Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
8Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Estudos dos perfis temporais de índices de vegetação no distrito de sussundenga

Estudos dos perfis temporais de índices de vegetação no distrito de sussundenga

Ratings: (0)|Views: 500 |Likes:
Published by Mobline
Artigo sobre os estudo da variação temporal dos indices de vegetaçõa do modis no distrito
Artigo sobre os estudo da variação temporal dos indices de vegetaçõa do modis no distrito

More info:

Categories:Topics, Art & Design
Published by: Mobline on Jul 08, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/13/2013

pdf

text

original

 
ESTUDO DOS PERFIS TEMPORAIS DE ÍNDICES DE VEGETAÇÃO NODISTRITO DE SUSSUNDENGA-MOÇAMBIQUEHugo Adriano Mabilana
Universidade Federal do Rio Grande do SulCentro Estadual de Pesquisas em Sensoriamento Remoto e MeteorologiaLaboratório de Estudos de Agricultura e Agrometeorologia
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do ValeCx. Postal: 15044 CEP. 91501-970 - Porto Alegre - RS – Brasilhmabilana@yahoo.com.br 
Denise Cybis Fontana
Universidade Federal do Rio Grande do SulFaculdade de Agronomia
 
Departamento de Plantas Forrageiras e Agrometeorologia
Av Bento Gonçalves, 7712 - AgronomiaCx. Postal: 15100 CEP. 91540-000 - Porto Alegre, RS - Brasildfontana@ufrgs.br 
Eliana Lima da Fonseca
Universidade Federal do Rio Grande do SulInstituto de GeociênciasDepartamento de Geografia
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Campus do ValeCx. Postal: 15001 CEP. 91501-970 - Porto Alegre - RS – Brasileliana.fonseca@ufrgs.br 
RESUMO
Moçambique é um país que se localiza ao longo da costa Leste da África Austral, com a economia baseada essencialmentena prática da agricultura. A cultura do milho
 Zea mays
L. é a mais importante, cultivada em regime de sequeiro, comrendimentos dependentes das condições meteorológicas. O calendário agrícola e o sistema de produção tornam o uso degeotecnologias uma importante ferramenta para o monitoramento de culturas e o desenvolvimento de modelos de estimativade rendimentos. Um passo preliminar para aplicação dessas tecnologias é o estudo da dinâmica temporal dos índices devegetação, derivados de dados de sensoriamento remoto, e da sua variação inter anual e relação com os dadosmeteorológicos, os quais representam os objetivos deste trabalho. A área de estudo é o distrito de Sussundenga, localizadona região central de Moçambique. Os perfis temporais foram construídos com base nas imagens de índices de Vegetação provenientes do produto MOD13Q1 do sensor MODIS que contém imagens de composições de 16 dias de NDVI e EVI.Foram extraídos os valores médios de índices de vegetação e traçados os perfis temporais para a série de 2000 a 2009.Totais mensais de precipitação pluvial e evapotranspiração, para a mesma série temporal, foram coletados e correlacionadoscom valores de índices de vegetação. Os resultados mostraram fortes associações entre os valores de índices de vegetação eos dados meteorológicos medidos na superfície, evidenciando a possibilidade de uso de dados de sensoriamento remotocomo instrumento útil em programas de monitoramento da safra de milho em Moçambique.
Palavras chaves: MODIS, EVI, NDVI, Precipitação pluvial, evapotranspiração,
 Zea mays
L.
XXIV Congresso Brasileiro de Cartografia - Aracaju - SE - Brasil, 16 a 20 de maio de 2010
3
 
