Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
56Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
História do Brasil - Apostila Pré-Vestibular Vetor

História do Brasil - Apostila Pré-Vestibular Vetor

Ratings:

4.67

(6)
|Views: 5,476|Likes:

More info:

Published by: History História Geral e do Brasil on Jun 17, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/25/2015

pdf

text

original

 
Pré-Vestibular Comunitário VetorCalendário das aulas de História do Brasil em 2006:
1
a
Parte do Curso - Aulas com duração de duas horas:Aula n
o
. 1 - Apresentação e reflexão sobre o vestibular / As grandes navegaçõesAula n
o
. 2 - O descobrimento do Brasil e as primeiras décadas da ColôniaAula n
o
. 3 - A implantação do colonialismo na América portuguesaAula n
o
. 4 - O Brasil e as relações internacionaisAula n
o
. 5 - A economia mineradoraPrimeira aula especial: Passeio pelo centro histórico do Rio de JaneiroAula n
o
. 6 - As reformas pombalinas e as conjurações coloniaisAula n
o
. 7 - A Época joaninaAula n
o
. 8 - A Independência e o Primeiro ReinadoAula n
o
. 9 - O período regencialAula n
o
. 10 - A afirmação do ImpérioAula n
o
. 11 - O auge do ImpérioAula n
o
. 12 - Decadência do ImpérioSegunda aula especial: VídeoAula n
o
. 13 - O surgimento da RepúblicaAula n
o
. 14 - A República oligárquicaAula n
o
. 15 – Rebeliões da República VelhaAula n
o
. 16 – A crise dos anos 202
a
parte do curso - aulas com duração de uma hora:Aula n
o
. 17 - A Revolução de 1930Aula n
o
. 18 - Os governos Vargas: governo constitucional e movimentos políticosTerceira aula especial: Música e HistóriaAula n
o
. 19 - Estado NovoAula n
o
. 20 - A República de 1945Aula n
o
. 21 - A República populista, nacionalismo econômicoAula n
o
. 22 - A República populista, internacionalização da economiaAula n
o
. 23 – A crise da república populistaAula n
o
. 24 - O golpe de 64Aula n
o
. 25 - Ditadura, panorama políticoAula n
o
. 26 - Ditadura, panorama econômicoAula n
o
. 27 - Decadência da ditaduraAula n
o
. 28 - RedemocratizaçãoAula n
o
. 29 - Planos econômicos, recessão e misériaAula n
o
. 30 - A aventura de Fernando CollorAula n
o
. 31 - O triunfo do neoliberalismoAula n
o
. 32 - Fechamento do curso
 
Pré-vestibular comunitário Vetor
História do Brasil - Aula n
o
1 - As grandes navegações1. Introdução:As grandes navegações marcam um período da História européia onde os horizontes se alargamenormemente. É achado o fim do continente africano, entra-se em contato com civilizações do Oriente e doExtremo Oriente e no século XVI, uma expedição espanhola liderada pelo português Fernão de Magalhãescomprovaria que o mundo é redondo através da viagem da circunavegação. Não se deve perder de vista, noentanto, o sentido de toda essa expansão marítima. O objetivo central dos europeus era obter riquezas.2. Transição da Idade Média à Idade Moderna:. A Baixa Idade Média: A Idade Média – séculos V ao XV – é marcada pelo sistema social feudal naEuropa. A Idade Média é dividida em duas, a Alta Idade Média – séculos V ao X – e a Baixa Idade Média –séculos X ao XV. Nessa segunda parte as invasões estrangeiras diminuem bastante, levando a população e aprodução a aumentarem na Europa. Isso leva a um comércio maior, ao surgimento de feiras e cidades, é ochamado
 Renascimento comercial e urbano
. O feudalismo se expande dentro e fora da Europa, um exemploconhecido é o das
Cruzadas
para o Oriente Médio, outra área de expansão é a península ibérica.
 
