Welcome to Scribd. Sign in or start your free trial to enjoy unlimited e-books, audiobooks & documents.Find out more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
3Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
JUCA03

JUCA03

Ratings: (0)|Views: 326|Likes:
Published by Marcia Andrea

More info:

Published by: Marcia Andrea on Jun 02, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/25/2013

pdf

text

original

 
 _ 
 jucajucajucajucajucajuccajucajucajucajucajucaj jucajucajucajucajucajuccajucajucajucajucajucaj jucajucajucajucajucajuccajucajucajucajucajucaj jucajucajucajucajucajuccajucajucajucajucajucaj jucajucajucajucajucajuccajucajucajucajucajucaj jucajucajucajucajucajuccajucajucajucajucajucaj
 Juca e Caju
É impossível prever quais serão as reações do leitor ao passar os olhos por nossarevista. Podemos, no entanto, garantir que, ao analisar o conteúdo das páginas que seseguem, resultado de um ano de constante e nem sempre trivial trabalho, o público estaráreagindo a um retrato, a uma otograa de nosso tempo.A denição dos temas, o tom dos textos, o ângulo das otograas e o estilo dasilustrações refetem a tensão entre o que nos dene e o que nos motiva, entre o quenos trouxe até a diplomacia e o que aremos dela ao longo de nossas vidas prossionais. JUCA 03 é, por isso, um refexo do que somos.A escolha de ilustrar a capa com um caju – além de uma excelente oportunidade dehomenagear o nome de nossa revista com um anagrama bem-humorado-, é uma tentativade sintetizar, por meio da imagem de uma ruta genuinamente nacional, essa nossaidentidade. Proundamente brasileira e diversicada, é verdade, mas também atenta ao quese passa no mundo. Viemos de dierentes partes do país, somos mulheres, homens, negros,brancos, pobres e ricos. Em breve, representaremos o Brasil diante do mundo.Seríamos, quem sabe, como a técnica do grate, usada para desenhar o nosso grandecaju: uma arte irreverente e representativa da cultura urbana, que sai das ruas das grandescidades brasileiras para ocupar espaço de destaque nos museus de todo o mundo e,assim, talvez, aproximar a arte e a beleza do nosso cotidiano.Para nós, Juca representa o ponto em que a diplomacia se mistura com a vida eem que se encontra prazer na tarea de descobrir o Brasil para representá-lo, nãosó com a responsabilidade de sempre, mas também com prazer. Signicou conjugara poesia da Língua Portuguesa ao projeto político possibilitado pela identidadecriada pelo compartilhamento de um idioma, como mostramos no especial “MundoLusóono”. Representou a oportunidade de conhecer poetas disarçados de diplomatase de descobrir que grandes servidores desta Casa nem sempre tiveram trajetóriasprossionais que correspondem ao que se esperaria deles.Fazer esta revista oi uma tarea desaadora e coincidiu com o processo de conhecer omundo da diplomacia, de descobrir a unicidade de cada colega e de rever a maneira comoenxergamos o mundo. Enm, leitores, esperamos que vocês também se identiquem coma imagem aqui refetida. Que venham os próximos Jucanos!
dos editores
 
 Ano 3 - 2009
Nesta edição:
Especial:Mundo Lusófono
 
Entrevistas:
 Embixdor arnldo crrilhoProfessor cnçdo Trindde
Perfil:
 Embixdor Frniso alvim
Depoimento:
 crônis do Sípe
 A revista dos alunos do Instituto Rio Branco
 
