Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
20Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
História - Aula 04 - Baixa Idade Média

História - Aula 04 - Baixa Idade Média

Ratings:

4.67

(9)
|Views: 8,204 |Likes:

More info:

Published by: History História Geral e do Brasil on Jun 14, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/10/2013

pdf

text

original

 
Aula 04 - BAIXA IDADE MÉDIA.
Nesta aula, será analisada a estrutura do Sistema Feudal- seusaspectos econômicos, sociais, políticos e culturais.Também será efetuada uma análise da crise do feudalismo,observando o Renascimento Comercial e Urbano, a formação dasMonarquias Nacionais e as crises dos século XIV. 
O FEUDALISMO
.I. OrigensO feudalismo europeu é resultado da síntese entre a sociedaderomana em decadência e a sociedade bárbara em evolução. Esta sínteseresulta nos chamados fatores estruturais para a formação dofeudalismo.Roma contribui para a formação do feudalismo através dosseguintes elementos:
-
 
a
"villa" 
, ou o latifúndio auto-suficiente;
-
 
o desenvolvimento do
colonato
, segundo o qual o trabalhadorficava preso à terra;
-
 
a
Igreja Cristã
, que se tornará na principal instituição medieval.A crise romana reforça seu poder político local e consolida oprocesso de ruralização da economia.Os Bárbaros contribuem com os seguintes elementos:
-
 
uma economia centrada nas
trocas naturais;
-
 
o
comitatus
, instituição que estabelecia uma relação defidelidade e reciprocidade entre os guerreiros e seus chefes;
-
 
a prática do chamado
benefício ( beneficium )
, dandoimunidade ao proprietário deste;
-
 
o
direito consuetudinário
, isto é, os costumes herdados dosantepassados possuem força de lei.
 
Além destes elementos estruturais ( internos ), contribuíramtambém os chamados elementos conjunturais ( externos ) , que foramas
Invasões Bárbaras
dos séculos VIII ao IX - os normandos e osmuçulmanos.Os normandos efetuam um bloqueio do mar Báltico e do mar doNorte e os muçulmanos realizam o bloqueio do mar Mediterrâneo. Estasinvasões aceleram o processo de ruralização européia - em curso desdeo século III - acentuando a economia agrária e auto-suficiente.II. Estruturas feudais.
ESTRUTURA ECONÔMICA:
a economia era basicamente agro-pastoril, de caráter auto-suficiente e com trocas naturais. O comércio,embora existisse, não foi a atividade predominante.As terras dos feudos eram divididas em três partes:
-
 
terras coletivas ou campos abertos: de uso comum, onde serecolhiam madeira, frutos e efetuava-se a caça. Neste caso,temos uma
 posse coletiva da terra.
-
 
reserva senhorial - de uso exclusivo do senhor feudal - é era a
 propriedade privada
do senhor.
-
 
Manso servil ou tenência: terras utilizadas pelos servos.Serviam para manter o sustento destes e para cumprimentodas obrigações feudais.O caráter auto-suficiente da economia feudal dava-se em virtudeda baixa produtividade agrícola.O comércio, embora não fosse a atividade predominante, existiasob duas formas: o comércio local - onde realizava-se as trocasnaturais; e o comércio a longa distância - responsável peloabastecimento de determinados produtos, tais como o sal, pimenta,cravo, etc... O comércio a longa distância funcionava com trocasmonetárias e, à partir do século XII terá um papel fundamental naeconomia européia.
ESTRUTURA POLÍTICA.
O poder político era
descentralizado
, ou seja, distribuído entre osgrandes proprietários de terra ( os SENHORES FEUDAIS).Apesar da fragmentação do poder político, havia os laços defidelidade pessoal ( a
vassalagem
). Por esta relação estabelecia-se ocontrato feudo-vassálico, assim caracterizado:
 
Homenagem:
juramento de fidelidade do vassalo para com o seususerano;
Investidura:
entrega do feudo do vassalo para o suserano.O
suserano
( aquele que concede o feudo ) deveria auxiliarmilitarmente seu vassalo e também prestar assistência jurídica.O
vassalo
( aquele que recebe o feudo e promete fidelidade) deveprestar o serviço militar para o suserano e comparecer ao tribunal porele presidido.
ESTRUTURA SOCIAL.
A sociedade feudal era do tipo
estamental 
, onde as funções sociaiseram transmitidas de forma hereditária. As relações sociais erammarcadas pelos laços de dependência e de dominação. Os estamentossociais eram três:
CLERO:
constituído pelos membros da Igreja Católica. Dedicavam-se ao ofício religioso e apresentavam uma subdivisão:
-
 
Alto clero- formado por membros da nobreza feudal (papa,bispo, abade)
-
 
Baixo clero- composto por membros não ligados à nobreza (padre, vigário ).
NOBREZA:
formada pelos grandes proprietários de terra e que sededicavam à atividade militar e administrativa.
TRABALHADORES:
simplesmente a maioria da população. Oscamponeses estavam ligados à terra (
servos da gleba
) sendoobrigados a sustentarem os senhores feudais.Assim, o clero formava o
1º Estado,
a nobreza o
2º Estado
e ostrabalhadores o
3º Estado.
O Sistema feudal também apresentava as chamadas
obrigaçõesfeudais
, uma conjunto de relações sociais onde os servos eramexplorados pelos senhores feudais. As principais obrigações feudaiseram:
CORVÉIA:
obrigação do servo de trabalhar nas terras dosenhor(manso senhorial). Toda produção de seu trabalho era doproprietário.

Activity (20)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Pablo Lima liked this
Acácia Novaes liked this
Rogerio Oswald liked this
Letycia Alves liked this
Geiuson Amaral liked this
Brenda Way liked this
Mauro Junior liked this
Jailda Santos liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->