Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
31Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
NECESSIDADE DE ELIMINAR 2010(4)

NECESSIDADE DE ELIMINAR 2010(4)

Ratings: (0)|Views: 5,659 |Likes:
Published by mariana_pinheiro7

More info:

Published by: mariana_pinheiro7 on Jul 24, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/09/2013

pdf

text

original

 
NECESSIDADE DE ELIMINAR
NECESSIDADE DO ORGANISMO EMREJEITAR AS SUBSTANCIAS INUTEISE PREJUDICIAIS RESULTANTES DOMETABOLISMO
João Manuel Garcia do NascimentoGraveto,RN, MSc, Ph
Escola Superior deEnfermagemde Coimbra
2010
“Eliminação éum tipo de função com ascaracterísticas específicas: movimento eevacuação de resíduos sob a forma deexcreção.”(CIPE/ICNP, 2003, pág. 25)
RimIntestinoPelePulmãoÚtero
FACTORES QUE INFLUENCIAM ASATISFAÇÃO DA NECESSIDADE
B
IOLÓGICOS/FISÍCOS
 –
Alimentação;
 –
Exercício:
 –
Idade;
 –
Horário.
PSICOLÓGICOS: Emoções/Ansiedade/StressSÓCIOCULTURAIS E AMBIENTAIS
-Normas Sociais e Culturais-Plano de saúde comunitária
Focos da Prática deEnfermagem
Autocuidado:
“Éum tipo de acção realizada pelo próprio com ascaracterísticas específicas: tomar conta do necessário para se manter,manter-se operacional e lidar com as necessidades individuais básicase intimas e as actividades de vida.”(CIPE/ICNP, 2003, pág. 55)
Autocuidado: Ir ao Sanitário
“(...) éum tipo de autocuidadocom as características específicas: levara cabo as actividades de eliminação, fazendo a sua própria higieneíntima, limpar-se depois de urinar ou evacuar, deitar fora os produtosde eliminação, por exemplo puxar o autoclismo de maneira adequada,no sentido de manter o ambiente limpo e evitar a infecção.”(CIPE/ICNP, 2003, pág. 56)
Focos da Prática deEnfermagem
“Eliminação intestinal
-éum tipo de eliminação com ascaracterísticas específicas: movimento e evacuação das fezes peladefecação, habitualmente uma vez por dia e em fezes moles emoldadas.”(CIPE/ICNP, 2003, pág. 25)
“Eliminação vesical
-éum tipo de eliminão com ascaracterísticas específicas: fluxo e excreção da urina por meio demicção, habitualmente 4/6 vezes durante o período diurno, comuma quantidade média excretada de aproximadamente 1000 a 2000ml nas 24 horas em condições dietéticas normais.”(CIPE/ICNP,2003, pág. 25)
 
Eliminação
R.N.Cr.AdultoIdosoVesical
Transparente/ Amarela claraCorpH4.5 a 7.5 ligeiramente ácidaDensidade1003 e 1030 (conc. solutos disssolvidos)Quantidade
30 a 300ml/dia
500 a 1200ml/dia1200 a 1400ml/dia1200 a 1400ml/di
Frequência
Micção frequente4 a 5 vezes/dia5 a 6 vezes/dia6 a 8 vezes/dia
Intestinal
Cor
Mecónio/ amarelaCastanha
Consistência
Moldáveis
Frequência
1 a 2 vezes/dia1 vez/dia ou em dois dias
Sudorese
Quantidade/odo
r
Mínima. Varia segundo alimentação, clima, condições de higiene
 
Características da urina (Cont.) 
Urina
Principais constituintes: água, ureia e eletrólitos(Na, Cl, etc.)50/70 ml/hora de urina
1200 ml a 1400 ml/24horas
Volume
Oligúria
diminuição da produção urina (<400ml/24 horas)Anúria
ausência de formação de urina (< 100 ml/24 horas)Micção normal 250-500 ml
Cor
Normal
Amarelo pálido/claroHetica
presença de sangue, vermelho escuro ou fumadaAmarelo escuro
concentrada ou presença bilirrubinaAmarelo vivo
ingestão carotenoPiúria
presença de pús
Características da urina 
Aspecto
TransparenteTurva em contacto com o arSe a urina
fresca 
se apresenta turva
bactérias, líquido prostáticoouesperma
Cheiro
Urina
fresca 
cheiro característicoCheiro amoniacal
contacto arSe infectada
cheiro desagradávelCheiro adocicado
presença acetona ou corpos cetónicos
pH
4,5-7,5; densidade 1003 e 1030 (conc. solutos disssolvidos)
TERMINOLOGIA DE INDEPENDÊNCIA
Defecação:
Evacuação de matéria fecal;
Diurese:
Quantidade de urina eliminada/dia;
Micção:
Emissão de urina;
Fezes:
Matéria fecal eliminada pelo intestino;
Suor:
Produto de secreção das glândulas sudoríparas;
Urina:
Líquido claro, transparente evacuado pelauretra.
 
