Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
9Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
APOSTILA INTRODUÇÃO E SISTEMA ÓSSEOo

APOSTILA INTRODUÇÃO E SISTEMA ÓSSEOo

Ratings: (0)|Views: 801 |Likes:
Published by AngelsLife

More info:

Categories:Types, School Work
Published by: AngelsLife on Jul 03, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/27/2013

pdf

text

original

 
 ______________________________________________________________ 
 Anatomia e Fisiologia
 
FAUSTO.DESTAKE@HOTMAIL.COM
 
 ______________________________________________________________ 
 Anatomia e Fisiologia
 
HISTÓRIA DA ANATOMIA
"Ao te curvares com a rígida lâmina de teu bisturi sobre o cadáver desconhecido,lembra-te que este corpo nasceu do amor de duasalmas,cresceu embalado pela fé e pela esperança daquela queem seu seio o agasalhou.Sorriu e sonhou os mesmos sonhos das crianças e dos jovens.Por certo amou e foi amado, esperou e acalentou umamanhã feliz esentiu saudades dos outros que partiram. Agora jaz na fria lousa, sem que por ele se tivessederramado uma lágrima sequer,sem que tivesse uma só prece.Seu nome, só Deus sabe.Mas o destino inexorável deu-lhe o poder e a grandezade servir à humanidade. A humanidade que por ele passou indiferente" (Rokitansky, 1876)
O conhecimento anatômico do corpo humano data de quinhentos anos antes de Cristono sul da Itália com Alcméon de Crotona, que realizou dissecações em animais. Poucotempo depois, um texto clínico da escola hipocrática descobriu a anatomia do ombroconforme havia sido estudada com a dissecação. Aristóteles mencionou as ilustraçõesanatômicas quando se referiu aos paradigmas, que provavelmente eram figurasbaseadas na dissecação animal. No século III A.C., o estudo da anatomia avançouconsideravelmente na Alexandria. Muitas descobertas lá realizadas podem ser atribuídasa Herófilo e Erasístrato, os primeiros que realizaram dissecações humanas de modosistemático. A partir do ano 150 A..C. a dissecação humana foi de novo proibida porrazões éticas e religiosas. O conhecimento anatômico sobre o corpo humano continuouno mundo helenístico, porém só se conhecia através das dissecações em animais. Noséculo II D.C., Galeno dissecou quase tudo, macacos e porcos, aplicando depois osresultados obtidos na anatomia humana, quase sempre corretamente; contudo, algunserros foram inevitáveis devido à impossibilidade de confirmar os achados em cadávereshumanos. Galeno desenvolveu assim mesmo a doutrina da "causa final", um sistemateológico que requeria que todos os achados confirmassem a fisiologia tal e qual ele acompreendia.
FAUSTO.DESTAKE@HOTMAIL.COM
 
 ______________________________________________________________ 
 Anatomia e Fisiologia
 
A anatomia não era uma disciplina independente, mas um auxiliar da cirurgia, que nessaépoca era relativamente grosseira e reunia sobre todo conhecer os pontos apropriadospara a sangria. Durante todo o tempo que a anatomia ostentou essa qualidade oposta àprática, as figuras não-realistas e esquemáticas foram suficientes.Dentre os muitos fatores que contribuíram para o desenvolvimento da técnica ilustrativano começo do século XVI, dois ocuparam lugar destacado: o primeiro foi o final datradição manuscrita consistente em copiar os antigos desenhos e a conversão danatureza em modelo primário. Chegou-se ao convencimento de que o mais apropriadopara o homem era o mundo natural e não a posteridade. O escolasticismo de São Tomásde Aquino havia preparado inadvertidamente o caminho através da separação entre omundo natural e o sobrenatural, prevalecendo a teologia sobre a ciência natural. Osegundo fator que influiu no desenvolvimento da ilustração científica para o ensino foi alenta instauração de melhores cnicas. No começo os editores, com um critériopuramente quantitativo, pensaram que com a imprensa poderiam fazer grandequantidade de reproduções de modo fácil e barato. Só mais tarde reconheceram aimportância que cada ilustração fosse idêntica ao original. A capacidade para repetirexatamente reproduções pictórica, daquilo que se observava, constituiu a característicadistinta de várias disciplinas científicas, que descartaram seu apoio anterior à tradição eaceitação de uma metodologia, que foi descritiva no princípio e experimental mais tarde.
FAUSTO.DESTAKE@HOTMAIL.COM

Activity (9)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
marizovitor liked this
Márcia Araújo liked this
Beata Gendek liked this
Edilaine Neves liked this
MARIANABEZERRA liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->