ABSTRACT
Mozambique is a country located on the east coast of southern Africa, with the economy based primarily on the agriculture practice. Maize
 Zea mays
L. is the main crop cultivated on non irrigated systems, its yields depend on weather conditions.The crop calendar and management make the use of geo technologies an important tool for crop monitoring and for thedevelopment of the yield forecast models. A preliminary step to implementing these technologies is the study of thetemporal dynamics of vegetation indices profiles, derived from remote sensing data, its inter-annual variations and therelationship with meteorological data, which represent the objectives of this paper. The study area is the Sussundengadistrict, located in central Mozambique, which has an agro climatic suitability for maize crop growing. The profiles were built based on the images of vegetation indices from MOD13Q1, a MODIS product that contains images of 16-dayscomposites of NDVI and EVI, with 250 meters of spatial resolution. The study area mask was created, the mean values of vegetation indices were extracted and the temporal vegetation Indices profiles for 2000 to 2009 series were plotted. Rainfalland evapotranspiration monthly data for the same period were collected and correlated with the values of vegetation indices.The results showed a high association between the values of vegetation indices and the measured ground data, indicating the possibility of using remote sensing data as a useful tool in the maize monitoring programs in Mozambique.Keywords: MODIS, NDVI, EVI, Precipitation, evapotranspiration,
 Zea mays
L.1. INTRODUÇÃOMoçambique é um país que se localiza aolongo da costa Leste da África Austral, com a economia baseada essencialmente na prática da agricultura. Omilho é a principal cultura agrícola produzida emsequeiro no setor Familiar. Dados do CensoAgropecuário de 2000 mostram que as culturas do milhoe da mandioca totalizam 50% do valor de produção daagricultura para pequenas e médias explorações (Walkerset al, 2006). Os Camponeses alocam entre 20 a 60 % dasáreas agrícolas para produzir o milho em todo o país(MICOA, 2002), o que evidencia a contribuição essencialdessa cultura para a segurança alimentar da populaçãoMoçambicana. Como todas as culturas produzidas emsequeiro, o rendimento do milho é fortementeinfluenciado pelas condições meteorológicas,condicionando o seu abastecimento. Situações extremasde escassez de chuvas levam a fracassos de campanhasagrícolas e conseqüente fome extrema.Modelos agrometeorológicos de estimativa de produtividade de cultura podem ser importantesferramentas de auxilio a tomadores de decisão emmedidas para a mitigação de efeitos negativos associadosa eventos de estiagem, ou mesmo, para tirar proveito decondições de adequada disponibilidade hídrica. Em 1994foi desenvolvido em Moçambique um modeloagrometeorológico de estimativa de produtividade domilho que relacionava a produtividade média do milho eo índice de satisfação das necessidades de água (ISNA)(Rojas, 1994). O ISNA é uma variável composta,resultante do balanço hídrico da cultura, dada pela razãoentre a evapotranspiração real e a evapotranspiraçãomáxima da cultura. As grandes vantagens do uso dessetipo de modelos são a economia de tempo e recursos paraalém da facilidade de sua implementação.A disponibilidade de produtos desensoriamento remoto, como os índices de vegetação,com caráter operacional e fornecido em tempo “quasereal”, possibilita o seu uso para monitoramento deculturas agrícolas e a sua implementação em modelos deestimativa de produtividade. Índices de vegetação sãomedidas empíricas e robustas da atividade da superfícieterrestre, desenhadas para melhorar o sinal da vegetaçãoatravés de medidas da resposta espectral pelacombinação de duas bandas espectrais nomeadamentevermelho e infravermelho próximo (Huete et al, 1999). Aadição da componente espectral nos modelosagrometeorológicos de estimativa de produtividade dasculturas pode melhorar o seu desempenho e permitir aoperação destes numa escala regional.O fato do setor familiar de produção emMoçambique semear a cultura do milho em época bastante uniforme, devido a sua relação com o início daépoca chuvosa, torna viável o uso de geotecnologiascomo uma importante ferramenta para o monitoramentode culturas e o desenvolvimento de modelos deestimativa de produtividade das culturas. Deste modo,todos os estágios de desenvolvimento das culturasocorrem quase que sincronizados, e a probabilidade de seter culturas agrícolas em estágios diferentes em campo émínima.Um passo preliminar para aplicação dessastecnologias é o estudo da dinâmica temporal dos índicesde vegetação e sua relação com os elementosmeteorológicos. Isto é possível através do estudo de
XXIV Congresso Brasileiro de Cartografia - Aracaju - SE - Brasil, 16 a 20 de maio de 2010
 
