Welcome to Scribd. Sign in or start your free trial to enjoy unlimited e-books, audiobooks & documents.Find out more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
5Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Alimentação - Mudando o mundo do quintal de casa - Flávia Gianini - alimentos

Alimentação - Mudando o mundo do quintal de casa - Flávia Gianini - alimentos

Ratings:

4.5

(1)
|Views: 749|Likes:
Published by hortacasa

More info:

Published by: hortacasa on Jun 19, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/17/2012

pdf

text

original

 
mudando o mundo do quintal decasa
alimentação
Família americana conta em livro a experiência de viver um anocomendo só o que cultivava e trocava com os vizinhos para provar a viabilidade da agricultura sustentável 
FLÁVIA GIANINI
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA
Ela não protestou nua, nem fez greve de fome, nem abraçouárvores, mas conseguiu uma vitória considerável para qualquer ativista ecológico. Para provar a viabilidade da agriculturasustentável e a importância de pensar a alimentação politicamente,a escritora Bárbara Kingsolver e sua família viveram um ano sócomendo alimentos orgânicos que produziam na própria fazenda outrocavam com pequenos agricultores vizinhos.A experiência hercúlea, narrada sem perder o bom humor, écontada no livro "O Mundo É o que Você Come" (ed. NovaFronteira), que está sendo lançado nesta semana no Brasil. Naslivrarias americanas há um ano, o registro da experiência familiar está há 23 semanas na lista de mais vendidos do "New York Times".Formados em biologia, a autora e seu marido, Steven L. Hopp,sempre foram ligados ao campo e à natureza. O casal tentava aomaximo levar um estilo de vida natural e saudável com as duasfilhas em Tucson, segunda maior cidade do Estado americano doArizona. Eles moravam em um sítio, cultivavam legumes epassavam as férias na fazenda da família no interior da Virgínia.Mas dois anos de seca na região de clima árido geraram uma pioraprogressiva na qualidade de vida.Assim, os antigos planos para uma vida rural ficaram mais atraentesa partir de 2004. "Bebíamos a água que as autoridades garantiamser potável, mas elas desaconselhavam o uso nos aquários porquematavam os peixes", disse a filha mais velha do casal, Camille, 21,em entrevista por telefone à Folha. A estudante de biologia garanteque a mudança foi compartilhada por todos. "Havia o plano de
 
produzir alimentos próprios. Mas o Arizona era um deserto compoucas opções de culturas familiares viáveis."A fuga do Arizona ensolarado era uma tentativa de alinhar a vidacom a cadeia alimentar e abandonar o comportamento de "leitoresde rótulos desconfiados". Mas a despedida da antiga vida passoulonge do ecologicamente correto. Antes de encarar os cinco dias decarro até a Virgínia, eles pararam para abastecer o tanque decombustível e a bolsa com um pouco de "junk food".Ao chegar à fazenda, o primeiro desafio foi definir o cardápio deacordo com as estações do ano. No desafio, exceções para óleo,azeite, vinagre e alguns grãos, de produção e processamentoimprovável naquela região dos EUA.O planejamento e a experiência não evitaram os percalços. A perdadas hortaliças com a chegada do frio foi só um dos problemas. "Deumedo de não ter o que comer no dia seguinte", conta a estudante.Criatividade era a solução. "Durante uma semana, a base docardápio foi abóbora. Teve pão, torta, sopa e cozido. Até asobremesa era de abóbora", lembra.Matar os frangos que criaram desde pintinhos também não era fácil."Conflitos morais eram inevitáveis no início, mas aprendemos avalorizar o consumo consciente e a importância desses animais nanossa alimentação durante o inverno", afirma Camille.A jovem pretende se especializar em nutrição após concluir o cursode biologia. Se abater os frangos já era difícil, imagine perus demais de 20 quilos. "Precisávamos estocar tudo o que fosse possívelantes do inverno", diz. A família produzia artesanalmente salsichas,lingüiças e mussarela.
Receita possível
Todo o trabalho de subsistência era feito em grupo e as dificuldadesdeixavam as vitórias maiores. Camille se lembra da festa deaniversário de 50 anos da mãe. "Alimentamos mais de cempessoas apenas com alimentos da região. O cardápio incluíaentrada, prato principal e sobremesa", conta.Ela e o pai participaram do livro. Cada um tem espaço próprio, ondeabordam questões sobre política alimentar e produção orgânica.
 
Camille, que durante o ano na fazenda entrou na universidade, falasobre as dificuldades de manter seu estilo de vida comendo acomida do campus. Também é a responsável pelas receitas criadas,adaptadas ou testadas pela família no período. Ela garante que épossível alimentar crianças avessas a legumes com cookies deabobrinha.Barbara escreve que, se o atual padrão de consumo gera desgasteao ambiente, pequenas mudanças têm grandes resultados. "Acomida na prateleira de um mercado americano percorreu umadistância maior do que a maioria das famílias percorre nas férias.Em média, 2.500 km. Se cada americano fizesse uma refeição por semana com alimentos locais, 1,1 milhão de barris de petróleoseriam economizados."A escritora não economiza críticas ao "american way of life". Odiscurso político ácido, porém, tem argumentação sólida, baseadaem dados sobre a cadeia de produção de alimentos. Guardadas asdevidas proporções, as críticas servem aos padrões da maioria dasgrandes cidades.Hoje, a fase radical passou. A família vive na fazenda, mas compraboa parte do que consome, desde que seja produzida de formasustentável, de preferência orgânica. Entrar em contato com a terra,consumir alimentos de procedência conhecida, escolher de acordocom a estação e aproveitar ao máximo os recursos naturais: essa éa receita da família para não agredir o ambiente.
O Mundo É o que Você Come
 Editora: Nova FronteiraQuanto: R$ 44,90 (480 págs.)Site da famíliawww.animalvegetablemiracle.com 
Abaixo, fotos que estão no site da família:

Activity (5)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Telma Guerreiro liked this
celidasocorro liked this
JOAORS liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->