 _ 
 jucajucajucajucajucajuccajucajucajucajucajucaj jucajucajucajucajucajuccajucajucajucajucajucaj jucajucajucajucajucajuccajucajucajucajucajucaj jucajucajucajucajucajuccajucajucajucajucajucaj jucajucajucajucajucajuccajucajucajucajucajucaj jucajucajucajucajucajuccajucajucajucajucajucaj
 Juca e Caju
É impossível prever quais serão as reações do leitor ao passar os olhos por nossarevista. Podemos, no entanto, garantir que, ao analisar o conteúdo das páginas que seseguem, resultado de um ano de constante e nem sempre trivial trabalho, o público estaráreagindo a um retrato, a uma otograa de nosso tempo.A denição dos temas, o tom dos textos, o ângulo das otograas e o estilo dasilustrações refetem a tensão entre o que nos dene e o que nos motiva, entre o quenos trouxe até a diplomacia e o que aremos dela ao longo de nossas vidas prossionais. JUCA 03 é, por isso, um refexo do que somos.A escolha de ilustrar a capa com um caju – além de uma excelente oportunidade dehomenagear o nome de nossa revista com um anagrama bem-humorado-, é uma tentativade sintetizar, por meio da imagem de uma ruta genuinamente nacional, essa nossaidentidade. Proundamente brasileira e diversicada, é verdade, mas também atenta ao quese passa no mundo. Viemos de dierentes partes do país, somos mulheres, homens, negros,brancos, pobres e ricos. Em breve, representaremos o Brasil diante do mundo.Seríamos, quem sabe, como a técnica do grate, usada para desenhar o nosso grandecaju: uma arte irreverente e representativa da cultura urbana, que sai das ruas das grandescidades brasileiras para ocupar espaço de destaque nos museus de todo o mundo e,assim, talvez, aproximar a arte e a beleza do nosso cotidiano.Para nós, Juca representa o ponto em que a diplomacia se mistura com a vida eem que se encontra prazer na tarea de descobrir o Brasil para representá-lo, nãosó com a responsabilidade de sempre, mas também com prazer. Signicou conjugara poesia da Língua Portuguesa ao projeto político possibilitado pela identidadecriada pelo compartilhamento de um idioma, como mostramos no especial “MundoLusóono”. Representou a oportunidade de conhecer poetas disarçados de diplomatase de descobrir que grandes servidores desta Casa nem sempre tiveram trajetóriasprossionais que correspondem ao que se esperaria deles.Fazer esta revista oi uma tarea desaadora e coincidiu com o processo de conhecer omundo da diplomacia, de descobrir a unicidade de cada colega e de rever a maneira comoenxergamos o mundo. Enm, leitores, esperamos que vocês também se identiquem coma imagem aqui refetida. Que venham os próximos Jucanos!
d d
 
 _ 
Diretor Honorário
Embaixador Fernando Guimarães Reis
Editora-Chee -
Laís de Souza Garcia
 Diretor Executivo -
Marcelo Almeida C. Costa
Editoria de Resenhas -
Ramiro Breitbach
Editoria de Textos Literários -
Krishna MendesMonteiro
Editoria do Dossiê -
Eduardo Brigidi de Melloe Eduardo Freitas de Oliveira
Editoria de Pers e Entrevistas -
Rodrigo de C.Dias Papa e Raael Rodrigues Paulino
Editoria de Artigos e Ensaios -
Izabel Cury deBrito Cabral e Luiz Felipe Czarnobai
Edição de Arte -
Amena Martins Yassine eMarco Kinzo Bernardy
Edição de Texto -
Igor Trabuco Bandeira
Relações Públicas -
Filipe Abbott GalvãoSobreira Lopes
Diretor Jurídico -
Fernando de AzevedoSilva Perdigão
 Diretor Financeiro -
Eduardo Minoru Chikusa
Revisão
 
-
Filipe Abbott G. Sobreira Lopes
c
Laís, Marcelo e Marco
Direão de arte e Digrmão
Fabiana Maraotti
(maraotti@gmail.com)
pd
 Aad
Embaixador Celso AmorimEmbaixador Jerônimo MoscardoEmbaixador Arnaldo CarrilhoEmbaixador Francisco AlvimMinistro Sérgio Barreiros de Santana AzevedoSecretário Aurélio Romanini de Abranches ViottiSecretário Leonardo de Almeida Carneiro EngeSecretário Rodrigo de Oliveira CastroSecretário Filipe NasserSecretário Felipe Krause DornellesSecretário Raphael Oliveira do NascimentoSecretário Octávio Moreira Guimarães LopesAna Claúdia Milhomem FreitasEquipes Juca 01 e Juca 02Proessor Antônio Augusto Cançado TrindadeDeputado José Fernando Aparecido de OliveiraMiguel Girão de SousaPedro PassosRenato Cabral de RezendeMuseu da Língua PortuguesaEditora Capivara

Activity (3)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
jose_mairena liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->