Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
27Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
10. Pele e Anexos

10. Pele e Anexos

Ratings: (0)|Views: 4,121 |Likes:
Published by Nádia Garcia

More info:

Published by: Nádia Garcia on Jun 16, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/07/2013

pdf

text

original

 
Rita Luz – 2004/2005
Pele e AnexosPele e Anexos
Pele
A pele cobre a superfície corporal e é constituída por 3 camadasprincipais:
Epiderme:
epitélio superficial de origem ectodérmica
Derme:
tecido conjuntivo subjacente de origem mesodérmica
Hipoderme/
Fascia superficialis
:
tecido conjuntivo laxo porbaixo da derme
Funções
1. Revestimento do organismo2. Protecção:
A pele oferece protecção contra os raios UV (através da melanina) e osinsultos mecânicos, químicos e térmicos.
A sua superfície relativamente impermeável impede a desidratação eactua como uma barreira física à invasão por microorganismos.
Respostas imunitárias aos alergénios.
3. Sensação
(recepção de estímulos do meio externo):
A pele é o maior orgão sensorial do corpo.
Conm uma variedade de receptores para o tacto, preso, dor etemperatura.
4. Termo-regulação:
Na espécie humana a pele é o orgão principal da termo-regulação.
O corpo é isolado contra a perda de calor pela presença de pelos e detecido adiposo sub-cutâneo.
A perda de calor é facilitada pela evaporação do suor da superfície dapele e pelo fluxo sanguíneo aumentado na rica rede vascular da derme(mecanismo de conservação e da dissipação obtidas por variações dedébito circulatório e pela regulação de sudorese).
Funções metabólicas:
O tecido adiposo sub-cutâneo constitui uma reserva importante deenergia, sobretudo sob a forma de triglicéridos.
Secreção de várias substâncias: a vitamina D é sintetizada na epidermee suplementa a q é derivada das fontes da dieta.
Balanço hídrico.
Baseado em:
Wheater Histologia Funcional
de B. Young e J.W. Heath (capitulo 9)
 
Histologia & EmbriologiaPele e Anexos
Epiderme
A epiderme é um tecido epitelial pavimentoso estratificado constituídofundamentalmente por:
Ceratinocitos
Melanócitos
- responsáveis pela pigmentação da pele
Células de Langerhans
- células do sistema imunitário
Células de Meckel
- associadas a terminações nervosas livres eencapsuladas que o responveis pela apurada capacidadedescriminativa do orgão.
A sua juão à derme é irregular e caracterizada porinvaginações epidérmicas - cristas epidérmicas - que se interdigitam comprojecções dérmicas - papilas dérmicas - o que reforça a adesão entreambas as camadas.
As cristas epidérmicas estão separadas por pregasinterpapilares epidérmicas formando cristas epidérmicas secundárias.Papila rmica, fica assim, dividida pelas projecções das pregasinterpapilares formando papilas dérmicas secundárias.
1.Ceraticitos
Estão organizados em camadas ou estratos
Página 2 de 22
 
Histologia & EmbriologiaPele e Anexos
São vistas melhor na pele espessa, ex: plantas dos pés.
Pelo contrio, na pele delgada do abmen (p.ex), ascamadas individuais são + difíceis de se distinguirem.
A espessura combinada das outras células é reduzida a umaextensão menor.
O sistema de rede de cristas é muito menos proeminente,reflectindo as forças tangenciais menores às quais essa pele está sujeita.
Camadas:a.Estrato basalb.Estrato espinhoso... estrato de Malpighic.Estrato granulosod.Estrato lúcidoe.Estrato córneo
a)
Estrato basal:
É a camada germinativa da epiderme.
A actividade mitótica nessa camada fornece um suprimentocontínuo de novos ceratinócitos para substituir os que são perdidospelo desgaste normal.
As células produzidas por mitose na camada basal germinativaadjacente à derme sofrem alterões durante a maturação,relacionadas com a produção de ceratina.
A camada ceratinizada externa é continuamente descamada eé substituída pelo movimento progressivo e pela maturação delulas da camada germinativa. Assim, todas as lulas dessalinhagem são frequentemente chamadas de
ceratinócitos
.
A taxa das mitoses na camada germinativa geralmente é igualà taxa de descamação da superfície externa. No homem o processode maturação de uma célula basal até à descamação leva entre 25-50 dias, sendo + rápido nas áreas expostas às forças + intensas defricção.
As
células
(células-fonte) desta camada o bicas oucilíndricas baixas e formam uma camada única separada da dermepor uma
membrana basal
.
O aspecto basal de cada lula germinativa é altamenteirregular e fixado à membrana basal por numerosos
hemidesmossomas
.
Como nas células do estrato espinhoso adjacente, pequenas
projecções citoplasmáticas
estendem-se através dos espaçosintercelulares para terminar sobre as projecções das lulasadjacentes. Esses pontos de contacto são fixados por desmossomas.
Está separada da derme pela
membrana basal dermoepidérmica
: Tem 2 componentes distintos:
Lâmina lúcida:
as células basais apoiam-se sobre esta lâmina mas são presas àlâmina densa por proteínas ancorantes q surgem a partir de um hemidesmossoma.
Lâmina densa
uma zona mal definida:
lâmina fibro-reticular
contém fibrilhas qconectam a lêmina densa às fibras colagénicas e à elastina na derme.
b) Estrato espinhoso
Página 3 de 22

Activity (27)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Raisson Holanda liked this
mivel liked this
mivel liked this
mivel liked this
Lis Ferreira liked this
Ícaro Souza liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->