. Do feudalismo ao Antigo Regime: Com o crescimento vertiginoso das cidades, do comércio e doartesanato, a relação feudal entre senhor e servo – que era de grande exploração a este último – vai perdendosentido, principalmente quando os servos começam a fugir para as cidades. A servidão e o feudalismo entramem sua crise final no século XIV, chegando logo ao seu fim. A sociedade feudal dá lugar à sociedade deAntigo Regime na Europa Ocidental a partir do século XV. No Antigo Regime, os nobres e o alto cleroperdem poder, mas ainda são os grupos dominantes da sociedade. As monarquias passam agora a sercentralizadas, com grande poder na mão dos reis. Existe, ainda, uma classe que surgira na Baixa Idade Média:a burguesia. Esta não tem o poder sobre o Estado, mas terá grande influência junto a este.3. Portugal, do surgimento à expansão marítima:. O surgimento de Portugal: Na guerra de Reconquista na península ibérica, nobres da Europa lutamcontra os mouros – muçulmanos que dominam a península desde o século VIII. Várias são as casas nobresque fazem essa luta, uma delas é a de Borgonha que funda o condado de Portucalense. Em 1139, essecondado é declarado país livre sob o nome de Portugal. Tratava-se neste momento de uma monarquia feudal,onde os senhores feudais eram poderosos, apesar da forte centralização da monarquia portuguesa.. A vocação comercial: Logo, a região ganharia importância comercial, por ser entreposto marítimo entreas duas principais regiões mercantis da Europa, as cidades do Norte da Itália e a região de Flandres – que hojeabarca a Holanda, a Bélgica e parte do Norte da França. Isso, em um momento onde a viagem por terra eraperigosa e custosa. Ficará ascendente neste momento a burguesia no país.. Revolução de Avis (1385): O reino de Castela, no entanto, considerava Portugal como um condadovassalo. Em uma disputa de trono, a grande nobreza portuguesa – almejando mais poder – alia-se ao rei deCastela contra um pretendente ao trono português, João de Avis, que é aliado da pequena nobreza, burguesese artesãos portugueses. Este último vence, dando total independência a Portugal e pondo fim ao feudalismo nopaís.. Expansão marítima: Como Portugal foi o primeiro país europeu a ter uma monarquia absoluta ainda noséculo XIV, vai ser o primeiro a se expandir ao mar, havendo para tal um grande incentivo da Coroa. Aexpansão tem início em 1415 com a tomada de Ceuta – cidade muçulmana no Norte da África – e atendia aosinteresses da nobreza e da burguesia. Portugal parte então às ilhas atlânticas e ao continente africano em buscade riquezas, em especial, de metais.. Tratado de Tordesilhas: O segundo país europeu a se expandir para o Atlântico foi a Espanha. Esta – sóunificada em 1469 – descobriu a América em 1492, pensando no período que aquelas terras eram o Oriente.Em 1494, Portugal e Espanha dividem o mundo em dois através do Tratado de Tordesilhas.. O comércio indiano: Portugal tem grande sucesso nessa expansão marítima inicial. Acha minas de ouroe prata na África, desenvolvendo ali também um importante comércio. Ainda, em 1498, descobre o caminhopara as Índias, região onde haverá os principais entrepostos comerciais portugueses no ultramar. Esse é operíodo de maior prosperidade na história de Portugal. De 1500 a 1520, chegam em Portugal 200 kg de ouroafricano por ano. Até 1530, Portugal terá o monopólio sobre o ouro africano e sobre o comércio indiano. Essemonopólio é mais um fator de lucro para os comerciantes lusos e para o Estado português.
 