IntervenIntervençções de Enfermagemões de Enfermagempara manter a Independênciapara manter a Independência
Explorar os hábitos de eliminação do cliente;
Planear horários de eliminação;
Ensinar sobre a importância de:
Eliminação regular;
Técnicas de relaxamento e privacidade;
Identificar factores que podem influenciar/modificar aeliminação (medicamentos, bactérias, ...);
Higiene adequada;
Exercício físico;
Posicionamento;
Alimentos que favorecem a eliminação/Dieta.
Manutenção Padrão normal do Sist. Urinário 
Ingerir 1000/1500ml líquidos
aumento de produção de urina
diminuição do risco de produção de cálculos e infecçãourinária
Exercício físico
tonicidade músculos abdominais
Atenção àprivacidade
relaxamento
Aliviar o desconforto (dor
aumenta a tensão muscular, reduza concentração para o relaxamento)
Atenção ao posicionamento
decúbito dorsal dificulta micção
»
Efeito de gravidade, redução da pressão abdominal
Atenção ao efeito de sugestão (som da água a correr,mergulhar mãos)
Ensino sobre a eliminação
 –
(funcionamento sist. Urinário, factores influenciam micção,sinais e sintomas relacionados problemas micção, métodospara prevenir/resolver problemas, actividades auto-cuidadona manutenção de um padrão normal de eliminação)
TERMINOLOGIA DE DEPENDÊNCIA
Obstipação:
Ou prisão de ventre -fezes sólidas, pequenas, pouco frequentes oudifíceis de serem expelidas, com a sensação de evacuação incompleta.
Diarreia:
Evacuação de fezes líquidas e frequentes
Fecaloma:
Acumulação de matéria fecal por diminuição de líquido;
Flatulência:
Presença de gases no estômago e/ou intestino;
Meteorismo:
Dilatação abdominal resultante dos gases contidos no intestino;
Cólicas:
Dores provocadas por movi/s peristálticos exagerados;
Incontinência:
Emissão involuntária de fezes, urina ou ambas;
Tenesmo:
Sensação de defecar sem resultado;
Amenorreia:
Ausência de menstruação;
Dismenorreia:
Menstruação dolorosa;
Menorragia:
Hemorragia uterina excessiva em quantidade e duração;
Metrorragia:
Hemorragia fora do período menstrual;
 
TERMINOLOGIA DE DEPENDÊNCIA (cont.)
Retenção Urinária:
Acumulação de urina na bexiga;
Globo vesícal:
Distensão vesicalcausada por retenção urinária;
Enurese:
Emissão involuntária/inconsciente de urina durante a noite;
Nictúria:
Emissão de urina de noite;
Anúria:
Ausência de urina na bexiga por défice de produção de urina nos rins;
Disúria:
Emissão de urina difícil e dolorosa;
Polaquiúria:
Necessidade frequente de urinar;
Oligúria:
Diminuição da quantidade de urina em 24 horas (diminuição da formação deurina);
Poliúria:
Emissão de urina em quantidade superior ao normal;
Albuminúria:
Presença de albumina na urina;
Glicosúria:
Presença de glicose na urina;
Hematúria:
Presença de sangue na urina.
 
Eliminação Vesical 
SistemaUrinárioVolume H
2
O
Equilíbriohidro-eletrolíticoH
2
O, Na, K
Eliminação Vesical Sistema UrináriSistema Urinário 
•Dois rins,•Dois ureteres,•Uma bexiga,•Uma uretra•Dos cerca de 5 litros desangue bombeados pelocoração a cada minuto,aproximadamente 1.200ml, pouco mais de 20%deste volume flui, nestemesmo minuto, atravésdos nossos rins.
Eliminação Vesical 
Cada rim écomposto por 1 milhão nefrónios(unidade funcionalrim)Éno nefrónioque o sangue éfiltrado e os eletrólitos, H2o e outrassubst. são segregadas, excretadas ou absorvidas1200 ml de sangue passam pelo rim /minutoO gloméruloconstituído pelo novelo de capilares envolvido pelacápsula de Bowmane o sist. de túbulosfiltram 125/130 ml/minuto98% do filtrado glomerularéreabsorvido (H2O, NaCl, creatinina,glicose, aminoácidos, lactato e vit. C)

Activity (31)

You've already reviewed this. Edit your review.
Juliana Morais liked this
1 thousand reads
1 hundred reads
antimoengoobono liked this
Carla Marisa liked this
Carla Marisa liked this
Feduncia liked this
Feduncia liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->