 Para as funções
BA:h
e
BA:g
definidas pelas relações indicadas em
a)
e em
b)
, temosque:
Gr(h)
( ) ( ) ( ) ( ){ }
0,4,5,3,9,2,2,1
=
 
e
Gr(g)
( ) ( ) ( ) ( ){ }
2,4,7,3,0,2,7,1
=
 
.1234
A
25790
BIMPORTANTEIMPORTANTE

Activity (40)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Heddmys Joanny added this note|
a pergunta e determine o domínio das seguintes funções numéricas: f(x)=3x
Heddmys Joanny added this note|
oi
Catia Moreira liked this
Parabéns! Uma coisa que faço questão é localizar o aluno na história, para após desenvolver um conteúdo. Gostei desta maneira que foi desenvolvido este texto. Att. Carlos Martinez
Thiago Fernandes liked this
Thiago Gerber liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->