Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
4Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Nisseno - Vida de Macrina

Nisseno - Vida de Macrina

Ratings: (0)|Views: 35 |Likes:
Published by Basiliade

More info:

Published by: Basiliade on Aug 10, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/13/2013

pdf

text

original

 
 
São Gregório de Nissa
Vida de Macrina
 — para o monge Olímpio —
Fonte: http://www.ricardocosta.com/textos/macrina.htmTradução: Profa. Adriana Zierer 
 
 
2
 Introdução
[960A] A forma desse volume, se alguém pode julgar pelotítulo, é aparentemente epistolar, mas este volume excede ode uma carta, estendendo como faz na extensão de umlivro. Minha apologia deve ser que o assunto no qual tu meofereceste escrever é maior do que pode ser condensadonos limites de uma carta.Tenho certeza que tu não esqueces do nosso encontro,quando, no meu caminho para Jerusalém, noprosseguimento de um voto, para ver as relíquias dapermanência do Senhor na carne e nas marcas atuais. Eute procurei na cidade de Antioquia, e tu deves lembrar-te detodas as diferentes conversas que tivemos, pois não erausual que o nosso encontro fosse silencioso, quando a suasagacidade fornecia tantos assuntos para a conversa. Comosempre acontece nesses momentos, a [960B] conversa fluiuaté que nós viemos a discutir a vida de algumas pessoasfamosas.Nesse caso, foi uma mulher que nos forneceu o nossoassunto; se, de fato, ela devia ser uma mulher de estilo, eunão sei se é conveniente designá-la pelo seu sexo, a quemultrapassou tanto o seu sexo. Nosso interesse por ela nãofoi baseado na narrativa de outros, mas nossa conversa foiuma descrição acurada daquilo que aprendemos pelaexperiência pessoal, nem precisava ser autorizada porestranhos. Nem mesmo a referida virgem era desconhecidano nosso círculo familiar para fazer necessário aprender asmaravilhas da sua vida através dos outros, mas ela veio dosmesmos pais que nós sendo então que falaremos daprimeira fruta ofertada, porque ela foi a primeira nascidado útero de minha mãe.Então, tu decidiste que a história de sua nobre carreira valea pena ser contada para evitar que tal vida sejadesconhecida no nosso tempo, e que o registro de umamulher que cresceu [960C] pela filosofia para a maiorelevação da virtude humana passando pelas sombras doesquecimento inútil, eu acho por bem obedecer a ti e, empoucas palavras, como eu posso melhor contar a históriadela de uma maneira não meditada e num estilo simples.
 
 
3
Os pais de Macrina
O nome da virgem era Macrina; ela foi assim chamada porseus pais depois de uma famosa Macrina algum tempoantes na família do pai da nossa mãe que tinha confessadoa Cristo [962A] como um bom atleta no tempo dasperseguições. Este, de fato, era o seu nome para o mundoexterno, aquele usado pelos seus amigos. Mas outro nometinha sido dado a ela privadamente como resultado de uma visão antes do seu nascimento neste mundo. Porque, defato, sua mãe era tão virtuosa que ela havia sido guiada emtodas as ocasiões pela vontade divina.Particularmente, ela amava tanto um modo de vida puro esem mancha que ela não queria se casar. Mas desde que elaperdeu ambos os pais, e ela havia desabrochado na suabeleza de juventude e, a fama da sua boa aparência estavaatraindo muitos pretendentes e havia muito perigo nisso, seela não tivesse um companheiro de boa vontade, elapoderia sofrer algum fato não desejado, vendo que algunshomens, inflamados pela sua beleza, estavam prontos paraseqüestrá-la, por causa disso ela escolheu para seu maridoum homem que era conhecido e aprovado pela seriedadede sua conduta e assim ganhou o protetor de sua vida.
O nascimento de Macrina
No seu primeiro parto ela se tornou mãe de Macrina.Quando veio a hora devida, as dores agudas do partoterminaram, ela adormeceu e parecia estar carregando emsuas mãos aquilo que ainda estava em seu útero. E alguémcom forma e brilho mais esplêndido que um ser humanoapareceu e dirigiu-se à criança que ela estava carregandopelo nome de Thecla, que Thecla, eu quero dizer, que é tãofamosa entre as virgens.Depois de fazer isto e testemunhar isso três vezes, elepartiu da sua vista e deu a ela um parto fácil, de maneiraque, naquele momento, ela acordou do sono e viu seusonho realizado. Agora, esse nome era usado apenas emsegredo. Mas [962C] parece-me que a aparição não fala

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->