3
 
 perfis temporais de índices de vegetação, sua associaçãocom a fenologia da cultura, condições meteorológicas e produtividade da cultura. O índice de vegetação por diferença normalizada (NDVI-
 Normalized DifferenceVegetation Índex
) tem sido muito usado para essas eoutras aplicações (Fontana et al, 2001; Zhang et al, 2002;Anderson e Shimabukuro, 2007;Fontana et al, 2007;Ponzoni e Shimabukuro, 2007; Klering et al, 2007;Lohman et al, 2009).Para o monitoramento da vegetação emodelagem da produtividade com o auxílio de dados desensoriamento remoto, é necessário fornecimentocontínuo de imagens de satélite, o que torna possíveldetalhar as variações dos índices de vegetaçãodecorrentes das mudanças na sua fenologia. Situação nãomuito adequada ocorre quando se usa sensores deresolução espacial média, como TM landsat ou ASTER,que possuem baixa resolução temporal e, portanto menor  probabilidade de encontrar imagens livres de nuvens.Sensores como o AVHRR, EOS/MODIS e SPOTVEGETATION, com resolução espacial moderada e, portanto, maior resolução temporal, são mais adequados para esse tipo de aplicações, pelo fato de fornecer imagens da mesma região com maior freqüência. OAVHRR, a bordo dos satélites NOAA e com resoluçãoespacial máxima de 1 km, possui a maior série temporalde NDVI, a qual teve inicio em 1981. No entanto,algumas limitações persistem no uso dessa mesma série, principalmente as relativas à influência atmosférica edistorções geométricas (Rizzi e Rudorff, 2004). O sensor MODIS, lançado em 1999, iniciando a operação em2000, trouxe grandes melhorias na qualidade das imagensno que se refere à geometria, interferência atmosférica eresolução espacial, a qual aumentou para 250 metros em produtos de índices de vegetação.O NDVI tem sido bastante usado, para váriasaplicações ambientais, sendo bom indicador de presençae condição da vegetação (Fontana et al, 2001, Ponzoni eShimabukuro, 2007). É o mais usado e melhor documentado índice baseado em sensoriamento remoto para o monitoramento de culturas e previsão derendimentos (Savin e Nègre, 2003). O NDVI do sensor MODIS é referido como sendo uma continuidade da sériede NDVI do sensor AVHRR do NOAA (Huete et al,1999; Fontana et al, 2007). Para além do NDVI o sensor MODIS no produto índices de vegetação, possui tambémo índice de vegetação melhorado (EVI-
 Enhanced Vegetation Index
). Este índice foi desenvolvido pelo
MODIS Land Discipline group
com o propósito deotimizar o sinal da vegetação, melhorando suasensibilidade a condições de alta densidade de biomassa,reduzindo a influência do solo e a interferênciaatmosférica na resposta do dossel (Fontana et al, 2007citando Huete, 2002; Ponzoni e Shimabukuro, 2007citando Justice et al, 1998).Alguns autores estudam os perfis de índices devegetação, estabelecendo relação com variáveismeteorológicas e em casos específicos de aplicaçõesagrícolas se faz a relação com a produtividade média dasculturas (Klering, 2007; Rojas, 2007). Em sistemas de produção agrícola não irrigada, pode se assumir que acondição da vegetação seja um reflexo, em grande parte,da influência das condições meteorológicas no local. Neste caso os elementos meteorológicos componentes do balanço hídrico, nomeadamente a precipitação pluvial e aevapotranspiração, são aqueles que têm mais influênciasobre as condições da vegetação, a qual é captada por sensores orbitais e facilmente interpretada através dosíndices de vegetação. É baseado nesse princípio que se propõe para o presente trabalho o estudo dos perfisanuais de índices de vegetação e a sua relação comvariáveis meteorológicas.O principal objetivo do presente trabalho é, portanto, analisar a evolução temporal dos índices devegetação ao longo da safra de milho, a variação inter anual destes índices e a sua relação com as condiçõesmeteorológicas no distrito de Sussundenga-Moçambique.2. MATERIAL E MÉTODOSA área de estudo abrange o distrito deSussundenga, localizado na região central deMoçambique e da Província de Manica, a 19º 12’Latitude Sul e 33º 8’ Longitude Leste (Figura 1). Comuma superfície de 7.057 km
2
, o clima predominante é otropical chuvoso de savana- Aw (classificação deKöppen), com duas estações distintas, uma quente echuvosa e outra fresca e seca. O distrito é dividido emduas regiões agro ecológicas com potencial para produção de milho que, de acordo com Walters et al(2006), constituem as regiões mais dinâmicas do país emtermos de produção deste cereal. O milho é a principalcultura alimentar produzida, sendo explorada em regimede consórcio, com feijão nhemba, amendoim e batatadoce (MAE, 2005).Foram utilizadas duas séries de dados,meteorológicos e imagens de satélite, compreendendo asérie de 10 anos, de 2000 a 2009.
XXIV Congresso Brasileiro de Cartografia - Aracaju - SE - Brasil, 16 a 20 de maio de 2010
3

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->