Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
3Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Meditação

Meditação

Ratings: (0)|Views: 308 |Likes:
Published by Spe Deus

More info:

Published by: Spe Deus on Jul 20, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/25/2012

pdf

text

original

 
SANTA MARIA MADALENA
Memória 
 – Maria Madalena ensina-nos a procurar Jesus em todas as circunstâncias. – Reconhece Jesus quando Ele a chama pelo seu nome. A sua alegria ao ver Cristoressuscitado. – É enviada pelo Senhor aos Apóstolos. A alegria de todo apostolado.
Era originária de Magdala, pequena cidade da Galileia a noroeste do lago de Tiberíades.Fez parte do grupo de mulheres que seguiam Jesus e o serviam com os seus bens. Esteve presente no Calvário, e na madrugada do dia da Páscoa teve o privilégio de ser a primeira,depois da Virgem, a ver o Redentor ressuscitado, a quem reconheceu quando a chamou pelo seu nome. O seu culto estendeu-se consideravelmente na Igreja do Ocidente durante a Idade Média. Não parece provável que fosse a mesma que derramou sobre os pés de Jesus um frasco de alabastro na casa de Simão o fariseu.
I.
Ó DEUS, Vós sois o meu Deus! Busco-Vos com solicitude; de Vós está sedenta a minha alma, deseja-Vos a minha carne, como a terra árida e sedenta, sem água 
1
, lemos no
Salmo 
responsorial da Missa.Ao cabo de vinte culos, continuam a comover-nos a delicadeza, afidelidade e o amor de Maria Madalena por Jesus. São João narra-nos noEvangelho da Missa
2
como esta mulher se dirigiu ao sepulcro logo que lhopermitiu o descanso sabático,
quando ainda estava escuro 
, em busca do Corpomorto do seu Senhor. Ele tinha-a libertado do Maligno
3
, a graça frutificara noseu coração, e ela seguira fielmente o Mestre em algumas das suas viagensapostólicas e servira-o generosamente com os seus bens. Nos momentosterríveis da crucifixão, permaneceu no Calvário
4
, bem perto d’Aquele que atinha curado dos seus males. E quando depositaram Jesus no sepulcro,continuou por ali, fazendo-lhe companhia, como talvez já tenhamos feito com ocorpo de uma pessoa amada. Testemunha-o São Mateus:
E Maria Madalena e a outra Maria estavam ali sentadas, defronte do sepulcro 
5
.Passado o sábado,
ao amanhecer do primeiro dia da semana 
6
, dirigiu-secom outras santas mulheres ao lugar onde se encontrava o Corpo de Jesus, afim de embalsamá-lo. Mas o Senhor já não está ali: tinha ressuscitado! Viu apedra retirada e o sepulcro vazio.
Correu, pois, e foi ter com Simão Pedro e com o outro discípulo, a quem Jesus amava, e disse-lhes: Levaram o Senhor do sepulcro e não sabemos onde o puseram 
7
. Pedro e João foram correndo aosepulcro. São João conta-nos que aquele momento foi definitivo na sua vida:
viu e creu 
8
. Os dois
voltaram novamente para casa 
9
, mas Maria ficou ali,chorando a ausência do Corpo do Mestre. Com uma tristeza indescritível, semainda acreditar na ressurreição, persevera, não quer afastar-se do lugar ondeviu pela última vez o Corpo adorável do Senhor.Consideramos hoje “a intensidade do amor que ardia no coração daquela
 