Pré-vestibular comunitário Vetor
História do Brasil - Aula n
o
2 - O descobrimento do Brasil e as primeiras décadas da colônia1. Introdução:Em 2000 o governo brasileiro fez uma ampla programação de comemoração dos 500 anos dedescobrimento do Brasil. Colocam-se, então duas perguntas: será que o Brasil começou a ser colonizado em1500? E será que a colonização é um motivo para se comemorar? A resposta à primeira pergunta está logo aseguir, a resposta à segunda ficou clara no próprio calendário das comemorações, onde em cada evento havia junto uma manifestação indígena rememorando a dor dos povos nativos trazida pela colonização portuguesa.2. O período pré-colonial (1500-1530):. O descobrimento e o comércio indiano: Após a assinatura do Tratado de Tordesilhas, Portugal continuadando destaque ao comércio com as Índias. Em uma dessas viagens, a frota de Pedro Álvares Cabral, aportano litoral da América, reconhece o território e segue a sua viagem para a Índia.. O escambo de pau-brasil: Expedições feitas pela costa brasileira em 1501 e 1502 contatam naqueletempo que a única riqueza local era o pau-brasil, uma madeira tinteira. Esse passa a ser explorado em contratode monopólio e não é explorado de fato pelos portugueses, mas comprado aos índios sob forma de escambo.. A presença estrangeira: Mais que os portugueses, neste período e mesmo depois do início dacolonização, estavam pressentes outros estrangeiros no território da América portuguesa, em especial osfranceses, que eram os principais compradores do pau-brasil dos índios.3. A colonização de fato:. A motivação da colonização: A partir de 1530, a Coroa portuguesa se decide pela colonização do Brasil.Os motivos para tal são: a presença crescente de estrangeiros na colônia; a descoberta de ouro e prata naAmérica espanhola; o fim do monopólio português no comércio indiano e a conseqüente crise deste comércio.. O sistema de capitanias hereditárias: Em 1532, tomou-se a decisão de dividir a colônia em 14 capitaniashereditárias, doadas a nobres portugueses que teriam a obrigação de povoar, proteger e desenvolver seusterritórios. A grande nobreza e a burguesia portuguesa não se interessaram pelo empreendimento, deixando-oà pequena nobreza. O sistema de capitanias não foi um sucesso porque os colonos não eram poderosos osuficiente para lutar contra os estrangeiros e os índios. Não tinham também um farto capital para investir nacolônia. Mesmo assim, o sistema continuou a existir até fins do século XVIII.. O governo central: Em 1549, a Coroa portuguesa decide implantar um governo central na colônia commedo da perda do território para os franceses e após a notícia da descoberta da mina de Potosi pelos espanhóisem 1545, a maior mina de prata do mundo na atual Bolívia. A capitania da Bahia foi comprada pela Coroaportuguesa e lá se estabeleceu o governo-geral, em paralelo ao poder dos donos das capitanias.. As câmaras municipais: Outra esfera de poder na colônia que prevalece em todo o período colonial é odas câmaras municipais, que existiam apenas nas cidades mais importantes. Seus membros, os vereadores,eram constituídos pelos
homens bons
, grandes proprietários de escravos e terras. Em um momento posterior eem cidades mais mercantis, as câmaras foram ocupadas por grandes comerciantes. Eram importantes centrosde poder e de decisão na colônia e algumas vezes se confrontavam com a Coroa.. Os cristãos-novos: Importantes na colonização portuguesa na América foram os cristãos-novos, judeusconvertidos forçadamente ao cristianismo. Mais ainda após a instauração da Inquisição em Portugal em 1547,quando estes passam a ser duramente perseguidos na metrópole.. A questão indígena: Havia por volta de 3 milhões de índios na América portuguesa em 1500. Os índios‘brasileiros’ não tinham sociedades tão complexas como astecas ou incas, mas tinham o controle de umaagricultura itinerante, a
coivara
, que iria ser adotada em parte pelos portugueses. Segundo a ideologia dacolonização, a catequização dos índios era o principal motivo da colonização. Inicialmente, os portuguesesfizeram comércio com os índios, mas com as grandes plantações, começam a utilizar a mão-de-obra indígenaà força. O trabalho compulsório – obrigatório – indígena é utilizado majoritariamente em toda a colônia até1600, na maioria das vezes, em forma de trabalho escravo. Depois disso, com a redução da população nativa,o trabalho indígena passa a ser substituído pelo trabalho escravo africano nas regiões centrais da colonizaçãoe o braço indígena fica restrito às regiões periféricas, onde ainda há muitos índios. A Coroa portuguesa, logono início da colonização, proibiu a escravidão dos índios, o que era letra morta até a época pombalina. Mesmoassim, a escravidão dos índios sempre foi liberada em casos de
guerra justa
. Houve grande resistênciaindígena a essas formas de trabalho compulsório, sendo emblemática a
Confederação dos Cariris
.

Activity (56)

You've already reviewed this. Edit your review.
Andreia Miranda liked this
1 thousand reads
1 hundred reads
raf4el4 liked this
adrianaqrz liked this
thainamends liked this
kdll liked this
Niki Lauda Lima liked this
Andre Agito liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->