Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword or section
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Palmas - Lei 45, 22/03/90

Palmas - Lei 45, 22/03/90

Ratings: (0)|Views: 363|Likes:
Código de Obras de Palmas
Código de Obras de Palmas

More info:

Published by: Tarcísio Gontijo Cunha on Jul 29, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/28/2011

pdf

text

original

 
LEI Nº 045/90, DE 22 DE MARÇO DE 1990
"
Altera a Lei nº 31, de 07 de dezembrode 1989, que estabelece o CódigoMunicipal de Obras".
A CÂMARA MUNICIPAL APROVOU E EU SANCIONO A SEGUINTE LEI:
. TÍTULO IPARTE GERALCAPÍTULO IAPLICAÇÃO DO CÓDIGO
Art. 1º - O Código de Edificações de Palmas disciplina toda construção,modificação de edifícios ou demolição realizada na área do município, por qualquer  proprietário.Art. 2º - O objetivo deste Código é disciplinar a aprovação, a construçãoe a fiscalização, assim como as condições mínimas que satisfaçam a segurança, oconforto e a higiene dos usuários e dos demais cidadãos.Art. 3º - O Código conservar-se-á adaptado permanentemente ao PlanoDiretor de Palmas.
CAPÍTULO IIPROCESSAMENTO DE PROJETOS E CONSTRUÇÃOSEÇÃO IProfissionais Habilitadosa projetar e construir
Art. 5º - Toda construção terá um responsável técnico e obedecerá a um projeto elaborado por profissionais legalmente habilitado.Art. 6º - Serão considerados legalmente habilitados a projetar, construir,calcular e orientar, os profissionais que satisfizerem às exigências da legislação doexercício das profissões de engenheiro e arquiteto e normas complementares doConselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia - CREA - e ConselhoFederal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia - CONFEA.Parágrafo Único - As firmas e os profissionais legalmente habilitadosdeverão, para o exercício de suas atividades em Palmas, estar inscritos em cadastro próprio do órgão técnico da Prefeitura e no cadastro Fiscal do Município e estar quitescom a Fazenda Municipal.
Tualizado em 05/04/2000 por Silvania Reis
 
2
SEÇÃO IIApresentação e Aprovação de Projetos
Art. 7º - Para a aprovação de projetos de construção, demolição emodificações, o interessado deverá apresentar à Prefeitura de Palmas o projeto dearquitetura acompanhado dos seguintes documentos:I - requerimento - conforme formulário próprio aprovado pela Prefeitura;II - comprovante do recolhimento da taxa do CREA, acompanhado dedeclaração de responsabilidade técnica;III - certidão negativa de bito do imóvel, fornecida por órocompetente do Fisco municipal;IV - guia do IBGE;V - inscrição da obra do INPS;VI - documento de propriedade do terreno.§ 1º - O projeto de arquitetura deverá ser apresentado em cinco cópias nomínimo, perfeitamente legíveis sem rasuras ou emendas, contendo obrigatoriamente:a) planta de situação do terreno na quadra, na escala mínima de 1:1.000,devidamente cotada, contendo a orientação norte-sul e todos os elementos quecaracterizam o terreno, ou seja, numeração de quadras e lotes, dimensões de área,largura e logradouro fronteiro; b) planta de locação de edificação do terreno na escala mínima de 1:200,constando as distâncias da mesma às divisas;c) planta de cada pavimento na escala mínima de 1:100, indicando adestinação dos compartimentos, suas dimensões, área, medidas das aberturas deiluminação e ventilação e cotas de nível. Deverá conter ainda a área e dimensõesexternas dos pavimentos;d) planta de cobertura na escala mínima de 1:100 indicando a dimensãodos beirais;e) elevações que dêem para os logradouros, na escala mínima de 1:100,contendo todos os elementos arquitetônicos e decorativos;f) cortes longitudinais e transversais, na escala nima de 1:100 econvenientemente cotados, em quantidade suficiente para o perfeito entendimento do projeto, contendo:1 - numeração dos pavimentos;2 - altura: dos pés direitos, das aberturas de ventilação e iluminação, dos peitoris e barras impermeáveis e da cobertura;3 - cotas de terreno quando este for acidentado;4 - no caso de existência de escadas e/ou rampas, estas deverão constar  pelo menos num dos cortes.g) legenda ou carimbos localizados no extremo direito inferior da folha,de acordo com as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT, ou
 
3
seja, 185 x 297m ( cento e oitenta e cinco por duzentos e noventa e sete milímetros),contendo os seguintes elementos:1 - natureza e local da obra;2 - área do terreno;3 - área ocupada pela construção;4 - área total da construção;5 - nome do proprietário e assinatura;6 - nome do autor do projeto, assinatura, título e número da carteira profissional;7 - nome do responsável técnico pela execução da obra, assinatura,título e número da carteira profissional;8 - indicação dos desenhos ( com as respectivas escalas), contidos emcada folha de projeto.§ 2º - A Prefeitura poderá solicitar memorial descritivo da obra, sempreque o mesmo se fizer necessário, para o perfeito entendimento do projeto.§ 3º - Havendo obrigatoriedade de instalação de elevadores, deveráconstar do projeto o cálculo de tráfego destes elevadores, segundo as normas técnicas daABNT.§ 4º - As instalações e equipamentos de proteção contra incêndio,quando necessárias, deverão receber aprovão prévia do Corpo de Bombeiros, eatender ao parágrafo 2º do artigo 78 do presente Código.§ 5º - Os projetos elétricos devem ser elaborados de acordo com asnormas das Centrais Elétrica do Tocantins - CELTINS e observado as da ABNT.§ 6º - Todos os projetos complementares deverão obedecer às normas daABNT.§ - Nos projetos de modificação, acscimo e reconstrão deedifícios, serão observadas as seguintes convenções:a) tinta preta, construção a ser conservada; b) tinta vermelha, construção a ser executada;c) tinta amarelar, construção a ser demolida.§ - A Prefeitura poderecusar a aprovação de projetos queapresentam e sua organização deficiências quanto à higiene e ao conforto dosmoradores, ou soluções estáticas inconvenientes à paisagem urbana.§ 9º - A aprovação do projeto não implicará no reconhecimento por parteda Prefeitura, do direito de propriedade do terreno.Art. 8º - A Prefeitura poderá elaborar e fornecer projetos de construções populares a pessoa sem habitação própria e que os requeiram para sua moradia,atendida a regulamentação específica por parte da Prefeitura.

Activity (2)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->