mulher, que o se afastou do sepulcro do Senhor mesmo quando osdiscípulos se retiraram. Procurava Aquele a quem não tinha encontrado,procurava-o chorando e, inflamada no fogo do seu amor, ardia em desejos deencontrar Aquele que julgava terem tirado. E assim aconteceu que foi a únicaque o viu naquele momento; porque, na verdade, o que dá força às boas obrasé a perseverança nelas”
10
.Não deixemos nós de procurar sempre Jesus, mesmo nos momentos emque – se o Senhor o permite – o desalento e a escuridão penetrem na alma.Não esqueçamos nunca que Ele sempre está muito perto da nossa vida, aindaque não o vejamos. Está sempre perto, porque, como diz o Apóstolo, “
Dominus prope est! 
– o Senhor me acompanha de perto. Caminharei com Ele, portanto,bem seguro, já que o Senhor é meu Pai..., e com a sua ajuda cumprirei a suaamável Vontade, ainda que me custe”
11
.II. PELA SUA PERSEVERANÇA em procurá-lo, pelo seu grande amor,Maria Madalena recebeu o dom de ser a primeira pessoa a quem Jesusapareceu
12
. A princípio, não reconheceu Jesus, apesar de estar ao seu lado.São João diz que
voltou-se para trás e viu Jesus em pé, mas não sabia que era Jesus 
13
. Apesar de tê-lo visto, não percebeu que era Cristo – vivo! – queestava ao seu lado.
Mulher 
– disse-lhe Jesus –,
por que choras? A quem procuras? 
14
As lágrimas impediram-na de ver o Mestre, a quem adivinhamossorrindo, feliz com o encontro, como quando se dirige a nós, que o procuramossem cessar, porque Ele é o mesmo então e agora.
Ela, julgando que era o hortelão, disse-lhe: Senhor, se tu o tiraste, dize-me onde o puseste, e eu o levarei 
15
.Então Jesus chamou-a pelo nome, com a entoação própria que empregavaquando se dirigia a ela.
Disse-lhe Jesus: Maria! 
16
Todas as nuvens,acumuladas no seu coração durante os ts dias, dissiparam-seinstantaneamente. “Quantas penas interiores, quantos tormentos do espíritocausados por um grande amor e para os quais não parecia haver consolo, sedesfizeram como a espuma ante uma só palavra de Jesus!”
17
E como um rioincontrolável, como se tudo tivesse sido um pesadelo, Maria olhou-o e disse-lhe:
Rabboni! 
Mestre!
18
Como se fosse uma realidade impossível de traduzir,São João quis conservar-nos o termo hebreu, familiar, com que Maria chamaratantas vezes o Senhor.“Procurava-o entre os mortos comenta Santo Agostinho –, e Eleapresentou-se vivo. Como vivo? Chama-a pelo nome:
Maria 
, e ela respondeimediatamente, mal ouve o seu nome:
Rabboni 
. O hortelão podia ter dito: «Aquem procuras? Por que chorasMas Cristo podia ter dito:
Maria 
.Chamou-a pelo nome Aquele que a chamou ao reino dos céus. Pronunciou onome que tinha escrito no seu livro:
Maria 
. E ela:
Rabboni 
, que significa Mestre.Reconheceu Aquele que a iluminava para que o reconhecesse; viu Cristo emquem antes tinha visto um hortelão. E o Senhor disse-lhe:
Não me toques,
 
porque ainda não subi para meu Pai 
(Jo 20, 17)”
19
.Como desaparecem os nossos pesares quando descobrimos Jesus vivo eglorioso, que está ao nosso lado e nos chama pelo nosso nome! Que alegriaencontrá-lo tão perto, vê-lo tão familiar, poder chamá-lo com o nosso acentopeculiar, que Ele conhece tão bem! A nossa oração é a nossa felicidade maisprofunda, e também o sustentáculo em que se apoia toda a nossa vida. Nãodeixemos de procurar o Senhor se alguma vez não o vemos; seperseverarmos, Ele virá ao nosso encontro e nos chamará pelo nosso nomefamiliar, e recuperaremos a paz e a alegria, se as tivermos perdido. Uma sópalavra de Jesus devolve-nos a esperança e a vontade de recomeçar.Não esqueçamos em situação nenhuma que “o dia do triunfo do Senhor, dasua Ressurreição, é definitivo. Onde estão os soldados que a autoridade tinhadestacado? Onde estão os selos que tinham colocado sobre a pedra dosepulcro? Onde estão os que condenaram o Mestre? Onde estão os quecrucificaram Jesus?... Perante a sua vitória, produz-se a grande fuga dospobres miseráveis. Enche-te de esperança: Jesus Cristo vence sempre”
20
.Também vence na nossa vida e triunfa sobre os nossos defeitos e fraquezas,por mais inamovíveis que nos pareçam ser, se sabemos procurá-lo a todo ocusto.III. DEPOIS DE CONSOLAR MARIA, o Senhor encarrega-a de transmitiruma mensagem aos Apóstolos, a quem chama carinhosamente
irmãos 
. E
foi Maria Madalena e anunciou aos discípulos: Vi o Senhor! 
; a seguir, contou-lhestudo o que tinha acontecido
21
. Podemos imaginar a alegria com que Maria teriapronunciado essas palavras:
Vi o Senhor! 
É o gozo e a alegria de todo oapostolado em que se anuncia aos outros, de mil formas diversas, que Jesusvive. São Tomás de Aquino comenta a este propósito: “Por esta mulher, que foia mais solícita em reconhecer o sepulcro de Cristo, designa-se toda a pessoaque anseia por conhecer a verdade divina e que, portanto, é digna de anunciaraos outros o conhecimento de tal gra como Maria o anunciou aosdiscípulos –, para que não deva ser repreendida por ter escondido o talento”. Eo santo Doutor conclui: “Esse gozo não nos foi concedido para que o ocultemosno segredo do nosso coração, mas para que o mostremos aos que amam”
22
,para que o publiquemos aos quatro ventos.Quem encontra Cristo na sua vida, encontra-o para todos. A notícia daRessurreão propagou-se como um inndio nos primeiros culos; oscristãos eram conscientes de serem portadores da
Boa Nov
, discípulosgozosos d’Aquele que, tendo morrido por todos, ressuscitara ao terceiro dia,
como tinha anunciado 
. Eram um povo feliz no meio de um mundo triste; e a suaalegria, como a nossa, procedia de estarem perto de Cristo vivo. O apostoladoé sempre a comunicação de uma mensagem alegre, a mais gozosa de todas.Pedimos hoje a Santa Maria Madalena que nos consiga do Senhor o seuamor e a sua perseverança em procurá-lo. E uma vez que foi a ela,
antes que 

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->