Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword or section
Like this
13Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Clube do Livro Liberal - Ortega y Gasset - A Rebelião das Massas(ebook)

Clube do Livro Liberal - Ortega y Gasset - A Rebelião das Massas(ebook)

Ratings:

5.0

(1)
|Views: 1,334 |Likes:
Published by igorcfranco

More info:

Categories:Types, School Work
Published by: igorcfranco on Jun 08, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/09/2014

pdf

text

original

 
 
CLUBE DO LIVRO LIBERAL
O
RTEGA
Y
 
G
ASSET
 
A
 
R
EBELIÃO DAS
M
ASSAS
 
 
| CLUBE DO LIVRO LIBERAL
A Rebelião das Massas
Ortega Y Gasset 
Organização:
Igor César F. A. Gomes
Publicação:
Clube do Livro Liberal
 
A Rebelião das Massas
3
 
 APRESENTAÇÃO
"A Rebelião das Massas", obra prima de José Ortega y Gasset, começou a ser publicado em 1926 numjornal madrilenho ("El Sol").Retrata as grandes transformações do século XX, especialmente na Europa, com ênfase no processohistórico de crescimento das massas urbanas. Não se refere às classes sociais, mas às multidões e aglomerações.Tendo esse contexto como pano de fundo, Ortega discute temas, aparentemente contrários entre si, mas que sefundem (ou devem fundir-se) numa unidade de sentido. É assim que contrapõe individualismo e submissão aocoletivo; comunidade, nação e estado; história, presente e porvir; homens cultos e especialistas; poder arbitrário erespeito à opinião pública; juventude e velhice; guerra e pacifismo; masculino e feminino.São tópicos que, inevitavelmente, nos induzem à reflexão crítica. Em alguns casos são apresentados deforma extremamente provocativa.Referindo-se ao poder do dinheiro, minimiza seu significado e afirma:
"É, talvez, o único poder social que ao ser reconhecido nos repugna. A própria força brutaque habitualmente nos indigna acha em nós um eco último de simpatia e estima. Incita-nos arechaçá-la criando uma força paralela, mas não nos inspira asco. Dir-se-ia que nos sublevamestes ou os outros efeitos da violência; porém ela mesma nos parece um sintoma de saúde,um magnífico atributo do ser vivente, e compreendemos que o grego a divinizasse emHércules." 
Discutindo o fato de que os antigos gregos expressavam certo desprezo pelas mulheres, acaba porconcluir que estas acabaram se masculinizando:
"A Vênus de Milo é uma figura másculo-feminil, uma espécie de atleta com seios. E é umexemplo de cômica insinceridade que tenha sido proposta tal imagem ao entusiasmo doseuropeus durante o século XIX, quando mais ébrios viviam de romanticismo e de fervor pela pura, extrema feminilidade. O cânone da arte grega ficou inscrito nas formas do moçodesportista, e quando isto não lhe bastou preferiu sonhar com o hermafrodita." 
Sobre a guerra, chega a afirmar:
"O pacifismo está perdido e converte-se em nula beateria se não tem presente que a guerra é uma genial e formidável técnica de vida e para a vida." 
Sua interpretação do modelo escravista é bastante sugestiva:
"Do mesmo modo, costumamos, sem mais reflexão, maldizer da escravidão, não advertindo omaravilhoso progresso que representou quando foi inventada. Porque antes o que se faziaera matar os vencidos. Foi um gênio benfeitor da humanidade o primeiro que ideou, em vez de matar os prisioneiros, conservar-lhes a vida e aproveitar seu labor." 
São essas aparentes contradições que estimulam nosso espírito crítico. Ortega defendeu suas concepçõescom vigor, fundamentos sólidos e uma lógica irrepreensível. Em poucos momentos foi totalmente conclusivo, masdeixou uma enorme abertura para que possamos repensar as idéias que defendeu em seus dias, adaptando-as aonosso tempo e ao que viveremos no futuro.

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->